1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Fiquem em casa.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

Análise Asus P7H57D-V evo & Asus P7H55D-M evo

Discussão em 'Análises, Artigos e Guias' iniciada por JPgod, 8 de Março de 2010. (Respostas: 8; Visualizações: 9744)

  1. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Autores: João Godinho (JPgod)
    Produto: P7H57D-V EVO & P7H55D-M EVO
    Data : 08-03-2009



    ZWAME Análise

    [​IMG]

    Descrição

    A ASUS, tradicional fabricante de motherboards, apresenta aqui 2 soluções para os novos cpus Intel 32 nm Clarkdale. Uma motherboard micro-ATX, com o chipset H55 e uma motherboard standart ATX baseado no H57. Dado que são duas motherboards da série EVO e muito semelhantes entre si, a review será assim dupla. As diferenças prendem essencialmente no formato da board e algumas características específicas. O H55 difere do H57 apenas nas lanes PCI-e (6 no H55 e 8 no H57), USB (14 no H57 e 12 no H55), sem suporte RAID e algumas características menores, tudo o resto é igual.

    A motherboard H57, apesar do chipset não suportar oficialmente, também oferece crossfire e SLI, mas apenas com os processadores Lynnfield (i5 7xx e i7 8xx). Dado que é o CPU que tem as lanes para a gráfica, isso mostra que acaba por ser independente do chipset. O SLI também depende do licenciamento da nvidia para tal.

    A destacar, ambas já suportam USB 3.0 e a motherboard H57 suporta SATA 6.0 GB/s. Nesta irei verificar se melhora a performance de discos SSD. Alem disso, a board H57 fazem uso de uma bridge PCI-e PLX, interligando os 2 controladores num bus dedicado PCI-e 4x, que segundo a ASUS melhora bastante a performance. Mas para poder testar se esta solução é eficiente, seria preciso um raid 0 de 2 SSD's de topo e ainda por 2 discos ligados em USB 3.0 e tudo a funcionar em simultâneo.

    No que toca aos testes das boards, todos os testes com GPU integrado dos Clarkdale serão feitos apenas na board H55, na board H57, numa 2ª fase será testada com o i5 750 e gráfica dedicada, a comparar com P55 neste campo.

    Especificações Comuns

    Especificações P7H57D-V EVO

    Especificações P7H55D-M EVO

    Links

    Site Oficial P7H55D-M EVO
    Site Oficial P7H57D-V EVO

    Fotografias - P7H55D-M EVO

    as fotografias estão em thumbnail, cliquem para tamanho grande (1280).

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    Fotografias - P7H57D-V EVO

    as fotografias estão em thumbnail, cliquem para tamanho grande (1280).

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

     
    Última edição: 2 de Abril de 2010
  2. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    BIOS

    Informação e fotos da BIOS desta board

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    [​IMG][​IMG]

    SOFTWARE

    Agora passamos para o software incluído

    [​IMG]

    Este é o programa de instalação dos drivers, utilitários, manuais.

    [​IMG]

    Este menu é o de instalação do ExpressGate

    [​IMG]

    ASUS Aisuite, um software de monitorização da ASUS

    [​IMG]

    Aqui o menu de ajute de ventoinhas, que funciona bem, reduzindo o ruído do sistema. É pena não ter presets de utilizador para as fans de sistema.

    [​IMG]

    Este é o lendário PCprobe II, de monitorização de voltagens, ventoinhas e temperaturas. Penso que poderia levar um upgrade e funcionar como gadjet do windows Vista e 7 e um design mais actual.

    [​IMG][​IMG]

    Programa de update da BIOS. Pode-se inclusive fazer a actualização pela net. Neste caso foi feito update por ficheiro, para uma versão fornecida pela asus.

    [​IMG]

    O ASUS MyLogo permite alterar a imagem de apresentação da BIOS no arranque do computador.

    [​IMG]

    [​IMG]

    Abaixo apenas o software que é suportado pela H57 EVO

    [​IMG][​IMG]

    ASUS tprobe, que monitoriza a temperatura do circuito de alimentação e a utilização. Em modo xtreme as 8 fases estão disponíveis, sendo que em modo powersaving, apenas 4 estão em operação. Só é pena não indicar o valor numérico da temperatura.

    [​IMG][​IMG]

    Aqui temos o software de gestão da tecnologia Intel Rapid Storage, que não é suportado pelo H55, apenas pelo P55, H57 E Q57. Alem da função RAID (0,1,5,10), tem outras funções. Mais info aqui
    Na 1ª imagem temos a info das 6 portas, sendo que na primeira está um disco mecânico 160 GB 5400 rpm, na 2ª porta um disco 1 TB 3,5", na 3ª uma drive optica, estando as 3 restantes livres. (havia ainda os 2 SSD's, Gskill Falcon II e OCZ Vertex, mas estavam ligados na controladora SATA 6). Na 2ª imagem temos a informação do disco e o seu status.

     
    Última edição: 2 de Abril de 2010
  3. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    1ª Parte

    Nesta primeira parte, vamos testar a ASUS P7H55D-M EVO com o Core i3 530 em defaut. Vamos comparar com a motherboard asrock H55M PRO.

    Test Bed

    CPU-Z

    [​IMG]

    CPU-Z com a info do CPU e do sistema, bem como timmings e frequencias utilizadas nos testes. A board foi actualizada com uma BIOS fornecida pela ASUS.

    Testes

    [​IMG]

    Neste benchmark de teste do software de rendering "cinema 4D", as boards obtiveram resultado semelhante.

    [​IMG]

    Estes testes já incidem na gráfica, onde a ASUS já é um pouco mais rápida no openGL, mas perde no C4D shading.

    [​IMG]

    Edição mais recente do benchmark do Cinema 4D, desta vez em 64 bits, e com resultados semelhantes ao cinebench 2003, embora em várias threads a Asus seja um pouco melhor.

    [​IMG]

    No benchmark interno deste software de compressão, Em 4 threads a Asus é mais rápida.

    [​IMG]

    Tal com o winrar, o 7-zip também é um software de compressão, com um benchmark mais completo. Ao contrario do winrar, foi a Asrock a ser um pouco melhor.

    [​IMG]

    No que toca a descompressão, as diferenças entre as boards diminuem, dado a diferença pode se considerar empate.

    [​IMG]

    No wprime, que calcula dos quadrado dos primeiros 32 milhões de inteiros, a asrock fica ligeiramente a frente.

    [​IMG]

    O crystalmark corre uma série de benchmarks de CPU, memória, disco e OpenGL (no caso a testar a performance da gráfica). A Asrock saiu-se melhor (o teste de ALU temos 37920 pontos, ficou cortado o zero)

    [​IMG]

    Estes testes incidem sobre a gráfica. Apenas em GDI a Asrock ganha à Asus, nos outros podemos considerar empate.

    [​IMG]

    Neste benchmark, novamente, podemos considerar empate.

    [​IMG]

    Teste de encoding de vídeo 720p com o coded X.264, empate técnico no Pass 2, mas no Pass 1 a Asus foi um pouco melhor.

    [​IMG]

    Teste de encriptação do Sandra 2010, as 2 boards tiveram exactamente o mesmo resultado. Relembrar que o Core i3 530 tem as instruções AES desactivadas, senão o resultado seria muito superior.

    [​IMG][​IMG]

    Nesta suite de benchmarks de conceituados programas de design gráfico e 3D, em modo 64 bits e a 1280x1024. No global o comportamento foi semelhante. Estes resultados são considerados mauzinhos, já que se tivesse uma placa gráfica dedicada seria muito melhor (então se fosse uma quadroFX ou fireGL...)

    Jogos

    A começar pelo Crysis Warhead, a 1440x900 (resolução mais mainstream dos dias de hoje), com o preset "Entry/Low", em DX 9.0.

    [​IMG]

    A Asrock portou-se melhor no Crysis Warhead.

    Passando para o Far Cry 2, com as seguinte configuração:
    [​IMG]

    [​IMG]

    Pelo "average" as duas boards tiveram o mesmo resultado. O min da Asrock foi muito baixo, mas este teste volta e meia tem max/min esquisitos. Com a ASUS comecei a fazer 3 runs e tirar a média.

    PcMark e 3Dmark Vantage

    As duas mais recentes suítes de testes da futuremark

    [​IMG]

    Temos aqui a Asrock H55 a bater a ASUS em todos os testes e por margens grandes. Não era suposto isso acontecer se considerar os resultados acima. Relembro que o hardware e software é exactamente igual só mudando a motherboard. A única explicação que encontro é a variação que o SSD pode provocar, já que em todos os presets há testes de disco rígido.

    [​IMG]

    No 3Dmark vantage no preset "Entry", a Asrock saiu-se um pouco melhor, mas no teste de CPU foi a Asus a ser um pouco superior.

    Everest Cache e Memory Benchmark

    Tabela - Core i3 530 @ ASUS h55
    [​IMG]

    Tabela - Core i3 530 @ Asrock H55
    [​IMG]

    No que toca a largura de banda da memória, a Asrock foi um pouco mais rápida, mas em latência foi pior. Já nas caches L3, as diferenças entre as das boards são desprezáveis.

    Consumo

    Testes de consumo, utilizando um medidor de consumos instalado entre a fonte e a tomada, medindo assim o consumo total do sistema. O método está descrito abaixo.

    [​IMG]

    A Asus saiu-se mau aqui, ao gastar entre 3w a 9w a mais. Não esperava tal, devido ao circuito de alimentação do CPU de melhor qualidade, se bem que a complexidade do mesmo pode acabar por gastar mais. Por outro lado a ASUS tem mais componentes onboard (controladora USB 3 e SATA + IDE), coisa que a Asrock não tem, o que pode ter influenciado um pouco.

    Pelo menos em Idle teve consumo equivalente, o que é bom.
     
    Última edição: 2 de Abril de 2010
  4. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    2ª Parte

    Nesta 2ª parte, vamos fazer uns testes do core i3 530 em overclock, não tão exaustivo como na primeira parte para não alongar muito a review, bem como os testes de consumo.

    Settings

    CPU-Z

    [​IMG]

    CPU-Z com o CPU em overclock a 3861 mhz. Foi inferior ao conseguido na Asrock, mas também o cooler não é o mesmo. O Noctua NH-C12P é muito melhor que o Scythe utilizado. A razão deve-se porque a Asrock tem retenção LGA 775 e a Asus não. Só tenho um kit de retenção para LGA 1156 e está em uso noutro sistema. Por fim, o GPU integrado influencia largamente o overclock e durante os testes, com o GPU a 733 mhz de origem tive crashes em benchs 3D! Acima de 180 QPI é impossível estabilizar.

    Testes

    [​IMG]

    Um grande aumento, especialmente em multi thread. Até o OGL melhorou, apesar do GPU continuar aos mesmos 733 mhz.

    [​IMG]

    O Winrar foi beneficiado mais devido ao QPI do que o CPU clock.

    [​IMG]

    Uma excelente melhoria no Wprime também.

    [​IMG]

    No SHA256 melhorou mais que no AES256

    [​IMG]

    Boa melhoria na performance do 3Dmark Vantage, com o CPU a passar os 10000 pontos. Até o teste do GPU melhorou bastante. Provavelmente devido a maior frequencia das memória do que o QPI/CPU clock, visto que o GPU tem comunicação directa com as memórias.

    Everest Cache e Memory Benchmark

    Tabela defaut
    [​IMG]

    Tabela OC
    [​IMG]

    Como era de esperar, o QPI na ordem dos 3860 mhz faz disparar a largura de banda das memórias. Ainda tentei ir aos 4400 mhz que deve elevar a largura de banda lá para os 13 Gb/s read e 10 GB/s write, mas revelou-se instável, provavelmente devido ao GPU e temperaturas.

    Consumos

    Testes de consumo em overclock, utilizando um medidor de consumos instalado entre a fonte e a tomada, medindo assim o consumo total do sistema. O método está descrito abaixo.

    Adicionalmente, testou esta configuração:

    [​IMG]

    Houve um aumento significativo do consumo, especialmente em idle devido a desactivação do EIST. Os consumos a 3666 mhz são aceitáveis, embora para 3850 a diferença é muito maior devido as maiores voltagens requeridas, muito devido ao IMC e GPU.

     
    Última edição: 2 de Abril de 2010
  5. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    3ª Parte

    Nesta primeira parte, vamos testar a ASUS P7H57D-V EVO , mas por ser uma board semelhantes, apenas vai se concentrar na performance do controlador SATA 6.0, que é a grande diferença para a irmã H55, alem do formato ATX e também suportar SLI/CROSSFIRE (que não temos como testar).

    Test Bed

    HDTACH sata 6.0 (OCZ - GSKILL)

    [​IMG][​IMG]

    HDTACH sata 3.0 H57 (OCZ - GSKILL)

    [​IMG][​IMG]

    HDTUNE sata 6.0 (OCZ - GSKILL)

    [​IMG][​IMG]

    HDTUNE sata 3.0 H57 (OCZ - GSKILL)

    [​IMG][​IMG]

    O que mais salta a olho é o enorme Burst Rate que ambos os discos em ambos os programas conseguiram! 1500 a 2100 MB/s!

    A não se que seja bug, é provável que seja a largura de banda entre o agradador de lanes pci-e PLX <-> H57.

    O PLX oferece 8 lanes PCI-e 2.0 e encontra-se conectado o USB 3.0 + SATA 6 + 1 porta PCI-e 1x (não sei se há alguma coisa ligada na lane que sobra) e liga-se ao H57 com as outras 4 lanes, maximizando a largura de banda dos 2 controladores.

    Esta largura de banda é suficiente para saturar o bus entre o H57 e o CPU!

    Nos outros valores no HDTACH tivemos melhoria na velocidade, já no HDTUNE o comportamento é igual.

    Atto Benchmark (Apenas o OCZ VERTEX)

    [​IMG][​IMG]

    A direita temos o OCZ ligado na controladora nativa do chipset e a esquerda na controladora SATA 6.

    Os resultados são bem diferentes. No que toca a leitura, foi melhor na controladora do chipset até 1024 KB, mas em 2048, 4096 e 8192 foi superior, aproximando dos 270 MB/s. Já a escrita foi pior em todos os testes. Infelizmente neste caso acaba por ser preferível ligar este SSD na controladora nativa. Por outro lado podemos ver que a implementação da ASUS do controlador PLX contorna a limitação do PCI-express 1.1, já que 270 MB/s é superior a velocidade máxima teórica de 250 MB/s do PCI-e 1.1. Em outras reviews na net, o controlador (seja em board ou placas slot-in) Micron SATA 6.0 ligado directamente ao bus pci-e 1.1 dos chipsets Intel não passa dos 160-190 MB/s de velocidade máxima, enquanto via PCI-e 2.0 com SSD's SATA 6 (Crucial RealSSD C300) bate nos 350 MB/s.

    Infelizmente não temos um SSD SATA 6.0 nem um 2º Vertex para compor um RAID0 para poder ter testado mais a fundo.
     
    Última edição: 2 de Abril de 2010
  6. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Conclusões

    Destaco pela Positiva:

    Destaco pela Negativa:

    Conclusão

    Mais umas boards excelentes da ASUS, desta vez suportando os novos Clarkdale com GPU integrado. A destacar o suporte a novas tecnologias como SATA 6, embora apenas na board H57 e USB 3.0, embora a pouca disponibilidade de produtos para estes formatos ainda é muito baixa, mas com tendência a crescer rapidamente.

    Classificação

    [​IMG]

    Agradecimentos

    A ZWAME agradece à ASUS pela disponibilidade do material para teste.

    Copyright © Zwame, Lda 2009. Reprodução proibida sem autorização prévia.

     
    Última edição: 4 de Abril de 2010
  7. PitFire

    PitFire I'm cool cuz I Fold

    GRande review.Estava de olho em ambas as boards e fiquei satisfeito principalmente com a H57.

    cumps
     
  8. apocalipsus

    apocalipsus Power Member

    Review muito boa mesmo, estou a pensar a fazer um upgrade a minha maquina e tinha em mente uma board da asus. Estou muito inclinado para a asus P7H57D-V EVO. Em termos de preco anda à volta duns 180-190e certo?
    Ja agora o I-750 é lynefield certo? Significa que posso por 2 graficas em sli/xfire correcto?
    Cumps
     
  9. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Sim o i5 750 é quad-core.