1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Análise: Radeon HD4870 512MB - Single x CrossFire

Discussão em 'Modding e Overclock' iniciada por CopHard, 7 de Fevereiro de 2009. (Respostas: 8; Visualizações: 2221)

  1. CopHard

    CopHard Power Member

    Análise: Radeon HD4870 512MB - Single x CrossFire

    Neste tópico vamos analisar a placa de vídeo Radeon HD4870 de 512MB, em uma configuração Single Card e também operando no modo CrossFire.

    Também vamos estudar, todo o procedimento de BiosMod (edição e gravação) deste modelo que possui algumas particularidades importantes que devem ser observadas para o sucesso da operação.

    Apresentação: Vamos começar conhecendo um pouco mais a própria HD4870. Atualmente a HD4870, é a placa de vídeo mais rápida da AMD/ATI com um único GPU, esta informação é interessante, porque já está no mercado a HD4870X2, que possui dois chips integrados em único PCB, este sim o modelo de maior desempenho. (Novembro 2008).


    Características:

    GPU: Radeon HD 4870 (RV770);
    Clock: 750MHz (Default);
    Memória: 512 MB GDDR5;
    Interface: de 256 bits;
    Clock: 900 MHz (Default);
    Barramento: PCI Express x16 2.0;
    Conectores de Energia: 2 x 6 Pinos.

    BiosMod: O procedimento de BiosMod, envolve o método de aquisição da bios, a edição de vários parâmetros, como: Clock da GPU, Clock da Memória, Regime de Rotação do Cooler, Voltagens, ID e etc e a gravação da bios modificada.

    Advertência: Mais uma vez lembro à todos os usuários do Fórum o seguinte:
    "Não nos responsabilizamos por danos de qualquer espécie causados pelo uso das informações aqui divulgadas."


    Vantagens:

    1 - Elimina a necessidade de usar programas de terceiros carregar as modificações;
    2 - Independe do Sistema Operacional;
    3 - Opção de edição de voltagens;
    4 - A função PowerPlay continua funcionando mesmo depois do Overclock;


    Desvantagens:

    1 - A gravação de uma bios diferente ou editada na placa de vídeo, elimina a garantia;
    2 - A edição da bios tem efeito direto sobre o Hardware, podendo causar danos permanentes à placa de vídeo;
    3 - É um procedimento arriscado e deve ser realizado somente por pessoas que tenham conhecimento técnico suficiente e que estejam dispostas a assumir os riscos envolvidos.

    Outros Modelos:

    [​IMG]


    Programas:

    1 - TechPowerUp GPU-Z v0.3.0
    2 - TechPowerUp Radeon Bios Editor v1.18
    3 - ATIFlash 3.60


    Realizando o Backup da Bios VGA:

    Antes de iniciar qualquer modificação em sua placa de vídeo é necessário realizar o backup da bios original para posterior modificação ou mesmo para restauração em caso de emergência.

    Vocês podem realizar o backup por outros métodos não descritos neste tutorial, pois estarei informando somente o modo mais seguro de realizar este procedimento.

    O programa TechPowerUp GPU-Z v0.3.0, deve ser usado para realizar o backup, o procedimento simples, basta que se acesse o botão indicado na figura abaixo e se escolha o local e nome para armazenamento para o mesmo:

    [​IMG]

    No caso da HD4870, o nome sugerido é RV770.bin, e deve ter 128 KB. Essa informação é muito importante pois outros métodos salvam apenas 64KB, o que resulta em um arquivo incompatível com a HD4870.


    Editando os Clocks 3D:

    Para edição da Bios de Vídeo, usaremos o programa TechPowerUp Radeon Bios Editor v1.18, que está constantemente sendo atualizado e permite o uso com a HD4870.

    Tela Principal:

    [​IMG]


    Na aba "Clock Setings", encontramos os valores que devem ser alterados para modificar o desempenho 3D. Os campos são: 03-04-05-06-09, conforme a figura abaixo.

    [​IMG]

    Esses clocks devem ser testados anteriormente, podendo ser feito através da função ATI Overdrive, conforme a figura abaixo:

    [​IMG]


    Realizando o Flash na Placa de Vídeo:

    Código:
    atiflash -i "Exibe informações básicas sobre as placas ATI instaladas no sistema"
    Código:
    atiflash -ai "Exibe informações avançadas sobre as placas ATI instaladas no sitema"
    Código:
    atiflash -f -p arquivo.rom "O parâmetro "-f" força a gravação de uma bios diferente da original instalada na placa.  O parâmetro "-p" realiza a gravação de uma bios igual a original ou apenas editada"

    Testes Práticos:

    Configuração de Hardware:

    CPU: QX9650 @ 4200 MHz;
    Placa Mãe: Asus Rampage Extreme;
    Memória: 2 X 1GB Corsair DDR3 TWIN3X2048-1600C7DHX;
    Temporização: 7-7-7-20-1t;
    Relação: 1:2;
    Placa de Vídeo: Sapphire HD4870 512MB;
    Fonte Principal: Corsair HX620W;
    Fonte Auxiliar: Thermaltake Power Express 450W.
    Sistema Operacional: Windows XP PRO BR SP3;
    Driver de Vídeo: Catalyst 9.1;
    Benchmark:

    1 - 3DMark 2006;
    2 - FarCry 2;
    3 - Crysis Warhead.


    Clock Utilizados:

    Clock Original: 750 MHz / 900 MHz
    Overclock: 780 MHz / 1080 MHz

    [​IMG]

    [​IMG]


    3DMark 2006:

    [​IMG]


    FarCry 2:

    [​IMG]


    Crysis Warhead:

    [​IMG]


    Fotos:

    Cuidados:

    1 - Como todo processo de gravação de bios ou firmware, é altamente RECOMENDADO o uso de um no-break que suporte o computador em caso de falha na energia de entrada;

    2 - Tenha sempre uma placa de vídeo extra (PCI ou PCI-E) para uma eventualidade de falha na gravação da bios VGA.

    3 - Ao fazer o backup da bios original use nomes curtos para evitar problemas de reconhecimento de caracteres no ambiente DOS;

    4 - Use o ATIFlash em uma mídia de CD, DVD ou PenDrive bootável, pois este tipo de mídia minimiza as falhas de leitura que ocorrem comumente nos disquetes magnéticos;

    5 - Só realize o procedimento se você estiver seguro que entendeu todos os passos descritos;

    6 - Nós não nos responsabilizamos por qualquer dano causado ao seu hardware, por uso indevido das informações aqui descritas; FAÇA POR SUA CONTA E RISCO.


    Tópico em Construção.
     
  2. Joao Doroana

    Joao Doroana Power Member

    Interessante a review, foste tu que fizeste os testes ou tiraste doutro lado os dados e gráficos? Que board e sistema usaste para o crossfire?

    cumps
     
  3. rav3n

    rav3n Power Member

    a bios das 4850 edita-se do mesmo modo?
     
  4. norim_13

    norim_13 I quit My Job for Folding

    tb gostava de saber.

    outra coisa, não percebi como se grava os novos clocks na bios. consegues explicar doutra forma (com screenshots, por exemplo)?

    Cumps
     
  5. CopHard

    CopHard Power Member

    Com o objetivo de melhorar a performance da plataforma de vídeo formada por duas HD4870 Sapphire funcionando em Modo Crossfire, resolvi realizar 03 modificações na placa:

    1 - CoolerMod - Para suportar o novo regime de funcionamento, foi necessário alterar o resfriamento de 03 partes específicas da placa:

    A - GPU: Foi realizada a instalação do GPU Cooler Zalman GV1000 , juntamente com a interface térmica Artic Silver 5;

    B - Memórias: Foram instalados dissipadores Enzotech Pure Forged Copper Ramsinks - Low Profile (BGA);

    C - VRM: O Módulo Regulador de Voltagem, também recebeu atenção especial pela necessidade de fornecer uma Amperagem maior pelo Overclock e Overvolt, desta forma foi usado o Zalman ZM-RHS70;

    2 - VoltMod - Foi realizado via Riva Tuner 2.23 em conjunto com o software VoltageFactory 1.1, que oferece como principais vantagens, o uso de uma interface gráfica, a possibilidade de salvar vários perfis e aplicação de uma determina voltagem programada logo na inicialização do Sistema Operacional;

    3 - Overclock - Para determinar o melhor nível de overclock estável, foi realizada uma pesquisa em diversos sites que publicaram review's com testes de overclock para o modelo: Sapphire HD 4870 Toxic, que é um modelo overclockado de fábrica com garantia do fabricante.


    Detalhes e Curiosidades:

    1 - A determinação do GPU Cooler, não foi tão simples como parece, pois alguns detalhes importantes deveriam ser observados:

    a - Verificar qual o PCB da placa HD 4870 à ser modificada, uma vez que são conhecidos pelo menos 04 modelos diferentes;

    b - Após essa verificação, encontrar um cooler compatível e capaz de dissipar o calor gerado pelo Overclock e Overvolt;

    2 - O Overvolt via Software só poderia ser realizado se um determinado tipo de chip controlador estivesse presente no PCB, que neste caso é o Volterra VT1165;

    3 - Um atenção especial foi dada à refrigeração dos circuitos, uma vez que na implementação original da Sapphire e de outros fabricantes, as Memórias e o VRM são aquecidos indiretamente pela GPU, isto acorre porque o dissipador original é uma peça única, resfriada por uma ventoinha axial localizada no final da placa.

    Após as alterações, a GPU, Memórias e VRM ficaram isolados e cada um recebeu um tratamento exclusivo com dissipadores independentes, e no caso das Memórias (BGA) não foram usados os dissipadores que acompanham o Zalman GV1000, e sim 08 Enzotech Pure Forged Copper Ramsinks - Low Profile quem tem maior capacidade de dissipação;


    Assistam o vídeo com o detalhes:

    Overclock + VoltMod + CoolerMod: HD 4870 Single e CrossFire
     
  6. Daniel Maia

    Daniel Maia Colaborador
    Staff Member

    Foi usada uma thermaltake 450w para o sistema crossfire?? ou vi mal?

    Btw, está muito bom esse guia :)
     
  7. M3t4l Br0ly

    M3t4l Br0ly Power Member

    gostei mesmo desta review
    acho que vou experimentar na minha =D
     
  8. sir_ricas

    sir_ricas Suspenso

    tambem gostei :P
    tnh que ir comprar um 4870 !
    eu tnh a 3870 mas nao estou la muito satisfeito!
     
  9. CopHard

    CopHard Power Member

    Isso mesmo, no meu sistema existem duas fontes:

    1 Corsair HX620W para o sistema;
    1 Thermaltake Power Express 450W para o CrossFire;

    Como uso um overclock considerável, HD Raptor's em Raid 0 e etc, achei interessante usar fontes separadas para manter a segurança e a estabilidade do sistema.
     

Partilhar esta Página