Como é o vosso *nix Desktop?

AnthonyWilson

Power Member
Depois de muitos anos em Ubuntu, decidi testar Arch.

Arch KDE Plasma.
O tema é o Aritim-Dark com a latte-dock. Os icones são do pacote Tela.

Screenshot-arch.png

4ZwhQ95
 

RiZoto

Power Member
Boas!

Uma pequena ajudinha off-topic: Lubuntu, LXLE ou outro similar? Tem de ser muuuito light...

(deviamos ter um tópico de debate geral de linux).

Cumps
 

Minguno

Power Member
Boas!

Uma pequena ajudinha off-topic: Lubuntu, LXLE ou outro similar? Tem de ser muuuito light...

(deviamos ter um tópico de debate geral de linux).

Cumps

Mas para o quê? Que tipo de máquina?
Se for máquina Pentium por exemplo tens de usar uma distro tipo Slackel ou Bodhi Linux que mantenha versão x86 pae ou não. Para optimizar mais a possibilidade de software mais completo o Slackware base é melhor porque tem ciclo longo de desenvolvimento, na verdade provavelmente é a melhor base GNU/Linux pelo trabalho longo de maduração mas com software mantido por vezes antigo.

Em suma deves instalar nas máquinas lançadas agora um kernel de agora e manter o mais possível no tempo. Por exemplo o rendimento melhor que tive num Pentium IV foi com Ubuntu 10.04 andei a instalar restantes versões até 14.04 e o rendimento baixava por não haver optimização do kernel e software dele ao processador em sí update por aqui e ali e a optimização perde-se se hoje quisesse usar alguma distro nova nele iria para um slackware nomeadamente o slackel o qual experimentei nele em usb e foi o mais optimizado que encontrei para fluidez em 2GB RAM.

Sobre o LXLE e Lubuntu, a últma experiência que tive com o LXLE foi um pouco má no meu pc que tenho aqui e uso agora para escrever que está com Flavitu 14, base Lubuntu 14. O LXLE era mais lento que o 14 num pc de 2017 (comprado nessa altura) era mais lento porquê pela optimização kernel claro. A distro em sí é boa mas o ciclo de desenvolvimeto do kernel tem cada vez sido mais sobrecarga de software logo kernel com cargas maiores e memória e os pcs de baixo custo exigem ainda mais hoje em dia esse cuidado que referi acima - Kernel de agora em hardware de agora e manter o mais possivel.
Neste campo juntamos os gestores de janelas e de ambiente, onde os mais básicos são também os mais rápidos porque usam meios mais básicos de gestão e carga, os compostos como KDE etc são s mais pesados porque ao integrados e optimizam a aparência gráfica com click efeito ou cick ferramenta gestão fácil. Em ambos casos podes ter um KDE mais simples desactivando efeitos etc e poupando recursos e podes ter um openbox lento se o kernel não estiver opimizado para o sistema.
O LXDE é um ambiete muito leve de base Openbox que usa uma mistura de programas de interface básica mas gráfica para definir ações de menu ambiente trabalho e sistema digamos que é um passinho mais à frente do Openbox ou *box interface mantendo a simplicidade mas tendo agregadas funções gráficas simples e leves a coisas que em Openbox farás em ficheiro manual de sistema.
O LXQT que é a nova geração do LXDE é uma mudança profunda com a base QT que é leve também, mas pode não supor a leveza pretendida se o pc for antigo porque por vezes ainda que seja leve a base pode referir-se a leve para pcs atuais e não para pcs antigos imaginemos que o LXQT ronde por base os 300 mb em uso simples depois junta softwares podes topar o processador rápidamente numa máquina antiga com 1.5 RAM etc depois junta-lhe também o Kernel que está optimizado não para a gestão do hardware antigo mas sim presente e que faz ciclos chamada processamento mais continuos podes então ter um LXQT numa máquina antiga a mover-se rápido sem nada aberto mas lento por sobrecarga software e kernel chamadas processamento. Quando nós vemos nas páginas das distros - leve etc referem-se em geral a hardware medianamente recente +- 5 anos.

O mais importante para o leve que referes é o que referi acima em geral e quando procuras uma distro procurar o kernel dela, o ambiente e o software que queres usar.

Existe uma forma simples de contornar problemas de kernel personalizado para al distro tipo, compilar um kernel próprio optimizado para o teu sistema limpando firmware não necessário etc mas depois tens o problema do software, encontras software que é lançado para computadores de agora com novas funções de agora e com cargas de memória de agora e ficas com o problema de carga de memória por software ou seja é um ciclo. Para quem gostar de optimizar sistema uma base Gentoo é o melhor porque a gestão de pacotes é mais pragmática em instalação do necessário ou então um Slackware porque usa muito o source de programa bruto e podes se houver repositório instalar software mais antigo.

Tens distros muito muito leves como DamnSmallLinux → http://www.damnsmalllinux.org/ , mas não servem para todas as pessoas porque não vão oferecer muito software, isto para teres um exemplo.
 
Última edição:

INDRO

Power Member
Reinstalação total da maquina e primeira aventura pelos tiling WM, neste caso i3 por ser o mais simples de aprender pelo que dizem na internet :lol:. Custou um bocado ao inicio para já estou a gostar bastante. Isto tudo claro no meu fiel Manjaro que nunca deu problemas.
Agora é costumizar o resto com tempo que infelizmente anda curto por esta altura:001:

Cheese-Thu-01-Oct20-00-00.png


Cheese-Wed-30-Sep20-23-59.png


wallpaper
 
Última edição:
Topo