1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Como se entra na indústria dos videojogos?

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por HardcoreRetroGamer, 1 de Dezembro de 2008. (Respostas: 92; Visualizações: 9090)

  1. HardcoreRetroGamer

    HardcoreRetroGamer Power Member

    Gostaria de saber qual o curso que se tem de tirar para fazer jogos e se há alguma oferta em Portugal.

    Alguém sabe?
     
  2. Real_Saturn

    Real_Saturn Power Member

    Não sou definitivamente a pessoa mais indicada para responder, mas a programação será um dos campos mais importantes.
    Se eu tivesse de entrar nesse ramo, iria mais pela componente artística, fosse pela concepção ou pela arte gráfica, que implica saber trabalhar como deve ser com programas 3d.

    Em termos de mercado em Portugal, é muito limitado. A única equipa que se encontrava a fazer um projecto mais ambicioso, com o Ugo Volt, desistiu do projecto. Houve outra que desenvolveu um jogo para DS e que saiu nos Estados Unidos. É difícil haver condições financeiras para se produzir um jogo decente, além de ser necessário uma equipa com aptidão e com elementos capazes de dar resposta. Não acredito que seja necessário um curso superior para integrar uma equipa de jogos, pelo menos em determinadas vertentes, mas como em qualquer outra profissão há exig~encias e habilitações mínimas para haver qualidade e credibilidade.
     
  3. tiagosousa25

    tiagosousa25 Power Member

    Se queres entrar na industria dos videojogos Portugal (Socrates) não é o país para ti. Tenta ir para os U.S.A!
    Lá é que existe a EA, CAPCOM, KONAMI, etc...
     
  4. HardcoreRetroGamer

    HardcoreRetroGamer Power Member

    Acho que a Konami e a Capcom são no Japão...

    Eu gostaria de seguir Engenharia Informática por isso acho que estou no caminho certo. O problema é a falta de oferta cá em Portugal.
     
  5. Real_Saturn

    Real_Saturn Power Member

    São japonesas ms têm escritórios fora do japão também. Não sei é se têm estúdios ao nivel de desenvolvimento de jogos.

    Basicamente... É MUITO complicado entrar em trabalho nos jogos. Se queres entrar em engenharia informática e ficar por cá, mais vale não seguires o curso especificamente por teres esse interesse e pensar nas alternativas que o curso dará caso seja mesmo esse que queiras

    Mesmo lá fora, o facto de existir não quer dizer que seja fácil entrar. Conheço alguém no UK que já teve um mínimo contacto e disse que também não é nada fácil. Ir para fora e pensar que lá é mais fácil entrar numa equipa para produzir jogos, seja nos EUA ou noutro sítio qualquer, as coisas estão longe de serem tão lineares quanto isso.

    Para ficar cá, ou começas empresa tua no ramo, não faço ideia como, ou associas-te a alguma que trabalhe na área de software ou informática com intenção e capacidade de produzir jogos concretamente. Acho que faz todo o sentido começar a pensar em aparecer algo desse género por cá.
     
  6. jjmaia

    jjmaia What is folding?

    Em Portugal, só fazendo jogos para o Magalhães :D
     
  7. .DX.

    .DX. Power Member

    Tens a ydreams ca.
     
  8. Panike

    Panike Power Member


    eu estava a achar estranho nao darem noticias do ugo volt...o projecto foi mesmo cancelado?
     
  9. Bio Shadow

    Bio Shadow Banido

    Isso não quer dizer nada, engenharia informática, por si só, de pouco ou nada te vale para entrares nesta indústria, aliás, é provavelmente o pior caminho para entrares no que queres.

    Penso que em Portugal não haja um curso específico para desenvolvimento de jogos, há sim cursos de arte digital / multimédia / design com cadeiras específicas para desenvolvimento de jogos, no meu curso há uma optativa que se chama mesmo "produção e desenvolvimento de videojogos", esta em conjunto com outras cadeiras como modelação 3D, animação 3D, etc lá se vai adquirindo os conhecimentos para esta indústria.

    Agora tudo depende do que queres, o caminho mais fácil é aprender artes -- modelação e animação 3D principalmente, só com isto já tens uma probabilidade bem maior de entrar numa empresa de jogos já que é isso que elas mais querem: artistas gráficos (modeladores, animadores, produção de texturas, designers de níveis, de ambientes, de interfaces, cinematics, concept artists, artistas 2D, etc), os programadores, apesar de importantes, estão em bem menor número.
     
  10. Real_Saturn

    Real_Saturn Power Member

    Sim, por falta de meios, pelo que ouvi dizer há uns meses.
     
  11. Pure Anarchy

    Pure Anarchy Moderador
    Staff Member

    Existem inúmeras maneiras de entrar na indústria dos videojogos, tudo depende dos teus conhecimentos, dedicação, habilitações (e por habilitações não me refiro ao curso superior, já explico melhor) e portfolio.

    Acima de tudo tens de ter uma ideia clara daquilo que pretendes fazer, porque não há uma maneira exacta de entrar para a indústria, vai sempre variar de acordo com a posição que pretendes e a experiência que tens. Um curso superior não te garante nada, isso digo-te já, porque tanto tens excelentes programadores sem qualquer background universitário como tens outros que frequentaram cursos completamente diferentes, como história ou economia por exemplo. É claro que um curso superior fica sempre bem no teu currículo, especialmente se for relacionado com a área em que estás interessado, pois se o curso for bom e te empenhares vais aprender muita coisa. Mas não é um requerimento, longe disso, conheço inúmeras pessoas a trabalhar na indústria sem curso superior. E estou apenas a falar em termos de programação, que é a área que geralmente se associa logo a engenharia informática, pois também tens outras como Game Design e Level Design em que a discrepância entre os currículos de pessoal nessas posições é ainda maior, pois até há alguns anos atrás não havia nenhum curso direccionado para isso (hoje em dia já há vários lá fora).

    Se explicares mais concretamente aquilo que gostavas de fazer é mais fácil de te dar algumas indicações, pois existem imensas áreas diferentes dentro do desenvolvimento de jogos. Portanto vou generalizar um pouco as coisas.

    O primeiro passo que tens a dar é estudar e trabalhar bastante, principalmente nos teus tempos livres, informares-te sobre os conhecimentos necessários para alcançar o teu "emprego de sonho" na indústria e a partir daí começares a aprender.

    Se realmente queres ser programador (como o teu post parece sugerir, daí que tenha pedido para esclareceres) vais ter de te esforçar, não te fiques pela mediocridade e não penses que o curso é suficiente, vais ter de aprender bastante sozinho para complementar as áreas em que és mais fraco e aquelas que não te vão ensinar, que provavelmente vão acabar por ser o que mais vais precisar dependendo da tua especialização. C e C++ são essenciais (que vais aprender em todos os cursos de eng. informática, mas que se puderes começar a aprender sozinho ainda melhor e há excelentes livros para aprenderes), pois são as mais utilizadas no desenvolvimento de jogos, mas tal como esta vão haver outras tantas dependendo daquilo que vais fazer. Também deves pesquisar e ficar com uma ideia melhor sobre áreas como programação gráfica, AI, física, áudio, redes e afins para saberes as possibilidades que cada uma oferece e qual delas é que gostavas de te focar, e se possivel aproveita para estudar um pouco a teoria de game design pois vai ser muito importante para saberes como as coisas funcionam.

    É claro que isto é apenas no caso de quereres seguir programação, pois existem inúmeras outras essenciais. Se não é o que queres fazer não te aconselho, pois vais ter de dedicar milhares de horas a isto durante o resto da tua vida e não é algo para o qual todas as pessoas estejam preparadas, especialmente se não for algo de que gostes a sério. Procura informar-te melhor sobre as várias áreas e o que cada uma requer, pois para além de programação tens arte, modelação, animação, game design, level design, áudio/música e afins, cada uma delas com as suas várias especializações. É porreiro ser um Jack of All Trades e saber um pouco de várias, mas o mais importante é tornares-te realmente bom numa delas.

    Para além de muito trabalho, deves também procurar mais pessoas interessadas em gamedev (o termo geralmente utilizado para desenvolvimento dos jogos, podes já habituar-te) e que partilhem a tua motivação, de preferência para poderes trabalhar em conjunto. É essencial saber trabalhar em equipa, portanto quanto mais cedo começares melhor é. Começa por projectos mais pequenos, vai subindo a pouco e pouco até estares preparado para tarefas maiores. É então que deves procurar uma boa equipa indie ou de modding, que existem milhares espalhadas por todo o mundo, e aproveitares para desenvolver alguns projectos mais ambiciosos. São estes projectos em conjunto com o teu trabalho individual que te vão ajudar a construir o teu portfolio, que é extremamente importante para garantir o teu futuro profissional.

    Entre um gajo com curso superior e um portfolio mediocre e outro com o 12º e um excelente portfólio, acredita que o gajo com o excelente portfólio vai sempre ter prioridade. É tão simples quanto isso, a experiência é o que interessa pois vais ter de estar preparado para trabalhar desde o primeiro dia, ninguém vai ficar à tua espera. Se conseguires aliar um curso superior a isso ainda melhor, mas a experiência é sempre prioritária e por isso deves trabalhar o máximo possível para construir o teu portfólio, pois vai ser a tua principal base de avaliação. É claro que como programador isso vai estar mais dependente de tech demos, jogos e outras aplicações que faças, não é tão simples como um artista conceptual ou modelador. Mas continua a ser igualmente importante.

    Relativamente à indústria em Portugal, ela existe só que é bastante pequena. As que mais se salientam são possivelmente a RTS, Seed Studios, Vortix Games, Ignite Games, Blue Shark Studio e mais algumas, embora o seu foco seja essencialmente em jogos casuais. Posso-te garantir que existe muito pessoal talentoso, o investimento na área cá em Portugal é que é bastante reduzido, daí que muitos deles sejam também forçados a procurar emprego no estrangeiro caso estejam interessados em projectos mais ambiciosos.

    Penso que este "testamento" cobriu várias áreas de interesse, se quiseres mais informação é só perguntares e eu também te posso fornecer mais fontes de informação. É bom ver pessoal interessado na área, daí que também te aconselho a visitares o GameDev-PT onde vais encontrar muito mais gente capaz de te ajudar do que aqui na Techzone.
     
    Última edição: 1 de Dezembro de 2008
  12. DuarteTZ

    DuarteTZ Power Member

    Engenharia Informática não é muito destinado para desenvolvimento de Videojogos, mas sim desenvolvimento de Software, Gestão de Redes, Hardware (isto também se continuares com estudos na Universidade).
     
  13. heeven

    heeven Power Member

    penso que tem a EA-Sports em Espanha também. Programar jogos deve ser do mais difícil que há. E do mais difícil para entrar. Deve haver muita oferta para uma menor procura. Penso eu :p
     
  14. Rod_Flores

    Rod_Flores Power Member

    Com TALENTO!
    seja para Programação ou Arte!
    A minha formação é em Animação 3D (3DS MAX e Character Studio)
     
  15. Real_Saturn

    Real_Saturn Power Member

    Fia-te no talento e não faças pela vida :rolleyes:
     
  16. Rod_Flores

    Rod_Flores Power Member

    È uma questão de sorte, Sentido de Oportunidade, de saber aplicar aquilo que se aprende na escola.

    Nós podemos aprender técnicas, truques e tudo o mais, mas não servem de nada se não soubermos aplicar estes conhecimentos pra criar cenas porreiras....isso chama-se Talento, que é o que muita gente não tem (Habilidade criativa), e isso aplica-se a tudo, e não só a Arte.

    Há que trabalhe por Dinheiro...
    Há quem trabalhe por Paixão...
    e ainda há aqueles que conseguem os Dois...e muito mais

    Como diz uma pessoa que conheço "O Sucesso é só para aqueles que se atrevem a atrever-se".
    Como dizem os Bon Jovi "Im Feeling like Monday but someday i'll be Saturday Night"

    Sorte! mas também tens razão é preciso fazer por isso.
     
  17. Pure Anarchy

    Pure Anarchy Moderador
    Staff Member

    Com apenas talento não vais a lado nenhum, se não trabalhares a sério não avanças na carreira nesta indústria (nem em muitas outras). O que não falta por aí é pessoal com talento e que não chegaram a lado nenhum por não trabalharem a sério. Da mesma maneira que há outros que não têm a mesma "habilidade criativa" natural e com muito trabalho superam aqueles que se fiam apenas no talento, se não mostrares dedicação e empenho o talento por si só não te leva muito longe.
     
  18. ruifmoreira

    ruifmoreira Power Member

    Eu também gostava de seguir qualquer coisa assim.
    Mas em principio devo ir para a engenharia informárica
     
  19. JoaoRamalho

    JoaoRamalho Power Member

    lol logo estás no curso certo
     
  20. ruifmoreira

    ruifmoreira Power Member

    Disse isto porque em cima disseram que o curso de engenheiro informático, não devia ser o melhor para entrar no ramo dos videojogos
     

Partilhar esta Página