1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

14/09/2020 Nvidia compra ARM por 40 mil milhões

Discussão em 'Hardware - Novidades e Notícias' iniciada por Dark Kaeser, 18 de Julho de 2016. (Respostas: 133; Visualizações: 8632)

  1. nfilg

    nfilg Power Member

  2. erdnagama

    erdnagama Power Member

    Não desprezando os clientes chineses da ARM, o que interessa se a China reprovar a aquisição?
    As Oppos, Huawei e etc, deixam de comprar designs ARM?! Qual é a alternativa?

    Ainda por cima um país onde a propriedade intelectual, que não seja nacional, é totalmente desprezada, vão levantar ondas?!
     
  3. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Já "chumbaram" um negócio do mesmo valor, pelo simples facto de nem sequer se pronunciarem sobre o mesmo, não o aprovaram mas também não o reprovaram, limitaram-se a deixar andar. E nesse caso nem tinham interesses...

    Qualcomm ends $44 billion NXP bid after failing to win China approval

    Acho que não estás a entender o que o artigo acima mencionado significa.
    Quem fez a oferta de compra é a Nvidia, para a ARM não haverá problemas mais coisa menos coisa, o negócio continuará.
     
  4. erdnagama

    erdnagama Power Member

    Provavelmente não estou mesmo.

    Como assim para a ARM não haverá problemas? Essa é a questão:
    "Several of the country’s most influential tech firms have been lobbying the State Administration for Market Regulation to either reject the transaction or impose conditions to ensure their access to Arm technology, the people said. Chief among their concerns is that Nvidia may force the British firm to cut off Chinese clients, they said, asking not to be identified discussing private deliberations."

    Os argumentos para invabilizar a aquisição é o perigo potencial de a Nvidia impor à ARM que deixe de atribuir licenças a determinadas entidades que poderão competir com a Nvidia.

    Eventualmente não é do interesse da Nvidia e ARM fazerem o negócio se forem banidos do mercado chinês. Será isto?
    Eu até percebo o argumento, mas dado que as empresas são Americana e Britânica, o que raio tem a China de opinar? Podem banir a Nvidia e a ARM da China, mas depois produzem SOCs baseados em quê?
     
  5. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Já dei um exemplo acima, Qualcom e NXP, e naquela caso é que a China nem tinha qualquer interesse, e ainda assim inviabilizou o negócio por nem sequer dar uma resposta. O negócio só se realizava caso a autoridade da concorrência lá do sítio a aprovasse.
    Todos aprovaram, a China não se sabe, o que se sabe é que um negócio de 44B$ não se realizou.

    Neste caso Nvidia-ARM a China é parte interessada.
    - tem várias empresas que são licenciadas da ARM, detêm indirectamente a Imagination (ip GPU) e podem alegar que o negócio lhes é prejudicial, seja por terem receio de que a Nvidia entre no mercado directamente com SoC (que duvido muito), altere os contratos, preços, limite o acesso ao IP, e por aí fora...
    - a embrulhada da ARM China, que é provável que vá ser usada para "moeda de troca" (nisto não tenho qualquer dúvida).

    O JJH é que deve saber no que se meteu, e como vai sair dali.

    Seja como for, aparentemente há (ou diz-se que há) uma cláusula que obriga a Nvidia a pagar 1.25B$ à Softbank mesmo que o negócio não se realize.

    https://www.marketwatch.com/article...ia-pays-750-million-licensing-fee-51600459412

    Teremos de esperar por 13 de Setembro de 2021 para ver.
     
  6. erdnagama

    erdnagama Power Member

    Desculpa insistir.

    Eventualmente sou muito naive mas continuo a não perceber o porquê de sem a aprovação de regulador Chinês o negócio não se fazer.
    No caso da Qualcom+NXP, se não poderem actuar no mercado chinês acredito que possa significar que o futuro das empresas deixe de ser sustentável, e do ponto de vista da china existem alternativas para os produtos de ambas.

    Sem acesso ao mercado chinês a Nvidia e a ARM também deverão ficar apertados, a questão é que para a ARM não estou a ver nenhuma alternativa credível a médio prazo sequer, logo não será sustentável para a China bloquear o negócio.
     
  7. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Parece-me óbvio que a intenção de compra da Nvidia não é receber o dinheiro de licenciamento da ARM, o objectivo é outro, daí que para eles isso será o menos importante.
    O importante para eles é garantirem o acesso e licenciarem o mais lucrativo, mercado de GPU, CUDA e afins via ARM, o que como disse lá atrás o próprio JHH parece ter admitido.

    O problema aqui é que sabe-se lá o que fará o Trump de seguida, e nesse caso com ou sem aprovação da China, os licenciados chineses podem perder o acesso à mesma.

    Também convinha saber ao certo se a JV ARM China apenas actua como intermediação da ARM, se tem autonomia para o que quer que seja, se tem acesso apenas ao actual IP ou a IP futuro, etc.
     
  8. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Peter Mandelson calls on Brussels to block Nvidia-ARM chip merger
    https://www.politico.eu/article/pet...-on-brussels-to-block-nvidia-arm-chip-merger/

    Indirectamente relacionado
    The U.S.-China Conflict Over Chips Is About to Get Uglier
    https://www.bloomberg.com/news/arti...nflict-over-chips-is-about-to-get-even-uglier
     
  9. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Eu percebo a preocupação nessa opinião, mas parece-me que vem tarde demais.
    Os Estados Unidos impõem restrições a Empresas que não estão sediadas nos Estados Unidos. A TSMC está sediada em Taiwan e a ASML na Holanda. A ultima vez que vi, a Holanda ainda se encontrava na UE......
     
  10. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    O problema nesse caso da ASML é que alguns componentes são de uma empresa, adquirida pela ASML, sediada nos EUA...

    Claro que isto tem depois um efeito em cadeia, e já vinha de antes da administração Trump.

    Ainda na administração Obama, o tal CIFIUS bloqueou o negócio da aquisição de uma empresa alemã por uma chinesa.

    President Obama Blocks Chinese Acquisition of Aixtron SE
     
  11. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O "problema", numa visão alargada, na verdade é outro e não tem relação com quem está no governo dos USA e onde a empresa está sediada.
    O "problema" real é que os USA apenas precisam de saber onde é que uma empresa faz os seus negócios e não está relacionado apenas com vendas e clientes. Também está relacionado com quem são os seus fornecedores e ligações. A partir daí, as empresas sabem que onde os USA mandam ou têm influencia, se não seguirem a linha politica dos USA, sofrem consequências nesses mercados.
    Nem é preciso impor sanções directas à empresa Alvo. Basta impor a tudo o que está à volta dessa empresa.

    Eu acho que para a Grã-Bretanha e para a Europa, seria importante uma empresa como a ARM, com a influencia que tem no mercado, tivesse Sede na Europa, mas não propriamente por aquele motivo. Aquele Comboio já partiu.
     
  12. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member

    Certo, mas é a administração Trump que decidiu dar um passo e levar isto para outro patamar.

    Em relação à ARM, a Softbank só está lá pelo dinheiro pois o negócio deles não é vender chips, a Nvidia não, é a única diferença, mas concordo que estamos da fase do "afterthought".

    Mas o timming do negócio é do pior que podia haver.

    Além dos obstáculos naturais, que seria pesar os prós e contras dos concorrentes e eventuais medidas preventivas para garantir a independência e igualdade de oportunidades, preço justo etc, o JHH foi pisar um vespeiro.
    Estamos a falar de geopolítica e interesses estratégicos e não sei se o JHH antecipou esses cenários ou se esperava beneficiar deles.
     
  13. nfilg

    nfilg Power Member

    pois foi pena!

    é normal mas achei curioso a softbank vender a posição que tinha na NVIDIA há algum tempo e agora receber grande parte do pagamento em títulos da NVIDIA.
    "The deal will include $21.5 billion in Nvidia stock and $12 billion in cash, including $2 billion payable at signing."

    O JHH com a liquidez que há nos mercados, com taxas de juro tão baixas fez bem a curto prazo porque os grandes investidores vão mandar mais umas pazadas de $ estimulos $ para obterem rendimento para os seus clientes que não obtêm noutro lado com taxas de juro tão baixas, mas a médio longo prazo é uma dor de cabeça.

    Daqui a umas horas há mais um debate entre o Trump e o Biden(se o Biden ganhar estas eleições mas se não se aguentar nas canetas, a próxima presidente é a kamala harris e convêm o trump aceitar a eventual derrota e as sondagens valem o k valem)
     
  14. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Colaborador
    Staff Member