1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

As revistas estão em perigo de extinção?

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por Agente47, 15 de Novembro de 2007. (Respostas: 54; Visualizações: 2549)

  1. Agente47

    Agente47 Power Member

    Vou abordar este tópico porque a minha revista favorita sobre PlayStation em Portugal desapareceu. Fartei-me de esperar pela edição de Outubro da ROPS, até que percebi que a revista não ia mesmo sair. Seguiu o mesmo caminho da revista americana, sem qualquer explicação.

    Nos bons velhos tempos do Commodore Amiga uma boa parte da minha mesada era gasta em revistas sobre jogos, vindas principalmente de Inglaterra. Amiga Format, CU Amiga e a fantástica Amiga Power, entre outras.

    Nessa altura cada revista trazia diskettes com demos jogáveis, notícias e análises que não se podiam ler em mais lado nenhum. E cada uma tinha o seu estilo próprio que me fazia procura-las nas bancas todos os meses.

    Hoje em dia muita coisa mudou, graças à internet claro. As demos dos jogos surgem na própria PS Network com download directo para a consola. Há imensos sites que fazem análises aos jogos, alguns até as publicam em video. E as notícias correm o mundo em minutos! Qualquer pessoa que se interesse por videojogos também gosta de tecnologia, está ligada à net e sabe encontrar o conteúdo que lhe interessa. O resultado é que quando pegamos numa revista é raro lermos uma notícia que não tenha semanas ou uma análise em primeira mão.

    Algumas revistas oferecem conteúdo adicional em forma de DVDs, que hoje em dia costumam estar cheios de vídeos. Estes DVDs são inuteis para qualquer cybernauta que conheça o You Tube, para não falar no Game Trailers ou noutros sites do genero. Juro que nunca abri a maior parte dos DVDs que estão colados às revistas que compro.

    Com este cenário um pouco negro para as revistas de jogos face à web, estará a sua sobrevivência em risco?

    Apesar de tudo o que disse antes, penso que não. As únicas revistas em risco são as de baixa qualidade, mas isso não é mau. Este mês até surgiu uma nova revista no mercado, a Play. É mais uma versão nacional de uma revista inglesa, para fazer concorrência à PSM3. A própria ROPS deverá renascer das cinzas, não sei bem quando nem como...

    Temos assim 3 revistas concorrentes a lutar por leitores que podem encontrar tudo o que elas oferecem na internet. É natural que vendam menos do que há uns anos atrás, mas haverá sempre pessoas que gostam do ritual de ir comprar a sua revista favorita, de a folhear e de coleccionar.

    Para vencer esta guerra as revistas precisam de se adaptar ao mundo em que vivem, e saber agarrar o público que lhes resta. Uma revista de videojogos deve ter um estilo próprio, uma personalidade vincada e um sentido de humor apurado. Deve conhecer os seus leitores e a cultura dos jogos, a nível global e local. Para isso se reflectir na revista, o conteúdo tem que ser original, não chega copiar press-releases e traduzir o que vem de Inglaterra.

    E por favor, desistam dos DVDs com vídeos, façam um site da revista e coloquem lá os vídeos. Nós compramos a revista na mesma, e vemos os vídeos na net. Se a revista ficar mais barata, ainda melhor.

    Agora opinem, digam o que vos faz continuar a comprar revistas, ou o que vos fez deixar de as comprar. E se souberem novidades da ROPS, avisem!

    Blog Jogos PS3
     
  2. Tidus_Vmt

    Tidus_Vmt Power Member

    Bem falado, sim sr. Curiosamente, sou um dos que deixou de comprar revistas de videojogos (pelo menos com tanta frequência) pelas razões que mencionaste.
    Sinceramente tenho em casa mais de uma dezena de DVD's de extras (entenda-se "Vídeos e pouco mais) que até estão selados... Pode ser que daqui a uma dezena de anos sejam uma relíquia! Lol
     
  3. Yggdrasil

    Yggdrasil Power Member

    Espero sinceramente que não. Eu sempre dei valor à imprensa escrita e o sector dos videojogos não é excepção, desde 1991/92 quando me emprestaram umas revistas inglesas da Nintendo e pouco tempo depois descobri a Hobby Consolas, a Super Power e começaram a emergir as revistas portuguesas.

    Pessoalmente eu nas revistas procuro coisas diferentes do que na internet - online procuro sobretudo reviews, videos, imagens e conteúdos curtos de consumo rápido, no papel procuro artigos mais profundos, com maior alcance temporal bem como quaisquer outras contribuições para as quais não tenho paciência para ler num écran e prefiro ler no papel.

    Actualmente compro a EDGE todos os meses, já sou leitora da Hype! e ocasionalmente compro a Retrogamer (que é caríssima). Deixei de comprar a Joypad, visto que cerca de 1/3 é traduzido da EDGE e uma vez que agora compro a Hype! prefiro abandonar a revista francesa de €9.

    A minha revista favorita foi até agora a defunta Computer and Video Games no seu período dourado de 1996 a 1999 - aprendi imenso sobre jogos com eles e estava escrita num estilo fantástico. Tiveram problemas com a editora porque havia jogos maus que desciam nas vendas quando a CVG lhes dava uma má nota :-D

    Em relação às revistas oficiais, ocasionalmente comprava uma revista oficial da Nintendo mas era sobretudo pelas informações e coberturas, não pelas opiniões dos reviews já que eram sempre demasiado favoráveis.

    Já agora, porque está isto na secção PlayStation? Devia estar no geral.
     
  4. kratospt

    kratospt Power Member

    Hum...epá eu não sei como é com voces...mas as revistas são a melhor companhia que um gajo pode ter enquanto está no "cagueiro"... se for de jogos ainda melhor! :D:D
     
  5. Korben_Dallas

    Korben_Dallas Zwame Advisor

    Eu que cresci a ler revistas de jogos provavelmente nunca vou deixar de comprar, mas as gerações que agora crescem com a net massificada provavelmente não ligam nenhuma.

    As revistas que sobreviverão serão poucas, visto que o público alvo usa na sua maioria a internet. Ou sobrevivem porque ainda há quem goste do suporte em papel, ou porque oferecem algo diferente.

    É difícil prever o futuro mas acho que qualquer revista terá que estar associada a um site e jogar nos dois campos se quiser sobreviver.
     
  6. Old Snake

    Old Snake Power Member

    Concordo.

    Neste últimos tempos por acaso deixei de comprar revistas. Costumava comprar a MaxiConsolas e a PSM3. O problema é que raramente traziam alguma notícia realmente "nova"... já sabia sempre das cenas pela net. Além disso também não compensava comprá-la para antevisões e análises, porque mais uma vez tenho a net que me oferece dezenas delas, com diversos pontos de vista.

    As únicas que realmente me interessam são mesmo as japonesas, como a Famitsu e Dengeki, que trazem sempre imagens e notícias em primeira-mão. Mas como não percebo patavina da língua e não sei como encomendar (nem sei se compensava) fico-me pelos scans da net e traduções do pessoal que ainda percebe alguma cena do que lê.
     
    Última edição: 15 de Novembro de 2007
  7. HyperRush

    HyperRush Power Member

    Eu prefiro sempre revistas, era um must ficar entretido no sofá ou na cama a ler uma boa revista de videojogos, não havia net, tinhamos fotografias Beta de jogos, curiosidades nunca vistas.

    Pessoalmente deixei de comprar devido ao elevado preço aplicado nas revistas e a submersão da internet. Passou a não dar sentido, afinal de contas a Internet é uma enorme base de dados onde qualquer informação é acedida.

    Fartei-me comprar revistas espanholas e francesas e até brasileiras, descobri a desconhecida Neo Geo e a Turbo 16.
     
  8. Porto

    Porto Power Member

    falar disto aqui é um pouco suspeito... sim, porque toda gente que está a ler isto, tem acesso a net... seja em casa ou noutro lado qualquer.

    mas enquanto houver pessoas que não tenham net em casa, vão sempre vender-se revistas.. não só pelos conteudos da mesma como pelos demos, videos, etc... agora(para mim considero recente, visto que ja vejo revistas de jogos desde o fim dos anos 80) até oferecem jogos completos para pc e isso é muito bom para pessoas que querem completar ou complementar a sua colecção... seja com verdadeiros classicos, seja com best sellers até recentes e muito bons(tou agora a lembrar-me do caso do Far Cry que foi oferecido numa revista a uns meses..).


    Por outro lado, mesmo com net, haverá sempre pessoas que compram revistas.. não só pelo habito mas também porque é um suporte completamente diferente da net.. como bem disseram, não tou a ver as pessoas a levarem o portatil para o WC para ver o GameTrailers.. lolol

    Muitas pessoas também adquirem revistas por assinatura... fica mais barato e não têm o incomodo de ir comprar.. e muitas delas(talvez os putos) recebem as mesmas por arrasto.. ou seja, o que está na moda hoje em dia é juntar a revista de carros e cientifica do pai, a revista cor de rosa e de decoração da mãe, a revista de jogos de um filho e a de tecnologias e musica doutro numa só assinatura... isto baixa consideravelmente o preço das revistas e toda a familia fica feliz.


    Por ultimo, acredito que haja pessoas completamente vidradas nisto e apesar de passarem o dia a ver sites de jogos e outras coisas, ainda gastam uma boa parte do seu dinheiro nas mais diversas revistas da especialidade..


    Para concluir com o que penso, quanto mais velho sou, não quer dizer que goste menos de jogos, mas mais detesto as revistas e sites de reviews... cada vez mais me apercebo da imparcialidade e falta de rigor dos mesmos... poucos se aproveitam.. Os sites dizem provavelmente o que pra que são pagos(numa revista ainda pagam uns euros para as ler, os sites não recebem comição da vossa assinatura de net lol) e acredito que não vivem só a custa da publicidade visivel nos mesmos... as revistas, principalmente as direcionadas só para um sistema costumam ser ridiculas.. é hype por todo o lado, qualquer porcariazita sobre um jogo que irá sair(nem que os screenshots deste ainda estejam em faze de wireframe) é logo um hype que parece que vai sair o proximo maior e revolucionário jogo de todos os tempos. Ainda ha assim, ha um ou outro site e revista que merecem atenção pelo seu profissionalismo. Mesmo assim, como disse, cada vez mais ligo menos a isso e prefiro usar um bom site para saber que jogos existem e vão sair e depois tirar as minhas proprias conclusoes por mim mesmo... jogando eu e analisando segundo os meus critérios...
     
  9. Kursk_crash

    Kursk_crash Banido

    Olá a todos..

    Para começar, informo que deixei de comprar revistas de jogos, e REVISTAS em geral à muito tempo !

    realmente com a chegada da Internet aos lares dos portugueses, as revistas ficaram realmente com poucos argumentos, isto porque análises, demos, etc..tudo se pode "downlodar" da net.

    Mas também fui um dos muitos que comprava a MegaScore todos os meses... e posteriormente passei a comprar a BGamer !! grande revista...gostava especialmente das análises de hadware..


    depois vejam só.. passei a comprar a "HOBBY CONSOLAS"..a revista espanhola à vendas nas nossas bancas.. e gostava bastante..

    porventura, como não tenho consolas (aparte da minha fabulosa mas já defunta MasterSystem), as revistas deixaram de ter interesse para mim!!

    Mas sim...dantes quando vinham as demos..que maravilha..

    disquetes ?? sim conheco-as.. da antiga e defunta MacIn...(ai meu rico macintosh).

    bom..concluindo.. acho que realmente as revistas deveriam cotinuar a existir..mas não no formato papel...

    existe espaço para todas no formato digital.. eu estou convicto que quem não quiser desaparecer, deverá migrar para o formato digital e de webpage...
     
  10. floyd

    floyd [email protected] Member

    Comigo passa-se exactamente o mesmo :lol:

    Concordo com a análise do Agente47, realmente hoje em dia as revistas não têm o mesmo impacto que tinham antes da massificação da internet.

    Cumps.
     
  11. nemesis26

    nemesis26 Power Member

    Há é revistas a mais.

    Aquelas revistas com renome como megascore , B-gamer e antiga Multi Consolas Chegava, agora ainda vem, hype, megajogos... muita das vezes são da mesma editora e redacção..

    Tretas se tirassem metade de revistas e melhorasse qualidade e conteúdo era tudo muito melhor vigários do caraças.

    Isso da net é treta eu tenho Net +/- 7 anos e continuo a comprar Revistas, Exame Informática, MConsolas e Bgamer, Megascore nunca mais a vim Pcguia depende da capa e da oferta :D.

    É claro que nós temos net tem a tendência de saber das novidades antecipadamente que nas revistas, digamos certa forma as revistas não teem hipóteses contra a internet.

    Até revistas estrangeiras comprei mais espanholas, por causa da Nintedo porquê ca em portugal não há na profundo sobre Nintendo.

    E Revistas mesmo de informatica como:
    Personal computer & internet revista cheia de conteúdos úteis e tal cerca 250 - 300 Paginas por e com DVD 3€

    Computer Hoy.

    E mesmo de Jogos a Player desapareceu e a Playmania que era comcorrencia a Playstation.

    Alguém lembra da revista nintendo que saiu em Portugal na época dos Pokemons?

    é pena só duram as mais resistentes e que estão cá mais tempo.
     
  12. ritto

    ritto Power Member

    eu sou de uma geraçao mais velha da altura da super nintendo,megadrive etc,nessa altura ainda mal se ouvia falar de internet,contava os dias para que saisse a saudosa hobby consolas em espanhol...ai ai que nostalgia....
     
  13. .:SP:.

    .:SP:. What is folding?

    Onde posso encontrar a EDGE a venda?
     
  14. poi3

    poi3 Power Member

    As revistas irão existir sempre. A internet pode tirar clientes para haver tantas revistas, mas o prazer de ler uma revista de papel nunca poderá ser substituído pela internet.
     
  15. Agente47

    Agente47 Power Member

    Tens alguma razão, mas sabes que essa gente sem net é uma especie cada vez mais rara, certo? Não dá para sustentar uma revista relacionada com tecnologias com base no pessoal que não tem net, nem hoje em dia quanto mais no futuro.
     
  16. SpikeDaCruz

    SpikeDaCruz Power Member

    Já não compro revistas à que séculos. Desde que tenho internet e posso ver video reviews, deixei as revistas de lado completamente.
    Mas acho uma boa campanha, as principais revistas, lançarem juntamente um jogo com a revista em si. Sempre é um incentivo para comprar. (Desde que o jogo em si valha a pena.) ;P
     
  17. timber

    timber Zwame Advisor

    Além disso que referes, eu diria que o pessoal que se interessa por video jogos terá tendência ter taxas de uso de internet altíssimas (quase 100%).

    Assim , as revistas de jogos são muito mais afectadas pela internet que por exemplo a revistas de culinária.
     
  18. red911

    red911 Power Member

    Revistas de jogos para mim, é so quando não há mais nada para ler.

    Apenas compro alguma no quiosque quando estou em férias (leia-se uma semanita no natal, e 2/3 em Agosto). Normalmente gosto de tê-las perto da casa-de-banho, pk leio qualquer coisa enquanto mando chico às compras. Tirando isso nunca fui assiduo na lçeitura de nenhuma dessas revista. Aliás, a unica revista da qual sou assíduo, é da revista EXAME.
     
  19. Anoni Mus

    Anoni Mus I'm cool cuz I Fold

    Hum, estão em decadência, mas em perigo de extinção ainda é cedo.
    Eu pessoalmente prefiro uma boa revista de jogos do que tar a olhar para um ecrã a ler a mesma coisa, uma revista é mais "tocável". Eu deixei de comprar uma revsta desde a edição maiconsolas da avaliação do Zelda tp, e agora voltei a comprar uma revista, a Hype! tenho a 1 a 2 e vou ter a 3 e a partir daí depende das ediçoes.
    Arrisco a dizer que as revistas de videojogos ainda têm no mínimo uns 5 anos de vida.
     
  20. AJDias

    AJDias 1st Folding then Sex

    Já deixei de comprar revistas de jogos à muito tempo, ultimamente só compro a B!T pois ando a interessar-me por hardware e afins.
    Claro que prefiro uma revista a um site, mas prefiro o preço do site ao da revista...
     

Partilhar esta Página