1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[Curiosidade] DM&P Vortex86 EX2 (Asymmetric multiprocessor)

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Nemesis11, 11 de Julho de 2018. (Respostas: 2; Visualizações: 329)

  1. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    O mercado x86 é dominado por um grande player (Intel) e uma segunda empresa mais pequena (AMD), que produzem processadores para diversos mercados onde é preciso considerável performance. Na China, existe também a Zhaoxin, usando IP da VIA e a Hygon com uma joint venture com a AMD.

    No entanto, existe uma quinta pequena empresa, que produz processadores x86 e é muito pouco conhecida, devido não só à sua dimensão, como por se focar apenas no mercado low performance embedded. Essa Empresa é a DM&P e produz uma linha de processadores x86 chamada Vortex86 ( http://www.vortex86.com ).
    A história da empresa é relativamente simples de contar. Os processadores têm como origem os Rise mP6 ( https://en.wikipedia.org/wiki/MP6 ), que foram processadores da classe Pentium I (i586). A Rise foi vendida à SIS, que por sua vez vendeu os direitos x86 a esta empresa DM&P. Os processadores hoje em dia, continuam a ser da classe Pentium I (i586).

    Isto em si, não tem grande interesse, nem para quem gosta dos escombros mais escuros do mercado de processadores.
    O interessante, e a razão para este post, é o último processador que eles anunciaram (Vortex86 EX2):

    [​IMG]

    É interessante, porque é muito diferente de qualquer cpu actual, especialmente x86.

    O processador é constituído por 2 cores, mas são diferentes um do outro, mas ao contrário dos Big.Little nos ARM, eles são independentes e funcionam em paralelo, tanto que, cada um pode correr um sistema operativo isoladamente do outro core.
    Esta assimetria existiu nos anos 60 e 70 de uma forma diferente ( https://en.wikipedia.org/wiki/Asymmetric_multiprocessing ), mas,que eu saiba, hoje em dia não é comum.

    [​IMG]

    Para conseguirem que dois cores diferentes, corram de forma isolada, partilhando os outros componentes do processador, ele tem 2 interfaces que não existem num comum processador x86. Um agente que virtualiza a memória e outro agente que virtualiza o I/O. Na verdade, deve ser uma camada de abstracção que é feita entre cada core e a memória e I/O.
    Estes 2 agentes devem fazer uma tradução entre a memória e I/O real e o que cada core pode ver.

    Cada core é um SOC em si. Têm Cpu/Fpu/Cache/Northbridge/Southbridge integrados.
    Depois, externamente, é que tem a memória, Pci-Ex, USB, LAN, etc.

    O processador suporta Windows, Linux, DOS, entre outros. Não sei se é preciso alterações a nível do sistema operativo, mas com aqueles 2 agentes, não deve ser preciso.

    As especificações do processador em si, visto dos "nossos olhos", são muito fracos, mas há que ter em conta o mercado alvo.
    Como já disse, deverá ainda ser baseado num Pentium I (i586). O primeiro core corre a 600 Mhz, com 32 KB de L1 e 128 KB de L2. O segundo corre a 400 Mhz e só tem 32 KB de L1.

    Source: http://www.vortex86.com/?p=1132
     
  2. 0013

    0013 Power Member

    Achei 1 curiosidade interessante. Em que aparelhos é que estes processadores são utilizados nos dias de hoje?
     
  3. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Nos mesmos mercados onde ainda se vende os AMD Geode, que herdaram da National Semiconductor que o adquiriu ao comprar a Cyrix, embora os LX atinjam a estonteante velocidade de 600MHz :D
    Os recentes NX já não têm nada a haver pois são baseados nos Athlon XP-M.
    Isto é essencialmente usado em controlo industrial.
     

Partilhar esta Página