1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

2 Projectos pa comunidade

Discussão em '[email protected]' iniciada por metralha761, 8 de Outubro de 2012. (Respostas: 3; Visualizações: 4186)

  1. metralha761

    metralha761 1st Folding then Sex

    Boas, venho aqui tentar dar umas ideias po projecto.

    Ideia 1:
    O que dizem da viabilidade de usar sistemas de baixo consumo e performance, para o folding? Não sei se na origem existem ideias para isso, mas usar um sistema como raspberry ou similares. Eu sei que a performance é muito fraca, mas o consumo e preços destas máquina é extremamente baixo, podendo ser criado uma minifarm, o processamento em paralelo pode ser compensado a baixa performance. Para alem que deve haver certos casos em que não querem deixar um PC ligado 24h, tanto pelo barulho, como o gasto e etc.

    Ideia 2:
    Usar painéis solares para alimentar o sistema. Sei que nesta área é caro, mas se for criada uma comunidade em que ajude, mandar vir da china e montar um painel, ou até mesmo mandar vir painéis, fica a preços extremamente acessiveis.
    A titulo de exemplo, ao preço que paguei por cada painel de 400 mA e 1,5V, mandei vir uma caixa com 40 células do dobro da potência, com alguma electrónica adicional, penso que deve haver pessoal na área que possa ajudar no projecto, podemos conseguir uma boa poupança adicional e quem sabe um maior incentivo ao uso do folding.

    Quero ouvir as vossas críticas ás minhas ideias.

    Abraços.
     
  2. luis campos

    luis campos Power Member

    nunca percebi o que é nem no que consiste o folding.... o que é?
     
  3. shello

    shello %erador
    Staff Member

    Viva metralha,
    A primeira ideia que pões seria interessante caso o projecto fosse dividido em partes mais pequenas (que julgo estar dependente da simulação que se está a estudar).
    Não sei (porque nunca fiz contas) até que ponto é que se torna viável económicamente, mesmo com os raspberry pi, ter uma farm para computação — a partir de que ponto é que fica mais barato e mais eficiente energéticamente ter um GPU a fazer esse trabalho?
    Além disso, estamos a falar de máquinas que não têm uma arquitectura que é suportada pelo projecto directamente, logo não haverá unidades para isso. Demorou alguns anos para termos SMP, e outros para termos folding em GPUs, e esses aparentemente serão os mais adequados para processar o que há para processar neste momento para o projecto.

    Sobre a ideia dos painéis solares, tu saberás mais que eu certamente.
    Seria muito interessante se fosse possível manter um computador ligado (em full load) com energia solar apenas; mas não existem hoje ainda vários problemas aí, nomeadamente da corrente necessária e do armazenamento da energia?
    Concordo que minimizar o custo da fonte de energia para o projecto seria um bom incentivo, independentemente de ser para o folding ou outro fim qualquer — e assim esta ideia acaba por ser ainda mais geral.

    Olá, dá uma vista de olhos nas stickies deste fórum :)
     
  4. metralha761

    metralha761 1st Folding then Sex

    Shello, é verdade que a criação de clientes específicos é mais complicado, e penso (não sou o melhor a confirmar) mas a criação de algo para GPU é muito mais complexo que criar entre duas arquitecturas de CPU, por isso não penso que demorem tanto tempo a criar um clientes para máquinas de baixa performance.
    Continuando na área da computação paralela, existe um projecto que poderá ter um grande interesse para o folding e não só, o projecto parallella , acho que é muito interessante, e a comunidade mundial poderia até apoiar e tentar que o projecto fosse fundado.

    Quanto aos painéis fotovoltaicos, bem, o problema é a necessidade de sol e a "potência" do sol não é constante, para além da quantidade de horas. Para um PC de 200-300 watts, representaria o uso de paineis de 400 ou mesmo 600 watts, e rezar que o céu não se cobrisse. Claro que é possível usar um equipamento adicional que usaria a potencia toda disponível dos painéis e a que faltasse, ir buscar à rede. Quanto ao uso de baterias, penso que só agravava o preço e o desperdício, o carregamento das baterias ainda gera um bom desperdício tanto a carregar como a converter para 240V. O ideal era injectar directamente (com a devida segurança), no PC, evitando o desperdício da fonte de alimentação de converter dos 220-240V para <= 12V.

    O ideal seria usar um array de máquinas que gastem pouco e serem dimensionadas à potencia dos painéis fotovoltaicos. E usar um esquema de, só ligar as máquinas quando houvesse energia suficiente, podendo haver algumas constantemente ligadas usando a rede.
     

Partilhar esta Página