1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Artigo Facilidade em desmontar o computador / portátil

Discussão em 'Análises, Artigos e Guias - Hardware' iniciada por Metro, 27 de Abril de 2012. (Respostas: 34; Visualizações: 4958)

  1. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    [​IMG]


    Peguei no facto de o ifixit ter dado o score máximo ao HP Z1 no que se refere à facilidade de desmontar os componentes e escrevi um pequeno artigo para o Portal.


    [​IMG]


    Deixo duas imagens do Z1 para verem.
    No dia em que vi o anúncio pedi um para análise mas a HP não tinha disponível.

    Isto faz-me sentido e não percebo porque é que se complica tanto as coisas. Complica as coisas às próprias marcas.
     
    Última edição: 27 de Abril de 2012
  2. Gato Preto

    Gato Preto Membro Felino

    Na verdade, IMO, faz todo o sentido para as marcas que os seus computadores sejam difíceis de desmontar. Assim, reduz-se a probabilidade de se conseguir reparar o aparelho em caso de avaria ou até mesmo de fazer upgrades, levando a que o consumidor opte por comprar um novo.
     
  3. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    Num deskop por mais voltas que se dê não é difícil. Por vezes encontram-se é asneiras na forma como as coisas estão montadas. Desde encontrar CPUs com autocolantes quando se tira o cooler ou no tempo dos discos IDE para poupar um cabo não separar. Não fazia sentido.

    Nos portáteis quanto mais complicado pior quando têm que reparar.
    A outra questão é o inventário de produtos. Com tantos modelos diferentes só complicam.
     
  4. vici

    vici Power Member

    Metro concordo, deveriam facilitar mais...

    Ainda existe alguns portateis, que abres com facilidade, tens logo acesso por baixo.

    Outros tens que desmontar o portatil todo, e por vezes podes fazer asneiras, só para chegar por exemplo a pilha da board, para fazer um simples reset Cmos.
     
  5. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    Completamente de acordo :)
     
  6. tiagoepm

    tiagoepm Portugal@Home Member

    Eu de certa forma concordo com as marcas (principalmente nos portáteis) em complicarem os acessos.

    Acesso ao disco e ram ? Obrigatório. E acho claramente que nos ultrabooks/netbooks várias marcas falham por isso (asus 1201, 1215 etc)

    Acesso a tudo o resto ? Vamos ser sinceros, quantas pessoas sabem o que estão a fazer quando abrem os portáteis?
    Já vi de tudo, pessoas a estragarem portáteis por não saberem o que fazer. E claro depois as culpas são atiradas para a marca, "ai isto é material fraco etc etc".


    Eu, tentava chegar a um consenso.

    -Series profissionais, deveriam permitir um acesso a todos os componentes
    -Series "standart" acesso a disco/s, ram.
    -Ultrabooks, netbooks acesso a disco, ram.



    Agora desktop, a margem de erros é menor e como tal o acesso a todos os componentes é essencial e nem se põe em causa.

    All-in-one, aqui volta o mesmo problema dos portateis, até que ponto deve ser a acessibilidade aos componentes.


    Acredito que 90% das pessoas que são aqui regulares no fórum tem conhecimentos, mas falando da população mundial, que percentagem sabe o que está a fazer?


    Em suma concordo com o Gato Preto, mas também acho que é uma espécie de escudo protector do nome das marcas.
     
  7. vici

    vici Power Member

    tiagoepm mesmo pessoal mais especializado poderá fazer asneiras, mesmo sabendo bem o que esta a fazer.

    Para isso não facilitavam em certos modelos, dessa maneira de pensar, não haveria exceções.

    Por exemplo A minha irma tem o Acer 5378ZG, tens acesso todo por baixo, mesmo a pilha Cmos tiras com maior das facilidades.

    Já o meu Acer 5742ZG precisas desmontar quase o portatil todo...como vês são da mesma marca, para isso ou faciliavam o acesso a todos ou dificultava a todos.

    Lá esta mesmo para as marcas o acesso facil só facilitava, mesmo em caso de RMA era outra coisa.
     
  8. tiagoepm

    tiagoepm Portugal@Home Member

    Se reparares cada vez menos modelos tem esse acesso facilitado.
    Os mais antigos, pelo menos os que eu tive/passaram pelas mãos o acesso era quase completo, 4 parafusos e já estava.

    Acredito que a tendência actual vai ser dificultar o acesso.

    E falaste dos casos de RMA, maior parte dos problemas implicam quase sempre "abrir" o portátil quase todo. Mas sim em alguns casos facilitava imenso esse acesso.

    Mas este é um assunto que nós não temos qualquer influencia. As marcas fazem o que acham melhor para eles.



    Claro que compreendo o que o Metro quis dizer, o que tu queres dizer, e eu partilho da mesma opinião de certa forma, mas também temos pensar sempre fora da nossa esfera.

    No meu caso por exemplo, utilizo todos os dias um rodinhas baixas de 11,6" da sony que anda praticamente comigo para todo o lado.
    O sistema de refrigeração não é dos melhores, para aceder ao processador/ventoinha não consigo sem perder a garantia, nem mesmo com ar comprimido consigo lá chegar.
    Tenho 2 opções, 1 ou 2 semanas sem o portatil (impensável porque o que tenho para substituir tem o dobro do peso e tamanho), ou perco a garantia para o limpar.
     
  9. vici

    vici Power Member

    O Acer que indiquei não é muito antigo (2anos), pelos portateis que já tive "antigos" foi sempre de dificil acesso...

    Disseste que 90% das pessoas aqui no forum tem conhecimento, (penso que estas a referir os problemas e as dificuldades que pode surgir certo?) ou estas a referir as pessoas que são capazes que abrir um portatil completo?

    Se for esta 2º opção, muito honestamente acho que nem 50% tem esse conhecimento.

    Agora gostava era ver a analise a esse HP Z1 que o Metro descreveu neste tópico.
     
  10. tiagoepm

    tiagoepm Portugal@Home Member

    Já tive por aqui desde tsunami (este era mesmo 4 parafusos e tinhas acesso a tudo, infelizmente era um portatil com uma gráfica de problemas crónicos, 2 vezes por ano lá ia para trás para uma board nova), acer com 2 acessos, o primeiro para a ram e o segundo conseguia aceder ao disco, placa de rede e com ar comprimido conseguia limpar o resto, para aceder mesmo a tudo tinha meia dúzia de parafusos que também saiam facilmente e a parte de trás "saltava" facilmente, hp com problemas de aquecimento crónicos também fácil de abrir e limpar.

    90% das pessoas tem conhecimentos para saber a causa do problema e inteligência para saber que se não são capazes não mexem.

    O problema que eu refiro continua a ser aqueles que acham que é a peça X, começam a abrir e dá asneira no final.


    Como por exemplo, pedirem me para mudar um disco num mac mini, tá bem tá, prefiro ficar quieto que aquilo parece um puzzle, embora a partir do modelo mid 2010 pareça mais fácil.


    Continuo a achar que se as marcas facilitarem o acesso vai dar asneira, porque muitos vão começar a estragar portáteis e a culpar a marca
     
    Última edição: 29 de Abril de 2012
  11. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    tiagoepm:

    Onde quero chegar é que quanto mais complicado mais custos de produção. Os portáteis mais difíceis de desmontar também custam mais a montar. O risco de o próprio profissional estragar algo também é grande.

    Os desktops por mais que se faça não há solução. Está tudo acessível. Claro que podem sempre colocar um selo e ai por mais acessível que esteja não consegues desmontar que quebra o selo.
     
  12. vici

    vici Power Member

    Metro fora os componentes para alem ser muito mais caros, são muito mais dificeis de arranjar.
     
  13. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    Estás a falar dos portáteis?

    Como disse não percebo porque é que há marcas com 50 modelos diferentes e peças diferentes. Há componentes que se fossem usados em vários reduzia imenso o stock e o preço de fabrico também.
     
  14. vici

    vici Power Member

    Exato Metro...

    Sim estou a referir aos portáteis, discos e memorias ainda encontras com certa facilidade, os restantes componentes são caros, especialmente as Board´s, para alem ser dificeis de encontrar, custam por vezes o valor do portatil ou até mais caros em alguns casos.

    As gráficas normalmente são soldadas a board.

    Neste caso quando avariam normalmente não compensa o arranjo...enquanto num Desktop as coisas são bem diferentes.
     
  15. DannyLumix

    DannyLumix Power Member

    É uma questão muito interessante. No meu Compaq, que pertence à HP, queria limpar a ventoinha porque tem pó e o PC em idle está sempre nos 50/60º e pelo que vi no youtube é preciso desmontar TUDO. Sim, tenho de desmontar o ecra inclusive, mais o teclado e todos os componentes. Claro que não vou fazer isso sugeitando-me a estragar o pc.
    Por outro lado vi um Dell em que bastava abrir um tampa em baixo e dava pa limpar o interior, o que é bastante bom para fazer manutenção ao PC.
     
  16. like.no.other

    like.no.other Power Member

    Exacto, já fiz esse trabalho num Q60 e foi o cumulo.
    Tive que desmontar literalmente tudo! Para limpar o cooler e trocar pasta térmica. Penso que não é admissível.
    O Insys 8761SU, que é um portatil fraco, como toda a gente sabe, nisso é fantástico. Três parafusos, tampa levantada e tens acesso a memórias e sistema de refrigeração. netbooks já não é bem assim, tenho um N150 (Samsung) e para trocar o disco tenho que lhe tirar a parte inferior toda.
    Acho esta politicada parte das marcas muito má, só complicam a vida aos clientes e aumentas os custos de suporte. Quem não está a vontade com portáteis vai desmontá-lo de qualquer maneira, seja fácil ou difícil. Quem não está tem medo de estragar, nem que tenha só um parafuso, com medo de mandar o investimento para o lixo. Depois existem aqueles, como um puto que conheço, que decidiu "trocar" a gráfica dum portátil com gráfica onboard. Com uma faca arrancou a original e com super cola 3 colou a nova. Depois admirou-se que não funcionava.
     
  17. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life Staff Member

    Na semana passada mudei o ecrã a um portátil. Era da HP e tens os manuais completos na net disponibilizados pela HP. É da linha empresarial o que ajuda. A linha mais barata é um pesadelo mas não consigo encontrar nenhuma vantagem por dificultar tanto. É que são mais vendidos e se tiverem a mesma percentagem de avarias a mão de obra é muito maior.

    É a minha opinião.
     
  18. pedru

    pedru Banido

    Isso acontece com quase todas as marcas. O meu Toshiba L500D é outro caso. Apenas para limpar os tufos de pó que se acumulam na ventoinha e dissipador tenho que desapertar cerca de 20 parafusso remover teclado, desligar os cabos do touchpad, ecrã e outro que não sei onde vai ter, e tudo isso superdificultado por parte do "chassi" do PC que é tão bem encaixado que por vezes apenas para o remover corro o risco de o quebrar.

    De resto nunca tive medo de manusear os portáteis cá de casa, uma vez que se a pessoa tiver cuidado dificilmente irá danificar algum componente.
     
  19. RickPinto

    RickPinto Power Member

    Eu uso o compressor uma vez em cada quinzena.
    Pode parecer que não, mas ajuda bastante nos portáteis.

    Lembro me do meu 1'acer...
    Penso que era um aspire 1630.
    Para abrir, limpar e colocar nova pasta era um mimo. Tirava a tampa em baixo e voilà...
    Tipo o que se vê nos insys/clevo.

    Agora é literalmente, uma mer*a... Tudo pra obrigar as pessoas a ligar para a assistência.
     
  20. DannyLumix

    DannyLumix Power Member

    Mais engraçado é ter ido a uma loja de informática para me limparem o portátil e dizerem que não o fazem neste modelo porque dá muito trabalho e podiam partir alguma coisa a desmontar.
    Que solução me resta? Deixá-lo "morrer" por asfixia em pó..:-D
     

Partilhar esta Página