1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Blu-ray is Dead says ZDNet

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por apenas_nuno, 30 de Outubro de 2008. (Respostas: 495; Visualizações: 36014)

  1. apenas_nuno

    apenas_nuno Banido

    Blu-ray is Dead says ZDNet


    fonte: http://www.guru3d.com/news/bluray-is-dead-says-zdnet/
     
  2. Mordorr

    Mordorr Power Member

    DVD está para durar...

    25G?

    O que é isso?:p
     
  3. mauro1855

    mauro1855 I'm cool cuz I Fold

    Se o Blu-ray desaparecer, então o DVD fica para durar, já li nalgum lado que existia um homemzinho que tinha conseguido aproveitar um DVD e, com um equipamento diferente, fazê-lo render até à capacidade do BD... Desde que o HD não desapareça do mercado, óptimo...

    Cumps
     
  4. rav3n

    rav3n Power Member

    duvido muito que isso seja possivel sem alteraçoes significativas, como por exemplo aumentar a densidade dos dados, ou seja seria um HD DVD

    em relação ao artigo, assim que os leitores/filmes/Tv's baixem de preço a tendência deve contrariar-se. acho mesmo que o factor com mais peso sao as TV's HD/Full HD pois sao o investimento maior
     
  5. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Há que ver questões actuais:

    -> os DVD's são BARATOS e muito massificados. E basta ver que os conteúdos MKV's dá para perceber que mete num DVD-9 um filme cuja qualidade deixa um DVD normal a comer poeira e fica muito perto dos blu-rays. E não venham com a história de compressão que eu já pude ver filmes em mkv com qualidade decente (rip's) e em blu-ray nativo e são 99% iguais em imagem. O que pode notar mais é o som, já que se usa DTS e AC3 em vez dos trueHD, DTS master audio e afins. Mas 95% das pessoas não vão notar a diferença para lossless, por não ter equipamento de áudio para distinguir. E mesmo o DTS que vejo nos MKV's que andam por ai tem bitrates elevados, do tipo 1500 kbps, o dobro dos DTS's típicos de DVD (640) e 3x mais que AC3 (448).

    -> Para armazenamento, os discos rígidos estão com um custo por gigabyte extremamente baixo e são mais práticos, mais rápidos, é "regravavel" e até relativamente mais seguro, visto que BD estão sujeitos a riscos, enquanto discos são mais vulneráveis a choques, que é algo mais controlável que riscar os discos ópticos! Já se vendem em portugal discos rigidos de 1 terabyte por 100 €, o que dá 0,1 € por gigabyte! É ao nivel de preço dos DVD's 4,7 gb e mais barato que os dual layer e MUITO mais barato que um BR-R. E 1 terabyte guardas 40 BD single layer ou 20 dual layer, que ocupam bem mais espaço físico.

    -> Alem disso, as pens estão a evoluir brutalmente. Já temos pens de 32 e 64 gb, ou seja, mais que os BD single e dual layer e são mais pequenos, tão ou mais rápidos e ainda mais fiáveis. Só falta serem mais baratos, mas é algo que tem tendência a evoluir mais rápido que os preços de BR + leitores/gravadores, isso tudo na perspectiva de discos regraváveis. Eu já raramente utilizo DVD e CD's regravaveis a favor de pens drivers, rede e discos externos.

    -> Com a evolução das flash, porque não existir distribuição de software e programas em "pens" memoria ROM? Estas memorias são mais baratas (em teoria) de fabricar que as flash actuais, com todas as vantagens das pens face a discos ópticos citados acima? Pessoalmente preferia ver filmes e software em pens do género do que discos ópticos pelas vantagens já evidenciadas.

    -> E por fim e o mais importante. Distribuição digital + acessos à internet com largura de bandas enormes. Já hoje tenho acesso ao MEO e com filmes em alta definição a distancia de uns toques no comando! Neste momento trata-se de aluguer, mas nada impede num futuro comprar o filme e o gravar no disco da "box" ou até mesmo gravar num DVD (numa box já com gravador de DVD incorporado) ou num dispositivo externo (computador, discos externos, pens).

    Embora eu ainda sou daqueles que preferia ver uma caixinha toda artilhada do filme e o respectivo disco. É algo palpável e que não existe apenas dentro de um disco, ou seja é "virtual". Por causa deste segmento que ainda acho que o blu-ray deve ainda andar.
     
    Última edição: 30 de Outubro de 2008
  6. vanadio

    vanadio BOINC Member

    Como já referiram aqui, acho que esta tendência se vai contrariar quando os leitores e o equipamento necessário baixar de preço, algo que na minha opinião irá acontecer em 2009/2010.
    A partir daí o DVD vai para a arca do passado, encontrar-se com o VHS e com o CD:p
     
  7. The Golden Eagle

    The Golden Eagle I quit My Job for Folding

    É pá, isso não pode morrer...leitor eu já tenho, só me falta a TV HD :(

    Mas duvido mesmo muito que o BR morra nem que seja como formato de armazenamento 50Gb dão muito jeito, para backups.

    Cumps
     
  8. Make.Love

    Make.Love Banido

    para backups a serio usam-se discos rigidos.... blu-ray nao é soluçao!
     
  9. raVemjr

    raVemjr I'm cool cuz I Fold

    Então o vencedor da guerra dos formatos HD é...o DVD??
     
  10. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    Partilho a opinião do Destr0yer.

    No meu caso, basicamente quase não usei DVDs desde que estes substituíram os CDs.
    Tenho comprado ao longo dos tempos apenas discos para os meus backup, deixando de lado qualquer gravação em discos de plástico, à excepção de um ou outro caso por força maior.


    Há que ver uma coisa, que a meu ver é bastante exemplificativa da situação actual.
    Quando começámos a ter gravadores de CD em casa, os nossos discos muitas das vezes nem ultrapassavam o capacidade de um CD-R (na altura 650MB), no entanto, comparativamente à situação actual, os BR-R, que ainda quase ninguém tem, têm capacidades muito inferiores ao maior disco do mercado. Ora, aqui existe logo uma diferença enorme, e por consequência isto terá de ter repercursões no mercado.

    Ainda para ajudar o meu raciocício anterior, posso inclusive dizer que vivemos uma situação fora do comum, pois se repararem já não saem discos maiores que 1TB há quase 2 anos! Isto simplesmente nunca aconteceu, desde que me lembro que sou gente.
    Ou seja, quero dizer com isto, se a evolução da storage estivesse a ter o ritmo habitual, nesta altura do campeonato, a diferença da capacidade média usada por todos nós, ainda estaria bem mais superior à capacidade dos BluRay.


    PS. Vá, venham lá esse SSDs para dar de novo impulso à cena, que a malta agradece :D
     
  11. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Não...

    uma combinação de DVD + discos rigidos + dispositivos flash (pens, cartões memorias, SSD) + internet alta velocidade + distribuição digital
     
    Última edição: 30 de Outubro de 2008
  12. The Golden Eagle

    The Golden Eagle I quit My Job for Folding

    Concordo, a 100% com essa parte, o futuro não são formatos ópticos, mas sim como dizes dispositivos flash.

    Cumps
     
  13. PIII

    PIII Power Member

    o futuro dos filmes HD é em cartoes tipo SD....:)
     
  14. Lucien

    Lucien What is folding?

    Exacto, a ZON e o Meo que o digam. Não utilizam cartões SD, claro, mas têm disco rígido interno e este tipo de memórias estão relacionadas.
     
  15. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    O futuro dos filmes é o mesmo streaming instantâneo, em qualquer altura, em qualquer lugar e em qualquer suporte de visualização.
    A noção de espaço ocupado, ou espaço em disco deixa de fazer sentido. Pura e simplesmente.
     
  16. xernobyl

    xernobyl Power Member

    Eu gosto dos meus filmes em caixas separadas.
     
  17. krypton33

    krypton33 To fold or to FOLD?

    Seria irreal vender filmes\aplicações\jogos no formato pen? Acho que em termos armazenamento não batem a pen, as velocidades de acesso teriam de ser melhoradas é certo mas será que não seria uma boa aposta?

    Ou estou mesmo a ser disparatado?

    Cumps
     
  18. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    a velocidade de leitura de uma pen é mais que suficiente para tal. 30 mb/s dá 240 megabits/s, um filme em blu-ray vai até 40 mbps...
     
  19. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    Há pouco tempo falou-se em álbuns de música a serem lançados em MicroSD, sim ok...
    Apesar de, provavelmente, isso que disseste se vir a tornar realidade brevemente, não deixa de ser uma fase de transição muito curta.
    O futuro, este sim, passará por deixar de haver qualquer suporte físico.
     
  20. punkd

    punkd Power Member

    Certo que os ficheiros .mkv são de grande qualidade, mas penso que ainda não há leitores de sala (excluindo media centers...) capazes de ler este formato. Portanto ainda acho que há espaço e muito para o blu ray...
     

Partilhar esta Página