1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Ainda se fazem jogos como antigamente?

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por UrbanRider, 28 de Dezembro de 2007. (Respostas: 23; Visualizações: 2853)

  1. UrbanRider

    UrbanRider Power Member

    Esta é uma pergunta que me tem vindo à cabeça ultimamente.

    Ainda se fazem jogos como antigamente?


    Com o andar dos anos temos vindo a testemunhar uma grande avanço no mundo dos videojogos (sem dúvida alguma).

    Hoje em dia qualquer grande jogo tem uma enorme qualidade gráfica tal como qualidade sonora o que por si só nos leva a "entrar" no jogo, para completar isto existem gadgets/addons/periféricos que aumentam essa sensação, desde LightGuns Zappers a cabines de simulação automóvel, detector de movimentos (exemplo headtracking), óculos tridimensionais, etc, etc...

    Todas estas qualidades vieram alterar as escolhas e tendências dos jogadores, tornando-os assim mais exigentes no que toca à sensação "ingame".

    Uma desvantagem deste aumento de qualidade são os requisitos de hardware exigidos, a uns anos a traz quem é que pensava que para alem de todo o hardware necessário iria ter de acrescentar uma placa exclusiva para cálculos de física?
    Mas também é muito importante referir que os videojogos evoluem a par das novas tecnologias, uma coisa leva a outra. (Não é de pensar que uma pessoa iria montar um sistema SLI ou Crossfire pra jogos 16-bit)

    O "chato" disto é que o hardware não é propriamente barato e estar constantemente a actualizar a nossa maquina... enfim.. nem todos podem.
    Contudo para que não quer ter essa preocupação pode optar por uma consola, não tendo assim de tar a ler a caixa do jogo e a comparar os requisitos mínimos/recomendados do dito jogo.






    Agora vou passar ao "sumo" da questão:

    Quem não se lembra de ter horas de diversão a jogar Super Mário? Quem diz Super Mário diz qualquer outro classico.

    Poucos são os jogos que nos trazem tanta diversão utilizando uma jogabilidade tão "básica" e 5 botões ( 1 em cada direcção, 1 para baixar, outro para lançar bolas de fogo/correr e outro para saltar)

    Hoje em dia os jogos têm bastantes pormenores que fazem com que o jogador tenha de tomar muito mais decisões e existam muitas maneiras de jogar.

    O que é feito daqueles jogos que nos fazem divertir e viciam sem ter de puxar muito pela cabeça?

    Se dizem que as cantoras em vez de cantar vendem a imagem, eu diria que os videojogos em vez de divertirem vendem qualidade gráfica.

    Tantos jogos que compramos, passamos e arrumamos numa prateleira onde lá ficam!

    Será que é este o futuro?



    Uma "Pioneira" neste aspecto é a Nintendo, que cria consolas para as quais existem jogos para quase todos os gostos e eles (os jogos) muito simples e divertidos.

    De notar que hoje existem X jogos praticamente iguais, quando antigamente essa "repetição" era muito menor.



    Um feliz exemplo de jogo simples e divertido que me pareceu interessante foi o LocoRoco para PSP, nunca pensei que uma bola amarela pudesse deixar tanta gente agarrada a uma consola.

    Outro exemplo é o jogo Peggle que pode ser comprado atravez do Steam.

    A uns tempos fui a casa de um amigo que tem uma PS3 e teve-me a mostrar os seus jogos, e depois mostrou-me umas demos que tinha sacado da Store. Resumindo, levamos mais horas a jogar às demos da Store do que aos jogos comprados. Este é outro feliz exemplo.

    Será que as marcas vão começar a apostar também a apostar em jogos desse género?


    Não to a dizer que os jogos de alta qualidade gráfica estão mal, até acho que é muito bom existirem jogos com tal nível de realismo! Apenas acho que se está a esquecer a verdadeira essência dos jogos que é divertir.



    (Peço desculpa por não estar assim tão organizado)


    Não quero gerar discussões estúpidas, apenas trocar ideias e experiências.
     
  2. armagedalbeebop

    armagedalbeebop Power Member

    eu sei de um :D
    contra 4 da ds , é dificil para caraças(até em easy),badass como os anteriores e até tem um bugzito álá antigamente ^^
     
  3. Yggdrasil

    Yggdrasil Power Member

    Mas a série Super Mario ainda existe e é das poucas transições de 2D para 3D que se fez com enrome sucesso. Infelizmente não podemos dizer o mesmo do Sonic :nie2:

    Eu também não gosto de jogos que apenas se destacam pelos gráficos - frequentemente, isso é apenas uma cortina de fumo para cobrir a falta de conteúdos e de criatividade. Ente os jogos actuais, muitos FPS são completamente genéricos e não oferecem nada.

    Mas o desgaste dos jogos não é exclusivo da actualidade - há 15/20 anos atrás, os jogos de plataformas eram uma "mina" de que as produtoras abusaram e muito. Todas queriam ter o "seu" Mario e o "seu" Sonic, mas estes eram incomparáveis.

    A partir do Street Fighter II (1991) os beat'em ups também começaram a explodir e foram um dos géneros mais populares da década de '90 - muitos deles também de duvidosa qualidade.

    Compreendo perfeitamente o que queres dizer com "ainda se fazem jogos como antigamente?", eu também não tenho paciência para jogos que se esforçam tanto para ser "larger than life" e que depois esquecem o seu principal propósito - divertir. Mas também, para cads Miyamoto, Will Wright, Yuji Naka ou Sid Meier, há 500 indivíduos medianos ou medíocres a fazer jogos.

    Lembra-te também que hoje há muitos mais pessoas a jogar - ou melhor, a comprar jogos - do que há 15/20 anos atrás. Isto também tem o seu peso, existe uma maior pressão sobre as produtoras e um maior ênfase na produção de jogos em quantidade; a produção de jogos hoje é muito mais complexa do que nesse período e as equipas chegam a ter 100-200 pessoas envolvidas, além de que em alguns jogos estão envolvidas dezenas ou mesmo centenas de milhões, o que é muito dinheiro para que as produtras e editoras se possam dar ao luxo de perder.
     
  4. Romani48

    Romani48 Power Member

    uma palavra

    marketing..

    nao estão preocupados com o que acontece nas consolas em casa das pessoas.. mas sim no que estas vêm nas capas

    tenho dito

    o resto eu concordo tudo.. sem tirar nem por
     
  5. Yggdrasil

    Yggdrasil Power Member

    Lembrem-se do ET (1982) para a Atari 2600 :smilliex: o primeiro "demónio" comercial a ferir gravemente a indústria dos jogos.

    Seria de esperar que depois de tantos bons (maus) exemplos, já tivessem aprendido a lição...
     
  6. Evil_Tidus

    Evil_Tidus Power Member

    chama-se evolução

    os gamers começaram a querer mais e mais, melhores graficos, mais liberdade, mais realismo, mais you name it...

    o mercado tornou-se bastante competitivo, por um lado ate acho bem pois temos jogos para todos os gostos, se queres matar gajos a rambo tens uns quantos, queres simuladores de corridas tambem tens uns quantos, queres plataformas tambem não te faltam

    epa tens mais variedade, é que não acho realista tar a jogar um simulador de corrida (algo que ser quer o mais proximo do real) aos quadrados e condução manhosa e hoje em dia temos simuladores como Forza e GT, o que eu agradeço, o mesmo se aplica para futebol

    claro que jogar um jogo "menos elaborado" dá sempre gozo, eu era grande fan dos jogos do sonic para a megadrive e Saturn.
     
  7. Romani48

    Romani48 Power Member

    pois.. mas há jogos e jogos.. falando aqueles com grandes gráficos..

    os RTS hoje em dia por exemplo! grandes gráficos.. e muitos ainda mantêm aquela jogabilidade que nos colou a estes

    pena o AOE3 ter se tornado tão user/adrenaline not-so-friendly.. que o AOE2 sendo mais simples tinha mais gozo em jogar.. porque mesmo simples precisava de cerebero ali
     
  8. Yggdrasil

    Yggdrasil Power Member

    A crescente complexidade do hardware é sempre uma faca de dois gumes.

    Se a produtora for competente e tiver indivíduos criativos, pode fazer jogos esplendorosos - Super Mario Galaxy, BioShock, Virtua Fighter 5, Metroid Prime 3.

    Mas a melhor tecnologia do Mundo não te serve de nada se não fores capaz de fazer algo melhor que o jogo dos Transformers ou o Genji 2.

    Tudo depende de quem está por detrás do jogo. A grande mestria consiste em conseguir tirar o máximo possível do hardware, por mais fraco que este seja.

    Há 15/20/25 anos atrás, quando o hardware era muito mais limitado, os criadores de jogos viam-se no dever de investir bastante na criatividade e no engenho - é por isso que foram feitos jogos como Tetris, Super Mario Bros., Sim City e afins. Embora os gráficos já desempenhassem um papel importante - quem é que não gostava de ver cores bonitas e sprites mais detalhados? - se o jogo não fosse divertido, ia tudo por água abaixo. Olha para o NBA Jam ou para os jogos da série Micro Machines - mesmo nos 16-bits havia jogos com gráficos bem melhores, no entanto ninguém pode negar que estes títulos são do mais incrível que há para quem quer diversão em estado puro.

    O "realismo" só é positivo quando é bem aplicado - caso contrário é apenas mais uma cortina de fumo. Já agora, quem é que se atreve a avançar com uma definição do conceito "realismo" aplicado aos jogos?
     
  9. UrbanRider

    UrbanRider Power Member


    Eu prefiro jogar um jogo totalmente irreal mas divertido, é claro que também têm piada jogos altamente realistas, mas desses a malta farta-se.

    Por exemplo um jogo mais ou menos recente e deveras original o Portal, foi um jogo que me deu muito gozo
     
  10. Evil_Tidus

    Evil_Tidus Power Member

    e o grafismo no jogo não era bom?
    inovou mas jogar esse jogo com graficos de PS1 por exemplo ja era impensável, a uns anos atras fazer um jogo como portal não passava pela cabeça de ninguem, pela limitação do proprio hardware
     
  11. UrbanRider

    UrbanRider Power Member

    talvez não me tenha exprimdo bem.

    Acho muito bem os jogos de hoje em dia tere uma boa qualidade grafica, só não sou tao a favor do facto de poucos serem divertidos. Agora o dificil é arranjar com boa qualidade grafica e divertidos
     
  12. Korben_Dallas

    Korben_Dallas Zwame Advisor

    Ainda se fazem grandes jogos... no entanto como o mercado cresceu é preciso procurar melhor para encontrar as pérolas enquanto se é bombardeado pelo "marketing" dos grandes nomes.

    Pena é que os custos de fazer um jogo, nos dia que correm, afasta qualquer pequeno developer. Normalmente têm de começar pelos jogos para telemóvel...

    Quem não se lembra do grande jogo que foi o Another World, e foi feito apenas por 1 gajo :)
     
  13. hYpe

    hYpe [email protected] Member

    Eu acho que as editoras fazem o que dá dinheiro.

    Continuam a haver jogos 'for fun' e existem tambem cada vez mais jogos realistas (FPS, RTS, Simuladores Automóveis).

    Para mim um FPS tanto dá para puxar pela cabeça, como jogar para o fun.. Tipo ir para um pub (multiplayer ofc) com uns amigos e brincar um bocado, como ir para uma ClanWar e ai' sim, puxar dos galões e jogar eficazmente.

    Acho que o dilema divertimento/ter-q-puxar-pela-cabeça está na maneira como o gamer encara o jogo.
     
  14. MeTa

    MeTa Power Member

    concordo com o que tem sido dito...hoje em dia a industria do entretenimento move bilioes a nivel mundial..o dinheiro é que manda...só ha um punhado de editoras que sabem como fazer um jogo..a meu ver está tudo a convergir para o mesmo...os jogos parecem-se cada x mais uns com os outros...enfim...lá aparece um half-life de x em quando...um deus ex (porra que jogalhão), depois ha jogos que tentam marcar a diferença dentro do genero, mas nao vendem...
     
  15. Punisheiro

    Punisheiro Power Member

    Star Wars para a Master System! Que Saudades :x
     
  16. Cunha Esteves

    Cunha Esteves What is folding?

    crysis pode ter tudo, mas não merece o titulo de um grande jogo, quanto a bioshock não gostei nada dele um mundotão bonito deve ser explorado, e para além disso a jogabilidade está, IMO, um pouco má

    quanto ao cartacho...é mesmo um grande cartucho juntamente com os banos mais o ocarina e o majra's mask mais o mario 64
     
  17. nunoduke

    nunoduke I quit My Job for Folding

    Fixe fixe é "streets of rage" para a mega drive!! :):) As horas que eu não gastei a jogar isso!!

    Agora jogo isso mas no telemóvel... :lol:
     
  18. .:SP:.

    .:SP:. What is folding?

    Eu joguei horas a fio Golden Axe.
    Vai sair para as consolas de nova geração vamos ver!

    CumpS
     
  19. UrbanRider

    UrbanRider Power Member

    O trackmania nations tabmém me deu umas horinhas de gozo.

    agora veja isto e descubram as "7" diferenças (entre TrackmaniaNations e Nitro Stunt Racing):

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]



    Basta um jogo ter algum sucesso para ser de imediato "copiado" por outras empresas


    Resposta:

    A meu ver as diferenças são: Num só é necessário acelarar travar e virar, noutro para alem disto temos de nos preocupar com estado do carro, nitro, temperatura do óleo.........
     
    Última edição: 29 de Dezembro de 2007

Partilhar esta Página