1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

discussão F#

Discussão em 'Programação' iniciada por alfinete, 17 de Setembro de 2008. (Respostas: 6; Visualizações: 861)

  1. alfinete

    alfinete Power Member

    so para questionar se alguem ja conhece a nova linguagem da microsoft F# ..
    abri este topico para discussão da mesma.


    oq ue acham desta linguagem , para que serve, etc.


    link da mesma

    http://research.microsoft.com/fsharp/fsharp.aspx

    F# é uma linguagem de programação Programação funcional e Programação orientada por objectos para a plataforma .NET. F# é desenvolvida por a Microsoft Research do qual o cerne é derivado da linguagem OCaml (com qual é fortemente compatível). Estas duas linguagens de programação fazem parte da família das langages ML.
    As propriedades desta linguagem e o seu ambiente constituem uma plataforma ideal para a informática científica porque utiliza a inferência de tipo. Ela é tem performance como as linguagens C#, C++. É uma linguagem criada de propósito para a plataforma .NET e portanto é orientada por objectos.
     
  2. MPalhas

    MPalhas Power Member

    nunca tinha ouvido falar sequer. isso como está? ou seja, já existe há algum tempo, saiu agora, ou ainda está em desenvolvimento?

    só uma curiosidade. algum motivo especial para a Microsoft usar sempre esta nomenclatura de [letra]#? tinhamos C#, J#, e agora F#...
     
  3. The_True_Eue

    The_True_Eue Power Member

    Eles usam o # (sharp) por estas razões.
    --
    Quanto ao F# em si, fixe, eu sempre gostei tanto de C# como de Haskell (OCaml não conheço, só de nome). É porreiro existir uma linguagem funcional para .NET.

    Tenho de experimentar.
    --
    MPalhas: já existe o Community Preview.
     
  4. samouco

    samouco Power Member

    F# As a Language:

    F# includes support for the foundational features of functional programming including tuples, lists, options, function values, local function definitions, pattern matching and sequence expressions.

    The powerful type inference mechanisms of F# allow code to be both succinct and yet fully type-checked.

    F# also includes support for advanced functional programming constructs such as active patterns and computation expressions. Computation expressions can be used to express data queries and client/server modalities in AJAX-style web programming. They enable programmers to write succinct and robust reactive agents through the use of asynchronous workflows. Computation expressions are related to ``monads'' in Haskell.

    F# embraces object-oriented programming and includes support for type-inferred, succinct descriptions of object types.

    F# allows types and values in an F# program to be accessed from other .NET languages in a predictable and friendly way.

    F# includes support for a form of meta-programming, inspired by LINQ. This allows data queries to be expressed and type-checked in F# code and then dynamically compiled and translated to target languages such as SQL using the LinqToSql framework.

    F# fully supports .NET generics and the language was designed partly with this in mind.

    Through .NET, F# supports advanced language and runtime features such as Unicode strings, dynamic linking, preemptive multithreading, and SMP support.

    Retirado daqui
     
    Última edição: 18 de Setembro de 2008
  5. NoMercy

    NoMercy Power Member

  6. Peter V5

    Peter V5 Folding Member

    Eu vi que a microsoft está a desenvolver a linguagem D, sebem que essa já exista desde 2000.

    Não entendo porque é que a microsoft está sempre a lançar estas linguagens assim, é que á muitas, são assim tão especificas e têm assim tantas diferenças, faz lembrar as linguagens esotérica, como o brainfuck, gostava de saber mais sobre isso, lol, talvez agora no fim de semana.
     
  7. legerdemain

    legerdemain Power Member

    erm, a microsoft nada tem a ver com a linguagem de programação D

    quanto ao F#, já conhecia
    gostava era de saber as direcções que o projecto está a tomar, visto que o pai do haskell (o peyton jones) trabalha para a microsoft
     

Partilhar esta Página