1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Apple to Charge for Users for What They Already Purchased

Discussão em 'Apple Geral' iniciada por grandenaboverde, 20 de Janeiro de 2007. (Respostas: 27; Visualizações: 1518)

  1. grandenaboverde

    grandenaboverde O Senhor dos Bolinhos

    Não sou utilizador Mac e muito menos um Mac/Apple hater. Mas fiquei chocado com esta notícia..
    então as pessoas já pagaram pelo hardware e agora para o pôr a funcionar ainda vão ter de pagar uma taxa?!
     
  2. Hav0c

    Hav0c Power Member

    Agora a apple esta a imitar a micro$oft.
     
  3. Mitch

    Mitch Banido

    lol... daqui a uns tempos a NVIDIA e a ATI começam a cobrar quando introduzirem melhorias nos drivers... "ah e tal, agora dá mais 10% de performance, toca a pagar."
     
  4. Pure_Water

    Pure_Water Power Member

    é a fama a subir-lhes à cabeça...
     
  5. gajo nú

    gajo nú Power Member

    A taxa que se pensava ser de 4.99$ irá ser de 1.99$ dólares. O que está aqui em causa não é se o valor é justo ou não para o aumento de performance, mas sim isso mesmo, pagar por algo que já temos e não se encontra "activado".

    A Apple explica isto por uma qualquer razão a nível contabilístico relacionado com a lei das finanças dos Estados Unidos... Eu não entendo mas se alguém quiser tentar compreender melhor a situação aqui fica o link, http://www.macrumors.com/pages/2007/01/20070118183157.shtml
     
  6. Catacang

    Catacang Power Member

    A história completa é assim:
    A Apple vendeu até agora computadores com wireless B/G.
    Entretanto lançou um router wireless novo, o AirPort Extreme que suporta uma versão draft do futuro 802.11n.
    Para tornar os Macs compatíveis com esse draft-n, inclui gratuitamente dentro do dito router um software que actualiza os drivers do wireless dos Macs já vendidos com processador Core 2 Duo para suportar o tal wireless-n e desta forma os utilizadores poderem usufruiur do full-speed.
    Mas entretanto pode haver quem queira a tal capacidade draft-n no seu Mac sem ter de comprar o router draft-n (o que sempre levanta a pergunta "para quê actualizar então?" visto que o draft-n da Apple é diferente do Speed-boost da Linksys e do Pre-N da Belkin, logo este update só faz sentido para quem comprar o dito Airport Extreme que tem o update de borla).
    A Apple então lançou o tal update mas a pagar, neste caso falamos de $1.99, o que em Euros ainda é menos... E aqui rebenta a polémica.
    Se por um lado o update é pago e discordo com isso, por outro lado ele só faz falta para quem comprar o Airport Extreme, e esses recebem o update de borla.
    Por outro lado a verdade é que o iMac do meu irmão só anuncia capacidade B/G, logo, teoricamente, paguei por uma placa wireless B/G... e não por uma draft-n...
    A minha esperança é que talvez um dia, quando o 802.11n tiver chegado a uma versão final (e não draft), a Apple lance o dito update de borla para toda a gente, se bem que nem a isso são obrigados... agora draft-n a mim não me serve de nada!

    Cumps.
     
  7. ajax

    ajax Banido

    Podem ter o 802.11n por 2 Euros e ainda protestam? É altamente revoltante para quem tem os antigos Macbooks Core Duo. :D Eu não me importava nada de pagar 10 ou 20 euros para ter o 802.11n. :P

    Os Macs mais recentes foram vendidos tendo 802.11b/g logo o patch para ter 802.11n não é um upgrade mas sim a adição de um novo "hardware/software" logo sujeito a cobrança. É claro que podiam ter dito que vão cobrar $1.99 mas que esse dinheiro seria entregue a uma instituição de caridade qualquer.

    Olhando para a coisa de uma forma mais técnica, creio que se o chipset wifi usado for um Atheros então até faz sentido que se cobre o 802.11n. Os Atheros são um misto de hardware/software logo se é instalado um novo software então faz sentido cobrá-lo. Bom, não vou perder mais tempo por causa de uma treta de 2 Euros.

    O que eu quero é reviews do novo Airport Extreme.
     
  8. lidador

    lidador Power Member

    Eu uso computadores Macintosh diariamente há mais de dez anos e nem estou a entender lá muito bem o que se está a discutir aqui. Por isso, se eu estivesse no lugar da pessoa que iniciou este "debate", e que declara não ser utilizador desse tipo de computadores, não me preocupava puto com este assunto e procurava ocupar o meu tempo com algo de útil.
     
  9. grandenaboverde

    grandenaboverde O Senhor dos Bolinhos

    mas como não estás, vais-te mantendo ignorante ao ponto de não perceber o que se discute aqui.
    pelos vistos a informação e leitura de notícias para ti não é considerado útil.
     
  10. lidador

    lidador Power Member

    O que eu quis dizer é que, se a coisa não dá para eu entender é porque não é relevante para mim. E se não é relevante para mim, então tem zero por cento (0%) de interesse para uma pessoa que não use computadores Macintosh.
     
  11. JPCarvalhinho

    JPCarvalhinho Colaborador
    Staff Member

    Só acho ridículo é que é um pre-n e não um n... estarás a pagar por algo que já tens, e que no final até pode nem funcionar com outros equipamentos que queiras comprar... obrigando-te a comprar um router da Apple... isto quanto a mim é prática monopolista da mais pura que existe... quer seja por parte da Apple quer seja por parte de outra empresa qualuqer de linha branca...
     
  12. ajax

    ajax Banido

    ahah!!! Até parece que a Apple está a obrigar alguém a pagar $1.99. Quem não quiser não paga $1.99 e pronto. Fica sem o 802.11n que nunca foi uma "feature" anunciada. Por acaso alguém comprou um dos novos Macs a julgar que tinha 802.11n? Não acham que tudo isto é um pouco ridículo. Se a lei norte-americana assim obriga o que se há de fazer? Já para não falar que desconfio que mais de metade das pessoas irão buscar o "patch" a outras fontes. :D
     
  13. blastarr

    blastarr Power Member

    Defendes a lei que eles advogam, mas depois dizes que a maioria das pessoas vai quebrar uma outra lei (a do Copyright) para o ter sem pagar.

    Em que ficamos ?
     
  14. Cabalo

    Cabalo Power Member

    :lol::lol:
    mas que excelente ponto de vista! Eu não vou tentar fazer-te perceber o que está em causa no artigo, pois já vi que dificilmente irás perceber razões que eu meta aqui, pois se não percebeste as anteriores... e depois, é como tu dizes, se tu não percebes, isso ia ser irrelevante para ti! :lol:
     
  15. lidador

    lidador Power Member

    Exacto. Perfeitamente. Aliás, eu nunca pedi aos utilizadores Windows para se preocuparem comigo, humilde e modesto utilizador Macintosh.
     
  16. RaaR

    RaaR Power Member

    Ele concorda com esta lei MAS acha que outros não vão respeitar outra lei (ou esta, para o caso é irrelevante).

    Eu acho que a tua pergunta não faz sentido MAS tu achas que faz.

    Dois exemplos de situações em que num mesmo assunto, uns têm uma opinião e outros a oposta.
     
  17. blastarr

    blastarr Power Member

    Não.

    Quando se defende "a lei", devem defender-se todas as leis.
    Não é defender a aplicação de uma porque convém à empresa "do coração" dele como explicação "good enough" para justificar esta taxa extra, e ignorar a outra porque também convém aos users.
    Isto é falta de coerência.

    Pior aínda é cobrar por uma feature que pode nem funcionar.
    Uma coisa é o Draft 802.11n (o que está dentro dos computadores Apple visados), outra é a 802.11 proposed spec 2.0 (aínda não aprovada), e outra será a especificação final efectiva.
    No entanto, a Apple está a cobrar .
     
    Última edição: 20 de Janeiro de 2007
  18. ajax

    ajax Banido

    Já pensaste em tirar umas lições de Português? Das minhas palavras retiras ilações que não estão lá. Desde quando desconfiar que metade das pessoas vão recorrer à pirataria é o mesmo que afirmar que as pessoas devem desrespeitar a lei? Há cada uma!
     
  19. blastarr

    blastarr Power Member

    O simples facto de teres colocado um ":D" à frente do que disseste é claro quanto ao teu apoio em relação a um eventual método ilícito de obtenção do patch.
    Já estarias provavelmente a sossegar as mentes mais alarmadas...

    E sim, tive aulas de português, e passei com boas notas a todas. :P


    A prova de que a Apple tentou aldrabar foi precisamente o ter cedido à pressão pública.
    Baixou o preço de uma coisa que dizia ser inevitável legalmente.
    Então porque não foi colocado logo a um valor simbólico de 99 cêntimos (como as músicas no iTunes), por exemplo, em vez de começar nos 5 dólares e baixar depois para 2 ?
     
    Última edição: 20 de Janeiro de 2007
  20. Catacang

    Catacang Power Member

    Vocês não estão a chegar ao cerne da questão.
    Este update é relativo a uma tecnologia proprietária que só funcionará com o router da Apple.
    Logo só interessa a quem comprar o router, e esses recebem o update de borla.
    Vejam o conteúdo do Airport Extreme: http://www.apple.com/airportextreme/specs.html
    Tem lá na parte de software a dizer que vem o 802.11n Enabler for Mac incluído!
    O update só interessa a esses compradores, e para esses é de borla.
    Quem NÃO comprar o router Airport Extreme tem de pagar para ter o tal update, mas para que raio vai alguém comprar um update para uma tecnologia que é draft-n apenas compatível supostamente com os routers pre-n da Apple?
    Já experimentaram ligar uma pen wireless pre-n da Belkin a um router Linksys com a tecnologia draft-n da Linksys? Funcionou? Bem me parecia...

    Cumps.
     

Partilhar esta Página