1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[ARTIGO] Linux: The Switch

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por Romani48, 27 de Maio de 2008. (Respostas: 26; Visualizações: 2801)

?

Estarias disposto a deixar o teu SO (não linux) e dar o salto para Linux?

  1. Sim (Completamente)

    39,8%
  2. Sim (Mas mantinha o antigo SO, como primário)

    14,0%
  3. Sim (Mas mantinha o antigo SO, como secundário)

    35,5%
  4. Não (Linux não satisfaz as minhas necessidades)

    8,6%
  5. Não (Não gosto de Linux)

    2,2%
  1. Romani48

    Romani48 Power Member

    FONTE
    Galeria

    Um bom artigo para aqueles que pensam que linux é para geeks e para os que têm medo de dar o salto...
    Pessoalmente não preciso que me provem nada.. Conheço as potencialidades deste SO.. A mim o que não me permite já o switch é tempo e espaço :p

    PARTE 2 em breve ;)
     
  2. Ricardo.RPL

    Ricardo.RPL Power Member

    Pois, há sempre pormenores muito bonitos que já me puxaram muitas vezes para experimentar Linux, mas depois tenho sempre os mesmos problemas: não há maneira de reconhecer o adaptador de rede, a compatibilidade com ficheiros do Microsoft Office não é máxima, para edição de imagem tenho de recorrer a um programa inferior, e não posso ir instalando uns jogos mais puxados. E não há nada que eu faça em Linux que não dê para fazer em Windows ou Mac.
    Atenção que não estou a dizer que Linux é mau! Já experimentei mais do que uma vez e tenho gostado do que vi, mas simplesmente não se adapta às minhas necessidades e ao uso que lhe dou.
     
  3. fsousa.fsousa

    fsousa.fsousa Banido

    Concordo perfeitamente. Se tivesse sido o primeiro a comentar, teria escrito o mesmo!
     
  4. lightMC

    lightMC Power Member

    Então comprei um portátil com win, tenho agora o sistema impecável com todas as aplicações que necessito, às vezes preciso de fazer uns programazitos em vb para pequenas coisas... e agora, pensar em mudar para linux se estou melhor que nunca neste SO ? não, obrigado.

    Primeiro de tudo Linux não me satisfaz as necessidades (pode ter programas semelhantes só que falta sempre alguma função e pq o tempo perdido a configurar tudo normalmente não compensa)
    Se desse para escolher mais opções votaria na "Não gosto de Linux." porque não gosto ter de usar a consola e ao mesmo tempo a gui. Para mim é bastante incomodativo.
    Além disso não gosto nada no aspecto geral por definição, mesmo nas aplicações, parece que estou a ver cartoons. :-D

    Concluí tudo isto do "pouco" que usei, que vi e que continuo a ver. Ah, e nunca mais faço directas a experimentar qlq distro q seja, há sempre qualquer coisa que não fica a funcionar mesmo depois de tentar de tudo.
     
    Última edição: 27 de Maio de 2008
  5. xtr3me

    xtr3me Power Member

    Nesta altura tenho de trabalhar muitas vezes com aplicações microsoft, daí o facto de não ter apenas linux no portátil. Foi durante muitos anos o único SO que tive (tanto no portátil como nos desktop que tinha).

    Reconheço, no entanto, que é mais fácil mudar a nível pessoal do que a nível profissional, uma vez que para trabalhar muitas vezes é necessário utilizar ferramentas MS (dependendo da nossa área de trabalho). A questão da facilidade de utilização e outros argumentos semelhantes, deixaram de ser válidos de há uns anos para cá ... para mim claro está.
     
  6. LnxSlck

    LnxSlck Power Member


    Essa da compatibilidade é engraçada, ainda há dias tinha uns trabalhos feitos num computador com o Office 2003, passado um dia abri o mesmo trabalho noutro pc com a mesma versão do Office... Resultado, tudo desconfigurado, eram cerca de 20 diapositivos tive que andar a compor tudo de novo, abri então com o OpenOffice, e surpresa, apenas tive que dar uns toques, as alterações tinham sido mínimas... É esta a compatibilidade a que te referes? E repara que nem falei de 2003 para 2007 ou vice-versa.

    Quanto ao Gimp ser um software inferior ao Photoshop (penso ser esse a que te referes) depende muito das pessoas, acredito que para quem trabalhe todos os dias a sério com imagem e design, o Gimp seja inferior, mas para muita gente, incluindo-me a mim, para as coisas mais básicas, serve perfeitamente.

    Dizes que não há nada que não se faça em Linux que não se possa fazer em Windows... Tenta lá obter um bsod, ou reiniciares sempre que instalas um programa qualquer, ou virus e spyware..

    Utilizar Linux é mais que utilizar um sistema operativo, é compreender e aceitar uma filosofia de vida e de encarar o mundo do software, levar as pessoas ou tentar convence-las a mudar é um erro, as pessoas devem por si próprias, descobrir o s.o que melhor lhes serve.
     
  7. skorzen

    skorzen Power Member

    Não li o artigo, mas fá-lo-ei assim que tiver tempo e disposição.

    Respondendo directamente à questão: é claro que estaria disposto a mudar para Linux completamente.
    E porquê? Simplesmente, porque vai ao encontro de tudo aquilo que eu penso que deve ser o mundo do software, porque adoro a filosofia, o próprio sistema em si, o espírito da comunidade, and so on...

    Há uns tempos atrás só usava Linux, no desktop, até comprar o laptop, onde só posso usar Windows, quer por necessidade de algumas aplicações específicas de Windows, quer por não conseguir por o som a funcionar, apesar de este último ponto ser apenas uma questão de paciência e tempo.

    Para mim, cada um deve ser livre de usar o sistema operativo que entende, aquele que satisfizer melhor as suas necessidades, e não deve ser criticado por isso.
     
  8. VuDu

    VuDu Power Member

    3 pontos:
    1- a pool não assume que existe pessoal que já mudou...
    2- esse artigo é pura propaganda ao gnome e gtk (ubuntu)
    3- os "linuxianos" não se podiam estar mais a "lixar" para aqueles que estão à espera que o Linux seja em Windows de borla.
     
  9. Ricardo.RPL

    Ricardo.RPL Power Member

    A problemas de compatibilidades estamos sempre sujeitos, mas é muito estranho que dentro da mesma versão isso tenha acontecido. Comigo não aconteceu, já o mesmo não posso dizer de OpenOffice e principalmente iWork (não é para Linux, mas estou só a generalizar).

    Em relação ao GIMP, não acho que seja mau, mas de vez em quando reparo que não tem uma ou outra opção a que estou habituado no Photoshop (ou que essa função não está tão bem implementada...), e isso acaba por ser chato quando não temos um Windows ou Mac à mão.
    Aliás, esse é um dos maiores problemas do Linux: a ideia é mudar para melhor, mas vamos a ver e no Office muda-se para pior (para quem tem de trabalhar com pessoas que só usam Word e PowerPoint), em edição de imagem também, para jogos também, para muita gente em termos de drivers/compatibilidades de hardwaretambém... Mas todas essas coisas são pequenos pormenores que não interessam a ninguém, porque mudamos para melhor à mesma :S.

    Quanto a essa parte dos BSODs e afins, sim, sei dessas coisas (BSOD nunca tive um na vida, mas já tive chatices suficientes com vírus para compensar :P). Acontecem mais em Windows que no Linux (Kernel Panics e outros), e é um ponto contra o Windows (e uma das razões por já ter tentado mudar por diversas vezes). Mas ainda lanço outra vez a mesma questão: o que é que posso fazer em Linux (em termos de produtividade e lazer, e não coisas como configurar, testar, etc) que não consiga fazer em Windows? Até os programas como o OpenOffice, the GIMP, Firefox, Pidgin, etc. estão disponíveis para Windows (e, tirando o Firefox, verdade seja dita que têm pouca saída, comparando com a concorrência).

    Para acabar, e tal como costumo dizer na secção da Apple, nunca gostei muito da disciplina de Filosofia e nunca percebo muito bem porque é que tanta gente gosta de falar em filosofias quando se fala de sistemas operativos. Adoro o OS X (ou, pelo menos, é o SO que mais me agrada), e, no entanto, quando vejo os fans da Apple a falar da filosofia da marca, detesto o que ouço/vejo. Em Linux, a filosofia parece ser partilhar programas gratuitamente e brincar com o SO como muito bem entendermos. E para quem não for programador? Como é que é quando não queremos saber de filosofias, e queremos é ligar o PC e despachar o trabalho do dia com o mínimo de problemas possível, e concentrarmo-nos no trabalho, e não na maravilha que é a filosofia?

    Peço desculpa se este post se pareceu um bocado com uma flame. Se se parece, não é esse o objectivo, apenas estou a tentar evidenciar os aspectos menos bons que me impedem de mudar para Linux. Como já tinha dito, acho o Linux um SO muito positivo, e não me importaria nada de mudar de Windows para Ubuntu (mas... lá está, só se não tivesse esses pequenos problemas que me impedem de migrar).
     
  10. Romani48

    Romani48 Power Member

    VuDu

    1- quem mudou não precisa de votar ;) isto é uma pergunta pré mudança se repares pelas respostas.. como deves perceber não ia postar isto na zona windows.. até porque
    ____
    Linux = Windows + Mac + Outros SOs

    2 - É Verdade que o autor é um bocado tendencioso.. já se conhece os seus artigos "espantosos" (NOT) sobre windows, mas antes ter Gnome que não ter nada :D
    3 - Acho que a nossa ideia aqui é transmitir/partilhar informação.. Se há quem não a consegue receber e ainda se sente afectado com isso está cá o staff para avaliar tal ;)

    PS: vocês não sabem também ter uma conversa mais moderadas? as vezes parece que só sabem atacar uns aos outros..
    deixem as vossas ideias, argumentem nas.. quem argumenta pelo seu gosto, ou hábito então ninguém pode refutar isso.. grande maioria das pessoas aqui no porto gostam de tripas.. eu não gosto... vão me obrigar a gostar?
    pff portem-se decentemente
     
  11. OubeLa

    OubeLa Power Member

    Curioso, ainda hoje um PC com Ubuntu crashou enquanto eu estava a usar...afinal parece que não é só o Windows que crasha :) E eram PC's administrados pelo DEF da FEUP. Esses argumentos são mitos.
     
  12. MPalhas

    MPalhas Power Member

    eu instalei o Ubuntu e o Vista de raiz há um mês. uso o vista como primário simplesmente porque:
    1- a esta altura não tenho tempo para aprender a trabalhar a sério no linux. nas férias devo-lhe dedicar mais tempo

    2- o windows sempre me serviu bem, nunca tive grande razão de queixa. não vou mudar o meu SO principal só porque por vezes preciso de reiniciar ou levo com um bsod (até agora só 1 no Vista). pelo menos para mim, isso não é motivo suficiente. e depois há a questão dos jogos :007:

    3- instalei o linux só mesmo para me ambientar a ele, porque tenho consciencia que esses conhecimentos podem vir a ser uteis, mas tão cedo não pretendo usá-lo como principal
     
  13. VuDu

    VuDu Power Member

    Romani48, mas também é certo e sabido que este tipo de thread atrai os "famosos" useres que instalam o linux à espera de encontrar um windows de borla e a opinião desses users é quase inutil, isto porque cresceram com o windows e para eles, quando compras um computador novo, já vem com um menu iniciar verde e uma barra de tarefas azul, se não vier, não é um computador.
    Alias, para a grande maioria desses utilizadores o dinheiro não é problema porque arranjam maneira de utilizar os programas pagos, com cracks.

    Basta dar uma vista de olhos: http://www.youtube.com/watch?v=7mB-rTqQcYg

    Lutar "contra" essas pessoas trás poucos resultados... basta pegar no facto de qualquer utilizador de windows ter de usar o regedit, tantas ou mais vezes que um utilizador de ubunto (por exemplo) usa o terminal, ou o facto de qualquer instalação "virgem" do XP exigir uma carga brutal de trabalho para instalar todo o software e hardware, mas não se lembram que numa qualquer distro popular tem um sistema 90% operacional no LiveCD.
     
  14. B3n3v3nt3

    B3n3v3nt3 Power Member

    Eu só não dei o salto completo porque a microsoft ainda detém o monopólio dos jogos para o seu directx, é a única coisa que me impede. De resto tenho tudo o que preciso em Linux para o meu dia-a-dia: open office, matlab, eclipse e messenger. A juntar um sistema leve e rápido (o meu sistema consome cerca de 250MB de RAM, no XP vai para o dobro e nem quero pensar no que seria no Vista), não tenho grandes preocupações com antivirus, trojans e malwares e acima de tudo -> a esmagadora maioria das aplicações são grátis.
     
  15. lightMC

    lightMC Power Member

    Cria uma petição a pedir para fazerem jogos em OpenGL :p xD

    Aqui também não tenho preocupações com antivirus ou qlq malware que seja. :P
     
  16. neonl

    neonl Banido

    Bem eu na verdade até votei... na primeira opção. Já é um facto consumado. Se fores bem a ver, (quase) todos os que nessa opção votaram são actualmente utilizadores de GNU/Linux full-time (pelo menos nas "máquinas sob sua tutela").
     
  17. astrisko

    astrisko 1st Folding then Sex

    As pessoas precisam de perceber a diferença entre dificil/diferente, instalar programas em Linux é um processo diferente do Windows, mas não é mais dificil antes pelo contrário, no entanto já perdi a conta às threads que li, de pessoal a queixar-se que a instalação de programas em Linux era complicadissima. Este tipo de pessoas são as que propagam os mitos em relação ao Linux, investem 5 segundos num sistema operativo não lêem qualquer tipo de documentação e fartam-se de espernear porque sacam um qualquer programa, sem olharem a que tipo de pacote é, dão-lhe 2 cliques e aquilo não instala, depois vão dizer aos amigos que para usar o Linux é preciso um doutoramento :D
     
  18. LnxSlck

    LnxSlck Power Member


    Não podes comparar um com o outro nesse aspecto, aliás se achas que há um s.o. perfeito não o há, mas só quem nunca usou linux a sério é que pode dizer que o linux tem tantos bsod, crashes ou o que for como um xp ou vista.

    Eu posso-te dizer que desde que tenho o Arch instalado (e já vão alguns meses largos) nunca mas nunca fiz um reset, nunca tive que abrir a consola para matar um processo ou reiniciar o X, já com o Vista que veio no meu portátil....


    A questão fundamental que muita gente não percebe é que windows é windows, linux é linux, se estão contentes com o Windows porquê mudar para Linux? Sempre disse, quem está contente com windows que use windows, e quem quiser algo melhor e não se sentir bem a usar o windows, existe um mundo de alternativas para além do menu Iniciar.
     
  19. neonl

    neonl Banido

    LnxSlck, e mesmo que tivesses tido que matar um processo qualquer e voltar a iniciá-lo, com isso não tinhas qualquer perda de estabilidade. Uma bomba que rebenta em Tóquio não vai fazer danos materiais -- directos -- em Estocolmo. Em GNU/Linux se imaginarmos que Estocolmo é o Linux (kernel), as outras aplicações estarão muito longe, de tal forma que se lá rebentar uma bomba podemos reconstruir a cidade sem qualquer tipo de problemas no "sistema central", no kernel, ou seja, em Estocolmo! :p

    Analogia parva. Contudo penso que demonstra a vantagem em termos de estabilidade que se obtém com o sistema modular.
     
  20. slack_guy

    slack_guy Power Member

    A Apple não tem filosofia nenhuma. Ou melhor, tem a mesma filosofia da Microsoft, mas com uma preocupação estética: ganhar dinheiro com a venda de licenças de utilização de software 'bonito'. É a filosofia do dinheiro onde os argumentos 'filosóficos' são argumentos de marketing.

    O Linux não tem filosofia nenhuma - é um pedaço de software. Deves estar a querer referir-te a Software Livre/Aberto, que é uma forma de licenciamento de software, que promove a colaboração, a partilha de conhecimentos e a entre-ajuda entre todos os que estejam interessados: programadores, tradutores, utilizadores, etc.

    E pensas que os programadores passam o dia a filosofar?
    Eu, quando quero 'despachar o trabalho do dia com o mínimo de problemas possível' ligo o meu PC com Slackware Linux. Quando preciso de testar o meu trabalho no IE, tenho de ligar o portátil com o Vista (shame on me... é verdade... é a nova aquisição cá da casa... um portátil com o Vista! :rolleyes: ... 600 EUROS só para ter um browser... lá está, é a filosofia do software proprietário...)

    EDIT:
    Só para deixar a minha experiência pessoal, agora que voltei a usar um computador com Windows, ao fim de 7 anos sem tocar numa só tecla de um bicho com tal sistema operativo.
    1º É estranho.... é aquela sensação de dejavu... a minha mulher, assim que ligou o portátil e ligou o 3G... bingo!! BSOD!! nem de propósito!! reboot... e ficou OK. Foi só para matar saudades :-)
    2º Vim, Firefox, Putty e OpenOffice foram os únicos programas que instalei (todos software Livre e multi-plataforma)
    3º A shell faz muita falta!! Aquilo nem é um computador sem o meu terminal! :-(
    É como disse: 600 EUROS por um browser. Ossos do ofício :S
     
    Última edição: 27 de Maio de 2008

Partilhar esta Página