A Indústria dos Videojogos - Tópico Geral (notícias, artigos, opiniões, análises)

Nerusonu

Moderador
Staff
O certo é que o para sempre afinal era um contrato com duração de mais 3 anos.
Por isso é que digo que estes números podem variar bastante no presente e no futuro e não devem ser feitos com simples contas de subtrair num e somar noutro.
O assunto dos "3 anos" foi de uma conversa em Janeiro, até agora já mudou
 

ricky999

Suspenso
Mas o CoD vai continuar a sair na Playstation...

Vai? Mas onde é que viste isso escrito?
Por não existir nenhuma garantua escrita disso é que a Sony se pronunciou sobre o assunto.
O Phill é muito mentiroso, obviamente que a palavra do homem não conta para nada e num negócios destes isto tem que ficar tudo escrito num contrato como é óbvio.
 

dasilva07

Power Member
Não? Vai lá ver o comentário mais recente do Phil sobre isso, compara com o mesmo anuncio da Bethesda e depois com o do Minecraft e vais ver onde está a semelhança e a diferença

O que ele diz em entrevistas é uma coisa e os contratos que são apresentados é outra coisa, podem renovar como podem não renovar mas o que interessa é o está na mesa agora.
 

FcPf

Power Member
Mas alguém acredita que alguma empresa do mundo fará um acordo vitalício com outra empresa? Acho que o acordo que a Microsoft propôs à Sony de acrescentar 3 anos aos já 3 que estão garantidos mais do que justa. Eu até vou mais longe ao dizer que é ridícula... A Microsoft não tem que fazer acordo nenhum, lança os jogos se quiser na PlayStation, se não quiser não lança.
 

dasilva07

Power Member
Mas alguém acredita que alguma empresa do mundo fará um acordo vitalício com outra empresa? Acho que o acordo que a Microsoft propôs à Sony de acrescentar 3 anos aos já 3 que estão garantidos mais do que justa. Eu até vou mais longe ao dizer que é ridícula... A Microsoft não tem que fazer acordo nenhum, lança os jogos se quiser na PlayStation, se não quiser não lança.

Não fosse os reguladores estarem em cima deste negócio e a coisa já estava despachada, acordo actual e adeus, o que se calhar até pode ser o que vai acabar por acontecer e aí paciência.
Por isso é que quando se fazem previsões dos $/€ como aparece naquele gráfico não tem significado nenhum, aquilo parte do princípio que as coisas continuam mais ou menos na mesma, o que parece que não vai acontecer depois dos acordos terminarem.
 

Nerusonu

Moderador
Staff
Mas alguém acredita que alguma empresa do mundo fará um acordo vitalício com outra empresa? Acho que o acordo que a Microsoft propôs à Sony de acrescentar 3 anos aos já 3 que estão garantidos mais do que justa. Eu até vou mais longe ao dizer que é ridícula... A Microsoft não tem que fazer acordo nenhum, lança os jogos se quiser na PlayStation, se não quiser não lança.
É mais rentável ter o jogo em todo o lado e mais algum que fecha-lo atrás da exclusividade. Basta ter o mesmo no gamepass day one para puxar malta para o lado Xbox.
Não fosse os reguladores estarem em cima deste negócio e a coisa já estava despachada, acordo actual e adeus, o que se calhar até pode ser o que vai acabar por acontecer e aí paciência.
Por isso é que quando se fazem previsões dos $/€ como aparece naquele gráfico não tem significado nenhum, aquilo parte do princípio que as coisas continuam mais ou menos na mesma, o que parece que não vai acontecer depois dos acordos terminarem.
Este tipo de negócio é sempre avaliado e demorado. Já o Bethesda foi e tal como previsto por eles é para durar até ao fim do ano fiscal.
Quanto ao resto não estamos a falar do Don Mattick ou do Jim... Cá estarei para admitir que estava errado caso não se concretize o lançamento dos CoD na PS. Não é que merecessem dadas as atitudes do Jim
 

dodi280

Power Member
Novamente, ele trouxe ao de cima uma conversa de janeiro... Porquê? Pergunta-lhe a ele

Qual o problema de ser uma conversa de janeiro?! Se é o ultimo contrato assinado pela Microsoft, até poderia ser de 2020... Não é pela MS andar no twitter e youtube a dizer as coisas, que se vão sobrepor a contratos assinados.

Enquanto não ficar nada assinado, tenho sérias dúvidas que os reguladores vão permitir a MS finalizar a compra.

Se isso não for feito, vai virar uma selva as compras de grandes empresas, nada impede a Sony de comprar a EA e transformar em exclusivo todos seus jogos, incluindo os FIFA e afins... Depois entra a Amazon, compra a Take2 e transforma todos os GTA e NBA 2K em exclusivos e assim por diante, depois vem a Apple compra a Valve e a Steam vira exclusiva dos sistema Apple.

Vejo muitas pessoas a defender essa compra e dizer que a MS pode fazer o que bem entender, mas não estão a ver que vai abrir um precedente que vai ser impossível parar e os consumidores é que vão ficar a perder! Mas o que interesse é defender a nossa dama...
 

RuiBK

Power Member
E ter também em conta um cenário de migração de uma plataforma para outra e os valores que isso envolve.
Sim continua lá mas não é para sempre, o que interessa é o que está nos contratos.
Aqueles números são giros mas pouca substância têm se o contexto for 1+1=2.

É este o jogo da MS. Perder dinheiro no imediato,mas com a promessa que no futuro o ecossistema em si há de compensar essas perdas.

O certo é que o para sempre afinal era um contrato com duração de mais 3 anos.
Por isso é que digo que estes números podem variar bastante no presente e no futuro e não devem ser feitos com simples contas de subtrair num e somar noutro.

Era 3 jogos ou 3 anos? É que com a pausa do COD/o Warzone contar como um jogo as contas ficam meias turvas.

O assunto dos "3 anos" foi de uma conversa em Janeiro, até agora já mudou

Que me lembre não há indicação de mudanças. A mudança é que o Spencer falou de conversa de manter o COD, e o Ryan como não gostou da oferta achou que tinha razão para partilhar os pormenores em público(e abençoado seja,que já deu para rir mais um bocado com esta situação).


Eh,precisamos mesmo disso aqui? Já se tinha partilhado as palavras.


Vai? Mas onde é que viste isso escrito?
Por não existir nenhuma garantua escrita disso é que a Sony se pronunciou sobre o assunto.
O Phill é muito mentiroso, obviamente que a palavra do homem não conta para nada e num negócios destes isto tem que ficar tudo escrito num contrato como é óbvio.

O Spencer e o Ryan são bonecos que fazem e dizem o que a malta de cima e um exército de advogados/relações lhes dizem para dizer. E quando não há um dos últimos dois,tempos pérolas como a Ryan aquando da abolição das proteções ao aborto nos Estados Unidos.

Não fosse os reguladores estarem em cima deste negócio e a coisa já estava despachada, acordo actual e adeus, o que se calhar até pode ser o que vai acabar por acontecer e aí paciência.
Por isso é que quando se fazem previsões dos $/€ como aparece naquele gráfico não tem significado nenhum, aquilo parte do princípio que as coisas continuam mais ou menos na mesma, o que parece que não vai acontecer depois dos acordos terminarem.

Eu aposto que coisas como Warzone e afins que sejam f2p continuem multiplataformas. Mas tudo o que seja remotamente cinemático(e vai daí nem isso é uma garantia,aposto que Spyro/Crash/Tony Hawk também viram exclusivos) e com multiplayer pago,ardeu.
Isso CODs base,Diablos,Sekiro 2,um Overwatch 3 com uma campanha a serio,e quaisqueres IPs adormecidos que tragam de volta. Tudo exclusivo.

Eles tem de fazer isso para obrigar pessoas a ir para o ecossistema deles. Estas compras(Bethesda,ABK) é para alimentar o Gamepass com jogos chamados de "time sink",para as pessoas estarem sempre subscritas. E o Gamepass é um chamariz para o ecossistema. Porque subscrições e jogos próprios fazem dinheiro,mas o dinheiro a sério é dos 30% de cada compra third party no ecosistema deles. Basta só ver que a divisão da PSN faz dinheiro como lixo para a divisão da Playstation,e que a Valve deixou de fazer jogos porque o Steam faz milhares de milhões.
 

Nerusonu

Moderador
Staff
Qual o problema de ser uma conversa de janeiro?! Se é o ultimo contrato assinado pela Microsoft, até poderia ser de 2020... Não é pela MS andar no twitter e youtube a dizer as coisas, que se vão sobrepor a contratos assinados.

Enquanto não ficar nada assinado, tenho sérias dúvidas que os reguladores vão permitir a MS finalizar a compra.

Se isso não for feito, vai virar uma selva as compras de grandes empresas, nada impede a Sony de comprar a EA e transformar em exclusivo todos seus jogos, incluindo os FIFA e afins... Depois entra a Amazon, compra a Take2 e transforma todos os GTA e NBA 2K em exclusivos e assim por diante, depois vem a Apple compra a Valve e a Steam vira exclusiva dos sistema Apple.

Vejo muitas pessoas a defender essa compra e dizer que a MS pode fazer o que bem entender, mas não estão a ver que vai abrir um precedente que vai ser impossível parar e os consumidores é que vão ficar a perder! Mas o que interesse é defender a nossa dama...
O problema é que depois dessa conversa já muito pode ter mudado mas para o Jim interessa é fazer-se se vítima e coitadinho.

O negócio vai acontecer, não tem porque não acontecer dado que não há monopólio... É por isso que o processo é longo, etc.
Quanto ao comentário da "dama" não deves estar a referir-te a mim decerto dado que tal como fui crítico com a MS no início da geração da One o sou actualmente com a PS, não concordo com as políticas deles actuais mas quando vir que merecem o meu dinheiro assim o terão, tal como na geração anterior tive 2 PS4, 2 One S e duas switch, se necessário voltarei a ter 2 de cada esta geração também.
 

night_sign

Power Member
Mas também digamos, se a Sony é tão aplaudida pelos seus exclusivos, em 6 anos não têm tempo para desenvolver um FPS que rivalize com o CoD? Não é fácil atingir logo o patamar de jogadores, mas a qualidade não é nada por aí além.

Façam um Reboot ao Socom agora em FPS, pena é que já tenham fechado alguns estúdios que podiam ajudar como a Zipper.
 

Nerusonu

Moderador
Staff
Mas também digamos, se a Sony é tão aplaudida pelos seus exclusivos, em 6 anos não têm tempo para desenvolver um FPS que rivalize com o CoD? Não é fácil atingir logo o patamar de jogadores, mas a qualidade não é nada por aí além.

Façam um Reboot ao Socom agora em FPS, pena é que já tenham fechado alguns estúdios que podiam ajudar como a Zipper.
Até têm por lá um franchise que desde o início da geração PS4 que foi para a gaveta... Killzone.
 

dodi280

Power Member
A futurologia também é uma arte.

Não é arte, é o futuro... A 40 anos atrás a Volkswagen era dona apenas da Volkswagen, hoje é dona da Audi, Seat, Skoda, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche, Ducati, MAN, Scania, Navistar, ItalDesign, etc, etc. Isso sem contar as centenas de empresas nacionais que tem espalhadas pelo mundo e as que desapareceram, mas os ativos pertencem a VW.

Mas também digamos, se a Sony é tão aplaudida pelos seus exclusivos, em 6 anos não têm tempo para desenvolver um FPS que rivalize com o CoD? Não é fácil atingir logo o patamar de jogadores, mas a qualidade não é nada por aí além.

Façam um Reboot ao Socom agora em FPS, pena é que já tenham fechado alguns estúdios que podiam ajudar como a Zipper.

LOL. Andam várias empresas, incluindo a Sony, MS, Ubisoft, EA, etc, etc, a mais de 20 anos a tentar criar um novo FPS que destrone o COD e não conseguem. A MS compra o COD, a Sony tem 6 anos, é mais do que suficiente. LOL

No Halo Infinite a MS gastou cerca de 6 anos e cerca de 500 Milhões (rumores dentro da indústria), Nem precisamos dizer o que se passou.... Mas é fácil e tempo mais do que suficiente.

Enquanto não perceberem que não é o COD que está em equação, mas sim o precedente que vai abrir, é escusado dizer qualquer coisa.

Se essa compra for aprovada, com os moldes que a MS quiser, não dou 6 meses para a EA, Ubisoft e Take 2 serem compradas pela Amazon, google e outras grande companhias.
 
Topo