N64 Conker's Bad Fur Day

jabun

Power Member


Conker's Bad Fur Day
é mais um jogo de plataformas da lendária Rareware para a Nintendo 64, lançado em 2001, já no final de vida da 64 Bits da Nintendo, fazendo assim parte do bom line up de final de vida da consola (do qual faziam parte Paper Mário, Excitebike 64, Banjo-Tooie, Mario Party 3 ou Pokemon Stadium 2). Conker foi mesmo o último título da Rare a ser lançado para a consola e o penúltimo título para uma consola da Nintendo, sendo o último, o excelente Star Fox Adventures.

O protagonista do jogo é Conker the Squirrel, um esquilo alcólico, que urina em locais impróprios e que adora dinheiro. O típico personagem querido e fofo dos jogos Nintendo, portanto.



Conker's Bad Fur Day esteve quatro anos no forno. A ideia original era a de um jogo de plataformas para toda a família, chamado Conker's Quest e posteriormente Twelve Tales: Conker 64. As primeiras fotos do desenvolvimento sugeriam que o jogo estava muito parecido a outros clássico da produtora, tais como Banjo-Kazooie e Diddy Kong Racing. Por isso, Rareware mudou por completo a personalidade do seu esquilo, mantendo o aspeto angelical mas agora num mundo repleto de humor corrosivo, com flores com enormes seios, um monte enorme de cocó a servir de boss cantor ou o personagem principal a começar o jogo embriagado. Assim, o jogo apresenta violência explícita, temas sexuais, linguagem forte, humor escatológico, e inúmeras paródias cinematográficas. Tudo isto regado com alguns dos melhores gráficos e som que saíram da Nintendo 64, sendo dos poucos jogos da consola com voice acting.



Ao início, os gamers acharam que era uma brincadeira da Rare. Mas, conforme os meses passavam e novas imagens iam saindo, as mudanças na direção do jogo eram cada vez mais evidentes. E, ao mesmo tempo, Conker era criticado pelos puristas e aplaudido por quem se deliciava com a bizarria do que via. O produtor do jogo, Chris Seavor, foi o principal responsável pelas alterações em Bad Fur Day. Afirmando ter-se inspirado em Monty Python ou South Park, o próprio Seavor fez a voz de Conker e de todos os personagens masculinos no jogo (exceto o Great Mighty Poo e o Fairy Panther King).



Toda esta qualidade e originalidade não passou despercebido, com o jogo a receber críticas excelentes por parte da imprensa especializada, que louvaram a diversão de Conker e a coragem da Rare para lançar um jogo desta natureza. Porque Conker's Bad Fur Day não é só um jogo original: é também um excelente jogo de plataformas, sendo um prazer controlar o esquilo de bastão em punho, desfeiteando os inimigos pelas várias áreas do jogo, todas elas igualmente bem delineadas e memoráveis, num jogo de plataformas 3D eu tudo semelhante ao ja citado Banjo Kazooie ou a Super Mario 64, sendo que cada área era desbloqueada quando Conker ganhava dinheiro suficiente para o conseguir.



No entanto, infelizmente, o jogo teve poucas vendas devido a sua divulgação limitada (houve alguns países europeus, como Portugal, que nem o receberam! Obrigado Concentra), pelo que o cartucho de Conker acabou por entrar em poucas consolas. Mas, aqueles que o jogaram nunca mais esqueceram o esquilinho mais carismático da História dos videojogos, fazendo o jogo ganhar uma aura de jogo de culto. Isso é garantido.



Quando a Rare foi comprada pela Microsoft, a primeira XBox foi agraciada, em 2005, com um remake, intitulado Conker: Live & Reloaded, que só não é perfeito porque os palavrões da versão original foram censurados. No entanto, é, sem dúvida, a opção mais em conta para quem quer experimentar esta pérola (e corre lindamente na XBox One).



Conker's Bad Fur Day é um lufada de ar fresco nesta indústria tantas vezes estagnada. Tem genuína graça e é genuinamente divertido e ainda hoje é dos melhores jogos de plataformas que podemos encontrar.
Não consigo, de facto, perceber como é que esta pérola genial não é mais vezes falada nas discussões sobre videojogos.

Um clássico intemporal. Vão jogá-lo.



Conker - Did You Know Gaming?

Mais uma vez, gostava imenso de experimentar a versão original do Conker da N64, tinha um aspeto excelente!
E vejam como nasceu a ideia para o melhor boss de todos os tempos: Great Mighty Poo. Hilariante


The Making of F*!*ing Conker, Retro Gamer

ZYLQaPV.jpg

HEkHPV2.jpg

LetEcpG.jpg

cJaQ5qz.jpg

zUVxpqz.jpg

GPDd8h6.jpg


Análise Player nº19, Junho 2001





Análise MaxiConsolas nº56 (ao remake para a XBox), Julho 2005






Notícia sobre o jogo, Hobby Consolas nº116, Maio 2001





Rare Revealed: A Rare Look at Twelve Tales: Conker 64

Rare Replay - The Making of Conker's Bad Fur Day​

Interessantissimo ver como o Conker começou. Embora até tenha alguma curiosidade em experimentar o Conker Quest (até porque tinha excelente aspeto), ainda bem que a Rare decidiu levar o jogo do esquilo noutra direção. Bad Fur Day é um jogo delicioso e com um sentido de humor retorcido, mas genial. Conquer Quest seria mais um, BFD é um dos melhores de sempre, era tão bom haver uma sequela...

E o Making of mostra a voz por trás do Great Mighty Poo. O melhor boss de todos os tempos
 
Última edição pelo moderador:

Raen

Power Member
Dos jogos que mais me diverti a jogar. Não tive a felicidade de o jogar numa N64, mas tratei de o jogar num emulador há alguns anos assim que a emulação N64 chegou a um ponto bastante aceitável. Sem dúvida recomendado, e uma das pérolas da N64 - diria mais, "A" pérola.
 

jabun

Power Member
Dos jogos que mais me diverti a jogar. Não tive a felicidade de o jogar numa N64, mas tratei de o jogar num emulador há alguns anos assim que a emulação N64 chegou a um ponto bastante aceitável. Sem dúvida recomendado, e uma das pérolas da N64 - diria mais, "A" pérola.
Recomendo o remake da XBox, que se joga perfeitamente na One! (e suponho também que nas Series X e S).

O grafismo é tão bom que ainda hoje está perfeitamente atual:

dims

14056.jpg

conker-live-and-reloaded-200405110218228.jpg


É uma pena tão pouca gente ter jogado este jogo... Uma pérola.
 

Raen

Power Member
Nunca joguei o remake, mas se grande parte do humor jocoso do original foi retirado, perco logo alguma vontade de o jogar, de tão bom que o original é nesse aspecto.
 

Spiderman

I folded Myself
Vou deixar aqui a minha review sobre o Conker Live and Reloaded para Xbox (jogado numa Series S, que renderiza a 1440P)

wp7127805.jpg

Conker: Live & Reloaded
9/10

Jogo de oferta deste mês no Xbox Gold. Quando o jogo saiu à mais de 15 anos, cheguei a jogar um pouco, não mais de 1h. Nessa altura, já tinha ficado com a impressão que havia algo fora do normal neste jogo. Apesar do aspecto "fofinho" do personagem, havia uma certa violência acima do normal, e a linguagem nem sempre era o mais apropriado para um jogo que até aparentava ser para crianças (o jogo tem na verdade classificação +17 anos).

Pois bem, agora tendo terminado o jogo 15 anos depois, não posso deixar de ficar maravilhado com a experiência. Está carregado de humor (Im)Mature, desde personagens que em cada frase metem 1 ou 2 palavrões misturados (mas censurados), ou até ter de passar certos níveis recorrendo a bolas de estrume, personagens femininas que parecem estrelas de playboy, e mesmo referências sexuais não ficam de fora. A juntar ainda a tudo isso, tem várias referências a clássicos do cinema bastante conhecidos (lembro-me pelo menos de 3 ou 4), mas não vou fazer spoiler a quem decidir pegar no jogo.

Em termos de gameplay, tem alguns problemas clássicos dos jogos dessa época, como a dificuldade acrescida em usar a mira quando se usam armas de jogo, ou o controlo da câmara nos momentos de "plataforming", que também é um bocado limitada (no eixo vertical). Mas nada que seja muito mau, mas nota-se.

É um jogo que sendo lançado hoje em dia era bem capaz de provocar polémica, dado haver uma exagerada perseguição pelo politicamente correcto. Antes de lhe ter pegado agora, parecia-me um bom IP para a Microsoft reviver, como jogo de plataformas "family friendly". Agora sei que não é de todo um jogo "family friendly".

Além disso, uma das coisas que me chamou à atenção, e até tive de tirar um screenshot, foi isto aqui em baixo. Não só o chão é espelhado (o que não era muito normal num jogo das consolas dessa época), como as colunas de pedra são totalmente destrutíveis! Isto só acontece neste salão em particular, mas é um detalhe "next-gen" para a Xbox OG.

Conker-Live-and-Reloaded.png
 
Última edição:

jabun

Power Member
Este Conker numa XBox Series deve ficar incrível @Spiderman . Um sonho ver o Great Mighty Poo a 1440P

Joguei-o na N64, na XBox e rejoguei o remake há uns três anos e voltei a adorar. Na Xbox deve ser o jogo com o grafismo mais bonito da consola.
 
Topo