1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Desenvolvimento Web em Linux

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por youngblood, 15 de Janeiro de 2009. (Respostas: 3; Visualizações: 1169)

  1. youngblood

    youngblood [email protected] Member

    Olá malta!
    Há uns dias escrevi um pequeno artigo sobre desenvolvimento web em Ubuntu no meu blog, mas como este assunto pode interessar a mais pessoas aqui fica o conteúdo principal. Espero que ajude!

    Num mundo em que a colaboração e partilha do conhecimento é cada vez mais importante para atingir o sucesso, é possível utilizar apenas software livre na elaboração e gestão de aplicações web.
    Neste artigo vou apenas mencionar as minhas ferramentas preferidas fruto da minha experiência, mas como não conheço tudo o que anda por ai alguma coisa pode-me escapar, assim sendo não se inibam de enviar sugestões ali em baixo nos comentários.
    Apenas irei listar as ferramentas essenciais para a produção de projectos de pequena dimensão, futuramente irei incluir mais artigos sobre o desenvolvimento web onde abordarei ferramentas capazes de permitir o planeamento e a gestão de tarefas.



    Sistema Operativo - Ubuntu Linux
    Dizem que 2009 será (será mesmo?) o ano da afirmação do Linux como Sistema Operativo de Desktop.
    Previsões à parte, actualmente a distribuição Ubuntu torna-se cada vez mais popular devido à crescente comunidade de utilizadores. O principais responsáveis por essa massificação são a empresa Canonical que permite o envio do CD de forma gratuita para casa (excelente campanha de marketing) e a disponibilidade da comunidade online na resolução de problemas. O facto do Ubuntu se expandir de forma muito superior em relação a outras distribuições deve-se ao facto de qualquer problema que nos apareça será facilmente ultrapassado depois de uma rápida pesquisa pesquisa num qualquer motor de busca ou fórum da especialidade. Outras vantagens passam pela existência de uma versão em 64bits de forma a tirar mais partido de processadores mais recentes e estar disponível em quase todos os idiomas.


    Linguagem de Programação - PHP
    Actualmente grande parte (senão todas) as linguagens de programação são gratuitas, mas algumas necessitam de software proprietário para se poder executar ou tirar todos os benefícios.
    O PHP sendo uma linguagem já madura é facilmente integrado com XHTML e CSS afim de elaborar projectos elegantes e distintos. O facto de se tratar de uma linguagem de scripting permite a sua execução sem necessitar de compilação e tem a vantagem de ter uma sintaxe bastante similar em relação à linguagem mais utilizada: C.
    Outros pontos bastante positivos para a adopção desta linguagem passam pelo próprio site do PHP onde se tem uma vasta, e muito bem documentada, livraria de funções, a existência de inúmeros fóruns e projectos com scripts já elaborados e não menos importante a existência de frameworks (CakePHP, CodeIgniter, Symfony, Zend Framework, etc) que facilitam e muito o desenvolvimento web e o trabalho em equipa.


    Base de Dados - MySQL
    A escolha do MySQL passa em grande parte pela facilidade de integração com o PHP e por ser bastante portável suportando qualquer plataforma actual.
    Para além de ter um excelente desempenho e uma enorme estabilidade não exige muito do hardware, coisa que não acontece com outros servidores de base de dados pagos.
    Outras características importantes a apontar são o suporte a multi-utilizadores e multi-tarefas.


    Gestão de Base de Dados - phpMyAdmin
    O phpMyAdmin é a forma mais fácil e prática de gerir as Base de Dados. Esta ferramenta gratuita escrita em linguagem PHP suporta muitas operações através de um interface gráfico como bastante intuitivo e de fácil usabilidade, permitindo também a execução de código SQL.
    O phpMyAdmin vem bastante bem documentado e todos os utilizadores podem contribuir na partilha de ideias através da Wiki do phpMyAdmin.


    Servidor Web - Apache
    Pode não ser o mais rápido servidor à face na Terra mas mais de metade da Internet é suportada por ele segundo dados da Netcraft. O Apache é bastante costumizável e também muito bem documentado. O uso de Linux permite então montar de forma rápida e simples um servidor LAMP (Linux+Apache+MySQL+PHP) no nosso desktop sem que seja necessário adquirir um servidor externo. Também é aconselhável o uso de Apache pois quando se procura alojamento na web o mais provável é dar de caras com servidores equipados com o mesmo.


    Browser - Mozilla Firefox
    Este navegador dispensa qualquer tipo de apresentações. O facto de ser ultra leve e respeitar as normas standards do desenvolvimento web aliado aos inúmeros add-ons desenvolvidos para auxiliar na construção de páginas tornam este browser uma verdadeira escolha de campeão! Os meus add-ons essenciais são: Firebug, Web Developer, Total Validator, FirePHP, Firecookie e YSlow (necessário o Firebug para estes 3 últimos) Desde o seu lançamento o Mozilla Firefox tem crescido a sua cota de mercado estando a aproximar-se dos 25%.


    Suite de Desenvolvimento - Komodo Edit
    Este será sem dúvida a ferramenta crucial para o sucesso do desenvolvimento visto ser nela que irá passar maior parte do tempo em frente aos nossos olhos e com a qual iremos puxar mais cabelos. Tive a oportunidade de testar várias suites e o Komodo Edit acabou por ser a escolhida porque foi aquela com a qual melhor me entendi.
    Como funcionalidades que melhor me servem destaco o gestor de projectos, a pesquisa avançada (rápida e precisa), a organização dos menus, suporte para vários linguagens (inclusive linguagens de templates), organização de ficheiros abertos em tabs, visualização dividida e sintaxes coloridas.
    Optei pelo Komodo Edit em detrimento de outras suites pelas seguintes razões:
    Quanta Plus - Gostei bastante e chegou a ser uma opção durante uns tempos, mas como é desenvolvida para KDE e eu uso Gnome como ambiente gráfico do Ubuntu acabei por arruma-la.
    gPHPEdit - Achei bastante simples mas rápido, acabei por descartar devido a não ser mais desenvolvida desde 2006.
    PDT Project - É talvez a mais utilizada em ambientes académicos e empresariais mas não adaptei muito bem com o interface e o facto de ser feita em Java pessoalmente não me agrada.
    NetBeans - Embora seja muito poderosa é feita em Java e não vai comigo pelas mesmas razões já explicadas
    Aptana - Para além de ser paga apenas está disponível como plugin do Eclipse para utilizadores de Linux 64 bits (o meu caso).


    Editor de Imagens - GIMP
    Um argumento bastante usado contra a utilização de Linux é o facto de ele não suportar a aplicação de eleição de muitos web-designer: o Adobe Photoshop.
    Mas isso é apenas paleio e receio de experimentar algo diferente pois o GIMP é um concorrente à altura e com pouca arte é possível fazer as mesmas edições que no seu concorrente. Além de ser gratuito o GIMP é na minha opinião bastante mais simples de utilizar, e embora não seja um perito em edição gráfica, até agora não houve nada que não conseguisse realizar com o seu auxílio.


    Cliente de FTP/SSH - FileZilla
    O FileZilla é um cliente de transferência de ficheiros que suporta as plataformas FTP, FTPS e SFTP com imensas funcionalidades úteis através de um intuitivo e agradável interface gráfico.
    Das inúmeras funcionalidades destacam-se o suporte para Drag&Drop, assistente de configuração de redes, operações de Resume e Pause, Gestor de Favoritos e a tradução em vários idiomas.
     
    Última edição pelo moderador: 16 de Janeiro de 2009
  2. alakazan

    alakazan Power Member

  3. youngblood

    youngblood [email protected] Member

    um pouco mais que isso, mas genericamente... é !!! =)
     
  4. cmmr

    cmmr [email protected] Member

    Boas.

    Acrescentava aí o Xara Xtreme - desenho vectorial, semelhante em alguns aspectos, ao Corel.

    Em termos de browser, o Konkeror consegue "emular" outros browsers e outros S.O.'s, podendo por exemplo emular o Iexplorer 6 em Windows, ou o Safari em MAC.

    Pequenas coisas que dão jeito..

    BTW, geralmente quando tenho projectos web desenvolvo em Linux.
     
    Última edição: 20 de Janeiro de 2009

Partilhar esta Página