1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

ASUS to Release Wireless Monitors

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por .DX., 9 de Junho de 2008. (Respostas: 36; Visualizações: 3543)

  1. .DX.

    .DX. Power Member

    http://news.softpedia.com/news/-87543.shtml
     
  2. DJS

    DJS Power Member

    Finalmente alguém se lembrou disto!!!

    Ja vou poder ter o cangalho bem longe de mim sem cabos pra chatear:D
     
  3. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Continua com 1 cabo atráz, o de energia... Não é por 1 cabo a menos que vai deixar de incomodar.

    E prefiro 1 cabo do que mais uma fonte de radiação electromagnética a nossa volta. Já basta telemóveis, routers wi-fi, teclados e ratos sem fio, ondas de rádio e TV, etc

    Isso só tem interesse como 2º ou 3º monitor ou demasiado afastado da caixa. Seria mais interessante haver projectores wireless (que normalmente ficam muito afastados da fonte de imageml) do que monitores wireless.
     
    Última edição: 9 de Junho de 2008
  4. Paulo Truta

    Paulo Truta [email protected] Member

    É um bom projecto, que acabaria por aparecer mais tarde ou mais cedo... Já a mais de 5 anos que ando a pensar em computadores que usem apenas um Fio (iMac é um deles xD), mas assim ainda melhor. Quando restar apenas um fio (O de energia), fica tudo muito mais arrumado. Agora também duvido muito da qualidade dos monitores a passar por exemplo, alta definição... Embora pro exemplo, um router wireless, pormeta 300Mb/s, acaba por nem atingir um terço desse limite.

    Asus, desejo-vos boa sorte nesse projecto.

    Cumprimentos ;)
     
  5. shotnahead

    shotnahead Power Member

    Pessoal, nao é só "menos um cabo".. tendo em conta que tanto em casa como no escritorio há tomadas por todo o lado, podemos por as caixas "na despensa" e ter só monitores á vista...se a tecnologia bombar como deve de ser.
     
  6. ensiferum

    ensiferum Power Member

    isto era bom para partilhar sinal com diferentes monitores e não andar a esburacar o edifício todo, espero q sejam inteligentes para isso, pq hj há soluções vga wireless bastante fracas e caras
     
  7. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    A ideia pode parecer boa, mas não tou a ver um sinal wireless viável a viajar tantos metros e com tantos obstáculos. Já com o WiFi é o que é! Ter um monitor com imagem ao soluços, a falhar não é lá bom 8| E é preciso uma largura de banda muito elevada: Por exemplo 1920x1200 = 2,3 megapixels = 9,2 mb/frame (32 bits) x 50 fps (fixos) = 460 MB/s = ~3700 mbps, nem a norma SATA2 é capaz de debitar tal largura de banda!

    Como já disse, isso aplicado em projectores é mais interessante, por exemplo num auditório, onde não será preciso fazer muitas obras e passar um cabo VGA com muitos metros e o sinal a se degradar pelo caminho ou utilizar cabos caríssimos. E não há barreiras físicas também.
     
    Última edição: 9 de Junho de 2008
  8. jopara23

    jopara23 Power Member

    Eu também acho que isso dos monitores sem fios com grandes distancias ainda é uma ideia precoce porque ainda estão a desenvolver os monitores sem fios (distancias curtas).
    Agora a ideia de um monitor sem fios acho que agrada a toda a gente porque assim podemos ter; rato, teclado, monitor, impressora, etc tudo sem fios.
    A vida torna-se mais fácil. :p
     
  9. telheiras

    telheiras Power Member

    o meu sonho de ser "wires free" em casa cada vez mais perto
     
  10. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Na realidade ele atinge mesmo os 300Mb/s mas a largura de banda útil é sempre bem inferior devido ao overhead do protocolo usado...

    No entanto fiquei curioso em saber qual é a gama de frequência usada e qual a largura de banda...

    Só uma questão... é 2,3x10^6*24 e não 32... os 32-bit é quando se usa o canal alpha de 8 bits o que não faz sentido enviar para um monitor :P
     
    Última edição: 9 de Junho de 2008
  11. razor_pt

    razor_pt Power Member


    Mas essas radiações não fazem mal, têm uma frequência baixa
     
  12. Rom Hacker

    Rom Hacker Banido

    Totalmente de acordo.
    Muito bem visto destr0yer.
    Btw,a não ser que o Monitor seja a Bateria(Aqui,não acredito que a Bateria nao desse para 10Horas =/)
    Cumps
     
  13. setekh

    setekh Power Member

    Isso não é verdade, e os estudos que forem conduzidos nos próximos anos vão confirmá-lo. Assim como já confirmaram que é danoso ficar exposto à radiação do microondas quando este está a funcionar.

    Confesso que não sou fã da tecnologia. Felizmente, ainda está a uns anos de distância ;)
     
  14. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Era uma questão de tempo, até alguém desenvolver isto.

    acho que é bastante positivo, dado que na medida do interface, passe a ser possivel interagir integralmente com um computador via wireless.
    podemos por um computador de um lado da parede, e utilizar esse computador do outro lado... o que tem enormes vantagens no que a silencio e arrumação diz respeito.

    Ja tinham inventado as colunas wireless... ratos e teclados, ha que tempos ha em wireless.. e agora, os monitores.

    Acho que ha varios pontos de interesse nisto... desde que se garanta uma largura de banda suficiente, entre o monitor e o computador, para que não apareça nenhum lag indesejado..
     
  15. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Só mesmo para estas aplicações manhosas :P

    mas também 1 cabo a atravessar a parece ( normalmente até falsa), não é propiamente complicado.

    Mas eu sou reticente no que toca a ter demasiadas coisas wireless...
     
  16. zedosagrioes

    zedosagrioes Power Member


    Será que não querias dizer uma amplitude baixa?
    É que com uma frequência baixa, nunca haveria a possiblidade de transportar tanta informação. É aqui que entra a regra básica da frequência de amostragem.
     
  17. fs_manv_tdi

    fs_manv_tdi Power Member

    Na minha modesta opiniao...é mais um wireless...

    Acho bem...no fundo torna-se mais uma escolha que nós utilizadores podemos considerar.

    Quanto ao que diziam de ter a torre numa divisão da casa e o monitor noutra, quanto ao facto de se poder trabalhar com o pc assim, acho que seja dificil pois teria de se ter ratos, teclados etc com alcances desses...

    Bem sei que os meus (rato e teclado) são de low-end:sad: mas mesmo os mais carotes!!! será que têm alcance para isso?

    A ver vamos...acho que é algo com futuro mas que vai demorar a desenvolver e aprimorar uma vez que nao é por um cabo que a casa vai abaixo...


    Apenas tenho mais uma coisa a dizer : Por mim podiam acabar com os cabos todos...so ficarem os da alimentação :lol: se soubessem a carrada de cotao que vai agarrada aos cabos aqui atras do pc :009:

    Cumps a todos
     
  18. Noeljunior

    Noeljunior I fold therefore I AM

    Eu evito ao máximo wireless. Aliás, só tenho 3 coisas wirelss cá em casa: telemovel; um AP (para quando vem cá alguem com um portátil, por isso está quase sempre desligado); bluetooth.
    A casa é nova e comprei ainda em construção por isso tenho uma "central" no sótão onde vai um cabo para cada divisão. Fica mais caro? Talvez fique ligeiramente mais caro mas não há cá radiação, problemas com sinais.
    O telcado e o rato também são com fios. Enquanto eu puder vai ser tudo com fios... Não há propriamente grande ganho no sem fios.

    Mas nao discordo com isto do monitor sem fios. Isto pode ser bom para o desenvolvimento de outras tecnologias. Na altura mandei passar um cabo para cada canto da sala e assim as colunas traseiras não têm um único fio à mostra. Mas e se eu quiser lá por um projector? Esqueci-me completamente do projector lol. Logo acho que isto pode ser bom se aplicarem noutras coisas, nomeadamente em projectores como já foi dito.
     
  19. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    a frequencia, não esta necessariamente associada à quantidade de informação transportada.
     
  20. Encarnado

    Encarnado [email protected] Member

    qual será o pior... monitor wireless ou placa grafica usb...
    Já agora podiam integrar a placa grafica no monitor. Era menos uma peça dentro da caixa.
     

Partilhar esta Página