1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Disputa de compatibilidade ODF em office 2k7

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por APLinhares, 6 de Maio de 2009. (Respostas: 23; Visualizações: 1710)

  1. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    E já que o formato OOXML "ficou esquecido", microsoft "atira uma pouco de barro" ...
    Fonte
     
  2. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Em resumo, a suite de Office da Microsoft:
    - produz um documento num formato standard que só pode ser lido pela suite da Microsoft ;
    - só é capaz de ler um documento num formato standard se tiver sido produzido pela suite da Microsoft ;

    Fabuloso. Nada que não se estivesse já à espera vindo de quem vem, mas ainda assim fabuloso.


    EDIT: Só reparei agora, mas porque é que este tópico está no sub-fórum de Linux?
     
    Última edição: 6 de Maio de 2009
  3. John Silva

    John Silva Power Member

    Se a MS fizesse um suporte para o ODF a funcionar a 100% logo à primeira é que seria de espantar !
    Nada que não fosse previsto! Ou seja, lançam um suporte "ranhoso" e dizem "hã e tal, a culpa não é nossa porque blá blá, blá blá, não é definitivo ou não presta!"
    Open Document Format é exactamente o que o nome indica, um formato aberto, certamente que a MS tem acesso a todas as linhas de código para fazer algo decente.
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Se o Open formula está em desenvolvimento, porque é que a Microsoft havia de suportar?

    Já agora, já experimentaram renomear um docx, por exemplo, para zip e ver o conteúdo?

    Tantos a queixarem-se, por tão pouco.
     
  5. Pad

    Pad Power Member

    Que o Docx usa ZIP para compactar ficheiros já todos sabemos, mas o que tem haver com a conversa?
     
  6. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Tudo. Antes do Office 2007, tínhamos formatos binário (doc, xls, etc). Agora temos XML dentro de zip.
    A mim parece-me fazer toda a diferença e depois........

    ODF 1.2 não é final, nem está em public review sequer.
     
  7. h9nrik

    h9nrik Power Member

    Eu nao sabia:eek:
     
  8. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    A pergunta da thread devia ser, porque é que o OpenOffice suporta um formato que ainda nem sequer foi para public review.
     
  9. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Por favor explica o que é que o facto de o OOXML ser XML dentro de um ZIP tem alguma coisa a ver com o que se está a discutir aqui.


    Como já vi que não te deste ao trabalho de ler o artigo ou sequer de te informar sobre o que falas, eu faço um pequeno apanhado da situação:

    A Microsoft, para ostentar a bandeira de que afinal até cumprem os standards e são amigos da interoperabilidade de sistemas, anunciou o suporte nativo a ODF no SP2 do Office 2007. Para referência futura, vai dar uma espreitadela à press release em que o fizeram e conta o número de vezes que aparece a palavra "interoperability" ou variações da mesma (13, eu contei).

    Ignorando o facto de já haver um projecto patrocinado pela Microsoft para conversão ODF-OOXML (e que até funciona razoavelmente), a MS começou do zero ou lá perto a implementar a especificação ODF 1.1, que não define formatos para spreadsheet formulas (serão apresentados na 1.2). Antes que comeces a refilar que o formato é incompleto e o OOXML afinal é que é bom, é preciso referir que esta tarefa é incrivelmente difícil. E lembro-te que o próprio formato da MS tem sido criticado por ter dezenas de inconsistências e falhas (não descreve unidades, não tem em atenção diferenças de localização, erros tipográficos, etc).
    Continuando. Quem está a programar uma implementação de uma especificação e tem como principal objectivo a interoperabilidade, o que faz quando encontra algo que não está fully documented? Encontra-se com os representantes das outras implementações existentes e tenta chegar a uma solução conjunta, certo? Errado. A Microsoft decidiu descartar tudo o que já existia e adoptar a seguinte estratégia:
    - ao ler ODF, ignorar todas as fórmulas presentes que não reconhece e gravar ao invés o último valor que continham. Células que utilizam fórmulas auto actualizáveis como TODAY(), etc, ficam inutilizadas.
    - ao escrever ODF, utilizar um novo formato para as spreadsheet formulas. Este formato não é o utilizado pelo OpenOffice ou pelas outras aplicações que lêem ODF, não é o do ODF 1.2, nem sequer é o do OOXML. Só mesmo em Redmond sabem o que aquilo é. Resultado? A partir de agora, quem quiser ler um documento ODF produzido pelo Office 2007, ou compra o Office 2007, ou é obrigado a fazer reverse engineering.

    O que é verdadeiramente irónico em toda esta situação é que a formula language utilizada pelo OpenOffice (que a Microsoft rejeitou por não estar suficientemente documentada) é baseada na do próprio Excel. Além disso, volto a lembrar que já existia um plugin patrocinado pela MS para o Office 2007 que funcionava correctamente. A Microsoft tinha à escolha duas maneiras de produzir uma solução que fosse compatível com as outras soluções já existentes, mas deu-se ao trabalho de intencionalmente dar cabo da interoperabilidade.

    Porquê, perguntas tu? A Microsoft passa assim a ser, por ter a suite de Office mais vendida no mundo, a principal empresa a produzir documentos no formato ODF. As empresas mais pequenas vão-se ver obrigadas a fazer reverse engineering do produto se quiserem ter soluções que funcionem com as da grande empresa. Até haver soluções que funcionem correctamente (ou até a MS se lembrar de alterar mais alguma coisa), as pessoas são obrigadas a usar a suite da Microsoft.

    Embrace, extend, extinguish.
     
    Última edição: 7 de Maio de 2009
  10. Mitch

    Mitch Banido

    eu não preciso de nenhum office para ler os ficheiros do Office 2007, basta-me fazer download dos viewers (gratuitos) no site da microsoft. suponho que também leiam esse pseudo-formato.
     
  11. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    É quase isso... precisas do viewer por tipo de ficheiro e ainda do office compatibilty pack.
     
  12. PrOdG

    PrOdG Power Member

    1. Os Viewers não suportam ODF.
    2. Os Viewers só funcionam em sistemas Windows.
    3. Tiveste alguma dificuldade em perceber o que eu escrevi, é compreensível. Eu reformulo: "A partir de agora, quem quiser ler abrir e editar um documento ODF produzido pelo Office 2007 (...)". Está melhor agora?
    4. O "pseudo-formato" a que te referes é um ISO standard desde 2006. Quando quiseres parar de mandar boquinhas foleiras e falar com os crescidos, estás à vontade.
     
  13. Mitch

    Mitch Banido

    o ODF do office 2007 é um pseudo-formato porque pelos vistos o formato adoptado pela microsoft não é standard em nada e não é compatível com mais nenhum programa.
    quando quiseres parar de imaginar boquinhas foleiras em tudo o que lês, estás à vontade.
     
  14. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Hey, isso é uma solução brutal, ter que fazer download de um viewer para ler um tipo de ficheiros :cool:

    E quem não tiver windows é preto ou cigano, certo? Espetáculo :D
     
  15. Mitch

    Mitch Banido

    eu disse "EU" não preciso :P
     
  16. oscarolim

    oscarolim Power Member

    Mas qual e o problema mesmo de uma aplicacao nao suportar uma versao 'beta' (se assim a poderemos chamar) de uma especificacao? Se fosse a versao final ainda se compreendia, mas o 1.2 ainda nao existe em versao final, esta em desenvolvimento. Quem e que no seu perfeito juizo vai guardar dados em versoes beta que podem mudar a qualquer momento?
     
  17. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Certo. Os tipos da ISO e da IEC são todos uma cambada de burros que não sabem ao que andam, ainda bem que existe o Mitch da ZWAME a ensinar-lhes o seu trabalho e a explicar-lhes o que é ou não um formato aceitável para ser standard.

    Com esses teus argumentos estás apenas a demonstrar que nunca passaste os olhos por uma especificação. Uma especificação é um documento escrito por humanos e lido por outros humanos, logo depende da clareza de quem escreve e da interpretação de quem a implementa. Os comités internacionais de análise ditaram que é válida para ser considerada standard, vários vendors (entre os quais Google, Sun, IBM) produziram implementações capazes de trabalhar razoalmente umas com as outras, a Microsoft produz uma implementação que não trabalha com mais nenhuma mesmo tendo à disposição código que o faz. Mas de qualquer maneira a culpa é exclusivamente do formato. Faz sentido :rolleyes:
     
  18. Mitch

    Mitch Banido

    ainda não percebeste, pois não? eu estou a criticar a microsoft, pela sua implementação aparentemente incorrecta do formato, que resulta num pseudo-formato (tem o mesmo nome mas na prática não obedece a standard nenhum).
    caramba, esta gente só vê para um lado...
     
  19. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Não estavas a ser muito claro nas tuas palavras, e percebi que estavas a criticar o formato por não ser suficientemente específico e dar azo a implementações erróneas. As minhas desculpas pela confusão.

    No entanto, há uma coisa disseste que não é totalmente verdade: a implementação da Microsoft é compliant, mas não interoperable. Obedece (nem é bem assim, mas vamos assumir que sim para bem da discussão) à especificação, mas fá-lo de uma forma que impossibilita o funcionamento com outras implementações.
     

Partilhar esta Página