1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Compilar o Ubuntu

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico - GNU/Linux & *nix' iniciada por antek, 3 de Julho de 2008. (Respostas: 12; Visualizações: 1007)

  1. antek

    antek Power Member

    Ola rapaziada :D

    Ha alguma forma fácil de se compilar todo o ubuntu na nossa maquina? Em teoria(e na pratica...) o sistema fica todo muito mais rápido não é verdade?
     
  2. hellaxe

    hellaxe Power Member

    Para isso usa Gentoo com o stage 1.
    Já agora para que é que querias fazer uma coisa dessas? Ele já está preparadinho e tudo.
     
  3. antek

    antek Power Member

    Várias rozoes, mas principalemte porque tenho um portatil meio oldie ( 4 anos), que corre bem o ubuntu, mas que as vezes...

    E porque tenho a mania que sou geek :D
     
  4. hellaxe

    hellaxe Power Member

    O meu também tem essa idade e não vejo problemas.... a não ser a gráfica (ATI 7500).
    Queres mais performance mete o fluxbox ou o openbox.
     
  5. antek

    antek Power Member

    O meu tem uma 9000 e é 2.8, mas mesmo assim.... ficava muito mais rápido :D

    Se bem que dá o tilt com o novo ubuntu e com as redes WIFI da universidade :s
     
  6. esquiso

    esquiso Power Member

    Tens a mania que és g33k e nem sabes usar o Google?

    Anyway, pelo Ubuntu não há muito que possas fazer. No máximo, compilar um kernel e recompilar todos os pacotes do teu sistema com o apt-build. Mas só o tempo que ias perder, mais vale um stage3 do Gentoo (stage1 é para suicidas).
     
  7. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Eu sugiro que compiles, que anotes os resultados e os coloques aqui (porque ainda não vi esses dados em lado nenhum).
    Nomeadamente, o total de horas gastas a compilar o software que precises e o total de horas ganhas na execução desse software durante, por exemplo, um mês.
     
  8. hellaxe

    hellaxe Power Member

    Creio que não compensa nada, mesmo nada.
    Do ponto de vista académico até podia ser interessante mas é muito difícil de contabilizar os ganhos.
     
  9. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Eu não sei se compensa ou não. Há quem diga que sim, há quem diga que não.
    Como nunca vi dados que mostrem que a soma dos (mili)segundos ganhos na execução de uma aplicação (por exemplo, OpenOffice) ao fim de um período de tempo justificam as horas dispendidas com a compilação do software, tenho muita curiosidade.
     
  10. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Não é possível medir essa diferença, porque não é possível diferenciar quais os ganhos individuais de cada aplicação. Além da diferença que faz directamente no OO, também a toolkit tem ganhos, e também o WM, também o X, o kernel, etc..

    Mas também vos digo algo: se a única razão para mudarem para uma distro source-based é o aumento da performance, mais valem deixarem-se estar nos binários. A diferença é pouca.
     
  11. thejoedoe

    thejoedoe Power Member

    Já não me lembro onde vi, mas já li algures num forum em que alguém tinha essa mesma questão que resposta foi que o aumento de performance era praticamente nulo, tipo numa operação de uma hora ganhavas à volta de 5 a 10 s ou seja um aumento de 0,0028%
     
  12. cktiger

    cktiger Power Member

    a minha opinião é que sistemas source-based como por ex. o gentoo para além de ser uma perda de tempo a compilar o software que depois até nem se nota grande diferença na velocidade , perdem muito em relação á estabilidade do sistema , o unico ponto que vejo a favor é o conhecimento ,mas para instalar um sistema desses prefiro os BSD que são realmente estáveis e rápidos.

    até + ckt1g3r
     
  13. neonl

    neonl Banido

    Esta discussão está a tomar um rumo absurdo. Em relação ao tópico inicial: não, não se compila o Ubuntu, podes compilar apps aleatoriamente por motivos de força maior. Antigamente (penso que até ao Edgy) muita gente compilava também o Linux (generic, source nos repos) para ter i686 - que não era suportado oficialmente.

    Se queres a performance que se pode obter com a compilação e flags (como o PrOdG disse, a acumulação sucessiva em diversas coisas como o toolkit, X, etc e tal, pode proporcionar algum ganho), e também a escolha e flexibilidade - que é parte fundamental das vantagens das meta-distribuições usa uma: Gentoo. Podes partir de uma stage3 já compilada para as tuas flags, ou, caso contário, uma oficial para i686 genérico e depois compilas tudo, até toolkit (stage 1/3).

    De qualquer maneira, se ainda estás a fazer uma pergunta como esta aqui no fórum, duvido que queiras aventurar já no que referi acima (sobretudo no projecto Jackass - Stage 1/3)
     
    Última edição: 6 de Julho de 2008

Partilhar esta Página