1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

14/09/2020 Nvidia compra ARM por 40 mil milhões

Discussão em 'Hardware - Novidades e Notícias' iniciada por Dark Kaeser, 18 de Julho de 2016. (Respostas: 133; Visualizações: 8648)

  1. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    É a notícia do dia, ainda a aguradar confirmação, mas CA parece estar inclinado a aceitar a oferta.

    - SoftBank to buy UK chip designer ARM in $32 billion cash deal

    http://www.reuters.com/article/us-arm-holdings-m-a-softbank-group-idUSKCN0ZY03B


    - ARM chip designer to be bought by Japan's Softbank

    http://www.bbc.com/news/business-36822806
     
  2. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Isto provavelmente foi resultado da queda abrupta da libra com o brexit. Lá vai a Europa perder mais um gigante tecnológico...
     
  3. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    Qualquer dia não temos nada europeu... Enfim...
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Vou fazer o desenterro desta thread. :D

    É um rumor, mas a noticia é da Bloomberg........
    Além disso, têm saído noticias que a Softbank está interessada em vender a ARM e a Softbank também investiu na nVidia.

    https://www.bloomberg.com/news/arti...ompany-arm-is-said-to-attract-nvidia-interest

    Isto a concretizar-se seria bem engraçado.
     
  5. JAFoNEXUS

    JAFoNEXUS Power Member

    Pq dizes isso ?
     
  6. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Porque a ARM é uma empresa importante para muitas empresas. Muitas empresas mesmo. A ARM, nesta altura, esta presente em tudo. Dos micro controladores muito simples até ao Super Computador mais rápido do mundo. Pelo meio, tem quase todo o mercado mobile e está em todo o tipo de dispositivos, muitos deles que as pessoas comuns nem se apercebem que têm chips.

    A venda da ARM a uma empresa que não seja vista como "independente" é algo que me parece que seria "bem engraçado". Não é por ser especificamente a nVidia. :)
     
  7. JAFoNEXUS

    JAFoNEXUS Power Member

    Eu conheço bem a ARM, mas duvido q essa suposta aquisição por parte da nvidia seja positiva para todos os ecosistemas q hoje dependem do IP da ARM.

    É claro que tudo dependeria do caminho q nvidia levasse ...

    Será que iam manter o desenvolvimento do ARM para licenciamento a terceiros ?

    Só o tempo dirá caso seja esse o caminho
     
  8. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    A questão de ser positivo ou negativo está na tua segunda frase. Depende das intenções da nVidia e do que a deixarão fazer com a ARM.

    Este negócio, a concretizar-se, terá que ser aprovado por entidades reguladoras de vários países. Além disso, todas as outras empresas ligadas ao mundo ARM (e são muitas), não vão estar sentadas à espera.
    Resumindo, eu não vejo este negócio a fazer-se sem que a nVidia tenha que apresentar muitas e fortes garantias para o futuro da ARM e o seu modelo de negócio. Seria uma loucura se não for assim.
    Isto aplica-se à nVidia ou a qualquer outra empresa que não seja vista como "independente".

    O negócio não deve estar fechado e o próprio artigo diz logo no inicio que devem aparecer mais partes interessadas em comprar a ARM.
     
  9. Rafx

    Rafx Power Member

    Já se fala da venda da ARM à uns dias.

    O motivo ao que parece que também tem a haver com a guerra comercial entre UK/USA e China.
    O Softbank quando adquiriu a ARM desenvolveu divisão da ARM na China, e nos últimos tempos esta divisão começou a desenvolver coisas próprias que nem era suposto, porque a chefia na China começou a querer mais independência.
    Agora com esta sh*tstorm entre China, UK e USA o Softbank está em encruzilhada política que quer sair, até porque o governo do Japão (país do Softbank) não é pró China e iria bloquear venda da ARM, ou parte da empresa, a capitais chineses.
    Ou seja é venda mais política, apesar de oficialmente só se falar mais em questões financeiras, de percas que o Softbank teve agora e tal.

    A compra pela NVIDIA não sei se não irá impor demasiados 'remédios' por parte de entidades reguladoras dos EUA e Europa.

    É empresa cliente, que poderia acabar/afectar seriamente o negócio da concorrência.

    Das empresas 'clientes' a que via fazer mais sentido para comprar a ARM seria a Qualcomm, porque apesar de ter a divisão de SoC ARM ('snapdragon') é uma empresa cuja maior fonte de receita é licenciamento de IP, pelo que a Qualcomm querer a ARM mesmo que isso implicasse abdicar de vender os Snapdragon, estaria a focar-se no seu negócio principal que é o licenciamento.
    Assim os ARM até poderiam incluir por padrão a tecnologia gpu mobile da Qualcoom, que é muito boa. Embora nisto a Nvidia não seja propriamente má.. :D

    Não sei é qual a capacidade financeira da Qualcomm para isto. É empresa com boa rentabilidade/lucros desde à muito tempo, mas tem política de distribuir boa percentagem em dividendos.
    Também uma operação destas pode/deve passar por, além de cash, o Softbank também ficar com percentagem da empresa compradora, por isso é sempre questão de negociação.
     
    Última edição: 23 de Julho de 2020
  10. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Como o @Rafx bem explicou.

    Quem não se lembra da compra da NXP pela Qualcomm por 44B$?

    Ninguém? Não faz mal, nunca aconteceu :berlusca:


    July 25, 2018
    https://www.reuters.com/article/us-...r-failing-to-win-china-approval-idUSKBN1KF193

    A China usou o poderoso golpe de "paciência do Chinês", não se opôs ao negócio, simplesmente não emitiu qualquer opinião em relação ao mesmo durante o tempo todo, e foi a própria Qualcomm a desistir do negócio.
     
  11. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O Japão anunciou à poucos dias que vai pagar às empresas Japonesas para deixarem de produzir na China e apostarem noutros países Asiáticos. Isto tudo, para deixarem de depender tanto da China.

    https://www.bloomberg.com/news/arti...east-536-million-for-companies-to-leave-china

    Pois, não me admira que esse negócio tenho ido pelo cano. Já quando foi da tentativa de compra da Qualcomm por parte da Broadcom, esse negócio esteve em risco e também fez com que a Qualcomm tivesse que cortar nas áreas menos rentáveis. Foi devido a isso que o Centriq foi cancelado, por exemplo.

    A Broadcom também está metida nestas guerras. A Broadcom, hoje em dia, é na verdade um conglomerado enorme que foi criado pela antiga Avago, que andou a comprar desalmadamente tudo o que aparecia pela frente. Por questões politicas, eles também mudaram a sede à pouco tempo, de Singapura para os Estados Unidos.

    Enfim. Continuo com a opinião que esta guerra politica/económica vai prejudicar todos os lados. Torna-se "apenas" num jogo de resistência e ganha quem aguentar mais tempo as más consequências deste jogo.

    Quanto à venda da ARM, boa sorte para a Softbank. Ou arranjam um comprador "independente" ou vai ser um processo longo e complicado.
     
  12. Rafx

    Rafx Power Member

    O motivo da venda da ARM deve ter a haver mesmo com estas questões políticas..

    O Softbank quando comprou a ARM fez um push a sério para a ARM na China, para investir nesse grande mercado, criando divisão lá.
    O problema é que essa divisão na China foi crescendo e a chefia (chinesa) dessa divisão na China nos últimos tempos começou a desenvolver coisas que já nem era suposto, e lá na sede da ARM (em Inglaterra) não andam contentes.

    Teoria minha é que é provável que a liderança na divisão da ARM esteja ligada ao governo chinês directa ou indirectamente.

    É preciso ver que a China tem um plano para se tornar autosuficiente e independente do ocidente em processadores, e em tudo o resto que possa depender de potências estrangeiras.
    Isso dá para perceber pelo enterrar de dinheiro contínuo, por parte da China, também no x86.
    Esse plano relativo a processadores era para 2030, mas recentemente foi encurtado para 2025.

    Esta sh*tstorm do UK+USA vs China, no qual o Japão é fortemente a favor dos USA, a coincidir com ambições desmedidas/acima do esperado por parte da divisão chinesa da ARM é que deve estar a forçar o Softbank a vender a ARM.

    O Softbank é japonês, e o governo do Japão não ia aceitar venda da ARM, ou mesmo só de parte, à China ou empresa chinesa (que pode ter o governo chinês por trás).
    O mesmo para a China em relação a fechar/tornar insignificante a divisão de lá.

    No meio desta confusão, o Softbank deve querer livrar-se da ARM para deixar a confusão para o seguinte resolver.

    O valor da ARM, atendendo à evolução, implementação e mercados onde está é enormíssimo, mas acaba por ser um bocado condicionado por toda esta política que se vê envolvida.


    @Dark Kaeser a política da China em relação à Qualcomm também tem muito a haver com o que disse do negócio de licenciamento, e de empresas chinesas usarem IP da Qualcomm e não o querem pagar, pelo menos o que a Qualcomm quer.
    Qualcomm, sendo americana e vivendo do licenciamento de IP de radio/modem/comunicações não é propriamente 'persona grata' na China.
     
  13. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não deve ajudar a Softbank (O fundo Vision) ter apostado em diversas empresas onde as coisas estão ou correram mal. Em Maio eles anunciaram perdas de 18 mil milhões de $.

    https://www.cnbc.com/2020/05/22/softbanks-vision-fund-ii-in-jeopardy.html

    E depois disto saíram ainda mais más noticias para este fundo. Por exemplo, eles investiram Mil milhões de $ numa empresa "grande" alemã, cotada no DAX 30, que afinal é uma fraude.

    https://www.pymnts.com/news/securit...d-partnership-after-last-years-1b-investment/

    Essa é uma das partes "interessantes" desta guerra. O risco que os Estados Unidos estão a correr é de o "tiro sair pela culatra". Isto é, pode acontecer, no fim disto tudo, a China ter aprendido a lição que não pode contar com o exterior e acelerar assim a evolução tecnológica dentro da China, para se tornarem mais independentes do Exterior.
    Isto pode fazer com que a China sofra consequências negativas a curto prazo, mas a torne mais forte a médio/longo prazo.
    Provavelmente, mesmo que exista uma mudança politica nos USA em Novembro, pode fazer com que a China não mude de rumo, porque percebeu as consequências negativas de não ser tecnologicamente independente.
    Como disse, agora depende de quem aguenta mais tempo este "jogo" de resistência e se a China tem capacidade de seguir esse rumo.
     
    Última edição: 23 de Julho de 2020
  14. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    O problema é mais vasto e até é anterior à eleição do Trump, e não inclui apenas os USA, Uk, é como digo mais vasto.

    A China tem bolsos bem fundos e tem estado numa Buying Spree.

    De resto há dias que dura a questão "Arm China", em que ninguém percebe quem é que está a mandar...

    Arm China CEO: Good or Gone?
    https://www.eetimes.com/arm-china-ceo-good-or-gone/

    E a questão nem é inocente, porque aconteceu exactamente a mesma coisa com o CEO da Imagination Technologies uns meses antes.

    Imagination Drops CEO, What Next?
    https://www.eetimes.com/imagination-drops-ceo-what-next/

    Mas quer a Alemanha quer a França também já tinham começado a escrutinar mais as aquisições por parte de fundos com eventuais ligações à China.
    https://www.industryweek.com/the-ec...s-china-deal-to-buy-machine-tool-manufacturer
     
  15. reiszink

    reiszink Power Member

    Não sei até que ponto a Nvidia tem dinheiro para esta compra, sem que isso envolva outro tipo de contrapartidas (talvez uma percentagem de participação na Nvidia, por exemplo). Ainda por cima, quando há pouco tempo fizeram outra aquisição avultada, a Mellanox.
    E depois há a questão da Apple, não devem ver com bons olhos esta hipotética aquisição por parte da Nvidia. A Apple é altamente dependente do ARM e a Nvidia não é a empresa mais aberta do mundo no que toca a partilhar.

    Mas, a acontecer, penso que seria muito bom para a Nvidia, a sua posição no mercado ia sair fortemente reforçada, uma vez que parava de depender de terceiros para a parte dos CPUs. Podiam por exemplo começar a ter várias soluções "all Nvidia", principalmente nos servidores, ao mesmo tempo que teriam um encaixe financeiro constante fruto do licenciamento da tecnologia. ARM hoje em dia está em quase tudo, até nos mais simples electrodomésticos.

    A Nvidia também teria os meios humanos e financeiros para acelerarem o desenvolvimento do ARM, principalmente na parte do GPU. O Mali está cada vez mais atrás da concorrência, por isso uma solução da Nvidia seria um bom upgrade.

    De qualquer forma, não acredito muito que vá para a frente o negócio com a Nvidia, mas, a ver vamos...
     
  16. Rafx

    Rafx Power Member

    Isso seria verdade se a China não tivesse já esta ambição de se tornar independente tecnologicamente a relativamente curto prazo.

    O prazo, como disse, era 2030. Agora/com o Trump apenas encurtaram esse prazo para ser em 2025.

    A China tem planos destes a 50 anos, do que quer desenvolver/atingir/conquistar.
    Como o regime, em toda a sua 'democracia', é muito estável traçam planos a longo prazo e + cedo ou mais tarde conseguem o que ambicionam.

    Isto que o Trump fez e que agora o UK/Japão/Austrália estão claramente alinhados não provocou nada em relação à China, apenas 'obrigou' a China a acelerar um pouco os planos que já tinha - 5 anos em termos tecnológicos parece muito, mas a nível político para a China até é pouco.

    Como disse, é ver o investimento no x86 que não é de agora, vem do tempo do investimento/parceria com a VIA, e mesmo do licenciamento do Zen 1 à AMD antes do Trump apertar medidas.


    Eu não gosto do Trump, acho que qualquer pessoa de bom senso e não enviesada politicamente discorda de praticante tudo o que Trump diz e faz, mas nesta questão da China ele tem uma grande parte de razão. Até um relógio avariado está certo 2 vezes por dia.
    Não é que tenha feito da melhor forma, mas também não havia maneiras fáceis de o fazer, basta ver como a China lida com quem diz ou faz algo que não seja do agrado do governo chinês.

    Os governos europeus também deviam abrir os olhos. Em relação à China, mas também aos Estados unidos. Devia haver maior capacidade e produção tecnológica, ter maior independência nesta área tão importante.
    O problema é que políticos são uma cambada de vendidos para o tacho e por isso abrem as pernas ao dinheiro chinês.
    Nisto o Trump não é diferente, apenas não se precisa de vender à China.



    Quanto ao Softbank sim, teve perdas agora mas grande parte do motivo de vender a ARM está relacionado com estas políticas.
    Não sei é se este suposto interesse da NVIDIA não terá sido apenas uma sondagem de preço ou assim, e se o Softbank não está a usar isso para ver se desperta interesse de uma Apple, Qualcomm e outros também para ver se há mini 'leilão' para subir o preço da ARM.
     
  17. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    O mais provável é que a Softbank esteja a contactar várias empresas para estas assumirem pelo menos uma parte do capital, entre as quais a Nvidia, que permita um controlo da ARM Holdings Plc e por sua vez permita controlar o CA e garantir a independência da empresa, evitando uma IPO ou leilão em bolsa, aí nada garante que "fundos" comprem acções, e não sei como iriam escrutinar as eventuais ligações à China. :coolshad:
     
  18. Rafx

    Rafx Power Member

    Em capacidade financeira a Nvidia é capaz de ter.
    Nem que seja com emissão de ações + algum cash.

    Como disse no outro post, a concretizar-se a venda da ARM a solução passa sempre por o Softbank ficar com percentagem de ações da empresa que comprar a ARM.
    A excepção a isto é se for a Apple a comprar, que com os bolsos recheados como tem poderia pagar em cash à vontade.
    Mas a Nvidia entre dinheiro e ações também deve ter capacidade de sobra para comprar a ARM.

    O market cap da NVIDIA é 258B $, e tem reservas de dinheiro de 16B $.
    O Softbank comprou a ARM por 32B$ se não estou em erro. Entretanto a ARM desenvolveu muito e vale bem mais, mas ainda assim um bocado em cash e o Softbank ficar com uns ~18-22% da NVIDIA é negócio possível, até porque o valor da NVIDIA depois incluirá o valor da ARM.
    Claro que isto depois teria que ser aprovado pelos acionistas da NVIDIA.

    Mas como disse no post anterior, acho que o interesse da NVIDIA pode ser mais sondar o preço, e o Softbank aproveitar essa oportunidade para criar o rumor para ver se aparecem mais interessados ou aumentar o preço de outro que já tenha feito oferta pela ARM.
     
  19. SideWalker

    SideWalker Moderador
    Staff Member

    Seria muito descabido pensar que talvez a Intel se metesse ao barulho, se esta intenção da NVidia for séria?
     
  20. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não quis implicar o Trump, de todo, na posição sobre a China. Até me parece que a opinião dos USA e aliados, em relação à China, é mais ou menos consensual e já era assim antes do Trump.
    A diferença é a reacção. Eu não faço ideia se é a melhor ou pior reacção. Só o futuro dirá. Apenas acho que é uma posição mais arriscada. :)

    Há alguma reacção. Muito pequena e, que eu saiba, muito limitada ao mercado HPC.

    Meter ao barulho em que sentido? A Intel comprar a ARM? Se for isso, acho impossível que passe pelos reguladores.
    Se for no sentido de influencia sobre o negócio, espero que exista tanto por parte da Intel como pela parte de muitas outras empresas enormes. A Intel não só tem interesse pela parte do mercado de processadores e afins como, pelo menos via Altera, também é cliente da ARM.