1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

AMD Dual-Core 65nm Chips Reach AMD’s Roadmap – Slides

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Zarolho, 8 de Fevereiro de 2006. (Respostas: 9; Visualizações: 1227)

  1. Zarolho

    Zarolho Power Member

    According to slides which resemble those from the roadmaps of Advanced Micro Devices, the first desktop chip from the world’s second largest chipmaker made using 65nm process technology will be released in the first half of 2007 to substitute the mainstream dual-core 90nm products. Another 65nm microprocessor is slated to be released in the second half of next year and target entry-level computers.
    The slides, which presumably reflect a recent roadmap of AMD, published by HKEPC web-site contain some information about code-named Brisbane and Sparta processors. The Brisbane chip will be made using 65nm process technology, will sport two processing engines and will come out in the first half of 2007. Meanwhile, the product code-named Sparta, also made using 65nm process technology, will be launched in the second half of next year.
    If the slides are correct, then Brisbane will target the market of mainstream dual-core processors, whereas Sparta will serve entry-level computers.
    Both 65nm processors will be designed for Socket AM2 form-factor, which means that both will support dual-channel DDR2 memory, but it is unclear what speed-bin. It is unclear which additional technologies – enhanced security code-named Presidio, virtualization named Pacifica, etc. – these chips will support.
    AMD traditionally begins transition to thinner process technologies starting from its low-cost and mainstream product lineups. High-end offerings are typically made using mature fabrication processes.
    The beginning of revenue shipments of 65nm chips was delayed by AMD. Initially AMD indicated that the “idea” of AMD was to begin to process 65nm in the middle of 2005 and “bring it into production in 2006”. Late in 2005 the company said it would only begin production of 65nm in late 2006.
    AMD did not comment on the news-story.



    http://www.xbitlabs.com/news/cpu/display/20060207225940.html
     
  2. gryle

    gryle Power Member

    Ou seja, só a partir de 2007 é que a AMD muda para um processo de fabrico mais barato, por isso os preços não devem baixar muito até lá
     
  3. BonJouR

    BonJouR [email protected] Member

    Isto pode trazer alguns problemas para a AMD. A Intel já há algum tempo que anda a brincar com os 65nm, e inclusivamente já tem produtos no mercado com essa tecnologia, que até meio de 2007 lhes dará alguma vantagem, quanto mais não seja pelo aperfeicoamento e maturidade do processo de fabrico.
     
  4. Horus-Anhur

    Horus-Anhur I folded Myself

    Não deve trazer muitos problemas.
    O actual processo ainda é suficiente durante algum tempo, e pelo roadmap da AMD, eles devem pensar que é suficiente até ao proximo ano. A AMD, ao contrario da Intel, não tem problemas de consumos de energia e alta libertaçãode calor.
    Qaunto á baixa de preços, se tivermos em conta que a a maior parte do custo de um CPU vem da investigação e desenvolvimento, não é por poucar umas bolachas de silicio que se vai ver uma grande diminuição de preços. Apesar de que era bom.
     
  5. SilveRRIng

    SilveRRIng Power Member

    Winjer,

    Se não houvesse diminuição de custos que justificasse o shrink do processo de fabrico as companhias não o faziam com a pressa com que o fazem actualmente. Se hipoteticamente o R&D gerar as mesmas despesas, o unico ponto onde eles podem ir reduzir é na matéria prima, daí a necessidade do shrink. Aliás, já se viu que os shrinks de uma arquitectura problemática, só por si não resolvem o problema. A intel quer é diminuir nos custos de produção o mais que puder para jogar com os preços mais facilmente.

    A AMD não têm é os meios para alterar processos de fabrico como a Intel faz, tendo que o fazer mais devagar e conforme vai podendo. Se eles pudessem faziam a mudança para 65nm ontem. :)
     
  6. Zar0n

    Zar0n Power Member

    O custo da matéria prima (silício) é desprezível no custo do CPU, e continuas a usar o mesmo, já k o wafer é do mesmo tamanho, os ganhos são em produzir mais no mesmo wafer.

    A AMD sempre foi mais lenta k a INTEL no shrink e nunca foi 1 problema e axo k agr seja diferente.
     
  7. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life
    Staff Member

    Não vejo grandes novidades do lado da AMD. Tb é verdade que estão á frente e quem precisa de melhorar é a Intel mas para mim o proximo ano vai ser da Intel.
    Veremos se me engano:)
     
  8. gryle

    gryle Power Member

    O problema está em que a procura de CPUs AMD subiu bastante e a AMD não tem capacidade de aumentar a produção para saisfazer a procura.
    Fica a perder o consumidor que tem que pagar mais e a AMD que podia aumentar a sua quota de mercado se conseguisse produzir mais
     
  9. God_Lx

    God_Lx Folding Member

    Pois, se eles encolhessem pralém do overclock aumentar, tinham mais aproveitamento... O que se pode reflectir nos preços... Eu sinceramente penso k este ano vai ser da Intel, eles estão aí com boas soluções e penso que com as temps mais controladas...
     
  10. SilveRRIng

    SilveRRIng Power Member

    Sim, isso estava subentendido no que eu disse. É apenas o ponto de vista que muda. Ou fazes mais "Cores" com a mesma waffer, ou sai-te mais barato fazer os mesmos CPU's porque usas menos waffer, same thing. Daí a conclusão de que o shrink sirva para diminuir os custos de fabrico. Custa menos dinheiro fazer o mesmo CPU. Quanto à matéria prima referia-me à waffer em si, porque o silicio, esse costumo trazê-lo nos calções quando venho da praia, em dióxido (silica). É obvio que é barato :)
     
    Última edição: 9 de Fevereiro de 2006

Partilhar esta Página