1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Remover anúncio

Processador ARM for server

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Dark Kaeser, 3 de Junho de 2015. (Respostas: 98; Visualizações: 13746)

  1. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Gigabyte ARM Servers, Cavium ThunderX, AppliedMicro X-Gene and Annapurna AL5140

    http://armdevices.net/2015/06/02/gi...erx-appliedmicro-x-gene-and-annapurna-al5140/

    - H270-T70 (rev. 1.0)
    http://b2b.gigabyte.com/products/product-page.aspx?pid=5460#ov


    - D120-S3G (rev. 1.0)
    http://b2b.gigabyte.com/products/product-page.aspx?pid=5424#ov


    - R120-P30 (rev. 1.0)
    http://b2b.gigabyte.com/products/product-page.aspx?pid=5423#ov

    Depois de resolvido o suporte do software, OS e VM/Hypervisores, parece que vamos assistir a vários lançamentos na área até final do ano-
     
  2. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O X-Gene 1 já está algo ultrapassado. É feito a 40 nm e os Intel são superiores.
    O Cavium tem cores muito simples. São 48 por cpu, mas parece-me que só em workloads muito especificos é que valerá a pena. Faz-me lembrar o Sun Sparc T1 (Niagara).
    A Annapurna foi comprada pela Amazon e por isso não se terão produtos futuros abertos ao publico.

    Entretanto a Asus também anunciou servidores com o Cavium:
    http://www.infotechlead.com/networking/asus-adds-servers-on-cavium-thunderx-arm-processors-30519
     
  3. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Sim, mas os X-Gene 1 estarão a ser usados para por o software em ordem, a maior parte do desenvolvimento e validação do software ARMv8 parece ter sido feito por eles, e eles já têm o X-Gene 2 há algum tempo em testes.

    https://www.apm.com/products/data-center/x-gene-family/x-gene/


    AppliedMicro X-Gene ARM Server Software Status and Performance
    http://armdevices.net/2015/01/03/appliedmicro-x-gene-arm-server-software-status-and-performance/

    O video é que é de má qualidade, não falando do "operador de câmara".
    Eles eram suposto terem dito qualquer coisa por estes dias, anunciando parceiros, mas como vai haver uma ARM Tech Forum dia 16, à partida deverá haver novidades.

    Mas a HiSilicon também já tem uma development board

    Hisilicon D02, 16-core ARM Cortex-A57 High Performance Board (32-core version coming next months!)
    http://armdevices.net/2015/02/15/hi...nce-board-32-core-version-coming-next-months/


    Como em tudo no mundo ARM, cada um pode apresentar soluções específicas e assim encontrar o seu mercado para competir.
     
  4. JanosLee

    JanosLee Power Member

    Boas,

    fiquei curioso , isto é para servidores apenas?
    e para o comum dos mortais? isto tem lógica?

    Abraço
    J
     
  5. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O Cavium é mais virado para a área de networking e storage dentro do mercado de servidores.

    O X-Gene também é virado para o mercado de servidores. Eles têm um dev kit que pode ser comprado ( https://www.apm.com/products/data-c...-development-kits/x-c1-development-kit-basic/ ) por 1500$ e podes fazer com ele o que te apetecer. Este dev kit é a 1.6 ghz e na maior parte das coisas tem a performance de um Atom.

    A Annapurna foi comprada pela Amazon. Estão virados para o mercado de storage. Para consumidor há esta NAS da Synology com este processador ( http://www.anandtech.com/show/8777/synologys-ds2015xs-brings-arm-to-highperformance-nas-units ).

    Mas ARM para o mercado consumidor há muita coisa. Por exemplo o Raspberry Pi e alguns portáteis com o ChromeOS. Não há é nada para o mercado desktop se é isso que queres saber.
     
  6. DigitalBoy

    DigitalBoy Power Member

    Pequeno off-topic.
    @Nemesis11 , tu que pareces estar dentro da matéria, fazes alguma ideia de ARM's dedicados a desktop num futuro previsivel?
    Uma qualquer samsung, qualcom, ou um bixo do genero fazer cores maiores, ou um monte deles e colocar num chip maior?
    Quem diz desktop diz tambem em portateis, mas umas 5x acima da capacidade dos chromebooks.
     
  7. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não vejo num futuro próximo um "Big core" Arm a ser lançado para desktops/laptops.
    Vários motivos:
    - O dinheiro está no mercado de servidores não no mercado desktop.
    - O mercado de servidores cresce bastante todos os anos ao contrário do mercado desktop.
    - É bastante complicado fazer melhor que a Intel no mercado desktop. Processo de fabrico, Know How, OEMs, etc.
    - Mais importante, onde é que está o software para correr ARM em desktop? Linux não conta porque tem um mercado muito pequeno. ChromeOS não precisa de "Big Cores" para correr, nem é super popular. Windows ARM em desktop deixou de existir com o Windows 10. A Apple num low power device como o Macbook de 12 polegadas, usou o Core M em vez de um ARM seu.
    Mesmo em Linux não há uma tree unica para ARM.

    Com isto não quero dizer que um Arm "Big Core" para Desktop não exista num futuro mais distante. Para um futuro a 3 ou 5 anos é que não vejo qualquer possibilidade.
    Mas um último ponto. Arm pode não precisar de conquistar o mercado desktop para crescer e ter um sucesso ainda maior do que já tem. Tal como Linux, que nunca conquistou o Desktop, Arm pode vencer a guerra, sem vencer a batalha dos desktops.
     
  8. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    @DigitalBoy

    como homem do Linux dá uma leitura nestes links, assim ficas a perceber o porquê dos atrasos da maioria dos produtos:

    - When will UEFI and ACPI be ready on ARM
    https://www.linaro.org/blog/when-will-uefi-and-acpi-be-ready-on-arm/

    - The importance of standardization to emerging 64-bit ARM servers
    http://hyperscalecomputing.org/2014...andardization-to-emerging-64-bit-arm-servers/

    - Linaro Connect Asia 2014 Opening Keynote – Status and Future of ARMv8 Linux & Android [Video]
    Read more: http://www.cnx-software.com/2014/03...e-of-armv8-linux-android-video/#ixzz3c0zAES56

    Se reparares em Linux apenas existe suporte neste momento em Fedora e OpenSUSE, as versões RHEL e SEL só deverão sair mais tarde.

    Ou seja agora à partida, e havendo já UEFI e ACPI, em teoria poderá haver, resta ver o interesse.
     
  9. DigitalBoy

    DigitalBoy Power Member

    Calculei...
    E os processadores de servidor, mesmo em ARM devem de ser caros o suficiente para que ninguem se lembre de adaptar para desktop :/

    Como assim fazer melhor que a intel? Se produzem chips para servidores e telemoveis, é uma questão de fazer algo menos preocupado com eficiência energética, e mais preocupado com processamento bruto, não? Ao meu parecer é retroceder os avanços que fizeram, mas pouco entendo de hardware.
    A Intel já não tem exclusividade nos 14nm, e se formos para os 20-22, já há muitas fabricas de diferentes marcas a produzir.

    Desconhecia que o Windows 10 já não tinha versão para o desktop em ARM. É uma pena, mesmo que não utilize Windows seria uma ajuda a promover outras arquiteturas.
    A Apple seria capaz de arranjar chatisses com a Intel se começasse a migrar os laptops. Devem de ter acordos para exclusividade e tempo, ainda para mais tendo em conta a quantidade de unidades que a Apple compra.
    Mesmo que não tenham relação alguma e nada proiba a troca, será que nesta altura do campeonato a Apple se pode dar ao luxo de quebrar a compatibilidade binária, como fez quando veio de PPC?

    Eu sei que a coisa por entre o mercado ARM ainda não está lá muito uniformizada, o que torna impossivel a adoção a utilizadores mainstream. Só perguntei na eventualidade de vir a haver.
    Eventualmente tenho que trocar o meu CDQ, e não me importava de ir para ARM, mas o motivo de trocar passa por performance e eficiencia energética, mas não troco um CDQ por um processador de telemovel, por mais eficiente que seja.
    Quanto é que custa um sistema destes anunciados e que performance é que tem +- relativamente a um CDQ de alta gama?
    Há alguma versão disso sem 20 portas 10Gbits, 200 SATA's, e que pape DDR4 non-ECC?

    @Dark Kaeser Obrigado pela informação. Não sabia muita coisa ai. ;)
     
  10. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não acho que seja tão simples como o teu post indica.
    Repara, se fosse assim tão simples, porque é que a AMD a nível de x86 está tão atrasada como está?
    Por exemplo. É preciso ter baixas latências para as caches. É preciso bons controladores de memória, etc. O que anda aí de ARM pelos testes que já vi, não chega perto de qualquer Intel, mesmo o ultimo atom.

    Quanto aos 14 nm, só a Intel é que está a vender produtos feitos a 14 nm. No mercado não há nada a 14 nm sem ser Intel.
    20 nm há da TSMC mas é muito limitado.
    A Intel ainda tem vantagem no processo de fabrico.

    Eu já vi muitas pessoas a dizerem que querem ir para ARM, mas quando pergunto qual é a razão, dizem algo que já podem ter no mundo x86.
    A mim parece-me que muita gente gostava de ir para ARM por uma questão de "novidade" e nada mais concreto que isso.
    Acho complicado comparar um processador destes com um Core 2 Quad. Em casos muito específicos são muito rápidos, mas em muitos outros cenários vão ter problemas. Ou porque têm cores muito simples, ou porque consomem tanto ou mais que um Intel, etc.

    Versões dos ARM para Desktop não há. Tens o dev kit do X-Gene que custa 1500$ para a versão mais barata (a 1.6 Ghz) e não tem sequer VGA.
     
  11. DigitalBoy

    DigitalBoy Power Member

    Entendo o que queres dizer. Só estava a tentar perceber a viabilidade de um sistema destes.
    Eu não quero saber cá de novidades, eu quero saber quais as opções de upgrade que tenho, ou porque o CDQ não dura para sempre, ou porque eventualmente a performance se torna insuportavel para algo serio.

    Não estou virado para comprar Intel a não ser que tenha que o fazer, dou valor á moral das empresas, e enquanto que tem lados bons como cpu's eficientes energeticamente, e ser friendly no que toca a documentação e drivers, por outro lado toma decisões e tem práticas que não devia.
    AMD é a escolha obvia, mas não tolero ter um bixo de 5 Megawatts a aquecer-me o quarto, ou um portatil com menos de 6 horas de bateria (a fazer algo util).
    Torna-se muito dificil fazer uma escolha certa sem alimentar um quase monopólio. :/
     
  12. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Eu sei que é offtopic, mas que práticas tem a Intel que não devia?
    Pergunto porque não vejo a Intel a ter grandes más práticas em relação aos consumidores. Mas pode-me estar a escapar qualquer coisa.

    Quanto ao C2Q. Acho que é um processador que vai durar para sempre. :D
    Agora mais a sério. Não é tanto o C2Q deixar de ser um processador bom. É mais a plataforma dele que começa a sentir o peso dos anos.
     
  13. DigitalBoy

    DigitalBoy Power Member

    Pagar a OEM's para não comprarem nada que não deles, especificamente nada da AMD, contra revenue, praticar preços muito acima dos da concorrência pela mesma gama de produtos e utilizar o dinheiro para praticas como as mencionadas, obsolescência planeada, etc...

    Não acho os produtos deles nem de perto maus, mas fazem tudo o que podem para ter um monopólio (que não estão longe de conseguir), e se alguma vez o tiverem vai ser definitivamente muito mau para os consumidores, o progresso estagna, os consumidores pagam mais.
    Não vou ser eu quem os vai ajudar a não ser que tenha mesmo de o fazer.

    Logo à partida haver um duopolio na única arquitetura utilizada em massa em desktops/laptops é mau.
    O mercado ARM parece-me ser um excelente competidor ao x86; há muitos players, o que é saudável.
    O problema ai são mesmo as meninas do Windows (utilizador de Linux a querer picar o pessoal, just kidding :p) que se metem exclusivos a x86. Foi uma pena que o RT não tenha pegado. Mais uma prova em como um SO sem aplicações não pega, mesmo que que tenha uma user base gigantesca.

    O C2Q não é mau em perf. por core, mas falta-lhe o HT, ou mesmo mais cores físicos e o DDR2 já limita muito.
    Depois outro problema é que eventualmente tenho que fazer upgrade ao portatil que utilizo para tudo que o coitado do E-350 já morre muito a fazer... tudo. Precisava de algo eficiente em energia, mas que se for necessário performance tenha um "turbo boost" ou um big.LITTLE como deve de ser, uns 8/16 Gb de RAM e algo perto do WQXGA.
    Os chromebooks são ARM, mas aquilo é muito fraquinho e foi concebido só mesmo para usar um navegador. O chromebook pixel ainda é o mais perto do que procuro, mas já é Intel.

    Uma pena não haver ARM para o mercado desktop.

    Pode ser que quando o K12 da AMD sair que venha algo bom, mas não apostaria muito para primeira arquitetura.
    Aquilo também é destinado a servidores, mas na situação em que a AMD está, certamente não se vai recusar a vender ao pessoal que faz sistemas integrados. Alem disso como vão querer que aquilo pegue, vão querer praticar preços acessíveis ou ninguém vai olhar.

    Bem, o off-topic que para aqui vai...! Voltemos ás boards da gigabyte ;)
     
  14. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Vamos por partes:
    - "Pagar a OEMs para não comprarem nada que não deles." No mercado desktop não sei até que ponto isso ainda é verdade. Antigamente, sim. Lembro-me das OEM lançarem boards AMD em caixas brancas ou a Supermicro criar uma marca à parte só para AMD, etc, mas isso já não se vê hoje em dia. Se hoje ainda existe, está muito mais disfarçado. Na minha opinião, a Intel no mercado desktop, portátil e servidor não precisa desta tática, porque têm melhores produtos.
    - "Contra revenue". Penso que estás a falar no mercado móvel. Sim, a Intel vende a preço abaixo de custo, mas a curto prazo não havia outra forma para entrar neste mercado. Existe um race to the bottom a nível de preço e ao mesmo tempo uma corrida ao maior número de cores, mesmo que sejam fracos A53 por exemplo.
    A longo prazo a Intel não consegue manter uma estratégia de venda de produtos abaixo do custo. Ou sai do mercado ou consegue que o mercado queira Intel x86 no mercado móvel.
    É algo que só uma grande empresa consegue fazer? Sim. É algo um pouco desprezível? Sim. Mas acho que a Intel não tinha outra hipótese neste mercado.
    - "praticar preços muito acima dos da concorrência pela mesma gama de produtos". Não concordo. No mercado Desktop a maior parte dos produtos da Intel estão a preços normais tendo em conta a performance e consumo. Sim, temos os "Extreme Edition" caros, mas é um "halo product".
    Em alguns mercados a Intel até é barata. Um Xeon E7 é muito mais barato que um POWER ou Sparc.
    - "obsolescência planeada". Não acho que a Intel faça muito isso. Pelo menos não me recordo. Aliás um dos problemas da Intel é que ainda hoje um mero Pentium IV/D ainda serve perfeitamente para um uso "normal".

    Eu tenho outro tipo de criticas a apontar à Intel. Como a super segmentação dos seus produtos, em que muitas vezes a diferença é 100 mhz entre dois cpus ou o corte de features que estão no cpu, mas por uma razão de segmentação eles cortam.
    Mas não é algo que não me faça comprar Intel.

    És utillizador Linux e tens que admitir que a Intel é das empresas mais abertas ao mundo linux. Eu uso Linux e Windows, mas em Linux só compro Intel. Pelo menos até hoje, não tenho qualquer chatisse com tudo Intel e não tenho que instalar qualquer driver proprietário.*

    * Excepto os Atoms com gpus powerVR. Mas aqui não sei se a culpa é da Intel ou da PowerVR.

    Pode ser que o K12 venha algo de bom, mas pelas palavras da AMD o K12 vai partilhar grande parte da arquitetura com o Zen.
    Será que valerá a pena ter o K12 em Desktop, quando um ano antes termos o Zen no mercado?
    Mesmo no mercado servidor, estou com curiosidade de perceber o que é que a AMD vai fazer para diferenciar o Zen do K12.

    Se não quiseres mesmo comprar Intel, eu esperaria pelo Zen. Mesmo sabendo-se muito pouco sobre o Zen, provavelmente será o melhor que terás para substutuir o C2Q e que não seja Intel.

    Voltando a ARM e mais ontopic. Em tarefas muito especificas, vejo-os a ganharem um pequeno mercado a nível de servidores. Por exemplo a Paypal usa já alguns servidores ARM.
    Mais a longo prazo e com mais players ARM neste mercado, com distros Enterprise cá fora, mais concretamente Red Hat, o mercado irá aceitar melhor soluções ARM.
    Acho é que estamos longe da Intel perder o domínio no mercado servidor.
     
  15. DigitalBoy

    DigitalBoy Power Member

    @Nemesis11 Obrigado pelo insight.
    Não penses que tenho algum odio á Intel, eles têm merito e têm muita coisa que tem feito e bem. Apenas gosto de tomar decisões acertadas, que atentem ao meu intresse individual e ao mesmo tempo cumpram valores morais.
    Há empresas que não sustento mesmo que tenham os melhores produtos do mercado, a Intel estava na Gray list (Gray-ish agora :p) mas agradeço a tua opinião.

    Só li agora que o K12 foi adiado para favorecer o Zen.
    Bem, se o CDQ aguentou até hoje, aguenta até inicios de 2017.
    Voltando ao tema.

    On-topic:
    Mais uma vez é pena que a MS não tenha Windows Server para ARM.
    O mercado server supostamente quer o que conseguir debitar mais processamento por menos energia, o que parece ser o slogan das arquiteturas ARM; e em quanto no desktop há o problema de o Windows RT ser um flop por falta de aplicações, nos servidores as aplicações por norma são de quem as quer utilizar, logo podem ser recompiladas pelo próprio utilizador.
    Coisas como o IIS seria á responsabilidade da MS, por isso haveria disponivel.

    Basicamente o único interesse em ARM fora dos telemoveis neste momento é alguém que tenha aplicações que funcionem em GNU/Linux ou BSD, cuja base seja toda opensource e esteja compilada para ARM?
     
  16. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O Windows é portável. Há muitos, muitos anos, o NT teve versões para Alpha e outras arquitecturas. Em Alpha havia o FX!32 que permitia correr binários x86 em Alpha.
    A Apple quando se mudou de PPC para x86 tinha o Rosetta com o mesmo objectivo. Correr binários PPC em x86.
    Não percebo porque é que com o Windows RT a Microsoft não teve uma ferramenta dessas. Pode ser mais lento, mas pelo menos permitiria correr qualquer software Windows.
    Sem esta layer de emulação, não sei como poderá ser lançado um Windows Server ARM. Existe as "Universal Apps" que correm em qualquer Windows, seja x86 ou ARM, mas não está virado para o mercado servidores.
    Agora voltou a aparecer o Windows Mobile 10, que com uma dock parece ter disponivel um desktop, mas lá está, só universal apps.

    ARM fora de telemóveis só linux e até todos os cpus suportarem os standards minimos, é uma confusão. Por exemplo, Arch para Arm tem umas 30 builds diferentes, para três instruction sets, ArmV5, V6 e V7. Cada build suporta só uma plataforma. Deve ser um pesadelo manter aquilo.
    Mesmo em Linux, a Red Hat por exemplo, não se mete nesta confusão. Vão esperar pelo hardware.
     
  17. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Mas isso foi o que tinha dito acima nos links que coloquei, mesmo fora do mercado mobile, a ARMada está habituada a lançar uma build para cada SoC, é a maneira como estão habituados a fazer as coisas, e esse foi um dos problemas iniciais quando quiseram passar para os servidores, foi-lhes dito dessa forma nem pensar.

    A maioria do hardware penso que estaria pronto para ser lançado no final do ano passado, mas como tiveram de fazer alterações, e enquanto as coisas vão chegando ao kernel, demora sempre tempo. Neste momento realisticamente só haverá hardware para lançar (volume shipment) para o final do ano, até lá só evaluation platforms.

    Suporte linux para hardware para já só da Canonical, e Fedora ou OpenSUSE.


    Mas no caso do ARM a MS não exige a certificação do hardware, ou qualquer coisa que o valha? É que só me recordo de usarem SoC da Qualcomm e o Tegra nos Surface.
     
  18. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

  19. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

Partilhar esta Página