1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[Beta_Thread]Maquinas digitais - Recomendações, e conselhos para a compra

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por Koncaman, 25 de Setembro de 2007. (Respostas: 6; Visualizações: 19422)

Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.
  1. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Indice

    Nota previa
    As actualizações ou correcções pedidas para esta thread, são feitas por PM.
    Não se garante que toda a informação presente nesta thread, se encontre actualizada, ou livre de erros.
    Esta thread, não está finalizada, e irá recebendo mais informação, assim como irá sendo actualizada, assim que se revele necessario.
     
    Última edição: 2 de Janeiro de 2008
  2. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Que maquina digital comprar?

    Como ver as especificações tecnicas
    Specs:
    Sensor: [tamanho] [megapixeis (arredondado à unidade)] [fabricante]
    Lente: [wide eq. 35mm]-[tele eq. 35mm] (Zoom = tele/wide) [f_min(wide)/f_min(tele)-f_max]
    Obturador: [min][max]

    Até 200€

    O que? não tenho 200€, quero gastar menos dinheiro, mas quero manter a minha dignidade

    FujiFilm FinePix F40fd
    155€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Compacta
    Sensor: [1/1.6] [8] [Fuji SuperCCD HR - VI]
    Lente: [36]-[108] [f2.8/5.1-f?]
    Obturador: [3][1/2000]
    Media: XD + SD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros: Versão Ligeiramente modificada da reconhecida Fuji F31fd, aqui, com mais alguns megapixeis, com possibilidade de usar cartões SD, e fornecida com carregador de baterias externo.
    A qualidade de imagem esta garantida, a lente é de bom nivel (capta bastante detalhe, e produz das melhores imagens do segmento), Bom desempenho em sensibilidades elevadas, como é habitual nos modelos com este sensor.
    Por 180€, a qualidade preço é fenomenal (as maquinas mais baratas que se encontram à venda custam 130€, são mais 50€ que valem cada centimo a mais).

    Contras: Também diferente da F31fd é o facto de esta maquina vir sem modos manuais de prioridade à abertura ou obturador. a Lente não deve impressionar os fãs do zoom.

    Reviews:


    Ultra-compacta

    Panasonic Lumix FX33
    175€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Ultra-Compacta
    Sensor: [1/2.5] [8] [Matsuhita]
    Lente: [28]-[100] [f2.8/5.6 - f?]
    Obturador: [8][1/2000]
    Media: SD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros:

    Contras:

    Reviews:


    Melhor qualidade/preço

    Canon PowerShot A570IS
    167€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Compacta
    Sensor: [1/2.5] [7] [Canon]
    Lente: [35]-[140] [f2.6/5.5 - f]
    Obturador: [15][1/2000]
    Media: SD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros: é das maquinas fotograficas com modos manuais, mais baratas que se encontra no mercado. Boa estabilização de imagem, focagem rapida, Boa qualidade de imagem, e uma lente muito competente, que dificilmente mostrará aberrações cromaticas. Varios acessorios disponiveis, incluindo caixas estanques.

    Contras: O sensor não se presta a grandes sensibilidades, apesar de ser competente até ISO400, a autonomia da bateria, deixa um pouco a desejar.

    Reviews:
    dpreview

    Updates:
    30.1.08 Ricoh Caplio R5 -> Canon Powershot A570IS
    2.3.08 Samsung NV3 -> Canon Ixus 75
    21.5.08 Canon Ixus 75 -> Panasonic Lumix FX33
     
    Última edição: 21 de Maio de 2008
  3. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Que maquina digital comprar?

    Como ver as especificações tecnicas
    Specs:
    Sensor: [tamanho] [megapixeis (arredondado à unidade)] [fabricante]
    Lente: [wide eq. 35mm]-[tele eq. 35mm] (Zoom = tele/wide) [f_min(wide)/f_min(tele)-f_max]
    Obturador: [min][max]

    até 350€

    Ultra-Compacta

    Olympus mju 1030 SW
    333€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Ultra-Compacta
    Sensor: [1/2.3] [10] [matsuhita (?)]
    Lente: [38]-[114] [f3.5/5.0-]
    Obturador: [4][1/1000]
    Media: XD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros: Leve, Compacta, Estabilizador de imagem, no entanto, é à prova de choque, e à prova de agua até 10m

    Contras:

    Reviews:



    Melhor Qualidade/Preço - Utilizador Ocasional (Compacta)

    Fujifilm FinePix F50FD
    189€ (Preta) 241€ (Prateada) @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Compacta
    Sensor: [1/1.6] [12] [Fuji SuperCCD HR - VII]
    Lente: [35]-[105] [f2.8/5.1-f8.0]
    Obturador: [8][1/1000]
    Media: XD + SD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros:
    Apesar do preço, a tornar passivel de entrar no segmento até 200€, esta é a melhor maquina que se pode comprar, dentro deste tipo de maquina, mesmo para quem tem orçamentos que vão até 350€.
    Portanto, se têm até 200€, comprem a F50, se têm até 350€ comprem a F50. A maquina está a um preço tão bom neste momento, que mete as coisas nestes termos.
    Se alguém tiver conhecimento de uma maquina compacta, que seja melhor que a F50Fd e que custe até 350€, eu pedia que me indicassem por PM, que nesse momento, eu ponho a F50 na categoria de melhor qualidade/preço até 200€

    Contras:
    O Zoom optico, pode ser um pouco curto para alguns utilizadores, apesar de ser compensavel com zoom digital (via Crop) de 2x a 6MP (6x no total). O Ruido do sensor, quando faz uso dos 12MP, não deixa a maquina ao nivel da F31fd... No entanto, usando a F50 para fotografar a 6MP, podemos usar o melhor da F50Fd, sem nenhuma das desvantagens face à F31Fd.

    Reviews:



    Melhor Qualidade/Preço - Utilizador Amador (Super-Zoom)

    Canon PowerShot S5 IS
    339€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Super-Zoom
    Sensor: [1/2.5] [8] [Canon]
    Lente: [36]-[432] [f2.7/3.5 - f8]
    Obturador: [15][1/3200]
    Media: SD
    Alimentação: Pilhas AA

    Pros: Autonomia, Estabilizador de imagem, USM (focagem rapida e silenciosa), Modo de Video, Velocidade

    Contras: Não fotografa em RAW, Alguns problemas de qualidade de imagem relacioandos com a lente (nada de surpreendente, numa lente com zoom optico de 12x)

    Updates:
    30.3.08 Fuji S6500fd -> Canon Powershot S5IS
    20.5.08 Olympus mju 770 SW -> Olympus mju 1030 SW
     
    Última edição: 21 de Maio de 2008
  4. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Que maquina digital comprar?

    Como ver as especificações tecnicas
    Specs:
    Sensor: [tamanho] [megapixeis (arredondado à unidade)] [fabricante]
    Lente: [wide eq. 35mm]-[tele eq. 35mm] (Zoom = tele/wide) [f_min(wide)/f_min(tele)-f_max]
    Obturador: [min][max]

    até 600€

    Compacta
    Canon PowerShot G9
    437€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: Ultra-Compacta
    Sensor: [1/1.7] [12] [Canon]
    Lente: [35]-[210] [f2.8/4.8 - f]
    Obturador: [15][1/2500]
    Media: SD
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros: Das poucas maquinas compactas, com verdadeiras capacidades avançadas. A G9 é uma maquina muito robusta, com funcionalidades ao nivel de uma bridge. Onde se encontra por exemplo um modo RAW+Jpeg. A quantidade de controlos disponivel no corpo tornam-na uma maquina de rapida operação. Bom estabilizador de imagem.
    Esta maquina está sozinha no seu campeonato, e dificilmente o deixará ficar mal (desde que não passe de ISO800 :) ).

    Contras: As maiores limitações desta maquina, prendem-se com o sensor. Especialmente com o ruido acima de ISO800 (mas visivel desde ISO400), e com uma velocidade de disparo continuo algo baixa, especialmente quando comparado com a antecessora (G7). alguns problemas de qualidade de imagem em wide angle.
    A qualidade preço, não é o seu pont forte, mas se quer uma maquina avançada, relativamente pequena, esta é a melhor que pode comprar.

    Reviews:


    Melhor Qualidade/Preço - Utilizador Amador

    Nikon D40 + AF-s DX 18-55
    395€ @ *****
    Nikon D40 + AF-s DX 18-55 + AF-s DX 55-200
    562€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: dSLR
    Sensor: [23.7 x 15.5 mm] [6] [Sony]
    Lente: [18]-[55] [f3.5/5.6 - f22]
    Obturador: [30+bulb][1/4000]
    Media: SD
    Alimentação: Bateria (Li-ion)

    Pros: é uma SLR e com isso vem a possibilidade de trocar de lente, a D40 é uma excelente porta de entrada para este mundo. Velocidade de focagem ao nivel deste tipo de maquina, bom comportamento em ISOs elevados, excelente resolução para um sensor de 6MP, boa ergonomia, modos continuos limitados pelo espaço do cartão a 2,5FPS em JPEG. Viewfinder optico, atraves da lente, com bom brilho.
    A 18-55 é uma lente suficiente para o utilizador ocasional... Mas não recomendavel aos fãs do Zoom,

    Contras: Não é completamente compativel com toda a gama de lentes Nikon, por não ter motor de focagem interno, Por ser uma SLR, o utilizador habituado a maquinas compactas, deixa de ter live view no LCD da maquina, tendo que fazer os enquadramentos e focagem com o viewfinder, Profundidade de campo apenas visivel depois da fotografia estar tirada.

    Reviews:
    dpreview

    Melhor Qualdiade/Preço - Utilizador Amador

    Sony DSLR-a100 + SAL DT 18-70
    589€ @ *****
    [​IMG][​IMG]

    Specs:
    Tipo: dSLR
    Sensor: [23.6 x 15.8 mm] [10] [Sony]
    Lente: [18]-[70] [f3.5/5.6 - f22/36]
    Obturador: [30+Bulb][1/4000]
    Media: CF
    Alimentação: Bateria (Li-Ion)

    Pros: Value for money, mais feaures e controlos que outras SLR desta gama de preço, boa ergonomia, estabilização de imagem eficiente integrada na maquina (sensor Shift), torna menos necessaria a procura de lentes com estabilização optica de imagem.


    Contras: ISO1600 não é exemplar para uma SLR, impossibilidade de controlo sobre a redução de ruido, algum ruido (para uma SLR) em fotos de longa exposição, So um comando rotativo, torna menos rapido o uso em modos manuais (controlo de abertura e obturador com o mesmo controlo)

    Reviews:
    dpreview

    Updates:
    30.1.08 Panasonic Lumix FX55 -> Canon PowerShot G9
    30.1.08 Canon Powershot S3IS -> Canon PowerShot S5IS
    30.3.08 Canon PowerShot S5IS -> Nikon D40
    30.3.08 Panasonic Lumix FZ50 -> Sony DSLR-a100
     
    Última edição: 21 de Maio de 2008
  5. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Considerações

    Tipos de Maquina

    Existem varios tipos de maquinas à venda no mercado, cada tipo de maquina tem os seus pontos fortes e pontos fracos, não ha maquinas perfeitas, ha maquinas que vão ao encontro daquilo que se procura. Portanto, ha que ter em conta, o que queremos de uma maquina:
    • Uma maquina de conveniencia, que se possa ter sempre à mão, para uns disparos circunstanciais, para tirar umas fotos aos jantares com os amigos, e sem preocupações em relação à arte da fotografia - As Maquinas Ultra-Compactas são as mais adequadas a este tipo de utilizadores.

      Exemplos de maquinas: Sony Cybershot T100, FujiFilm Finepix Z5fd
      _
    • Uma maquina de transporte facil, mas com alguns modos mauais que permitam elaborar um pouco mais a fotografia, ao gosto do utilizador - As Maquinas Compactas enquadram-se aqui.

      Exemplos de maquinas: Ricoh Caplio R5, Canon PowerShot A640, Canon PowerShot G7
      _
    • Uma maquina com uma lente com grande zoom optico, com modos manuais, não muito pesada, e que se possa transportar facilmente como, por exemplo, uma garrafa de agua... - Ha uma gama de maquinas, que por vezes são chamadas (erradamente, na minha opinião) de bridge, são maquinas relativamente compactas, com uma lente telescopica, movida electronicamente, e que conseguem habitual,ente mais de 10x de zoom... estas maquinas são aquilo a que chamo Super-Zooms

      Exemplos de maquinas: Panasonic Lumix FZ8, Olympus SP550UZ, Canon PowerShot S5IS
      _
    • Uma maquina que possa ocupar o lugar de uma Reflex, que permita todos os controlos manuais, que ofereça uma lente de grande versatilidade, e que se preste a todo o tipo de trabalhos, desde os jantares de amigos, a fotografia mais a serio, o peso e a facilidade de transporte não são uma prioridade... tudo isto oferecido a um quinto do preço, que uma Reflex com lente equivalente custaria - Não pense que está a pedir de mais, porque o mercado tem aquilo que voce precisa: uma bridge!
      são maquinas com aparencia semelhante a uma SLR, têm zoom e focagem manual, por anel, têm uma utilização semelhante a uma SLR, no entanto conseguem também oferecer coisas que as SLR ainda têm dificuldade em oferecer, como por exemplo, a possibilidade de ver os enquadramentos no LCD (Live View) sem recorrer forçosamente ao viewfinder, a possibilidade de ter a focagem assistida por zoom no LCD, enfim caractersiticas populares, a um preço popular.

      Exemplos de maquinas: FujiFilm FinePix s6500fd, Sony CyberShot DSC-F828, Panasonic Lumix FZ50
      _
    • Uma maquina que me ofereça a melhor qualidade de imagem possivel, com a maior velocidade possivel, que me permita fotografar em todo o tipo de condições, sem olhar a custos - As Reflex são a opção a tomar. Uma reflex permite a troca das lentes, dando a possibilidade ao utilizador, de comprar lentes de acordo com as situações em que quer fotogrrafar, as (boas) lentes são caras, e a maquina em si, também não é barata. ha varias gamas de preços para as maquinas, sem lente, desde os 500€, até modelos que passam os 5000€. Para as lentes os preços variam desde os 100€, até valores proximos dos 10000€

      Exemplos de maquinas: Nikon D80, Pentax K10d, Canon EOS 5d
     
  6. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Caracteristicas
    • Lente
      • A lente de uma maquina, é um dos elementos principais a ter em consideração na altura da compra de uma maquina. a utilização da maquina vai ficar fortemente condicionada pela lente, assim como a qualidade das fotografias. Assim, ha que ter em consideração algumas caracteristicas
        • Distancias Focais
          • O alcance focal (em mm), é uma das caracteristicas mais importantes de uma lente, sabendo este alcance, podemos determinar principalmente a ampliação de que a lente é capaz (zoom), e o wide angle da lente, estas caracteristicas são importantes, na medida que um bom wide angle (um valor baixo) pode definir a necessidade de dar ou não, alguns passos atrás, para apanhar um enquadramento completo, importante, na medida que podemos estar encostados a uma parede, tornando impossivel recuar mais, e tornando consequentemente impossivel apanhar o enquadramento pretendido
            a ampliação que a lente consegue, é o nº de vezes que a lente consegue ampliar um determinado objecto presente num plano de focagem em wide angle.
        • Velocidade
          • a velocidade de uma lente, diz respeito às aberturas da mesma. uma lente capaz de grandes aberturas (<f3.0) é geralmente denominada uma lente rapida.
            a abertura define a quantidade de luz que a lente permite chegar ao sensor, uma grande abertura (um f number pequeno) permite chegar mais luz ao sensor, uma abertura pequena, permite chegar menos luz ao sensor.
            O comprador deve procurar maquinas que tenham uma abertura maxima, maior que f3.0. Valores habituais são f2.8 ou até f2.0.
            Por vezes a focal escolhida, implica uma abertura maxima diferente. a abertura maxima encontra-se sempre associada ao wide angle, pode é ser constante ou ir diminuindo até à focal de telefoto.
        • Qualidade
          • A qualidade da imagem captada por uma lente, é um factor de relevo para o resultado final de uma fotografia, a lente pode conseguir captar mais ou menos detalhe, pode introduzir ou não distorções opticas, pode introduzir ou não aberrações cromaticas, pode conseguir captar a mesma quantidade de luz ao longo da imagem, ou pode deixar a imagem perder alguma luminosidade nos cantos, enfim, uma serie de coisas, que infelizmente não podem ser quantificadas.
            A melhor recomendação, é ver o maximo de fotografias possiveis tiradas por determinada maquina, ler reviews dessa mesma maquina, ou pedir uma opinião informada.
            Existem algumas considerações no entanto
            • Não vale a pena assumir que uma lente, por ser de determinada marca é uma boa ou má lente. todas as marcas têm lentes de grande qualidade, assim como têm outras de qualidade mais duvidosa.
            • Lentes capazes de grandes ampliações, são geralmente aquelas que envolvem mais sacrificios no que à qualidade de imagem diz respeito. Existem evidentemente excepções.
            • O facto de uma lente ter alguns problemas relacionados com a qualidade de imagem, não significa que esses problemas se façam sentir em toda a gama de utilização da lente.
              geralmente, os problemas tendem a apresentar-se em situações mais extremas, como por exemplo fotografar em wide angle, e/ou com a abertura maxima, e/ou em situações de grande contraste
    • Sensor
      • O sensor é o elemento responsavel por receber a imagem fornecida pela lente. É fundamental, que a interpretação que o sensor faz dessa imagem seja o mais fiel possivel, para que a imagem final tenha a qualidade desejada. Existem alguns elementos a ter em consideração quando pensamos num sensor
        • nº de fotodetectores
          • O nº de megapixeis, é algo do conhecimento popular, e como tal, é usado também como um instrumento de marketing, dado que o senso comum diz que "quanto mais melhor". No entanto, o aumento do nº de megapixeis, pode ser prejudicial para a qualidade de imagem!
            um nº maior de megapixeis, esta habitualmente relacioando com uma maior resolução de imagem, o que à partida seria algo positivo, no entanto, o aumento da resolução, não implica necessariamente um aumento da qualidade/detalhe de imagem, assim como não implica necessariamente a possibilidade de imprimir fotografias em formatos de impressão maiores.
            é preciso levar em conta o detalhe que uma imagem tem, para saber até que ponto, a podemos "esticar" para caber numa folha A4, por exemplo
            esse detalhe vem, não so da lente, mas como também vem da qualidade do sensor (e do processador de imagem)
            existem maquinas com 4 Megapixeis que são capazes de imprimir em folhas A4, assim como existem maquinas de 5, 6 e até mais megapixeis, que provavelmente não o conseguem fazer com qualidade.
        • Tamanho
          • O tamanho de um sensor é geralmente apresentado como o comprimento da sua diagonal, em polegadas. Este tamanho é quase tão importante, como o nº de fotodetectores contidos num sensor.
            é esse o tamanho que tem que ser dividido por todos os fotodetectores. quanto mais fotodetectores (mais megapixeis) são postos num sensor do mesmo tamanho, mais pequenos serão os fotodetectores.
            fotodetectores demasiado pequenos, muito proximos uns dos outros, geralmente implicam:
            • Menos luz incidente em cada fotodetector => Menor sensibilidade
            • Maior interferencia entre fotodetectores => Mais ruido na imagem final => Menos detalhe
            • Maior interferencia entre fotodetectores => Pior desempenho em sensibilidades altas
        • Sensibilidade (ISO)
          • Um sensor de uma maquina digital, recebe um sinal luminoso (vindo da lente) e transforma-o num sinal electrico/voltagem (que será usado na digitalização da imagem)
            Ao aumentar a sensibilidade de um sensor, o que fazemos é aumentar a sua resposta electrica, para o mesmo estimulo luminoso.
            Este procedimento, geralmente, vêm a um preço - aumento substancial do ruido (para o efeito, não vale a pena explicar porque).
            Ha algumas considerações a ter em mente neste campo:
            • Quando olhamos para as especificações de uma maquina, e vemos que ela possibilita usar ISO3200, nunca devemos assumir que as imagens produzidas a ISO3200 são utilizaveis.
            • O facto de uma maquina poder fotografar em ISO3200, não implica de forma alguma que uma fotografia a ISO400 dessa maquina, seja melhor que a de uma maquina que so pode permite tirar fotografias até ISO800.
            • Sensores pequenos, (1/2.5", por exemplo), tendem a ter desempenhos bastante maus a partir de ISO400
            • O desempenho de um sensor, em altas sensibilidades, pode aumentar substancialmente se baixarmos a resolução com que tiramos a fotografia (para os valores mais altos de sensibilidade, proporcionados pela maquina, evitar a todo o custo usar a resolução maxima)
        • Aspecto/proporções
          • O aspecto ou proporção de um sensor, é apenas uma relação entre as dimensões, largura, e altura, de um sensor.
            existem actualmente 3 tipos distintos de proporções, os mais comuns 3:2 e 4:3, e ainda alguns sensores 16:9.
            nada impede tecnicamente, um sensor de 3:2 ou 4:3 de tirar imagens a 16:9, nem um sensor de 16:9 tirar imagens a 4:3 ou 3:2, nem um sensor de 4:3 tirar imagens a 3:2, nem vice versa... enfim, voces percebem.
            as proporções do sensor, estão no entanto associadas às proporções da fotografia tirada à resolução maxima.
            se, por exemplo, um sensor tem proporções 4:3 a fotografia tirada à resolução maxima nesse sensor, terá proporções de 4:3 ... e o mesmo acontece com os sensores de outras proporções.
    • Obturador
      • O obturador é o componente, mecanico ou electronico, encarregado de iniciar e terminar a fotografia. Ele inicia a exposição do sensor, quando o utilizador carrega no botão, e termina a fotografia passado o tempo de exposição que o utilizador defeniu (em modo manual), ou que a maquina achou correcto (em modo automatico).
        Existem essencialmente duas coisas a ter em conta, a velocidade maxima do obturador (quando o tempo entre o inicio e o fim da exposição é minimo), e a velocidade minima (quando o tempo entre o inicio e o fim da exposição é maximo)
        Qual a importancia disto?
        isso depende do objectivo da maquina, quando a ideia é congelar movimentos de objectos a grande velocidade (como corridas de automoveis, alguns desportos de velocidade), o obturador deve ser o mais rapido possivel, para se conseguir este efeito, deve apontar-se para 1/4000s
        O tempo maximo de obturador, é algo que é mais interessante para o utilizador normal, que mais dia menos dia, quer fazer uma fotografia de exposição prolongada, numa noite à janela de casa, onde pode ver o arrasto das luzes dos carros que passam na estrada, ou simplesmente para que a ideia de movimento fique notada na fotografia (ou pela deslocação do fundo, ou pela deslocação do objecto fotografado)... aí é de grande interesse que a exposição dure tanto quanto possivel, e é de grande interesse poder defenir o tempo de obturação manualmente.
        geralmente as maquinas que permitem defenir manualmente a exposição, permitem tempos maximos de 8, 15, 30 ou até 60 segundos, quanto mais longo puder ser o tempo de exposição, melhor.

        idealmente, o utilizador deve procurar ter a velocidade maxima, o mais rapida possivel, e a velocidade minima, o mais lenta possivel, para que a maquina possa reproduzir o efeito desejado, a maior parte das vezes.
        • Bulb
          • Algumas camaras, dão a possibilidade ao utilizador de defenir manualmente o tempo de exposição da fotografia, bastando para isso manter premido o botão do obturador equanto queremos que a exposição dure, ou clicar no botão do obturador para iniciar a exposição, e carregar novamente no botão para terminar a exposição (existem os 2 tipos de implementação)
     
  7. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    Features

    • Face Detection
      • O sistema de face detection, é um sistema que encontra o rosto das pessoas em fotografias, o que este sistema faz automaticamente, é ficar esse rosto, e ajustar da melhor forma possiel o contraste desse mesmo rosto. é um sistema automatico, que produz resultados interessantes, especialmente em retratos. não é recomendavel a sua utilização, quando existem pessoas numa cena que queremos fotografar, mas quando o interesse não são as pessoas, e sim o plano de fundo.
    • Estabilizador de imagem
      • O estabilizador de imagem, é uma das features mais procuradas nos tempos de hoje, de tal forma, que ja começa a ser sobrevalorizada por muita gente.
        O que um establizador de imagem faz, é compensar o movimento inadvertido da camara, com o movimento de elementos da lente, ou do sensor, de forma a tentar apresentar imagens nitidas, que de outra forma ficariam desfocadas.
        Em que circunstancias é util?
        existe uma especie de mnemonica que ajuda uma pessoa a perceber o tempo de exposição minimo a utilizar, para garantir uma foto tirada em condições. essa mnemonica, diz que quando usamos uma distancia focal x, o tempo de exposição a utilizar, não deve ser maior que 1/x segundos. O estabilizador de imagem vem contrariar de certa forma este ensinamento, permitindo-lhe passar em 2 ou 3 valores, o valor que a mnemonica recomendaria.

        no entanto, em focais relativamente curtas, na casa dos 30 ou 40mm, o tempo de exposição de 1/30 segundos, costuma ser suficiente na maioria dos casos, ja em telefoto (focais dos 150 ou 200mm para cima) quando um pequeno movimento da camara, pode representar um grande movimento no cenario focado pela camara, ser obrigado a usar tempos de exposição de cerca de 1/200segundos, pode ser mais complicado... aí, sim, um estabilizador de imagem pode de facto ser util...
        Mas não pensemos que o estabilizador de imagem faz milagres, ao ponto de permitir tirar fotografias nitidas com tempos de exposição da ordem do segundo, ou compensar um encontrão que leve no precismo momento em que tira a fotografia. Não, um establizador de imagem, compensa uma mão que treme um pouco, e permite alguma maior discontração no momento em que se tira a fotografia.

        Como posso contornar o facto de não ter estabilizador de imagem?
        • Procurando usar aberturas maiores, permitindo baixar o tempo de exposição, mas em deterimento da profundaide de campo.
        • Usando modos ISO mais elevados, permitindo asism baixar os tempos de exposição, mas aumentando provavelmente o ruido na imagem
        • Usando o flash
    • TimeLapse Recording
      • O Timelapse recording, permite configurar a maquina, para tirar uma fotografia de x em x tempo, com o intervalo de tempo x defenido pelo utilizador. É uma funcionalidade interessante, na medida em que torna possivel acompanhar um acontecimento demorado, como por exemplo, o nascer de uma flor, a posição das estrelas, ou simplesmente, para vigiar acontecimentos em algum lugar onde não esta presente, e onde uma camara de video não podia ser utilizada
    • Macro
    • Video
      • O modo de video, permite usar uma camara fotografica, para filmar uma acção. Convém ter em atenção algumas coisas:
        • se a maquina define o tempo maximo de gravação, ou se grava um video até esgotar a capacidade do cartão
        • a resolução do video - quanto maior a resolução, melhor a qualidade que podemos esperar do video
        • framerate (fps) - o nº de frames por segundo, é muito importante para que um video pareça fluido, ou não. a framerate minima recomendavel, para um video fluido, é habitualmente de 25fps.
        infelizmente, as caracteristicas so, não são suficientes para decidir se o modo de video tem de facto qualidade, convém mesmo ver um video feito pela camara em questão.
        ha camaras que fazem bons videos com resoluções de [email protected], e ha camaras que não fazem grande coisa, com os mesmos videos a [email protected]
    • LCD movel
      • Existem camaras que não têm o LCD fixo na parte de trás. existem varios mecanismos, mas geralmente, todos possibilitam rodar de alguma forma o ecrã, permitindo assim, encontrar posições mais confortaveis para a utilização da camara, ou permitem simplesmente ver o que a camara está a fotografar, mesmo quando esta colocada em posições mais estranhas, como em fotografias sobre multidões, onde é possivel apontar o LCD para baixo, enquanto erguemos a camara.
    • Zoom Digital
      • O Zoom digital, é algo que as pessoas associam imediatamente, a algo de fraca qualidade.
        No entanto, os tempos têm mudado, e se hoje, ainda podemos ter zoom digital à custa de qualidade, também podemos ter zoom digital com qualidade.
        Existem essencialmente 2 tipos de zoom digital, o que resulta de interpolação, e o que resulta de um crop na area do sensor.
        O interpolado, está de facto associado a perda de qualidade de imagem, dado que a maquina tem que "adivinhar" parte da imagem. No entanto, o zoom digital que resulta de um crop, não esta necessariamente associado a perda de qualidade de imagem, está sim associado à necessidade de usar resoluções mais baixas que a resolução nativa da maquina.
        O que este "zoom" faz é aproveitar uma area mais ao centro do sensor. a qualidade não sofre com isto, a maquina apenas lhe poupa o trabalho de fazer um crop a uma fotografia sem zoom digital.

        Se não for habitual usar a maquina na resolução maxima (ou porque gosta de fotografar com sensibilidades altas, ou porque quer poupar espaço no cartão de memoria, ou simplesmente porque não precisa de todos os megapixeis que a maquina disponibiliza) então o zoom digital pode ser encarado como um verdadeiro zoom.
        Se numa maquina de 10MP, o utilizador usar habitualmente 5MP, então, o utilizador pode obter um verdadeiro zoom digital de 2x, sem perda de qualidade, nem sacrificio de resolução, face ao habitual.
    • Modo de disparo Continuo
      • O Modo de disparo continuo, é operado de forma algo semelhante ao modo bulb (ou seja, dependendo da maquina, ele funciona enquanto se mantem premido o botão do obturador, ou é iniciado com um clique no botão do obturador, e é terminado com outro clique nesse mesmo botão), no entanto, os fins são bastante distintos.
        O modo de disparo continuo, faz com que a maquina tire varias fotografias, num determinado intervalo de tempo (enquanto se mantem premido o botão do obturador, ou enquanto carrega para iniciar, e carrega para terminar). dependendo da maquina, essa quantidade de fotografias pode ser maior ou menor.
        Ha duas coisas a ter em consideração:
        • framerate (fps) - a framerate, essencialmente, define a quantidade maxima de fotografias que a maquina pode tirar num segundo. quanto mais, melhor. A framerate maxima, pode não se manter constante ao longo de todos os disparos.
          • Burst - apesar de ser um termo mais conhecido para quem usa maquinas reflex (que são as maquinas que normalmente apresentam os modos de disparo continuo mais interessantes), o burst é o periodo incicial, em que os disparos são tirados à velocidade maxima possivel.
            este termo, so se aplica em maquinas que não tenham um modos de disparo continuo com uma framerate constante.
        • Limite de fotografias - é preciso ter em atenção, se a maquina permite o modo continuo operar até o cartão estar cheio, ou se ha um limite maximo de fotografias.
        Os modos de disparo continuo, são algo que acaba por dar jeito, mais dia menos dia, para fotografias importantes, em que não queremos depositar toda a confiança em apenas um disparo, ou para cenas que acontecem tão rapidamente, que a velocidade da nossa reação não é suficiente para garantir que fotografamos no momento certo. Assim, deixamos a maquina a fotografar continuamente, a acção acontece, e no fim, so temos que rever as fotografias, e ver qual ou quais delas nos interessam mais (a probabilidade de ver aquilo que de facto pretende, é tanto maior, quanto maior for a framerate a que essas fotografias foram tiradas).
     
Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.

Partilhar esta Página