1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

A evolução parou? Afinal porque não saiem discos maiores?

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico PC' iniciada por NINJA1200, 1 de Maio de 2008. (Respostas: 9; Visualizações: 684)

  1. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    Há mais de um ano que saíu o primeiro disco de 1TB, e até agora nunca mais nenhuma evolução. Não acho habitual, ou estarei errado?
    O curioso é que nem noticias sairam com indicação de novas capacidades. Simplesmente parece que estagnou.
    Acabei de comprar o meu primeiro disco de 1TB por 120€ (já com iva), e mesmo que queira não consigo comprar maior que isto porque simplesmente não existe.

    Não me parece que há alguns atrás fosse tão simples poder comprar o maior disco no mercado a este nível de preço, pois quando estava a este nível já outro de maior capacidade saia e ocupava o seu lugar e com um menor intervalo de tempo.

    Estarei a dizer alguma barbaridade por acaso?
     
    Última edição: 2 de Agosto de 2008
  2. Pretender

    Pretender Power Member

    Os fabricantes têm ultimamente só aumentado a densidade dos discos... Já se encontram discos com pratos de 320GB.
    Não estou a ver a colocarem mais que 4 ou 5 pratos por disco rígido ou seja no máximo 1.6TB e já a queimar... e esses já não serão nada amigos da temperatura e de consumo de energia...

    Já agora podes indicar onde o compraste? qual a marca e nº de pratos? ;)
     
  3. NRaider

    NRaider Power Member

    Tens que compreender que aumentar a capacidade de um disco rígido não é assim tão linear como pensas.
    Neste momento os fabricantes estão a apostar na nova tecnologia de gravaçao perpendicular de dados, no sentido de aumentar a densidade.

    Antigamente bastava colocarem mais um "prato" e já tinhas mais uns quantos gigas, porém tudo tem um limite, e neste momento o melhor é esperar pela evolução da tecnologia.
    No entanto se quiseres aumentar a capacidade de armazenamento, só tens que agrupar vários discos ou não? :P
     
  4. dppako

    dppako Power Member

    Já vi um externo de 2 TB. Mas penso que seriam 2 de 1 TB juntos...
     
  5. __Miguel_

    __Miguel_ Power Member

    Bem, consigo apontar várias razões para que a evolução das capacidades nos discos rígidos tenha estagnado:

    1) Jogo da oferta e da procura: há necessidade de discos grandes, mas não TÃO grandes - é o chamado efeito "meter todos os ovos no mesmo saco", que cria sempre reticências. Assim que houver mercado para discos maiores, eles aparecerão;

    2) Limitações físicas nos discos: neste momento, 334GB por prato é o limite (os discos de 1TB da Samsung só têm três pratos), o que significa que, mesmo que haja mercado, os discos maiores ficarão aproximadamente pelos 1,5TB. Convém, no entanto, dizer que a gravação perpendicular tem avançado muito depressa comparando com a gravação tradicional, e a evolução tem limites de velocidade...

    3) Limitações nos "yields" dos pratos (não tenho dados sobre isto, mas pode bem dar-se o caso)

    4) Limitações de software: salvo erro, os sistemas baseados em Windows não aceitam volumes maiores do que 2TB, o que significa que dois discos de 1TB em RAID0 consomem esse espaço todo.

    5) Latências e velocidades de transferência de dados: com o aumento de tamanho, as latências têm aumentado para níveis que começam a ser bastante perceptíveis, e ao mesmo tempo o tempo necessário para preencher completamente um disco em escrita constante, ou para dele ler sequencialmente tem aumentado bastante, mesmo com as últimas novidades, sendo que a partir de certa altura compensa mais sistemas multi-disco, em vez de disco único. Outro problema é o limite no número de operações de I/O por segundo, que é +- fixa para discos de 7200rpm, e que limita fortemente a performance em situações de múltiplos utilizadores (e, novamente, passa a compensar mais a via dos múltiplos discos).

    No entanto, tenho de concordar contigo numa coisa: antigamente, quando aparecia um disco de grande capacidade, os menores desciam quase instantaneamente. Agora demoram bastante mais tempo...

    Btw, marca e modelo do disco, e loja de compra, sff?

    Cumps.

    Miguel
     
  6. Anamuh

    Anamuh Power Member

    Eu não acho que tenha estagnado. O que acontece é que a evolução saltou para os SSD. Agora vê-se aumentos de tamanho nos SSD quase todos meses.
     
  7. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    Boas,


    Voltei a este tópico antes porque segundo o que acabei de ler, finalmente isto parece que vai arrancar de novo. Segundo a engadget a Hitachi já consegue 640Gb por polegada quadrada através do método de gravação perpendicular. ver aqui:
    http://www.engadget.com/2008/08/01/hitachi-jacks-perpendicular-recording-density-to-610gb-square/

    Passados quase 2 anos sem nenhuma novidade em relação aos HDD, talvez apareçam brevemente novos discos com maior capacidade.

    Lindo! :D


    Não há dúvida que se vê claramente que as energias estão a ser direccionadas para os novos SSD, mas assim com uma notícia como esta, talvez a mudança não seja tão rápida como eu julgava.
    Ao preço do GB hoje em dia praticado já não vale a pena comprar DVDs, e se continuarem a sair no mercado discos de maior capacidade, e sem os BR entrarem definitivamente nas nossas casas a preços decentes, então qualquer dia ninguém compra mais discos de plástico nenhuns.

    A ver vamos o que o futuro nos traz :)


    Abraço
     
  8. Echuu

    Echuu Power Member

    Por acaso discordo dessa última afirmação... Confio muito mais num DVD de boa qualidade para fazer backup de dados importantes do que num disco rígido, seja de que marca for...
     
  9. ravager

    ravager Power Member

    Eu sou ao contrário - estragas mais depressa e mais facilmente um DVD do que um disco.

    Ontopic, mas se precisas de capacidades completamente absurdas, RAID 0 is your friend :p
     
  10. byakya_sama

    byakya_sama Power Member

    Por acaso, é mais o contrário. Desde que tenhas cuidado com o DVD e não o risques, os dados estão seguros.

    Agora por muito bem que trates um disco rígido nada te garante que este não avarie de repente.

    Ou seja, tu podes evitar que um DVD se estrague ao ter cuidado, mas um disco rígido geralmente não tens como o evitar, ou acontece ou não.

    E agora que os benefícios dos SSD em relação aos HDD se estão a revelar, os HDD não têm grande futuro, mesmo com essa nova descoberta.

    Cumps
     

Partilhar esta Página