1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Amp’s/DAC’s - Qual Comprar?

Discussão em 'Audio Portátil' iniciada por danimoca, 25 de Agosto de 2011. (Respostas: 908; Visualizações: 47736)

  1. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    Não, por isso mantive os 600 modded (de 2ª geração, ou seja bastante velhos - os de cor preta em vez de azul) e não os 650 (vou arranjar outros para fazer modding desta vez) mas isso é o meu gosto. Acredito que para >60% (numero puramente especulativo), ou seja a maioria, os 650 sejam preferíveis. Questão de gosto pessoal nesta questão.

    Já eu, e ao contrário do @strobe, não os consigo utilizar ligados directamente a um telemóvel (com spotify). Com qualquer telefone móvel que eu tenha experimentado ao longo destes anos, acho que o som fica pobre. Penso que escalam demasiado bem com algum equipamento, em particular OTL's (mas também alguns híbridos).

    Se gostas mais dos X2 mantém-te com eles e procura outra assinatura, penso que não serão os 650 que te farão mudar de ideias, pois apesar de maior corpo e bass não são o outro lado da moeda relativamente aos 600.

    Também não sei que DAC e/ou Amp tens na verdade.

    Edit -

    http://www.superbestaudiofriends.org/index.php?threads/upgrade-path-from-fidelio-x2-hd600.4147/

    https://www.head-fi.org/threads/the...0-and-ath-ad2000-goodbye-wallet.797637/page-2

    Irás encontrar algumas pessoas com a mesma dúvida e diferentes opiniões, que poderão, ou não, ajudar-te mas que, tal como eu, acreditam que 600/650 mal alimentados são um desperdício.
     
    Última edição: 13 de Setembro de 2017
  2. MiguelRocha1987

    MiguelRocha1987 Power Member

    Os x2 não vão a lado nenhum. Gosto mesmo da assinatura deles e também o conforto, construção, eficiência.... São fantásticos.... Pelo menos para o meu gosto.

    A ideia seria mais vender os hd600 e tentar arranjar uns 650.... Mas achas que faz mais sentido manter 600 e x2 do que 650 e x2?

    A lá strobe também uso maioritariamente fontes portateis, spotify e afins para a minha musica (acabei por me converter ao streaming).

    Tenho um fiio e12 que só uso quando pego nos hd600 basicamente.... :)

    Os meus hd600 também são de ultima geração (silver drivers). Os hd650 com silver drivers também parece que ficaram mais parecidos aos hd600. Agora e questão e.... O que ganho em termos de assinatura nos 650 em relação aos 600? Quanto mais bass? Mais impacto? Tudo se torna mais dinâmico e pujante ou mais Boring ainda?

    Eu já li paginas e paginas do head fi e afins e o pior e que quando pensas que toda a gente diz alhos e que chegaste a uma conclusão, vêm outros tantos dizer bogalhos..... :D ou seja, uns acham que o bass dos hd600 e em menor quantidade mas tem mais impacto, outros dizem o contrário e cenas do gênero. Impacto dos hd600 por exemplo e algo que nao quero abdicar. Mais um pouquinho talvez sim, menos não.

    E uma treta não haver sitio para testar este tipo de headphones por CA....
     
    Última edição: 13 de Setembro de 2017
  3. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    Os fiio e12 não estão a altura dos 600, tão simples quanto isso. Acho que deves experimentar o que quiseres, com o dinheiro que tiveres no bolso mas vais trocar e vais continuar a desperdiçar, quer sejam os 600, os 800, os 650, os 700, os T1 e dezenas de outros headphones por apenas utilizares telemóveis.

    Continuando com o tópico, e para quem não tenha visto, a Schiit indicou, a semana passada, novidades:

    Infelizmente tenho andado noutras andanças e escapou-me isto...agora estou à espera de um DAC precisamente deles /facepalm.
     
  4. Já que estão a fujir ao assunto, sempre considerei todos os Seenheiser horríveis em termos de design, podem ter um bom som, mas irei sempre preferir outra marca com som equivalente ou superior. (excepção HD800)

    Pessoalmente gosto dos Grado, e deve ser o que irei comprar, apenas estou a analisar oportunidades de bons negócios, entre novos, ou modelos devolvidos para a Amazon Warehousedeals, sr325e, rs2e, rs1e, gh2. A minha duvida com os Audeze é por nunca ter experimentado nenhuns Planar, e não perceber se o tipo de som deles é "melhor", mas vou resolver isso hoje indo experimentar numa loja aqui em lisboa.

    Voltando ao assundo dos Dacs
    Alguem já experimentou o Audeze Deckard, ou Beyerdynamic A20?
    obrigado
     
  5. strobe

    strobe Moderador
    Staff Member

    Depende do telemóvel/dispositivo e do material que ouves.

    O meu telemóvel (um Moto G2) é o dispositivo mais fraco em que consigo usar os HD650 sem amp. Mas uso-os sobretudo para ouvir vídeo, não música (o som continua a ser melhor do que qualquer outra coisa que tenha e ainda tiro partido do seu excelente conforto).

    No meu tablet (um Nexus 7), por exemplo, já não consigo usá-los sem amp. Neste tablet até com IEMs sinto necessidade de um amp.

    No iPod Touch, para ouvir ALAC ou MP3 vale bem a pena usar um amp, mas para Spotify não se justifica o incómodo.

    No desktop uso sempre um USB DAC + Amp. Já houve tempos é que considerava isto absolutamente indispensável, pois a placa integrada do desktop estava pragada de interferências. Atualmente a placa de som integrada não tem estes problemas, mas agora não dispenso o potenciómetro analógico que me dá imenso prazer usar.

    No meu portátil atual também não tenho problemas em usar os HD650 ligados diretamente. Mas tenho outro portátil que não só tem problemas na saída de headphones como a utilizar DACs USB.

    A questão é que para Spotify considero que até o meu humilde setup DAC+Amp é overkill. Em FLAC, ou até em MP3, dá para perceber que os HD650 ainda têm muita margem de progressão. Mas hoje em dia são raras as vezes que oiço FLAC/MP3. Até já brinquei com a ideia de um WA7, mas não consigo justificar essa despesa com base aos meus hábitos.

    Eu compreendo quando se diz isso porque já tive exatamente essa mesma sensação com os HD555.

    Desculpa mas não concordo. Se custassem 1000€ ainda era como o outro. Mas pelo que custam é o melhor upgrade que se pode fazer (mesmo sem DAC nem Amp). Durante muito tempo também me deixei levar por este tipo de conselhos, e quando finalmente comprei os HD650 percebi que só tinha andado a perder tempo.
     
  6. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    Opiniões diferentes, respeito mas discordo completamente, como disse, alimentados por um telemóvel, incluindo V10, G4, P9 e H10, com utilização de Spotify, não tirava o proveito que consigo tirar deles com outro equipamento. Se posso utilizá-los nessa situação? Sem qualquer problema, obviamente não deixam de ter a assinatura deles ou passam a ser menos bons, no entanto eu não compro equipamento para obter apenas uma parte do potencial que eles têm. Se o investimento é justificável já depende da opinião, e carteira, de cada um.

    Com tudo o que foi dito, em qualquer situação continuam a ser a minha eleição dentro do intervalo de preço a que se encontram, como tal não disse "desperdício" como quem diz "não vale a pena comprá-los se não investires noutros equipamentos" mas sim porque aquele micro-detalhe, potencial vocal e controlo não são aproveitados pois simplesmente não os consigo ouvir sequer.

    Como último não te aconselharia um tube amp que não o Crack pois a sinergia com eles ainda não consegui com mais nenhum equipamento, por mais caro que fossem (10x +).
     
  7. strobe

    strobe Moderador
    Staff Member

    Ou estamos a dizer a mesma coisa de forma diferente, ou não estamos a falar do mesmo.

    Há muitos anos atrás, quando era jovem e ingénuo, vim para este mesmo fórum perguntar qual de dois sistemas teria "melhor som":

    (A) um que tivesse uns HD650 e um amp barato, ou

    (B) um que custasse o mesmo mas tivesse uns headhones mais baratos e um amp mais caro.

    Na altura convenceram-me que o sistema B seria melhor porque HD650 sem boa amplificação era "um desperdício", "não se conseguia aproveitar", etc., etc. E eu segui esse conselho e lá gastei uns 300€ num sistema "equilibrado".

    Uns anos depois tive oportunidade de experimentar uns HD650 durante umas semanas. Experimentei ligado a tudo o que tinha. E qual não é a minha surpresa quando percebo que os HD650 eram melhor em tudo, até mesmo sem amp! E ainda por cima eram super confortáveis.

    Só muito recentemente é que comecei a encontrar opiniões que sublinhavam estas qualidades:

    Fonte: Innerfidelity

    Ou seja, nisto estamos de acordo: não estou a criticar quem prefira usá-los em conjunto com melhores equipamentos. Apenas estou a alertar que ter condições "não ideais" não é impedimento para desfrutar deles.



    Outra questão é que para mim o estrago causado pelo Spotify não se ultrapassa com amps ou dacs. Tudo bem que podes ter melhor controlo de baixos com melhor amplificação. Mas micro-detalhe? Imagem? Isso é irrecuperável. Só tenho os amps e os DACs que tenho porque os comprei na era pre-Spotify, porque se fosse hoje se calhar nem comprava.


    Eu também não. Mas para mim o tempo de utilização também conta. E é por isso que muitas vezes compensa para mim ver-me livre de Amps e DACs à hora de ouvir música.


    Mas o Crack é um trambolho.
     
  8. Bruno_FR

    Bruno_FR Power Member

    Ora boas pessoal preciso da vossa ajuda. Aqui vai o questionário.


    1) Modelos que lhe chamaram a atenção antes de colocar a questão:

    Nenhum, queria mesmo a vossa ajuda para a melhor escolha

    2) Qual o orçamento disponível? Aceita comprar em loja on-line?

    600€ eventualmente posso dar mais um pouco naqueles casos se valer a pena. Sim posso comprar online.


    3) Deseja um pré-amplificador, Amplificador, DAC, Placa de som para PC ou uma solução com tudo integrado?

    Aqui também preciso da vossa ajuda. Pelo que já li tenho em mente a melhor opção seja um bom DAC.

    4) Em que condições/situações vai utilizar o AMP/DAC?

    Principalmente no trabalho, onde estou sempre a ouvir música. No momento utilizo o meu telemóvel mas já está na hora de melhorar a qualidade de som.


    5) Qual a utilização que vai dar ao AMP/DAC?

    Música

    6) Quais as entradas/saidas que vai utilizar?

    Neste campo é mesmo o melhor mesmo em termos de ter depois a melhor qualidade possível em termos de cabos.

    7) Quais os géneros musicais ou assinatura sonora que prefere?

    No geral é um pouco de tudo mas sobretudo Rock " banda favorita Linkin Park "

    8) Vai ouvir ficheiros áudio em HD (taxa de amostragem superior a 48kHz)?

    Possivelmente sim.

    9) Quais os auscultadores e fonte que serão utilizados com o AMP/DAC?

    Para já os meus Shure SE 215.
    Mas ainda este ano quero fazer uma atualização.

    10) Já teve algum AMP/DAC? Se sim, quais os modelos que teve? O que gostaria de ver melhorado em relação aos modelos que teve?

    Não

    11) Em que ordem coloca os seguintes critérios?


    [ 3 ] - Portabilidade
    [ 2 ] - Qualidade de construção
    [ 3 ] - Acessórios
    [ 4 ] - Garantia
    [ 1 ] - Autonomia de bateria
    [ 1 ] - Som
    [ 2 ] - Funcionalidade
    Estão ordenados pelos números, sendo o "1" como prioridade máxima e assim sucessivamente

    No fundo são todos importantes.

    12) Outros apontamentos relevantes que considere importantes:

    Bem como disse é para utilizar no trabalho no mínimo que aguente o turno 8 horas em bateria. Consumo música por ficheiro Flac etc. . .
    Queria algo bom mesmo, para futuros In ear's por exemplo que desse bem conta do recado. Ainda este ano quero comprar uns Custom In Ear ando de olho em comprar uns jerry harvey

    Espero que me possam ajudar.

    Atentamente
    Bruno
     
    Última edição: 14 de Setembro de 2017
  9. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    1 - A opção B não faz muito sentido, pelo menos nesse contexto. É um facto que por vezes se aconselha B mas caso seja um bom negócio do momento ou assim, como acontece muito no mercado de usados, em que é mais fácil encontrar uns 600/650 que um Crack 230V, isto apenas como situação hipotética.
    Prefiro os meus 600 sem nada que os 598 (e eu adoro os 598 e aconselho dentro do preço) com o Crimson, apenas como exemplo.

    2- Concordo plenamente.

    3 - Não acho correcto referires-te ao Spotify como se o programa eliminasse tudo, apenas uma parte é perdida como tal é possível distinguir micro-detalhe de uma música por stream caso este não tenha sido eliminado e tenhas equipamento capaz de o reproduzir, ou pelo menos de separar o suficiente os instrumentos de forma a que esses não fiquem sobrepostos. A título de exemplo, com o telemóvel que tenho à mão (P9) e os hd600(m) oiço "Sam Smith - Lay me Down" a pouco mais do meio do volume (65%), como geralmente utilizo, não oiço praticamente o violoncelo, principalmente quando o artista canta ou os violinos "entram em cena", oiço pontualmente aqui e ali, de resto perco o instrumento; oiço "Mr. Big - To be with you" em que para ouvir a pandeireta a meio da música tenho que ter o volume num nível que me incomoda e consequentemente me faz querer baixá-lo, o mesmo não acontece com o meu sistema. Os detalhes e os micro-detalhes (como a vibração das cordas que neste caso só consigo ouvir melhor com os HD800 com o meus sistema de mesa) estão lá simplesmente perco a capacidade de os ouvir e se colocar o volume de forma a distingui-los sem problema então estou bem acima do nível de volume com o qual me sinto confortável. A culpa é dos 600? Claro que não, se num sistema não tenho o problema e noutro tenho é do telemóvel e este é um teste como já fiz vários, inclusive com a minha ex-companheira quando o hobby começou e desconfiava do investimento/proveito, nunca ficando propriamente a favor mas pelo menos compreendendo a diferença e a razão do mesmo.


    4 - Não é nada, o crack tem um certo ar de velharia que eu gosto hehe.
     
    Última edição: 13 de Setembro de 2017
  10. doors1991

    doors1991 Power Member

    Tenho duvidas que sejam os grado a superar os sennheiser no quesito som.
     
  11. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    Porquê não começas pelos IEM, alguma razão em particumar? Dito isto colocaste som como quase ultima prioridade o que me deixou, confesso, admirado.

    Sistemas portáteis não são a minha praia mas tu queres mesmo DAC/AMP ou um DAP?
     
  12. fmlp

    fmlp Power Member

    O que recomendam em termos de DAC para uns Fidelio X2? Ando a usar numa Asus DGX e gostava de saber se valia a pena algo melhor visto que eles nem precisam de muita amplificação.
     
  13. Bruno_FR

    Bruno_FR Power Member

    Eu ordenei pelos números. Ou seja som como primeira prioridade e assim sucessivamente
     
  14. Bruno_FR

    Bruno_FR Power Member

    DAC
     
  15. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    Não tenho muito tempo estes dias e até domingo de qualquer modo faz já a tua própria pesquisa e podemos comparar ideias.
     
  16. Peço-vos desculpa de colocar uma série de questões algo "introdutórias" - posteriormente hei-de-vos enviar o meu formulário. Gosto muito de ouvir música clássica e procuro um sistema portátil que me dê uma experiência satisfatória. Estou a digitalizar os meus CD em FLAC e vou procurar uma forma de fazer o mesmo com os vinil (tenho um gira-discos ION que posso usar para gravar WAV com o audacity e posteriormente comprimir em FLAC). Falta um meio de tirar proveito disso.

    0- tira-teimas. Valem mesmo a pena, em relação a um leitor de mp3 normal? Nunca tive oportunidade de experimentar a diferença e a verdade é que há muitos anos que uso quase exclusivamente mp3...

    1- Intro. Foi hoje mesmo que cheguei ao "mundo" dos leitores hi-fi portáteis e que descobri, em primeiro lugar, que o espectro de preços varia incrivelmente, desde 50 euros a 3500 ou mais. É possível, claro, dar um limite de despesa e procurar o melhor produto dentro desse limite, mas admito que não será o único critério relevante. Pode haver dois produtos muito bons com preços semelhantes mas que façam coisas diferentes, certo? Imagino que, por exemplo, dois leitores que custem 350 euros possam dar experiências completamente diferentes... Um pode ter um ecrã táctil de não sei quantas polegadas, menus, aplicações, etc... enquanto outro pode não ter nada disso mas uma reprodução audio excepcional - que é o que mais me interessa. Admito que não tenho orçamento ilimitado e prefiro gastar os meus euros numa peça que faça o que diz que faz com a máxima qualidade, do que numa que faça uma grande quantidade de coisas.

    2- Hardware. Que características devo procurar? Não percebo quase nada de áudio. As listas de especificações dos leitores são bastante exaustivas mas não me dizem muito... Como traduzi-las em termos da fidelidade do som em todo o expectro "audível"? E quanto à possibilidade de comprar em segunda mão, tenho a ideia de que é um risco grande, que a electrónica perde mesmo qualidade com o uso, será verdade?

    3- "Extras". Que outros "truques" podem fazer os leitores, além de reproduzir ficheiros digitais de música? Podem servir de amplificador para um portátil, por exemplo? Não é o meu primeiro objectivo, mas gostava de saber o que podem fazer estas coisas. No fundo, talvez mais para excluir modelos e concentrar-me na qualidade da reprodução.

    Obrigado desde já pela ajuda a esclarecer estas dúvidas iniciais. Como disse, espero em seguida poder usar o formulário mencionando os modelos que me interessaram até à data.
     
  17. dragonball

    dragonball Power Member

    Boas,

    Uma questão, entre uma STX II e uma Focusrite Scarlett 2i2, qual acham mais adequada para o meu caso?

    De momento tenho uma STX II e uma creative x-fi HD USB.
    A nível de headphones estou com Sennheiser HD598 SE, CAL!, Kingston HyperX Cloud e Takstar HI2050 (que serão para vender), as colunas são umas Edifier C3.
    Não sou expert nem muito esquisito, pelo que atualmente me encontro satisfeito e não espero investir em mais nenhuns nos próximos tempos (e a acontecer seria algo na parte de fechados tipo ATH-M50x).
    Tenho um microfone condensador ao qual espero começar a dar o devido uso, e futuramente até avançar para algo melhor se justificar, e aí é que começa a minha duvida...

    A STX satisfaz-me, no entanto só pode estar no fixo.
    No portátil está a x-fi HD USB.

    A focusrite 2i2 surgiu na duvida de vender as que tenho (ou apenas a STX II) e adquirir esta, ficando a poder utilizar em ambos os pc's conforme a necessidade.

    A nível de micro e portabilidade penso que me traria vantagens a troca.
    A nível de uso com headphones e colunas, sentiria perda? serão equivalentes? Que acham?
    Sei que estou a comparar coisas diferentes, uma vez que a Focusrite é uma interface de áudio, mas não posso ficar com tudo (€)...
     
  18. aminoxido

    aminoxido Power Member

    Uma pergunta "meia" off topic: independemente do DAC e dos phones, o player tem alguma influencia? ou seja, tanto faz ser um WMP, como um AIMP ou um foobar para se ter tambem uma boa audição?
     
  19. picomanico

    picomanico Power Member

    EU, noto diferença entre usar foobar com wasapi e por exemplo wmp ou mpc... acho importante garantir num player que a reprodução seja no minimo bit perfect..
     
  20. Walderstorn

    Walderstorn Power Member

    O tempo tem sido escasso e não tenho tido possibilidade de vir ler mas deixo aqui isto:

    MAGNI 3
    HEADPHONE AMP AND PREAMP


     

Partilhar esta Página