1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Como encaras a fotografia?

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por edumad, 15 de Julho de 2008. (Respostas: 16; Visualizações: 1074)

  1. edumad

    edumad I fold therefore I AM

    Ok, o meu disco de 500gb com toda a minha vida (digital) ate um ano atrás acabou de recusar-se a trabalhar.
    Para distrair a minha cabeça de pensamentos perniciosos como "atira-lo pela janela", resolvi começar este thread para partilhar convosco algo que me ocorreu o outro dia.



    Estava no fim-de-semana passado a olhar la para fora e a pensar, "que pena não poder sair e fazer fotografia" [nota]. Foi mesmo isto que pensei... Não pensei, "ah... vou tirar uma fotos", não: "fazer fotografia".
    Imediatamente percebi que não era uma mera escolha de palavras diferentes, estava a pensar em algo diferente.
    "Tirar umas fotos" é uma acção. "Fazer fotografia" é um processo criativo.

    Depois apercebi-me que não era verdadeiramente uma mudança na minha postura perante a fotografia, mas antes uma tomada de consciência de que essa postura tinha mudado.

    Modéstia aparte eu acho que faço fotografia. De mérito discutível? Sim, provavelmente, mas nessa posição estamos todos.
    Mas tirei fotos durante muito tempo e continuo a tirar. O contexto também não mudou muito, mas a diferença a certo ponto começa-se a notar.
    Atenção que isto não está ligado ao mérito do resultado final, apenas me refiro ao processo pelo qual crias as fotos.

    Qual é a tua postura relativamente a fotografia?


    [nota] - Armado em parvo comecei a subir uma colina (200m) todos os dias para fazer exercício, como ando terrivelmente fora de forma, ao quinto dia fiquei com um problema na coxa que quase não andava... Patético... :lol:
    Dai ficar sem poder sair de casa para passear a K10D... :(


     
    Última edição: 15 de Julho de 2008
  2. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Realmente tens aí um ponto bem visto. Eu posso dizer que me aborrece tirar fotos. Aliás, nunca levo a máquina para jantares, nem convívios nem nada (a compacta, claro lol).

    Mas...

    Se me puser a pensar "apetece-me fazer uma fotografia assim, assado, etc e tal" o entusiasmo muda completamente. Por vezes tenho insónias, fico a noite a pensar em que fotos fazer e como fazer, sendo mesmo capaz de saltar da cama para ir fazer umas fotos, seja a que hora for. Já cheguei a sair de casa às 5 da manhã e depois ter que estar à seca até o sol aparecer.

    No fundo acho que é bastante diferente o pegar numa máquina e fotografar isto ou aquilo, do processo criativo que é "colocar isto ali, com aquele fundo, naquela posição, deste ângulo" (no meu caso que adoro estúdio), ou o "pensar" uma certa paisagem e esperar que ela apareça (ou procurar desalmadamente pelo dia certo para fazer a foto).
     
  3. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Penso como tu também. É raro levar a maquina para convívio, jantares e afins, visto não sero tipo de fotografia.

    tirando isso de acordar as 5 horas e esperar o sol nascer, do resto é tal coisa. Estudio, embora não tenha as tuas regalias, lá vou brincando com a caixa de luz :P
     
  4. c3l5o

    c3l5o I'm cool cuz I Fold

    Eu encaro a fotografia como uma ferramenta, já ponderei muito nisto e até estou a pensar em fazer um post mais completo num dos meus blogs acerca deste assunto...

    Ora o que é isto de ver a fotografia como uma ferramenta? Normalmente encaramos a maquina como a ferramenta não é? Vou-me tentar explicar então!

    A fotografia para mim é a minha forma de mostrar ao mundo a maneira como eu o interpreto, a máquina é como eu, apenas uma testemunha do que vejo. Esteja eu a tirar fotos da minha namorada, da ervinha que me cresceu no passeio, um jogo de futebol, ténis ou então um concerto... A fotografia é o que me permite mostrar ao mundo o que vejo, o quão belo ou feio o mundo pode ser...

    A minha vertente fotográfica vira-se mais então para o fotojornalismo e a fotografia de rua... Embora tenha muitos bloqueios criativos que desculpo com as mais variadas coisas nada me dá mais prazer do que obter aquela imagem que eu quero...

    Nestes últimos meses comecei a olhar para a fotografia mais a termo profissional, e sei que vou ter de me esforçar muito se quero chegar a algum lado, mas sem esforço não se chega a lado nenhum...

    Fico-me por aqui, deixo o resto para depois ;)
     
  5. edumad

    edumad I fold therefore I AM

    Eu sou capaz de levar a FZ18 para jantares/festas, já estou tão habituado. No entanto chateia-me o facto de saber que as fotos não vão sair grande coisa. Sei que não posso fazer o que quero porque senão ando a chatear as pessoas e la se ia a festa. Uma das vantagens do longa telefoto da FZ18 e que ainda me da alguma margem de manobra para "lay low" e captar alguns bons espontâneos. Estou também muito mais critico e avalio muito mais a possibilidades fotográficas dos sujeitos,.
    Tenho também consciência que sou ainda muito inexperiente. Noto isso especialmente porque me apercebo tardiamente das opções que poderia ter tomado para um certo sujeito, e de que me arrependo não ter experimentado.

    Quanto à criação/montagem de fotos (incluindo estúdio) não é muito o meu estilo, se bem que me pareça uma das vertentes onde mais se pode criar trabalhos que se demarquem dos outros. Está também muito mais perto de outras formas de arte de expressão visual, visto que tu crias o sujeito, não simplesmente o interpretas.
     
    Última edição: 15 de Julho de 2008
  6. OldMan

    OldMan Power Member

    Não gosto de [fotografar] pessoas, logo nunca levo a máquina para festas nem jantares, até porque é raro ir a algum.
    Gosto de fazer as coisas bem pensadas, coincidência ou não ainda ontem estive a rabiscar numas folhas duas ideias que me surgiram, normalmente é isso que faço, meto umas setinhas com anotações e depois tento seguir aquilo.
    Não tenho muito daquele espírito/sensibilidade de levar a máquina para a rua e conseguir prever boas fotos, seja com expressões de pessoas ou não, se não levar já um objectivo em mente sinto que estou simplesmente a passar o tempo e quando olho para a foto no LCD é bastante provável que a apague logo de seguida.
     
  7. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Também gosto bastante, mas por vezes é complicado dada a atitude "anti-fotógrafo" que muita gente adoptou. Às vezes as pessoas olha para mim como se estivessem a olhar para um arrumador de carros (talvez seja da barba... ou não).
    Também não me importava nada, nem que fosse só como complemento para ganhar uns trocos. Mas até lá...
    É outra das razões para não eu não tirar fotos nessas situações. Sou perfeccionista, se sei de antemão que não vai sair nada de jeito, nem me mexo. Normalmente as pessoas até fazem questão que seja eu a tirar, porque gostam das fotos que eu tiro, mas tento sempre esquivar-me.
    Já somos dois... Ando a tentar contornar isso, mas tem havido falta de tempo para "estudar" fotografia.
    True. Esse é para mim o mal das paisagens. Toda a gente, melhor ou pior, faz fotografia de paisagens. É tido como "básico" e abordado com a ideia de que basta uma paisagem bonita e está feito, o que não é propriamente verdade, mas leva muita gente a virar-se para esse tipo de foto.
    Também é uma coisa que cada vez é mais difícil prever... Ainda ontem fui tentar fotografar pescadores e quando cheguei à marina "onde estão eles?!". Acabei por tirar meia dúzia de fotos que apaguei assim que cheguei a casa.
    Já aqui à tempos fui de propósito à Nazaré, onde ainda há o hábito de os barcos saírem e entrarem pela praia, mas nada... Já só há 3 ou 4 barcos a fazer isso e começam a época mais tarde por causa da crise...

    Enfim...
    [​IMG]
     
  8. cardosoaac

    cardosoaac Power Member

    Eu sempre gostei muito de fotografar paisagens e com determinado enquadramento; tipo pôr-do-sol, amanhecer, dias com névoa mas a minha antiga máquina de rolo era p&s puro , de modo, que agora é um mundo novo... outra coisa que gosto muito é tentar reproduzir coisas que vejo em revistas e livros o que não é fácil!

    As fotos sociais típicas é naquela...tipo o clube do coração e a selecção, a selecção gostas porque sim (tiro as fotos sociais porque senão estoua a ouvir a família mas procuro apanhar sempre os espontâneos) e o clube é o que de facto escolhemos (no caso as da paisagem e as demais...)
     
  9. Uno.

    Uno. Power Member

    Bom eu sempre adorei fotografar, nunca fui muito perfeccionista (tiro 1001 fotos e depois logo escolho a melhor, por isso é que o meu disco esta como esta.)
    Dantes era só point&shoot mesmo porque infelizmente, só me ofereceram maquinas más.. (uma HP e uma sony das mais baratas) e era naquela qualquer sitio com apenas um bocadinho de falta de iluminação e era o fim do mundo, era só fotos cheias de ruido etc etc vocês sabem.
    Agora finalmente comprei uma maquina decente e ando a tentar aprofundar a coisa.
    Vejo a fotografia como um hobby/paixão, também já ponderei em seguir fotografia profissionalmente que era uma coisa que me agradava bastante mas ainda não sei ..
    Quanto ao tipo de fotos que gosto de tirar, mais paisagens, ambientes rurais e fotos espontaneas. Não gosto de tirar fotos com as pessoas à esperem que eu tire. Tiro 1001 fotos sem as pessoas reparerem (tanto que ficam sempre lixados comigo.) e gosto bastante de o fazer.

    Conclusão, ainda sou um granda nabo em fotografia mas amo fotografar e quero aprofundar os meus conhecimentos.
     
  10. Warlord

    Warlord [email protected] Member

    fotografia e o hobbie k estou a levar mais a serio (kanto mais n seja pelo investimento financeiro), ha ja alguns anos k n me interessava tanto por algo. creio k veio para ficar, pelo menos por mais uns tempos, enkanto o tempo livre o permitir e enkanto o preco da gasolina n se tornar completamente ridiculo...

    procurei algo para me afastar um pouco do PC, mas acabo por verificar k passo +- o mesmo tempo de volta dele, apenas a fazer coisas diferentes. nao tenho duvidas k foi este espirito de comunidade k se pode encontrar aki e noutros foruns/sites k despertou e alimenta o meu interesse por fotografia.
     
  11. c3l5o

    c3l5o I'm cool cuz I Fold

    Isso do tirar muitas ou poucas fotos depende... Já cheguei a sair de casa, tirar uma foto e volta a correr com o cartão porque era o que queria, mas por exemplo se estiver na discoteca chego a tirar 3 e 4 fotos ao mesmo grupo/casal para me certificar que o foco não falha mesmo e que tenho pelo menos uma com uma expressão engraçada.

    A minha localização é que torna tudo muito complicado, dos fotografos que conheço só fazem:

    -Batizados, Casamentos;
    -MX, BTT muito esporadicamente;
    -Eventos Sociais.

    Os primeiros são os pros cá da terrinha, com loja aberta e tal. Os segundos são uns amigos que se dedicam a isto, mas como trabalham é só mesmo aos fds e não é todos, o ultimo é só um amigo e é mais por desporto que outra coisa...

    Depois há dois ou três no maximo que trabalham para os jornais locais que são os donos da razão e do mundo com as suas compactas... Um deles uma vez até me queria proibir de tirar uma foto de uma situação que se tava a passar mesmo a nossa frente... Devia ter medo que mandasse a foto para o jornal onde ele trabalha e que comparassem a qualidade de imagem.

    Uma coisa que me apoquenta bastante aqui nos jornais da terra é que todos dizem que não aceitam colaboradores fotográficos, só se escreverem também eles os próprios artigos e depois dão-se ao luxo de até meter uma capa completamente desfocada e ninguém se importa com isso... Não é que eu as vezes não falhe o foco... Mas nunca ia noticiar um evento, tirava uma foto e vinha-me embora...

    Bem já me estou a esticar com o testamento... Mais uma vez, mais tarde depois comento mais qualquer coisa que me venha a cabeça...
     
  12. Warlord

    Warlord [email protected] Member

    podes sempre comecar a tirar fotos e enviar (oferecer) uma ou outra ao jornal. com o tempo pode ser k percebam a diferenca de qualidade e passem a compra-las kando deixares de as oferecer ;)
     
  13. edumad

    edumad I fold therefore I AM

    Com a frequentar de vários fóruns de fotografia tenho visto muito pessoal não pro a dizer que vendeu fotos para jornais. Andam sempre de câmara atrás e calham de apanhar acidentes, acontecimentos, etc. Não e pessoal que quer fazer foto-jornalismo, calham de estar no sitio certo com o equipamento certo... e ganham uns cobres para pagar o vicio de comprar lentes e acessórios...

    Apesar de serem paisagens aquilo que mais gosto de fotografar e que mais produzo, tenho sentido vontade de explorar mais e mais situações e sujeitos. Uma boa ideia (para mim que fico pouco à vontade com fotografia na rua) são eventos culturais ou de rua. Estás à vontade para tirar fotos a pessoas porque elas estão mais predispostas ou até mesmo à espera que isso aconteça.
     
  14. Warlord

    Warlord [email protected] Member

    e um bom comeco para kem n gosta de tirar fotos a pessoas (como e o meu caso), tlvz desperte ***** coisa :lol:
     
  15. Bensan

    Bensan Power Member

    Eu sou um rookie no que toca a "fazer fotografia" apesar de ser já um expert em "tirar fotos". :D

    Para mim a fotografia pura é uma arte gráfica, como é a pintura o é. E quem faz fotografia é um artista, como o é o pintor.

    Para mim a melhor fotografia é a mais nítida de todas! Tão nítida, tão nítida, que pareça mais nítida que o que vemos pelos nos biosensores visuais.

    Por vontade própria traria sempre comigo uma máquina digital que fosse suficientemente compacta para caber num bolso e suficientemente poderosa, ao nível das SLR's intermédias.

    Gosto de captar momentos simples com os amigos, gravar numa matriz de pixels as memórias de um jantar, uma ida à praia ou um passeio pelo parque, bem como todas as figuras tristes que eu e os meus amigos fazemos. :D

    Paralelamente costumo também tirar fotos artísticas com eles, dignas de cartazes de cinema (em posições que nem ao diabo lembra :D), que manipulo convenientemente no PhotoShop com montagens e efeitos de cartoon, filtros coloridos, etc.

    O meu lado mais artístico e criativo está mais relacionado com fotografia a paisagens diurnas e nocturnas (cidade, montanha, florestas, mar) e construir panorâmicas tipo olho de peixe com ângulos superiores a 180º.

    Admito que não tenho grande jeito para fotografar este ou aquele aspecto ou pormenor que os verdadeiros artistas captam, algo simples e facilmente ignorado, que só em fotografia conseguimos apreciar a valorizar. Admiro muito o trabalho de quem tenha essa criatividade. :)
     
  16. jmmsmm

    jmmsmm Power Member

    Bem pensada, esta thread...:)

    A maior virtude da fotografia, é a sua abrangência e versatilidade...
    Encontramos de tudo um pouco, no que respeita ao que nos move a carregar naquele botãozinho que faz um barulho esquisito e lança por vezes uma luz estranha e que intimida qualquer um...

    O que me atrai nesta área é realmente a capacidade que temos em captar e gravar para sempre, qualquer momento com que somos deparados na nossa vida quotidiana...

    O meu vício são os retratos... principalmente à família... desde há muito tempo que "gravo" nos meus álbuns todos os passos das minhas duas mais preciosas jóias... nascimento, os primeiros sorrisos, a primeira pápa (estragou-me uma canon eos100, por sinal...:)....), o gatinhar para trás e para a frente, o andar atabalhoado, as cabeças partidas, a entrada na escola, os aniversários, os espectáculos de dança... enfim... só faltam mesmo aparecerem os primeiros namorados... para esses, está reservada a 40D e o seu corpo de magnésio...:)... deve fazer uma móssa valente...:):)

    Bom, na minha profissão também a utilizo muito... todos os dias, para falar a verdade... e realmente o corpo resistente, tem-me feito um jeitaço...

    Admiro muito quem faz fotografia pensada e consegue resultados fabulosos, como pode ser visto na galeria desta fórum e noutras também, oferta de muitos dos nossos colegas que "escutamos" no techzone...
    Não é efectivamente o meu maior gosto... de qualquer forma, quando surge uma oportunidade em captar algo diferente... não a desperdiço.

    Não adormeço a pensar numa imagem que possa ou queira fazer... mas por vezes, dou comigo a pensar nas objectivas que gostaria de comprar mas que por vezes, não dá...€€€...:(

    enfim, doideiras... e sim... sou viciado em tudo o que é canon... (ninguém é perfeito...:002:)

    ao fim e ao cabo, a gravação da luz à nossa frente, une-nos com objectivos diferentes... mas o meio com que atingimos os nossos gostos, é o mesmo...

    Obrigado a quem inventou esta caixinha fabulosa...:)
     
  17. freerider

    freerider Power Member

    Encaro como um hobbie tal como o BTT. Se no futuro puder tirar algum proveito melhor. Desde o inicio das máquinas digitais que comecei a sentir o bichinho da fotografia. Durante os primeiros anos limitava-me a fotografar os acontecimentos normais (aniversários, férias, BTT) e sem grandes conhecimentos. No ultimo ano tenho tentado aprender o mais possível e tenho tentado ser mais criativo no tipo de fotografia que faço.
    Já saio de propósito para ir tirar esta ou aquela foto em determinado local a determinada hora. Gosto principalmente de fotografar desporto, paisagens e vida animal apesar das minhas galerias poderem não demonstrar isso por falta de tempo por vezes.
    Ao inicio preocupava-me imenso com a pos-produção mas nos ultimos tempos tenho evitado isso...agora prefiro tirar 200 fotos e escolher as 2 melhores do que estar a fazer edição no PC. Para determinados tipos de fotografia é essencial mas para o que faço não tenho essa necessidade. Prefiro ficar mais tempo na rua longe do PC a experimentar vários settings na máquina e depois analisar os resultados.
    Algo que gosto particularmente de fazer é conjugar a fotografia com o BTT. Pego na bike vou andar, paro tiro umas fotos, ando mais um bocado paro novamente...
     

Partilhar esta Página