1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ajuda em compra G5 DP

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico - Apple' iniciada por abuso, 4 de Janeiro de 2008. (Respostas: 17; Visualizações: 1069)

  1. abuso

    abuso Power Member

    Surgiu-me a hipótese de comprar em segunda mão um PowerMac G5 com estas características:
    -CPU Type: PowerPC G5 (3.0)
    -Number Of CPUs: 2
    -CPU Speed: 2 GHz
    -L2 Cache (per CPU): 512 KB
    -Memory: 1.5 GB
    -Bus Speed: 1 GHz
    -Placa Gráfica: GeForce FX 5200;
    -OS: Tiger
    Características completas: http://www.everymac.com/systems/apple/powermac_g5/stats/powermac_g5_2.0_dp_2.html

    Como sou um switcher recente, nunca trabalhei com PowerPCs, tenho algumas dúvidas dúvidas, nomeadamente no desempenho na edição de video, não será profissional mas também não quero nada que se arraste, qual será o desempenho com video standart e com HD?
     
  2. rui_mac

    rui_mac Power Member

    O desempenho é bastante bom. Eu trabalho com video e só muito recentemente mudei para Intel. Portanto, sei que um G5 desses se porta bastante bem. No entanto, creio que deves pôr-lhe mais RAM (mínimo 2Gb, mas mais é sempre melhor).
    Se o disco é o que vêm nas características base (160Gb), aconselho-te a adicionar um outro (iinterno ou externo) de, pelo menos 250Gb, porque o video ocupa mesmo muito. Deves sempre trabalhar com codecs o mais lossless possível enquanto editas e isso pesa sempre muito. Só gravas num codec lousy no fim.

    Rui Batista
     
  3. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    A pergunta essencial é esta: o preço que te fazem compensa estares a comprar um computador que caminha para a obsolescência?
     
  4. timber

    timber Zwame Advisor

    Isso tem que vir a um preço mesmo de arromba.

    É que até um iMac actual tem mais potência que esse PowerMac. E não tem uma espada a balouçar por cima da cabeça.
     
  5. Ajuda em comprar G5 DP

    Em relação ao que diz o Timber, devo dizer que virtualmente todos os nossos macs (assim os PCs) caminham para a obsolescência. Mais tarde ou mais cedo, ou não será asssim...? Daí que a sua resposta fica um pouco vaga.

    E depois há a questão, muitas vezes mal compreendida, que é a de comparar de forma simples e directa o desempenho de um chipset para MP e um para SP. Não será bem a mesma coisa, será?

    Por exemplo, eu ainda mantenho no activo o meu velhinho Tyan S2466 Tiger MPX, com dois Athlon 2800+ MP, e em termos de multi-tarefa continuo a dar uma cueca nos PCs que tenho lá no serviço com os últimos P4 HT que saíram. O mau sistema raramente fica atolado, enquanto que os do serviço...

    Mas, por exemplo, a questão da robustez e fiabilidade do modelo já me pareciam interessantes, na resposta.

    AR
     
  6. lidador

    lidador Power Member

    Aqui tem que se dar razão aos moderadores (e super moderadores). Há uma tendência estranha para que os macs usados apareçam com propostas de venda em preços acima dos macs novos e com garantia. Quem ama os seus macs que case com eles.
     
  7. timber

    timber Zwame Advisor

    Há uma certa diferença entre um qualquer PC que como qualquer outro caminha mais ou menos lentamente para a obscelência e um membro duma arquitectura ultrapassada como esse PowerMac

    Quanto à segunda questão, isso podia dar pano para mangas porque como se sabe a vantagem de usar MP depende muito da aplicação em uso.

    Mas nem é preciso entrar por aí. Todos os sistemas novos actuais (à excepção que alguma tralha de fundo de tabela que ainda há) são multi core (esmagadormente 1 processador com 2 cores) e portanto estão exactamente no mesmo ponto que esse PowerMac que tem 2 processadores com 1 core cada.

    Fiabilidade e robustez tem a sua piada mas tem que ser pesados com o preço e o potencial de uso da máquina.
     
  8. Sem me querer desviar muito da questão, uma coisa são dois cores servidos numa mesma pastilha (aonde toda e qualquer aplicação que se corra tem que ir), e outra coisa é uma verdadeira divisão já ao nível do chipset. Aliás, não nos esqueçamos assim tanto do verdadeiro golpe de marketing que foi, a dada altura, para tornar as coisas mais baratas para o fabricante - e tb mais compactas - a introdução da "brilhante" tecnologia multi-core. Aliás, não é por acaso que os servidores continuam agarrados à tecnologia "mais antiga": dual-cpu.

    E uma outra questão: é que, se bem me lembro, antigamente era do consenso geral que os cpus da IBM/Motorola/Apple eram para "crescidos" enquanto os da Intel para "meninos". Basta verem o significado da palavra Power=Power Optimization With Enhanced RISC. E também está bom de ver que a diferença de preços entre estas duas tecnologias, já na altura, significava algo mais que simples elitismo... E não foi justamente pegando na velhinha ideia do RISC que a Intel/AMD partiu para a tecnologia actual?

    Tudo bem, um cpu Intel C2D actual (eu tenho um macbook pro muito actual C2D a 2.4GHz e 2 GB de memória, e posso dizer que o "menino" embora bastante rápido, depressa se atola com mais que duas coisas a correr ao mesmo tempo) é talvez 2x mais rápido que um dos Powerpc 2GHz, mas e o resto...?

    Que me dizem?

    Cumprimentos,
    AR
     
  9. O que era interessante saber, era o que levou o rui_mac a mudar para a plataforma da intel?

    Cumprimentos,
    AR
     
  10. timber

    timber Zwame Advisor

    São implementações diferentes, do ponto de vista da aplicação é igual. Aliás os desktops em termos de performance pura ocasionalmente até tem algumas vantagens uma vez que por exemplo o chipset da intel para servidores light e workstations (que o mac pro usa) usa memória mais lenta que as soluções para desktop. Tem outras vantagens que são relevantes num servidor mas em performance...

    E é perfeitamente natural que continuem a existir aplicações multi processador. Afinal o melhor que actualmente se consegue são 4 cores e muitas aplicações não se governam só com 4 cores.

    De resto os fabricantes não se viraram para o multicore por questões de marketing. Foi essencialmente um fuga ao bloqueio de desenvolvimento que os processadores encontraram.

    Era conversa dos crescidos e dos meninos é que tem o que se lhe diga... Aliás os processadores x86 internamente já não são processadores CISC faz bastante tempo (para aí desde o Pentium original). A arquitectura x86 é pouco mais que uma língua franca.

    Qual resto?
     
  11. Zed_Blade

    Zed_Blade Power Member

    Pois, de facto, não é por acaso. Pensando um bocadinho (coisa que eu vejo que de vez em quando faz falta aos users da TZ) um servidor é uma máquina que é suposto estar a trabalhar 24/7/365-366 (dependendo do ano lol) e na qual não pode haver falhar. Ora se os servidores continuam a utilizar dual-cpu porque será? Não porque seja mais rápido ou mais económico, é simplesmente porque se um processador falhar o outro continua o trabalho enquanto não houver substituição do componente avariado.
    É exactamente a mesma razão pela qual os servidores têm pelo menos, 2 fontes de alimentação, 2 ou mais discos em RAID, e etc e afins.
    Pura e simplesmente porque as falhas, a acontecer, não podem deixar o sistema desabilitado PONTO --> .

    O dual-core é muito bom seja para uso doméstico seja para empresarial e como alguém disse (julgo que o timber) foi criado para ultrapassar as barreiras físicas que se impunham na evolução computacional, assim com os quad-core e possívelmente os 8-core que devem estar aí pra rebentar entretanto. Julgo que agora será uma questão de crescimento exponencial no processadores até se encontrar uma outra alternativa.

    E sim os PowerPC eram muito bons (continuam a ser ou não fosse a aposta da Sony com 8 processadores PowerPC na sua consola PS3) mas também há que ter em conta que para um user mediano a Intel/AMD sempre foram as melhores opções quer a nível de uso tradicional, extreme-gamer (voltamos ao mesmo de sempre mas é verdade) ou simplesmente porque eram mais baratos. Ninguém investiria numa máquina para jogar com um processador PowerPC porque apesar das vantagens as instruções simplesmente não eram compatíveis.

    Como eu já me estou a esticar (e de que maneira) e antes que me comece a repetir fico-me por aqui, com um apelo à utilização do cérebro por parte de todos os users :P

    Cumps.

    PS: Não quis ofender ninguém. Apesar de estar a responder ao user elvira123, é um aviso para os users no geral. :kfold:
     
  12. rui_mac

    rui_mac Power Member

    Na agência, porque me deram um Intel.
    Em casa, porque o software actual tira mais partido do Intel. Ou seja, corre melhor em Intel que em PowerPC. Como eu trabalho em 3D e video e tenho de utilizar as versões mais actuais das aplicações era perfeitamente lógico que, quando comprasse um computador novo (como foi o caso) o fizesse com um de arquitectura Intel. Para mim a melhor coisa que a Apple fez foi mudar para Intel. Pelo menos para a minha àrea (em que faço coisas que exigem muito do processador e que são, normalmente, lentas) foi uma mudança muito boa.
    No entanto, na agência, enquanto trabalhei com G5, estava muito satisfeito. Até à aquisição de máquinas Intel, desencorajei a compra do pack CS3, por exemplo. O Photoshop CS2 (e o AfterEffects anterior ao CS3) correm mais lentamente num Intel que num PowerPC G5. Agora que tenho um Intel, o Photoshop CS3 e o AfterEffects CS3 bombam a toda a velocidade.

    Rui Batista
     
  13. Bom, já vi que está formado um pelotão do contra... Mas, sem querer alimentar muito mais esta questão - que já se afastou por completo da linha de partida (colocada por um grande amigo e colega meu) - queria só acrescentar mais os seguintes comentários:

    "Aliás os desktops em termos de performance pura ocasionalmente até tem algumas vantagens uma vez que por exemplo o chipset da intel para servidores light e workstations (que o mac pro usa) usa memória mais lenta que as soluções para desktop."

    Aqui pergunto pq razão as plataformas para os servidores/workstation saiem (quase...) sempre para trabalhar a velocidades de memória abaixo das últimas novidades?

    "Ora se os servidores continuam a utilizar dual-cpu porque será? Não porque seja mais rápido ou mais económico, é simplesmente porque se um processador falhar o outro continua o trabalho enquanto não houver substituição do componente avariado."

    E aqui pergunto se acaso já esteve perante um servidor/workstation que ficou a trabalhar só com um CPU? Eu já e o resultado foi: máquina morta. Fonte a trabalhar e ausência de vídeo.

    As barreiras computacionais de que se falam, julgo terem sido basicamente: o problema do crescente aquecimento, o problema do crescente consumo (face à concorrência) e a incapacidade da IBM conseguir ultrapassar a barreira dos 3GHz (em tempo útil, bem entendido). Será que estou errado?

    Em relação ao meu macbook pro C2D 2.4GHz (http://support.apple.com/specs/macbookpro/MacBook_Pro_Late_2007.html),
    para vos ser sincero, esperava mais do "menino", para o preço que foi...

    Cumprimentos,
    AR
     
  14. JPCarvalhinho

    JPCarvalhinho Colaborador
    Staff Member

    atenção que o chip da ps3 é um só powerpc de geração seguinte (tal como o wii e o da xbox360) mas com 8 "co-processadores" as chamads SPEs... não se tratam efectivametne de 8 cores/processadores powerpc... uma das SPE's vem desligada pois dizem as más linguas que no início do processo a taxa de falhas nos 8+1 era tão elevada que baixaram para 7+1 desactivando nos que estavam a 100%...

    Como já disseram por aqui... os G5 são excelentes máquinas... agora depende é do preço que te pedirem... no limite... aproveitas a caixa e os encaixes :)
     
    Última edição: 4 de Janeiro de 2008
  15. timber

    timber Zwame Advisor

    Não é tanto ser do contra. O PowerMac ainda é um óptimo computador mas convém ter bastante atenção ao preço porque o tempo não perdoa especialmente em informática.

    Esse caso do controlador de memória, foi um exemplo, não é um dogma. Mas genericamente num servidor existe preocupação redobrada com fiabilidade, expansão, etc...
     
  16. As características do mac que o meu amigo Abuso colocou no início deste post, seriam as do mac que eu tenho em vista por 750 euros, do qual lhe falei a ele e a quem eu pedi que me ajudasse a dicidir.

    O que acham deste preço, considerando que tudo o mais está a funcionar a 100%, com os recibos de compra e demais software (Tiger incluído).

    De qualquer modo, quero agradecer-vos o tempo e a atenção dispensada a esta questão que é principalmente meu interesse.

    Cumprimentos,
    AR
     
  17. JPCarvalhinho

    JPCarvalhinho Colaborador
    Staff Member

    mmm 750€ dá para comprar uma boa máquina de trabalho (nova) no outro lado da barricada..

    Se o macosx não é uma exigência, não te esqueças desta opção. No reino do trabalho, na maior parte das cvezes a razão deve-se sobrepor ao coração...

    No entanto face ao spreços pedidos no omeumac.com não é um mau preço!
     
  18. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Acho que a melhor maneira de averiguares sobre a justeza do preço proposto é dares uma vista de olhos na ebay inglesa (por exemplo) e veres os preços que lá se praticam para esse modelo ou modelos semelhantes.

    Ainda há uns artistas a pedirem mil libras por Powermacs, mas a maioria dos leilões não chega nem perto disso.
     

Partilhar esta Página