A Indústria dos Videojogos - Tópico Geral (notícias, artigos, opiniões, análises)

JoaoRibeiro24

Power Member
@Raen A Valve ja ofereceu alguns jogos, e até foi a primeira a começar nesse aspeto (sniper elite v2 na altura foi o primeiro se não me engano), e as sales agressivas foi o que deram ainda mais ênfase à steam. Mas pra muitos, vai continuar sempre o ponto central do PC GAMING... quase sempre, vês o pessoal 'Jogas no PC? Ei, adiciona-me na steam '. É um paradigma que dificilmente vai ser mudado, pelo menos nesta geração... os mais novos, acredito que já não vejam a steam como nós olhamos.
 

dmanuel

Power Member
@Raen A Valve ja ofereceu alguns jogos, e até foi a primeira a começar nesse aspeto (sniper elite v2 na altura foi o primeiro se não me engano), e as sales agressivas foi o que deram ainda mais ênfase à steam. Mas pra muitos, vai continuar sempre o ponto central do PC GAMING... quase sempre, vês o pessoal 'Jogas no PC? Ei, adiciona-me na steam '. É um paradigma que dificilmente vai ser mudado, pelo menos nesta geração... os mais novos, acredito que já não vejam a steam como nós olhamos.

Os mais novos só veem Fortnite e Epic à frente
 

RuiBK

Power Member
A Steam nos últimos anos fez pelos devs indies, algo que a Epic e a MS nunca fizeram a vida toda e isso tem reconhecimento por parte dos produtores. Basta fazer um exercício fácil, entrem na página da loja da Epic, Steam e MS e vejam na página principal o tipo de jogos que cada uma faz publicidade...

Na página principal das stores da Epic e MS 90% são jogos com bom orçamento e minimamente conhecidos, quando na Steam encontras vários indies que nem sabemos que existe e vários jogos de baixo orçamento! E isso basta para que um jogo que na Epic e MS vendam quase nada, para na Steam financiar toda a produção de um jogo indie em uma ou duas semanas! Depois só quando um jogo já está a ganhar alguma popularidade na Steam é que a Epic ou MS começam a mostrar mais para também tentar ganhar algumas vendas.

Eu sou contra exclusividades, mas o certo é que se não fosse a Steam, hoje o mercado indie não seria tão aberto e diversificado como é e isso ninguém pode criticar a Steam pelo devs por opção própria colocarem lá seus jogos em exclusivos por vontade própria.

Isso sem mencionar o facto que apesar de ser contra, tenho perfeita noção que certas exclusividades ajudam a melhorar a concorrência, pois se fosse tudo igual em todo lado, o mercado estagnava.


Deves estar a esquecer-te do marketplace Arcade e o Marketplace Indie na 360. Foi onde muitos hits indies nasceram. O problema é que a MS era rígida a certificar jogos(no Arcade),e isso criou alguns rancores. Foi por isso que quando a Sony abriu as comportas para publicação de indies à lá PC em 2013,muita malta saltou fora e decidiu lavar roupa suja da geração anterior.
 

YoungGrumpyMan

Power Member

josp

Power Member
Leak interessante de um artigo interno da Microsoft sobre o The Last of Us 2
The visual quality and attention to detail in The Last of Us Part II is absolutely best-in class in basically every area, and the overall presentation is significantly ahead of any thing that other teams have been producing on console and PC.

---------------------
Curioso que vários insiders estão a anunciar isso.
Hoje também ja saiu a notícia do Discord e da Sony.
Vamos lá ver 😀
 
Última edição:

Ansatsu

Power Member
Aqui podemos ver quanto é que a Epic gastou nos primeiros 9 meses de dar jogos gratuitos na Epic Store. Cerca de 11 milhões e meio de dólares nesses primeiros meses.

E com isso garantiu 5 Milhões de novos utilizadores (nem todos no final ficaram fidelizados como é obvio).

Foi a tactica que arranjaram para tentar combater o monopólio do Steam, que é e será muito complicado de rivalizar.
 

Raen

Power Member
@Raen A Valve ja ofereceu alguns jogos, e até foi a primeira a começar nesse aspeto (sniper elite v2 na altura foi o primeiro se não me engano), e as sales agressivas foi o que deram ainda mais ênfase à steam. Mas pra muitos, vai continuar sempre o ponto central do PC GAMING... quase sempre, vês o pessoal 'Jogas no PC? Ei, adiciona-me na steam '. É um paradigma que dificilmente vai ser mudado, pelo menos nesta geração... os mais novos, acredito que já não vejam a steam como nós olhamos.
Não disse que nunca o tinham feito como podes ler, porque sei que o fizeram. Disse sim que não me lembro da última vez que o fizeram, tal a quantidade de tempo a que isso foi.

Não podemos é dizer que queremos concorrência no PC, mas por outro lado dizer que só o "Steam é que presta, que faz pela indústria e pelos indies", quando também não é bem assim.

Que a concorrência está atrasada em relação ao Steam em termos de oferta e de features, sem dúvida, mas "Roma não se fez num dia", e isso aplica-se tanto ao Steam que já anda nisto há bem mais anos que a concorrência e teve mais que tempo para se desenvolver e consolidar, e para para a concorrência que está a fazer o seu caminho para se impôr actualmente face ao Steam, que durante muitos anos teve praticamente um monopólio no PC gaming.

Embora não seja assim à tanto tempo, a maioria aqui certamente que se lembra dos tempos em que basicamente era Steam e mais nada, e já agora, de ver o mercado físico a desaparecer pelo caminho devido à conveniência do Steam. GOG ainda era Good Old Games e focava-se totalmente em jogos retro, e como tal não fazia concorrência nenhuma praticamente. Aos poucos foram surgindo launchers com stores de publishers, MS Store e agora EGS, mas o Steam continua a ter a fidelidade de muita gente. E muitos por mais que digam que gostam e querem concorrência, vai-se a ver e dizem isso unicamente com o olhar no próprio umbigo, na medida em querem que a concorrência traga benefícios ao Steam, porque usar as outras lojas é chapéu.

Só de lembrar a obrigatoriedade de instalar o Steam quando foi lançado o Half-Life 2, e o torcer de nariz que teve perante a comunidade PC gamer... Comunidade essa que anos mais tarde, perante o surgimento do Origin, "defendeu" o Steam que tanto criticou antes. Como os tempos mudam, ao ponto de hoje em dia haver Steam fanboys.

Ainda em relação aos indies, se um consumidor informado faz tanta questão em apoiar os indies, acho que faz por bem comprar jogos indie onde sabe que os devs irão ganhar mais com a sua compra. Dizer que o facto de a EGS e a MS Store cobrarem apenas 12% de cada venda, face aos 30% do Steam, que não interessa para nada ao consumidor, porque o preço final do jogo para o mesmo no acto da compra é igual, não é bem assim. A maioria talvez continue a comprar os jogos onde já tem um perfil com uma maior colecção e onde se sente confortável, mas quem realmente quer apoiar, vai atrás da plataforma onde o indie dev é mais apoiado em termos financeiros, e chega a comprar o jogo em mais do que uma plataforma.


Sony also had a cross-play revenue share agreement where some partners had to pay a royalty to Sony to "offset the reduction in revenue" from enabling cross-play

Esta lógica de crossplay = perda de receita, por isso toca a pagar... For the players, sem dúvida.

Quanto à Epic, vendo que o Unreal Engine corresponde a apenas 3% das receitas, e o Fortnite a 97%, é caso para dizer que o Fortnite é mesmo a galinha dos ovos de ouro da Epic actualmente. Estabelecendo um paralelo com a Valve, veremos se isso não tornará a Epic demasiado centrada no Fortnite durante anos a fio, tal como aconteceu com a Valve em relação ao Steam.
 

Ansatsu

Power Member
Tens casos de jogos que têm cross play entre Xbox e Switch e não têm com a PS?
O real interesse de crossplay é entre Xbox e Playstation.
Existe jogos que fazem com a Switch, mas muitos estúdios não devem ter interessa, pois a desvantagem de quem joga na Switch é muito grande.
 

Nirvanes

Power Member
O real interesse de crossplay é entre Xbox e Playstation.
Existe jogos que fazem com a Switch, mas muitos estúdios não devem ter interessa, pois a desvantagem de quem joga na Switch é muito grande.
Eu reformulo então:
Tens muitos casos de jogos com cross play entre Xbox e PC apenas? (que não sejam jogos Microsoft claro)

Eu pelo menos não tenho memória.
Mas faço uma nota também: joguei Rocket League na Switch contra PC muitas vezes. Mesmo com as desvantagens em resolução e estabilidade, o jogo tinha target 60fps e jogava-se bem. Ainda pus umas 50h naquilo em ranks decentes.

É sem duvida interessante ver a pressão da Epic com o cross play na PS, e a resistência da Sony. Aquela troca de emails é fascinante :D no fim a Epic lá ganhou a deles, o que foi excelente para todos os nós.
Agora se a PS recebe parte pelo possível dano em vendas que essa opção pode ter pouco me importa, afinal não sai dos nossos bolsos diretamente. E a julgar pelo o facto do Fortnite fazer metade ou quase metade dos lucros na PS (quem diria que o PC tem uma fatia tão pequena?) é compreensível o receio que tinham na altura.

Esta lógica de crossplay = perda de receita, por isso toca a pagar... For the players, sem dúvida.

Vou dar like no teu comentário porque concordo praticamente a 100% com toda a tua análise :D

Mas nesta linha em especifico acho que estás a misturar alhos com bugalhos, uma vez que no final os jogadores não pagam mais por isso acho que não se aplica a ironia.
Aqui os jogadores ficaram prejudicados pelo adiamento da feature, mas no final do dia o resultado está aí, a Epic conseguiu que a Sony cedesse á pressão, e a Sony cedeu garantindo a sua posição e com segurança de não sair prejudicada. No fim continuam a ganhar os jogadores.
 
Última edição:

Torak

Power Member
E com isso garantiu 5 Milhões de novos utilizadores (nem todos no final ficaram fidelizados como é obvio).

Foi a tactica que arranjaram para tentar combater o monopólio do Steam, que é e será muito complicado de rivalizar.

Parece-me pouco resultado para tanto jogo oferecido. Esperava mais.
Apenas 5 milhões de utilizadores, muitos que nem voltam a comprar na loja, não é grande avanço.
 

YoungGrumpyMan

Power Member
Agora se a PS recebe parte pelo possível dano em vendas que essa opção pode ter pouco me importa, afinal não sai dos nossos bolsos diretamente.
Não sai da bolsa do consumidor, mas não deixa de ser má imagem. Até porque é a única a fazer isto (a razão sendo que sim, é líder de mercado). Nem falando das grandes produtoras porque essas conseguiriam assumir o custo, mas para um dev mais pequeno que esteja a fazer um novo jogo multiplayer o custo desta "taxa" deve tornar o cross-play algo a evitar, e se esta taxa resultou em jogos sem cross-play que de outra forma o poderiam ter tido, então prejudicou indiretamente os consumidores desses mesmos jogos. Mas claro que isto é hipotético e não saberemos verdadeiramente.

Os documentos que têm saído deste caso da Epic v. Apple têm sido fascinantes.
 

Nirvanes

Power Member
Não sai da bolsa do consumidor, mas não deixa de ser má imagem. Até porque é a única a fazer isto (a razão sendo que sim, é líder de mercado). Nem falando das grandes produtoras porque essas conseguiriam assumir o custo, mas para um dev mais pequeno que esteja a fazer um novo jogo multiplayer o custo desta "taxa" deve tornar o cross-play algo a evitar, e se esta taxa resultou em jogos sem cross-play que de outra forma o poderiam ter tido, então prejudicou indiretamente os consumidores desses mesmos jogos. Mas claro que isto é hipotético e não saberemos verdadeiramente.

Os documentos que têm saído deste caso da Epic v. Apple têm sido fascinantes.

Concordo!

Mas como disse, não tenho memória de jogos com multiplayer cross play entre PC + Xbox + Switch apenas. Se isso se verificasse acho que podíamos assumir isso, de outra forma acho um bocado rebuscado achar que o jogo X não tem crossplay entre plataformas nenhumas só porque a Playstation cobra X.

Por outro lado, imagino que o que os devs têm de pagar será ajustado à dimensão de vendas totais entre plataformas. Ou seja um jogo multiplayer que faça pouco dinheiro provavelmente não será pela share da sony que vai falhar porque à partida já faz pouco dinheiro.
 

Ansatsu

Power Member
Parece-me pouco resultado para tanto jogo oferecido. Esperava mais.
Apenas 5 milhões de utilizadores, muitos que nem voltam a comprar na loja, não é grande avanço.

Naquele periodo de tempo.


Entretanto ofereceram muitos outros jogos, incluindo o GTA V que deve ter trazido uma enorme carrada de novos utilizadores, e esses têm mesmo de ficar fidelizados para jogar o GTA Online.
 
Topo