1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

AMD divide-se em duas

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por blastarr, 7 de Outubro de 2008. (Respostas: 29; Visualizações: 4271)

  1. blastarr

    blastarr Power Member

    So much for "Real men have Fab's"... :P
    A ironia é que a empresa que não ficar com as fábricas acaba por se tornar mais vulnerável a um posterior take-over...

    Fonte: The New York Times
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  2. konexion

    konexion Power Member

    Caminho aberto para o triunfo (dominio?) da Intel.

    8|
     
  3. V3ctor

    V3ctor Moderador
    Staff Member

    Não... apenas foi uma maneira de ganhar €... a ATi (AMD) e a nVidia tambem "encomendam" o fabrico dos GPU's, e têm lucros... Foi apenas uma maneira de obterem investimento, e de terem 1 empresa focalizada apenas no design de novos cpu's (que leva o money todo o R & D), a a outra parte da empresa será apenas o "fabricante"... uma vez que vão melhorar a fábrica de Dresden e vão continuar a construção da fábrica de Albany... a AMD tinha 5.3 biliões em dívida e 1.6 biliões em dinheiro, estes tipos lá do Dubai ou o caneco injectam 6 biliões... a AMD resolve os problemas financeiros e tem money para "atacar" o mercado dos cpu's...

    É uma questão de tempo para ver o que vai acontecer...

    PS: o único real man que vejo é só a Intel porque tem $hit loads of money para ter as fábricas
     
  4. Boobaloo

    Boobaloo Power Member

    E qual é o problema de haver um take-over?
    A Intel nunca poderá comprar a AMD, com o take over injecta-se muito dinheiro na empresa, e como ficam 2 empresas mais pequenas ficam mais atractivas para o mercado.
    Para nós end useres, tanto nos faz quem é o dono da AMD, se houvesse take-over duvido que fosse para partir a empresa em bocados mais pequenas, portanto continuariamos com os mesmos produtos, AMD ou outro nome tanto faz, desde que mantenha a concorrencia À Intel por mim tudo ok.
    Um take-over em muitos casos é desejado pelos próprios accionistas, mas neste caso é pura especulação se o objectivo final será esse.

    Quanto ao R&D ser feito num sitio e o fabrico do silicon noutro a ATI está-se a dar muito bem, apesar de alguns terem dito que seria mau.
     
  5. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    O mais importante é acaba por ser esta parte que nem sequer ta sublinhada:

    A estratégia é muito inteligente. Permite entrar muito dinheiro vindo das terras do dinheiro (Emirados Arabes Unidos) e a AMD continua a ter controlo sobre essa empresa. Com este dinheiro que vai entrar a Nova fabrica em NY de certeza que vai avançar.

    A propria ATI ou Nvidia podem fazer os seus GPU´s nestas fabricas porque a partir de agora vão estar abertas a todas as empresas. So têm que garantir que não constringe a produção da AMD. Sendo que a AMD rapidamente vai ter 2 fabricas disponíveis e depois de construírem a de NY 3 fabricas disponíveis não tendo que se preocupar com o dinheiro que é necessario investir, mas sim unicamente em fazer bons CPU/GPU/*****, etc.

    As losses da AMD devem acabar este quarter com ou sem venda das fabricas devido á sazonalidade e as HD 4000 series.
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  6. Crusher

    Crusher Power Member

    Os Emirados a meter o bedelho na AMD? Quem diria...
     
  7. Satdrei

    Satdrei [email protected] Member

    Só sei que daqui a 20 minutos o mercado americano vai abrir e vou estar a ganhar 30%. Comprei ontem AMD a 4usd e está neste momento no premarket a 5,55
     
  8. apenas_nuno

    apenas_nuno Banido

    muito bom Satdrei..

    Quanto à AMD já não era novidade nenhuma .. a questão estava na possibilidade dos spin-off's..

    mas este "move" não enfraquece a AMD..pelo contrário.. melhorará o desempenho e a competividade....
     
  9. Satdrei

    Satdrei [email protected] Member

    Sim, a injecção de capital foi muito importante para a empresa, não só pelo facto de a alivar de encargos financeiros, como tb pelo facto de os encargos financeiros estarem a ser cada vez maiores, por causa do estrangulamento do crédito e redução das linhas de financiamento para as empresas.

    EDIT: já cá canta!
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  10. thejoedoe

    thejoedoe Power Member

    Além de que há a vantagem de a empresa fabricante tentar organizar o seu trabalho de modo a que possa produzir chips para outras companhias, tipo a nVidia, e não depender exclusivamente da mesma companhia.

    Já ouvi (ou melhor, li) que a IBM estava interessada em que a AMD fabricasse alguns cpu's para eles (mas isso já foi a algum tempo)
     
  11. blastarr

    blastarr Power Member

    Não diz ao longo de quantos anos é que esse investimento se fará (uma Fab não aparece do nada de repente, ver a situação "encalhada" da Fab 30 -> Fab 38...), e só se sabe que o dinheiro é para pagar dívidas e construir/renovar fábricas -eventualmente fechando outras mais antigas, como é prática na indústria-, não para financiar a outra metade (a que desenha os chips).
    Além disso, a capacidade de desenhar chips com as libraries SOI sai prejudicada (já não há sinergias internas entre os engenheiros que desenham as CPU's e os que afinam o processo de fabrico, pois uma Fab autónoma tem obrigatoriamente de se virar para um processo "bulk", que seja um mínimo denominador comum para todos os clientes e todos os tipos de chips), e bugs como o que aconteceu ao Phenom/Opteron (TLB) de repente têm muito mais probabilidades de acontecer de novo -sobretudo em desenhos "hand-tuned" como os de uma CPU x86-.


    As perdas da AMD vão continuar por mais alguns quarters. Todo o mercado está a encolher, excepto os netbooks (onde a AMD não está presente).
    As GPU's têm margens de lucro reduzidas porque a Nvidia também baixou e nivelou os preços "top-to-bottom" da sua gama para competir, e todo o mercado sofre com isso (AMD incluída).
    Quanto à Nvidia desenhar chips num processo SOI..., yeah, right.
    Só o fez uma vez (NV41, na fábrica da IBM em East Fishkill, NY, não muito longe do sítio onde a AMD quer fazer a nova) e deu-se mal porque tinha péssimas propriedades eléctricas para GPU's, e baixos yields. Depressa fez o NV42 na TSMC.
    A VIA também tem sempre problemas com processos bulk ao desenhar as suas CPU's x86, por isso é que alterna entre a TSMC, a Fujitsu, a UMC e a SMIC, e esse "fardo" reflecte-se em bugs e atrasos na chegada ao mercado (ver VIA Nano), coisa que a AMD não se pode dar ao luxo, depois dos 8 meses perdidos entre o paper-launch do "Barcelona" e a chegada efectiva de CPU's nessa arquitectura em quantidades reais.

    Contudo, é verdade que com este acordo a Nvidia ganha "bargaining power" para acertar preços de fabrico na TSMC e na UMC. É mais um concorrente nas Foundries (se bem que dificilmente os custos com empregados na Alemanha alguma vez tornem a empresa tão saudável financeiramente como as congéneres em Taiwan e China, cujos salários são muito mais baixos...).
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  12. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    Diz no ultimo link quote que coloquei. E a Abu Dabi entra tb com capital para a AMD (sem ser das fabricas) aumentando a sua share na empresa de 8 -> 16%.
    Não vejo nenhum motivo para agora de um momento para o outro isso acontecer. As fabricas continuam a ser da AMD. Até pq caso nao fossem a licensa X86 que a AMD tem era invalidada.


    A AMD disse que em H2 2008 ia sair do vermelho e não ha nenhum motivo para que isso não aconteça. Inda para mais vendeu este trimestre material de umas fabricas outra vez e vendeu a sua secção HDTV á Broadcom, logo entrou imenso dinheiro extra.

    ----
    Site AMD:
    [​IMG]
    http://web.amd.com/newglobalfoundry/

    Ate ja tem imagens da futura Fab em NY. É pq em principio é mesmo para avançar com o projecto.
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  13. blastarr

    blastarr Power Member

    E se são da AMD, os prejuízos que as fábricas continuarão a ter vão manter a pressão nos lucros da AMD, tal como aconteceu aquando do spin-off da joint venture com a Fujitsu para fabricar memória flash (Spansion).
    Só porque as fábricas estão numa empresa separada, não quer dizer que a AMD, como accionista maioritária -por agora- não continue a suportar os seus encargos, e a ter de injectar dinheiro na mesma.


    Mais uma vez, isso aconteceu muito antes de a situação económica ter pressionado fortemente a AMD e outras empresas a partir do Verão.
    Eles estão a pagar quase 6 biliões em dívidas, e as taxas de juro estão elevadíssimas. Combinadas com o preço das acções mais baixo e os encargos com o despedimento de 10% dos empregados (concluído em Setembro) vão continuar a empurrar prejuízos na direcção da empresa, não tenhas dúvidas.
     
  14. bane

    bane Power Member

    Não é assim tão linear. As fábricas são da AMD, e para lá produzir a AMD vai muito provavelmente pagar às fábricas (já que são independentes) e estas ao mesmo tempo vão poder produzir outros componentes parar outras empresas. O potencial de lucro é maior do que antigamente.
    A AMD vai continuar a poder trabalhar perto das fábricas, simplesmente a compra dos chips feitos entra nas contas da empresa coisa que não acontecia. E quando as fabs receberem dinheiros de terceiros a AMD automaticamente também recebe dinheiro por isso.

    Portanto acredito que a AMD vá sair do vermelho a curto prazo.
     
  15. Vento_Nocturno

    Vento_Nocturno Power Member

    Honestamente este movimento tem uma lógica de mercado de capitais subjacente em termos de reforçar o "valor" do titulo AMD em mercado.

    O que não me pareceu assumido explicitamente mas que parece muito evidente, até atendendo às alienações anteriores, é que a AMD identificou como "core business" o desenho de produto e excluiu a produção disso. Este tipo de focus de actividade é geralmente muito apreciado pelo mercado em especial se os negócios alienados são deficitários.

    Assim sendo a lógica subjacente numa primeira instancia é que esta AMD versão light estará mais apta a dedicar-se aquilo que sabe fazer melhor sem dispersar recursos e energia noutras coisas.

    É assumido perante o mercado (de capitais) que sem "lastros" a AMD tenha melhores resultados.
    Numa operação como a que foi feita a AMD deixa de ter obrigatoriamente de responder às necessidades financeiras da sua participada, e isto é reforçado por abdicar da maioria do capital e por encontrar um parceiro disposto a injectar capital na empresa.

    O impacto, visto de uma forma simplista, implica que a AMD encaixou $314 milhoes de imediato e no medio/longo prazo mesmo que os resultados da Foundry se mantenham constantes (negativos) o impacto nas contas da AMD já só será de 44,4% do total.

    e citando o post original
    “This is the biggest announcement in our history,” said A.M.D.’s chief executive, Dirk Meyer. “This will make us a financially stronger company, both in the near term and in the long term, as a result of being out from the capital expense burden we have had to bear.”

    No limite é também "assumido" (dai haver um investidor interessado em injectar dinheiro no projecto) é que esta nova empresa tamb´me será capaz de operar de forma mais eficiente e lucrativa do que estando integrada na AMD.

    Uma nota final... todos os quadros superiores das empresas cotadas são avaliados pela valorização do titulo (incluindo dividendos) no curto prazo e não pela qualidade dos seus produtos ou pelo seu contributo para industria onde estão inseridos.

    Cumprimentos,
     
  16. blastarr

    blastarr Power Member


    Segundo o artigo no Anandtech, a nova entidade que gere o fabrico de chips nas fábricas (The Foundry Company) só assumirá 1.2B de dólares dos 5.3B de dólares da dívida.
    Ou seja, a entidade que desenha (AMD, fabless) os chips continuará a ter 4.1B de dívidas para pagar, depois desta operação estar concluída, e já não terá fábricas para apresentar como garantia aos bancos para obter financiamento ou re-negociar/re-estruturar o modo de pagamento das dívidas existentes, como tem feito até aqui.

    A Nvidia ainda tem muito dinheiro no banco, e não tem dívidas, por exemplo... Apenas tem sido afectada no volume de lucros.
     
  17. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    Para além de no imediato retirar 1.2B no debt, ainda colocam 1B na AMD:
    Fazendo as contas estão a dar á AMD 2.2B e prontos a investir 3.2B-6B nos próximos 5 anos em novas fabricas/remodelação das existentes. (se somarmos tudo são investimentos de 5.4B-8.2B)
    Por outro lado a Abu Dabi nunca irá deixar cair a AMD a curto/médio prazo nem a AMD está em tal risco actualmente visto que tem melhorado gradualmente os seus produtos no mercado. Caso seja necessário a Abu Dabi volta a injectar mais dinheiro na AMD. E actualmente a AMD arranjou um excelente investidor com muito muito dinheiro. Melhor investidor era impossivel.

    Entretanto a Fab30 que estava parada devido a falta de dinheiro para remodelação, não so vai ser remodelada como ja entrar em funcionamento em 2009:
    http://www.anandtech.com/cpuchipsets/showdoc.aspx?i=3425

    A curto prazo a AMD passa de 1 -> 2 fabricas e a médio prazo passa de 2 -> 3 fabricas com a nova fabrica de NY. E muito possivelmente com as novas fabricas a ATIC deve abrir processo de fabrico Bulk e possivelmente a ATI pode transferir a produção dos seus GPU/*****, etc para estas fabricas todas.

    EDIT:
    AMD's Foundry Co. to make graphics in late 2009
    http://www.fudzilla.com/index.php?option=com_content&task=view&id=9817&Itemid=34

    http://techreport.com/discussions.x/15649
     
    Última edição: 7 de Outubro de 2008
  18. blastarr

    blastarr Power Member

    Intel ameaça AMD com processo em tribunal:
    http://www.reuters.com/article/marketsNews/idINN0748080720081007?rpc=44

    Segundo se pensa, o acordo de licenciamento cruzado de patentes relacionadas com a arquitectura x86/x86-64 prevê que a AMD seja obrigada a ter controlo efectivo sob um volume de pelo menos 80% da sua produção global x86.
    Ora, neste momento a Chartered em Singapura já produz cerca de 10%, e, com o novo acordo, a empresa "AMD" que desenha os chips fica com apenas 44% das acções da nova Foundry Company independente, enquanto os árabes ficam com os restantes 56%, pelo que o acordo pode ter sido quebrado...
     
  19. cL!cK

    cL!cK Power Member

    Acampei aqui xD

    Eu honestamente duvido que a AMD tenha tomado uma decisão deste calibre sem a avaliar como deve de ser, portanto há aqui qualquer coisa que não bate certo..acho que é óbvio que eles não iriam abdicar da licença x86 agora, após anos de investimento e desenvolvimento..

    É esperar para ver, mas também temos que pensar que à Intel também não "convém" ficar sozinha no mercados dos CPUs..(era só ver os processos anti trust a começarem a cair lhes em cima) portanto suponho que alguma coisa há de sair daqui, com um pouco de sorte para a AMD e talvez até uma alteração nos termos de cedência da licença x86.
     
  20. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    A AMD ja disse que tomou isso em consideração no negócio e não há problemas:

    AMD Confident In Ability to Produce x86 Microprocessors Despite Intel’s Doubts.

    AMD Reassures It Can Outsources Production of All x86 Chips


    http://www.xbitlabs.com/news/other/...6_Microprocessors_Despite_Intel_s_Doubts.html
     

Partilhar esta Página