1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Análise ***** BL-3

Discussão em 'Análises, Artigos e Guias' iniciada por Nemesis11, 30 de Abril de 2009. (Respostas: 21; Visualizações: 14449)

  1. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Esta é a minha terceira review para a Zwame e decidi fazer review a uma workstation disponibilizada pela *****.

    Antes de falar do produto em si, pode haver várias finalidades para uma workstation.
    1. Um simples computador para apenas trabalho, em que não é necessário muito capacidade de processamento. Normalmente para uso numa suite de office e outras aplicações de escritório.
    2. Um computador em que é necessário alta capacidade de processamento em apenas uma área. Por exemplo trabalho em 3D, edição de video, etc.
    3. Um "4x4", em que o computador tem boa performance em todas as áreas, apesar de não ter performance de topo em nenhuma das áreas

    O computador em questão na review é o ***** BL-3 e a meu ver esta workstation enquadra-se no terceiro grupo.

    Um pequeno aparte. Esta workstation é a topo de gama da ***** e é vendida por 459€. Não tirando qualquer conclusão sobre a relação preço/qualidade, é curioso que nos dias de hoje, uma workstation deste tipo custe menos que os "antigos" 100 contos.
    À alguns anos, com este dinheiro, dava para comprar as memórias.
    Mas não me alongo mais sobre isto, visto que alguém ainda vem falar de cartões perfurados.

    As especificações indicadas no site, são:

    Caixa: Asus TA-891 Preta
    Fonte: LC-Power 420W
    Motherboard: Asus P5KPL/1600
    CPU: Intel Core 2 Duo E8400
    Gráfica: Nvidia 9500GT 512MB PCI-e
    Memória: DDR2 800Mhz 4GB (2x2GB)
    Disco: 500GB Sata 2 7200RPM
    Drive Óptica: Gravador DVD-RW 22x Sata Dual Layer

    Unbox

    [​IMG]

    A caixa chegou sem qualquer dano externo visível, o que é sempre boa notícia, mas o que me chamou à atenção é que o computador veio na caixa da Asus, mas não a caixa TA-891, mas sim da TA-K12.
    Depois de comparar as duas caixas, verifiquei que o valor das duas é quase o mesmo e que até gosto mais das especificações (possibilidade de colocar ventoinhas de 120 mm) e do aspecto visual (é mais discreta).

    [​IMG]

    [​IMG]

    A caixa veio bem protegida com esferovite, também sem danos visíveis. Para tirar a caixa é que foi mais complicado, visto o computador e o esferovite cabem no limite na caixa.

    Depois de tirada a caixa, não encontrei o cabo de power, nem cd de drivers, nem documentação.
    No meu caso, não preciso desta três coisas e até agradeço que não enviem, mas para uma pessoa que compre o primeiro computador é algo que é necessário.
    Contactei a ***** e confirmaram-me que normalmente enviam estas três coisas e só não enviaram, porque pedimos um sample para review e assim só tinham que enviar um volume.


    ***** BL-3 por fora

    [​IMG]

    A caixa, vista de frente é muito discreta, com a baía 5 1/4 do dvd-rw escondido por uma gaveta, na parte superior e as entradas de som e usb, também escondidos na parte inferior.

    [​IMG]

    É possível ver aqui a entradas de som e usb. Uma crítica que tenho a fazer a esta caixa é que estas entradas estão perto do chão.
    Como esta não é uma caixa para ter em cima da mesa, é preferível que estejam na parte superior.

    [​IMG]

    Vista de lado, a caixa continua a ser extremamente discreta, com duas perfurações de lado, que olhando de fora, deve servir para ventilação do processador e das placas externas, especialmente gráficas.

    [​IMG]

    Olhando para a parte de trás, a boa notícia é que os parafusos dão para tirar com as mãos e a meio das tampas laterais tem uma pega. Estes dois pormenores fazem com seja muito fácil aceder ao interior do computador.

    [​IMG]

    Aqui podemos ver a saída de ar da fonte. Na motherboard, as ligações PS2 do rato e teclado, saída S/PDIF, porta LPT e COM, quatro portas Usb, uma porta RJ45 e as entradas e saídas de som.
    Na caixa, tem os furos para colocar uma ventoinha de 80 ou 120 mm.
     
  2. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    ***** BL-3 por dentro

    [​IMG]

    Na parte interior da tampa lateral, temos um túnel que ajuda a "respirar" melhor o dissipador do processador.
    Este túnel tem filtro.

    [​IMG]

    A primeira desilusão é a escolha de uma ventoinha de 80 mm na parte traseira da caixa. Tendo a possibilidade de colocar uma de 120, acho mal a escolha de colocar de 80.
    NA parte frontal não foi colocada qualquer ventoinha, o que na verdade também não há grande necessidade para tal.

    Visto que não gostei muito da ventilação do computador inicialmente, posso também já avançar que o computador é bastante silencioso ( com esta ventoinha de 80, a ventoinha de 120 da fonte e a ventoinha do dissipador que vem com o processador da Intel ).
    A nível de temperaturas, também não há problemas.

    [​IMG]

    Ao ver o computador por dentro, a primeira coisa que me passou pela cabeça foi, onde é que estão os cabos?
    Para quem está habituado a montar computadores para mim próprio e não ligar nada a como ficam os cabos (*cof* ninho de ratos *cof*), ao olhar para a colocação dos cabos, fiquei com a impressão que é uma obra de arte.
    Pessoalmente, foi o computador mais bem instalado que tive nas mãos.

    [​IMG]

    Passando para a motherboard, o computador vem com uma Asus P5KPL/1600.
    Esta board é muito barata e à primeira vista não se fica com a melhor impressão, por ter o chipset G31 da Intel.
    Depois de pesquisar a diferença entre a G31 e a P35, não há assim tantas diferenças.

    A G31 suporta apenas 4 GB de Ram, em vez dos 8 que é suportado pela P35.
    A G31 tem a ICH7 como southbridge, em vez da ICH8, 9 ou 10. Isto é, "só" suporta 8 portas usb.
    A board tem quatro portas sata, que podem funcionar a Sata300.
    Apesar de a ICH7 suportar dois canais UltraATA100, ela vem apenas com um canal.
    O codec de som é o Via VT1708B e a lan uma Realtek 8110SC Gigabit.

    A board tem dois slots Pci-Express 16x, apesar do segundo slot (o preto) funcionar electricamente a 4x. Com isto, a board tem suporte para Ati Crossfire.
    Tem também três slots Pci.

    A nível de "cooling", não há nada de elaborado, mas o cooler passivo da northbridge e da southbridge pareceram-me mais que suficientes.

    Numa primeira conclusão, a relação preço/qualidade, parece ser muito boa.

    [​IMG]

    O cooler que vem com o computador é que vem com o processador. Pela minha experiência, é o mesmo que o Pentium 5200, isto é, bastante "low-profile" e silencioso.

    [​IMG]

    O computador vem com dois Dimms 2 GB Transcend DDR2 800 CL5, totalizando 4 GB de Ram.
    De referir que não é possível expandir mais a memória Ram, por dois motivos:
    1. Porque o chipset só suporta o máximo de 4 GB de Ram
    2. Porque para preencher os quatro slots de memória é necessário usar Dimms single sided e os Dimms da Transcend são double sided.


      • Um pormenor que gostei foi que os Dimms estavam colocados nos slots amarelos, o que é necessário para fazer overclocking até 1066.

        [​IMG]

        A gráfica vem colocada no slot azul, que é o mais correcto, visto funcionar a x16.

        [​IMG]

        [​IMG]

        A placa gráfica é uma Xfx 9500GT com 512 MB de Ram, low profile, com uma ventoinha que me pareceu bastante silencioso.
        O PCB é bastante simples.
        A nVidia 9500 GT tem 32 shader processors a 1,4 Ghz. O core clock vem a 550 mhz e a memória a 400 mhz.
        De referir que esta gráfica não tem conector Sli, o que não é importante neste caso, visto que a motherboard não tem suporte para Sli.
        Talvez fosse melhor colocar uma placa gráfica semelhante da Ati, visto que tem suporte para crossfire. Por outro lado, normalmente a nVidia tem melhor suporte para Sistemas operativos que não sejam Windows.

        [​IMG]

        O disco é um Samsung HD502IJ de 500 GB com 16 MB de cache. O disco é composto por dois pratos de 250 GB.
        Aqui tive a primeira surpresa, que não sei bem o que pensar.
        Quando virem os benchmarks, vão ver que a maior parte do tempo este disco bate um Raptor de 74 GB.

        O problema é o barulho. Em funcionamento normal o disco é completamente silencioso, mas em "seek" o barulho é completamente fora do normal.
        Com vários computadores ligados na mesma sala, ouvia o disco em seek, com um barulho alto e agudo. Muito irritante e algo que não me lembro de ouvir em discos IDE/SATA.

        O estranho desta situação é que vendo outras reviews deste disco na internet, é consensual que ele é muito silencioso, o que me deixou perplexo.

        Falei com a ***** e eles confirmam que os discos Samsung são silenciosos e não é normal o que estava a passar.
        Foi-me confirmado que quando devolver o computador, o disco vai para RMA.

        Conclusão sobre o disco, não sei o que pensar. Tanto o barulho como a performance são fora do normal, este ultimo para o lado positivo.

        O Dvd-Rw está escondido na caixa da Asus, mas é um LG preto de 22X Sata.
        Tenho vários LG e não são os Dvd-Rw mais silenciosos, no entanto não me lembro de ter problemas de compatibilidade.

        [​IMG]

        A fonte é uma LC-Power de 420W, com 15 Amperes na linha de 12V. A nível de qualidade não posso avaliar a fonte. Apenas posso dizer que tenho duas, com melhores especificações e nunca me deram problemas.
        Não tive problemas com o computador, tanto a default, como com algum overclock. Apesar disto parece-me que este computador merece uma fonte melhor.

        [​IMG]

        A fonte tem uma ventoinha de 120 mm na parte inferior. Mesmo em load, pareceu-me sempre muito silenciosa.
     
    Última edição: 30 de Abril de 2009
  3. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Bios, overclocking e sistemas operativos

    [​IMG]

    A bios é baseada na AMI e é bastante simples de usar.
    Posso já avançar que o que vinha por default pareceu-me tudo o mais correcto e não vi nenhum opção que estivesse errada.

    [​IMG]

    A nível de overclocking tem as opções "normais". Não é uma Dfi Lanparty, mas também não é esse o mercado onde está inserido.
    Podemos mudar a frequencia do cpu, ram e e pci-express e podemos aumentar a voltagem do cpu, ram e mch.

    Como o computador não é meu, não quis ver até onde iam os limites a nível de overclock, mas foi extremamente fácil colocar o processador a 3.6 Ghz, sendo o default 3.0.
    Fui à bios, mudei a frequência do cpu de 333 para 400 e já está. O Fsb ficou a 1600 mhz, o que é suportado pela Asus (ver nome da board).
    Não foi necessário aumentar qualquer voltagem, a temperatura do cpu não aumentou muito mesmo tendo o cooler "simples" da Intel e foi sempre 100% estável em todos os benchmarks que fiz.

    Fica o aviso que este overclock não é garantido e pode mudar de cpu para cpu, mas a experiência não podia ser melhor.
    Para ter um ponto de comparação, para colocar um Intel Q9450 (2.66 Ghz a default) a 3.6 Ghz numa P35, foi preciso aumentar a voltagem do processador e colocar uma Tuniq tower como dissipador.

    [​IMG]

    Aqui podem ver as propriedades do Intel E8400. 6 MB de L2, suporte para VT, NX Bit e Speedstep.
    O multiplicador está bloqueado a 9 (9x333 a default).

    [​IMG]

    Podemos também alterar os timings da memória Ram manualmente.

    [​IMG]

    As temperaturas, rotações das ventoinhas e voltagens em idle. Nada de anormal a reportar.
    De salientar que o computador veio em "Silent Mode", o que me parece ser o melhor perfil, mesmo fazendo overclocking.

    [​IMG]

    Aqui fica um screenshot do Windows XP SP3 a 1920x1080, que não é problema com esta gráfica.
    O XP, sendo já tão antigo, não me reconheceu a maior parte dos componentes. Gráfica, chipset, placa de rede, etc.
    Por estas razões é que é bom ter um cd de drivers.

    [​IMG]

    Screenshot do Ubuntu 9.04 RC. Nesta versão do Ubuntu não tive grandes problemas, devido a ele detectar a gráfica e dar a possíbilidade de instalar a versão 180 dos drivers da nVidia.

    Na versão 8.04 LTS não consegui instalar os drivers da nVidia de forma alguma. Os drivers que vêm com esta versão são os 173, que não detectam a 9500.
    Instalei os 180 à mão sem qualquer problema, mas nem com a aplicação da nVidia que altera automaticamente o xorg.conf, nem editando o ficheiro à mão, consegui com ele visse a placa gráfica.
    Sempre que fazia reboot, entrava-me em safe graphics mode a 800x600.
    Apesar de verificar vários fóruns, não consegui colocar a 9500 a funcionar no Ubuntu 8.04. Apesar de não estar convencido, vou partir do principio que o problema foi meu.
    Sendo assim, fiz os benchmarks 3D na versão 9.04 e o resto na 8.04-

    [​IMG]

    Qual foi o Sistema operativo em que tinha tudo a funcionar sem ter que fazer absolutamente nada?
    Sim, OpenSolaris 0811. Até os drivers da gráfica não tive que instalar.
    No sistema operativo onde esperava ter mais trabalho, foi o que tive melhor experiência "out of the box".


    Experimentei também instalar o Vmware Esx 3i e o Citrix Xen Server 5 e instalaram os dois. O único problema é que o Esx não funciona com placas de rede Realtek, mas colocando, por exemplo, uma placa de rede pci da Intel, ele funciona a 100%.
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Benchmarks

    Para os benchmarks usei 5 sistemas diferentes para ponto de comparação:
    1. Sistema da ***** a default.
    2. Sistema da ***** a 3.6 Ghz.
    3. Quad core Q9450 a 3.6 Ghz, com 8 GB de Ram, chipset P35, 6600 GT e um Raptor 74 GB.
    4. Dual core Opteron 165 a 2.2 Ghz, com 2 GB de Ram, chipset nforce4, 6600 e um disco Maxtor de 320 GB.
    5. Single core Athlon XP 2000 a 1.66 Ghz, com 512 MB de Ram, chipset KM266, 5200 e um disco Seagate de 120 GB.

    Estes três ultimos sistemas servem apenas como referencia e não uma comparação directa, visto muitos dos produtos neles já nem se venderem. No entanto os três têm funções de workstation.

    Cpu geral

    [​IMG]

    Tempo que demora a calcular Pi. Este benchmark já é algo antigo e só aproveita um core.
    Neste benchmark a arquitectura "Core 2" da Intel teve sempre bons resultados.

    [​IMG]

    O Wprime é "igual" ao superpi, mas usa todos os cores que o sistema tiver. É normal que ao mesmo clock, o quad core seja duas vezes melhor que o dual core.

    [​IMG]

    Vários cálculos matemáticos (Fast Foruier Transform, Monte Carlo, etc) efectuados. Programa feito em C.
    Não há grande vantagem em ter um quad core, em comparação com o dual core.

    [​IMG]

    O mesmo benchmark, mas em Java. Não muda muito o cenário.

    [​IMG]

    Teste de manipulação de imagens multithreaded. Tendo em conta o clock do Opteron 165, não faz má figura em comparação com o Core 2 duo.

    [​IMG]

    Benchmark bastante antigo da revista Byte. Só usa um dos cores.

    [​IMG]

    Temperatura do processador em full load.
    Antes que alguém se assuste, quando corri o benchmark no Opteron165, reparei que uma das patilhas de retenção do cooler tinha partido e não estava a fazer contacto com o processador.
    O Q9450 tem uma Tuniq tower em comparação com o cooler de default do E8400 do sistema da *****.
    O Athlon XP está dentro de uma "caixa de sapatos" da Shuttle.

    [​IMG]

    Mais um benchmark antigo da Ziff Davis. Só usa um dos cores.

    [​IMG]

    Benchmark multithreaded de Xadrez. Este é um dos benchmarks que aproveita bem todos os cores e nota-se nos resultados.

    [​IMG]

    Performance da ALU nos Crystalmark. Domínio completo da Intel, mas a performance não escala linearmente com o número de cores.

    [​IMG]

    Performance da FPU nos Crystalmark. O domínio da Intel não é tão grande, mas a performance escala quase linearmente.

    [​IMG]

    Benchmark de Xadrez que não é multithreaded. Aqui a Intel esmaga a Amd.
    Por curiosidade, o sistema base deste benchmark é um Cyrix a 200 mhz. Isto é, um core de um core 2 a 3.6 Ghz é quase 20 vezes mais rápido que o Cyrix. Como o tempo voa.....

    Cpu testes científicos

    [​IMG]

    Análise da sequência de genomas de primatas, para análise da sua evolução. O opteron faz boa figura neste teste. Por algum motivo o Athlon XP é um desastre neste benchmark. Supostamente este benchmark não está limitado pela memória Ram, mas é a única explicação que encontro para o mau resultado.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Teste muito parecido com o core A1 do [email protected]
    Por algum motivo, que penso ser um glitch do benchmark, em multithreaded/single precision o E8400 tem maus resultados.
    Por falar em maus resultados, a Amd não fica muito bem vista neste benchmark.

    [​IMG]

    Alinhamento de 100 sequências de uma enzima. Este teste não é multithreaded.

    [​IMG]

    Procura numa base de dados Pfan de modelos markov. O teste é multithreaded.
    Mais uma vez, apesar de o teste ser limitado por cpu, o Athlon XP tem um resultado muito mau.

    [​IMG]

    Benchmark de "computer fluid dynamics". Tirando o facto de ter adormecido a testar o Athlon XP, não há muito a dizer. É neste tipo de benchmarks que quanto mais cores, melhor.

    Cpu testes de compilação

    [​IMG]

    A compilar o Php a performance não escala linearmente com o aumento do número de cores. Fora isso, o Opteron não faz má figura.

    [​IMG]

    No Mplayer não fez qualquer diferença o número de cores, o que foi uma desilusão. Na verdade, mesmo o aumento de 3.0 para 3.6 Ghz não fez grande diferença.
    O Opteron fica a milhas neste teste.

    [​IMG]

    Compilação do Kernel de Linux. Aqui tanto o número de cores como o clock são importantes.

    [​IMG]

    No Imagemagick a situação é quase igual à compilação do Kernel.

    [​IMG]

    E no Apache repete-se a dose.

    Cpu testes de compressão

    [​IMG]

    No parallel bzip2, onde esperava encontrar as maiores diferenças entre os processadores, foi onde a diferença foi menor.
    Talvez por só ter um core, não consegui executar este benchmark no Athlon XP.

    [​IMG]

    No LZMA não se ganha muito por ter um Quad core. Na verdade, não se ganha muito em ter um Core 2 em relação ao Opteron.

    [​IMG]

    Mesma coisa do benchmark anterior. Um bocado desiludido com o quad core.

    [​IMG]

    7-Zip. Finalmente um programa que aproveita bem todos os cores existentes no sistema.

    Cpu testes de criptografia

    [​IMG]

    Este teste mede a performance de RSA 4096-bit. Este teste escala muito bem com o aumento de clock e de cores. Até escala bem demais quando se passa para o quad core.

    [​IMG]

    Benchmark que verifica o tempo a encriptar um ficheiro com o GnuPG. Este teste escala melhor com o aumento de clock que com o aumento de cores.

    [​IMG]

    Este teste é parecido com o anterior, mas é escrito em Java e não é multithreaded.
    Penso que aqui ele está mais limitado com o acesso ao disco do que com o processador.
     
    Última edição: 30 de Abril de 2009
  5. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Cpu testes de encoding

    [​IMG]

    Encoding de audio e video com o Mplayer.
    Boa performance aumentando o numero de cores. Os Amd também não fazem má figura.

    [​IMG]

    Encoding de audio e video com o FFmpeg.
    Não escala linearmente com o aumento de numero de cores e estranhamente nem com o aumento de clock.

    [​IMG]

    Benchmark que mede o tempo que o processador demora a converter texto para fala. Mais um que não escala linearmente com o aumento de cores.
    O Opteron tem um mau resultado neste testes.

    [​IMG]

    Encoding de audio com o Wavpack. Mais um que não escala linearmente.

    [​IMG]

    Em enconding de Ogg é muito importante o core clock.

    [​IMG]

    No Lame o Quad volta a não ter muita vantagem.

    [​IMG]

    No FLAC é quase igual ao Lame mp3.

    [​IMG]

    O Monkey audio é mais um onde o clock é mais importante que o numero de cores.

    [​IMG]

    No enconding de video para x264 tanto o core clock como o numero de cores é muito importante.

    [​IMG]

    Na versão 0.59 os números melhoram mais nos Intel que nos Amd.

    Cpu testes de Raytracing

    [​IMG]

    O Yafray foi integrado no blender e a performance é muito boa com o aumento de cores e clock.
    Pela sua natureza, em raytracing é onde deve ver melhor o aumento de performance com o aumento de cores e clock.

    [​IMG]

    O Sunflow é um programa feito em Java, com o objectivo de criar imagen realistas usando raytracing. Infelizmente não escala muito bem com o aumento do número de cores.
    Penso que por algum glitch, o Opteron faz pior resultado que o Athlon XP.

    [​IMG]

    O conhecido POV-Ray também não escala linearmente.

    [​IMG]

    Este teste cria uma imagem 1600x1200 usando raytracing, lançando 16 threads por core. Como o Yafray, escala muito bem

    [​IMG]

    Este programa usa o funky-kd para fazer render de uma imagem 800x600 usando 196 passos.
    Resultados semelhantes ao anterior.

    [​IMG]

    No cinebench, usando apenas um core, a Intel esmaga a Amd. Talvez por isso seja um dos testes mais usados pela Intel.

    [​IMG]

    Usando todos os cores, o cinebench escala muito bem, tanto com o clock, como com o número de cores.

    Cpu/Gráfica 2D

    [​IMG]

    Neste teste básico de performance do X, os Amd têm resultados muito bons. Superiores aos Intel.

    [​IMG]

    Estes testes testam a extensão RENDER nos drivers. Os resultados são muito iguais, menos na 5200, que é extraordinariamente má neste teste.

    [​IMG]

    Este teste é parecido ao anterior, mas só usa o backbuffer. Por algum motivo a 9500 é muito superior às 6600 e 5200 neste teste.

    [​IMG]

    Este teste em Java usa OpenGL, no entanto parece-me estar limitado ao processador.

    [​IMG]

    Teste da performance do GTK. Também me parece estar limitado pelo cpu.

    [​IMG]

    Performance do QT4. Parece-me um benchmark que é equilibrado em relação ao cpu e gráfica. No Athlon XP, penso que o resultado é desastroso por causa da 5200.

    [​IMG]

    No Crystalmark GDI a 9500 tem boa performance e fazer overclocking também aumenta a performance.

    [​IMG]

    Em D2D a vantagem da 9500 ainda é maior.
     
  6. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Testes de Ram

    [​IMG]

    No Ramspeed, usando inteiros, a performance aumenta com o front side bus e é maior, por algum motivo no Quad core.
    Com o controlador integrado, o Opteron tem bons resultados.

    [​IMG]

    Em virgula flutuante, os resultados são semelhantes.

    [​IMG]

    No bandwidth, a história repete-se.

    [​IMG]

    Igual no Crystalmark, com a diferença que o Quad Core tem uma maior vantagem.

    Testes de Disco

    [​IMG]

    Performance de escrita no Iozone. Aqui começam os resultados em que o Samsung 500 GB com 16 MB de Cache, numa ICh7, bate um Raptor 74 GB numa ICH9.

    [​IMG]

    Em performance de leitura, no Iozone, os resultados são muito parecidos.

    [​IMG]

    Nos testes de leitura no Hdparm, o Samsung bate por pouco o Raptor.

    [​IMG]

    Neste teste a simular um file server, o Samsung volta a ganhar.

    [​IMG]

    Num network job o Samsung ganha, mas os resultados melhoram com overclocking.

    [​IMG]

    No Crystalmark, por algum motivo o Opteron tem um resultado muito bom e o Quad core tem um resultado estranhamente mau.

    [​IMG]

    A criar um ficheiro de 5 GB, o Samsung bate o Raptor por larga margem.

    [​IMG]

    No Bonnie++, em leitura sequencial o Raptor ganha pela primeira vez.

    [​IMG]

    Em escrita sequencial, o Raptor volta ganhar, mas por uma margem menor.

    [​IMG]

    O Dbench mede o throughput teórico de 100 clientes num fileserver. O Raptor ganha, mas o clock do processador também é importante.

    [​IMG]

    O postmark simula 5000 operações em 5000 ficheiros que variam entre 500 bytes e 1000000 bytes. O computador da ***** volta a ganhar e os Amd ficam bastante longe.

    [​IMG]

    Random read no Tiobench. Aqui o Raptor ganha.

    [​IMG]

    Em Random write o Raptor volta a ganhar.

    Testes de Servidor

    [​IMG]

    Este teste lança 100 utilizadores contra um site a correr em Apache + php com uma base de dados com 2 GB a correr em Mysql.
    Aqui é óbvio que o Quad core vai ganhar quase sempre. No entanto é interessante que o computador da ***** ganha na transacção mais longa.
    O Athlon XP é morto neste benchmark, especialmente por ter pouca ram.

    [​IMG]

    Nada de estranho nos valores de transacções com erro e com sucesso. O Athlon XP com apenas 100 utilizadores já tem erros.

    [​IMG]

    Com 200 utilizadores os resultados são semelhantes. O E8400 continua a ter a transacção mais lenta melhor, mas no resto o quad core ganha.

    [​IMG]

    A tendência mantém-se com 200 utilizadores.

    [​IMG]

    Com 375 utilizadores o Quad core ganhar em todos os pontos.

    [​IMG]

    Aqui, todos os processadores têm transacções com erro.

    [​IMG]

    Select de 1000 querys por parte de 10 clientes ao Mysql. Como previsto o Quad core ganha e overclocking ajuda nos resultados.

    [​IMG]

    Com 100 clientes a fazer selects, a tendência é a mesma.

    [​IMG]

    Update por parte de 100 clientes, 1000 updates cada. O aumento de performance não é linear com o aumento de cores, no entanto o quad core ganha facilmente.

    [​IMG]

    10 clientes e 10000 updates os resultados são semelhantes.

    [​IMG]

    O mesmo acontece com 100 clientes, 10000 updates.
     
    Última edição: 30 de Abril de 2009
  7. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Testes 3D da Gráfica

    [​IMG]

    Demo OpenGL onde a parte física das gotas de água são geradas via shaders.
    9500, naturalmente muito à frentes das outras placas e a 5200 é muito má neste teste.

    [​IMG]

    Demo OpenGL que usa raytracing para adicionar textura ao nevoeiro. A 9500 ganha facilmente e overclocking ao processador ajuda a ter um melhor resultado.

    [​IMG]

    Demo OpenGL que demonstra vários cubos a interagirem entre si. Esta demo parece-me bastante limitado pelo cpu e o quad core ganha com larga vantagem.

    [​IMG]

    Demo openGL que testa a performance em "high dynamic range". A 9500 tem uma boa vantagem.

    [​IMG]

    Demo openGL que gera partículas usando texturas 3D. Mais um teste onde a 9500 ganha.

    [​IMG]

    Demo openGL que testa instanciamento e shader para gerar a madeira. Mais uma normal vitória para a 9500.

    [​IMG]

    Demo openGL que mostra bandeiras e interagir com esferas. A parte física é gerada pelo cpu e por isso o Q9450 e o E8400 têm quase o mesmo resultado ao mesmo clock.

    [​IMG]

    Benchmark OpenGL escrito em Perl. As diferenças entre os 5 sistemas são mínimas.

    [​IMG]

    Teste que faz benchmark de Maya, 3D Studio Max, CATIA, Pro/Engineer e Solidworks. Larga vantagem para a 9500.

    [​IMG]

    Semelhante ao teste anterior, mas usa Anti Aliasing e é multithreaded. Devido a isto, a diferença entre os vários sistema diminui.

    [​IMG]

    Teste do motor Unigine. Os resultados são fracos em todos os sistemas, porque este motor é bastante pesado para a placa gráfica.
    Por algum glitch, o quad core tem um resultado muito mau.

    [​IMG]

    Teste semelhante ao anterior, mas onde a 9500 aumenta a vantagem.

    [​IMG]

    Um teste relativamente básico em OpenGL. Tirando a 5200, as outras placas têm resultados bons.

    [​IMG]

    Teste openGL de global ilumination e penumbra shadowns. Este teste é bastante exigente e a 9500 tem um bom score.

    [​IMG]

    Teste openGL que testa várias features. Mais uma vez a 5200 é a única que fica muito mal.

    [​IMG]

    No Crystalmark, a 9500 ganha, mas não por larga margem.

    [​IMG]

    No cinebench a 9500 duplica o valor da 6600.

    Jogos

    De referir que todos os jogos foram testado a 1680x1050.

    [​IMG]

    Este jogo é multithreaded, mas infelizmente só o consegui correr na 9500. Seja como for, overclocking ajuda a melhorar o resutado.

    [​IMG]

    Um jogo bastante leve, que usa o motor do Quake 3. Jogavel em todos os sitemas, menos no que tem a 5200.

    [​IMG]

    X-plane é um simulador de aviões, bastante pesado para o processador e para a gráfica. Em High quality é jogavel apenas nos sistemas intel.

    [​IMG]

    Em Ultra quality, só com o E8400 a 3.6 Ghz é que o jogo é jogavel.

    [​IMG]

    Mais um jogo baseado no Quake 3 e que não é jogavel na 5200.

    [​IMG]

    Jogo também baseado no Quake 3 e que consegue ser jogavel em todos os sistemas.

    [​IMG]

    First person shooter também baseado no motor do Quake 3. Resultados semelhantes ao Tremulous.

    [​IMG]

    Openarena também é baseado no Quake 3, mas não é jogavel numa 5200.

    [​IMG]

    Nexuiz é um jogo open source que usa o motor Darkplaces. Usa openGL 2.0 e neste caso HDR. Jogavel apenas na 9500

    [​IMG]

    Sem HDR, continua a ser apenas jogavel na 9500, mas com melhor performance.

    [​IMG]

    No Enemy Territory, o processador conta bastante e por isso o Quad core fica no topo da lista.
     
    Última edição: 30 de Abril de 2009
  8. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Conclusão

    Quando pedi o sistema e vi que era a topo de gama deles, a primeira dúvida que tive foi se o sistema não deveria ter um quad core. No entanto, pelo mesmo preço do E8400 está o Q8200, que é um processador apenas com 4 MB de L2 ( um terço do 9450 nos testes ) e 2.33 Ghz de clock.
    Depois dos benchmarks que fiz tenho a sensação que no geral o E8400 é uma melhor escolha que um Q8200.

    Como surpresas agradáveis estão a board, que pelo preço, acho uma excelente compra, tanto pela performance, features e estabilidade. O cuidado com a arrumação dos cabos, que está perfeita. A performance do disco, que bate no geral o meu Raptor.

    A caixa é muito sóbria e prática. 4 GB de Ram maximiza o que o sistema pode ter e overclocking a 3.6 Ghz foi o que chamaria de "demasiado fácil".

    A gráfica é um ponto complicado. Ela é perfeitamente aceitável para uma workstation, mas com a guerra entre a nVidia e a Ati, quase todas as semanas aparecem soluções melhores às da semana anterior. Ainda hoje saiu a Ati 4770.
    Parece-me complicado estar sempre a actualizar este ponto.

    No geral não tenho grandes falhas a apontar a esta workstation da *****.
    A fonte podia ter especificações melhores, mas não me deu problemas.
    A única coisa que não gostei mesmo foi a ventoinha traseira de 80 mm, quando a caixa tem furações para levar uma de 120 mm. Nos dias de hoje só vejo razão para usar este tipo de ventoinhas se não houver hipótese para ventoinhas maiores.



    Positivo:
    • Caixa discreta e prática
    • Motherboard com boa relação preço/qualidade
    • Escolha do processador E8400
    • Overclocking muito fácil ao processador
    • 4 GB de Ram
    • Arrumação dos cabos
    • Performance do disco
    • Gráfica aceitável

    Negativo:
    • Apesar de não dar problemas, o sistema merecia uma fonte com melhores especificações.
    • Ventoinha traseira de 80 mm


    Agradecimento

    A ZWAME agradece à ***** pela disponibilidade do material para teste.

    Copyright © Zwame, Lda 2009. Reprodução proibida sem autorização prévia.​
     
    Última edição pelo moderador: 4 de Maio de 2009
  9. RubenV

    RubenV Banido

    Muito Bom tutorial fantastico mesmo! Tudo muito bem descrito!
     
  10. norim_13

    norim_13 I quit My Job for Folding

    review ;)

    Parabens!
    Bom trabalho!

    Só vou dar uma sugestão: não coloques tantos gráficos. Já vi que é habitual nas tuas reviews fazeres muitos testes, e dou-te valor por isso e é até um ponto positivo, por um lado. Mas por outro lado, torna-se um bocado cansativo ver tudo...
    Porque não colocas um post só para alguns testes, os mais conhecidos (SPI, 3DMARK, Win RAR, Cinebench,...) e outro post para o resto?

    Cumps ;)
     
  11. Gizb0

    Gizb0 Power Member

    Realmente esta review peca mas é por excesso. =)
    Metade dos programas não conhecia, mas não te estou a tirar mérito por isso. Muito pelo contrário. Apenas acho que é demais.
     
  12. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Obrigado ;)

    Percebo que seja cansativo, mas vejo alguns problemas com isso:
    - Quando alguém vai ler uma review, vai estar mais interessado em algumas áreas do que outras e não sei em que áreas vai estar interessado.
    Por exemplo, o ultimo desktop que comprei, estava muito interessado em alguns aspectos do processador, mas a gráfica até podia ser uma S3 Virge, visto que acedo sempre remotamente.
    Nesta review tive o cuidado de dividir por secções os benchmarks, para quem quiser, passar à frente.
    - Será que os benchmarks mais conhecidos são os melhores?
    Eu coloco o super pi e gosto de ver os records, mas pessoalmente acho que vale zero.
    3Dmark idem.
    Winrar acho que tem que se pagar e não quero usar programas que não sejam legais. Pode-se benchar com a trial?
    Cinebench é interessante, mas só por si não vale muito. Por exemplo o Specviewperf é muito mais válido para o mercado em questão.

    Seja como for, se calhar o que é preciso alguém decidir que benchmarks são "obrigatórios" e colocar no primeiro post. Sendo os outros posts com os benchmarks que o utilizador quiser.
     
  13. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Mesma opinião. Só o uso porque é rápido e por ser conhecido.

    Só uso o 2006. O 2001 e 2003 já são demasiado antigos e o vantage tem que se pagar. O trial não presta.

    sim, funciona na boa com o trial ;)

    O cinebench uso porque é conhecido, gratuito e como é baseado num software de render comercial é interessante

    Mas admiro a tua paciência em correr tal quantidade. Isso é preciso literalmente "dias" para rodar isso tudo...

    Ahh e não fique admirado por ver o teu raptor 74 GB a ser dilacerado... rotação não é tudo! Esta geração actual de pratos de 250 ou maior papa-os a brincar! Só o velociraptor conseguiu recuperar a liderança e mesmo assim não é por muito!
     
  14. Ra7or

    Ra7or Mestre BOINC

    Gostei muito de ler a review. Se é extensa? Antes isso do que correr apenas um Super Pi e o 3D01....

    Gosto da tua metodologia também, no entanto apenas acho que tens testes a mais que podem estar a demonstrar a performance do mesmo componente várias vezes, não sei se me entendes.

    Talvez tornar a leitura mais acessível para aquelas pessoas que, ou não conhecem os programas/jogos, ou não sabem o que realmente indica esse bench, poderias dividir isso por testes específicos.

    Criavas um post só para jogos, e noutros posts podias incidir só na gráfica, CPU, mems, e também optar por benchs reais, que é coisa que vejo pouco em reviews, e que nesta apareceu com frequência como converter vídeo/áudio com os programas mais usados, winrar, encriptar, coisas deste género.

    Espero que não leves a mal a minha opinião, mas com uma ligeira redução de testes, e a concentração dos mais importantes e representativos da real performance o leitor pode facilmente retirar uma conclusão sobre o sistema, ou componente. Outra coisa, é que depois é mais fácil para ti comparares este sistema a outro, sem teres de andar a correr 30 ou 40 testes, o que te torna mais produtivo, e mais rápido.

    Continua assim que estou a gostar de ler:D
     
  15. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Pois, ter muitos testes é interessante, mas

    -> A página fica demasiada pesada (bytes). Alem disso, estás a salvar isso em PNG com demasiada qualidade e fica demasiado pesado. Vejo ai gráficos com 60-70-80 kb, enquanto eu tenho gráficos com 10-20% deste peso ;)

    Fotografias estou a por thumbnail. Foto directa a 800x600 é pouco para "apreciar" o material e com muitas fotos vai tornar a pagina muito pesada e com demasiado tráfego, logo meto com 1280 de largura máxima, e thumb de 400 de lado, logo meto 2 fotos lado-a-lado. Dá mais trabalho, mas melhora e muito.

    Um exemplo., é maior que os que utilizaste e tem 8 kb. Aconselho-te a rever os mesmos e "resalvar". Não sei o software que usas, mas metas isso com 64 a 128 cores, PNG-8.

    peguei no gráfico do super pi, salvei com os meus settings e ficou com 14 kb, vs 58. Claro que os gráficos ficam com as cores não uniformes, mas é desprezável e a largura de banda poupada é tremenda.

    -> Muitos gráficos faz-se que a pagina tenha "quilómetros" de comprimento. Em formato fórum não convém muita coisa senão é uma maçada scroolar. Em sites de reviews tem várias páginas, mas em fórum não é possível.

    -> por fim, como está no post acima, pode tornar difícil comparar.

    -> Outra coisa, separar isso também por sistemas como costumo fazer. Um user leigo não vai saber o que foi corrido em Linux ou Windows. Posts com benchs só de windows e só de linux (e caso use várias versões de windows e linux, também separar)

    Do resto, estás de parabéns. São críticas construtivas ;)
     
    Última edição: 1 de Maio de 2009
  16. eLias

    eLias Power Member

    É verdade que após 10 gráficos comecei a percorrer a página para baixo a 'todo gás' mas não deixei de ficar impressionado com o detalhe da review. Parece-me de nível profissional, os meus sinceros parabéns.

    Cumps
     
  17. ηο grαυιτμ

    ηο grαυιτμ [email protected] Member

    Sou só eu que aprecio posts com "quilómetros"? :P

    Pessoalmente, além do tamanho das imagens, nada a apontar. Excelente.

    Acerca da review, apenas penso que a ventoinha de 80mm traseira não é um ponto negativo, visto que é mais do que suficiente (mesmo havendo possibilidade de uso de 120 mm).

    E sem dúvida, no geral, excelente performance, tendo em conta o preço.
     
  18. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Eu prefiro sempre fans de 120 mm. mais airflow, silencio e tal.

    mas no caso, penso que seja a fan incluida de origem com a caixa, daí nada a apontar, para manter o baixo custo.

    montei já PC's baseado na P5KPL-CM (a versão mais simples do G31) e porta-se bem.
     
  19. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Vou colocar o 2006 na minha lista de benchmarks em windows.

    Também vou adicionar, visto ser muito usado.

    O problema é esse. Serve apenas como ponto de referencia para um programa. Por exemplo o specviewperf é um conjunto de programas ( 3D Studio Max, CATIA, Pro/Engineer, etc).
    Para mim é óbvio qual é o mais válido, mas como o cinebench é o mais fácil de correr, é mais conhecido.

    Nem por isso. Mais de 90% dos benchmarks demoraram duas noites, sem estar à frente do computador.
    Dá mais trabalho os gráficos.

    Eu quando vi os números, engoli em seco. Apeteceu-me atirar o Raptor pela janela fora.

    Obrigado.

    O meu problema é que é difícil demonstrar a real performance de um componente.
    Por exemplo, os diversos processadores em compressão.
    No Parallel Bzip2, onde pensava que o Quad core ia dar uma tareia nos outros, aconteceu o contrário. Os valores são muito iguais entre os vários sistemas.
    Já o 7-Zip a performance escala muito bem com o aumento de clock e de cores.

    Não sei se percebi bem esta parte, mas dividi os benchmarks por secções. Cpu raytracing, Cpu compressão, etc.

    Não levo nada a mal.
    A questão que volto a colocar é, quais são os testes mais representativos?
    Exemplo, no ultimo desktop que comprei, se tivesse olhado para esta review, não me tinha servido de nada, porque só me interessava a performance em virtualização.
    Ando a olhar para o Vmmark para incluir nos benchmarks que faço.

    Quanto a ter comparações, é um bom ponto, mas o estão sempre a ser lançadas novas versões de software e novos sistemas operativos. Não sei se vale a pena guardar os números como histórico.

    Vale a pena nos dias de hoje ter preocupações com o peso de uma página?
    Quanto aos Png, usa os settings do Office 2007 e depois são passados por um script para meter marcas de água.
    Vou ver se dá para reduzir, mas por incrivel que pareça, não uso, nem tenho qualquer software de edição de imagem.

    Serei o único a gostar de ter reviews tudo numa página? Sempre que vou a um site de reviews, carrego no print para ter apenas uma página única.


    Acho que a divisão por secções faz mais sentido do que por sistema operativo. Por exemplo, nesta review, como indiquei, usei o Ubuntu 9.04 RC, o 8.04 e o Windows XP.
    Valerá a pena o utilizador saber onde correu, por exemplo o 7-Zip? (por acaso foi em linux).

    Obrigado pelas críticas construtivas.
     
    Última edição: 1 de Maio de 2009
  20. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Um pouco mais on-topic.

    A board surpreendeu-me muito pela positiva. É muito barata, mas deve dar para a maior parte das pessoas.
    Tenho uma P35 com 8 GB de Ram, mas fora isso que não é suportado pela G31, não tem nada que use que não possa usar nesta board da Asus.

    Outra coisa que não falei na review, mas era para incluir. O CUDA.
    Para ter a certeza, corri as mesmas demos e aplicações num outro sistema com uma 9800, para ter a certeza que não era um problema do computador da *****, e acho as aplicações que usam o CUDA em estado alpha.

    Ou crasham, ou não impressionam, ou precisam do Vista, ou nem arrancam. Uma desilusão completa.
     

Partilhar esta Página