1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Dúvida relativas ao i e ao p...

Discussão em 'Home Cinema' iniciada por SpeedDemon, 8 de Maio de 2007. (Respostas: 3; Visualizações: 1064)

  1. SpeedDemon

    SpeedDemon Power Member

    Olá a todos!

    Planeio construir um sistema de home cinema baseado em produtos da Philips: o novo sistema de sim HTS8100/12 e o TFT 37PF9731D/10.

    Daquilo que tenho lido, e a informação é ainda escassa, parece ser a combinação ideal, pois o espaço na sala não é demasiadamente abundante (cerca de 3 metros entre o sofá e a parede onde o TFT estará) e a cara-metade odeia fios espalhados pela casa, bem como as colunas... Contudo, anseio por analisar o HTS8100 em maior pormenor, assim que chegue às lojas...

    A minha dúvida, no entanto, situa-se no TFT... Apesar de ser um painel de 1920x1080p, parece que apenas recebe 1920 x 1080i - 2Fh como entrada... Ou seja, ele apenas irá receber sinal interpolado, apesar de o painel suportar o progressivo... Estarei correcto?

    Pergunta prática: quais as diferenças entre os 1920 x 1080i e p? É que o HTS8100 faz upscaling dos DVDs para os 1080p... Isto não implica um decréscimo de qualidade na imagem? Não percebo estao opção da Philips, pois o Sony KDL-40W2000 é capaz de receber os 1080p, bem como uma maior resolução via PC (1360x768 contra 1024 x 768 do Philips). E o mesmo aconte no mesmo modelo da Philips mas de 42" de diagonal...

    Apenas o 42PFL7662D/12 é que é capaz de receber os 1080p, mas com a mesma mais baixa resolução via PC...

    Ou é impressão ou a Philips "ratou" aqui um pouco as entradas das imagens? Ou as diferenças não são perceptíveis ao olho humano mais destreinado?

    Peço desculpas pelo ENORME testamento, mas depois de uma pessoa começar a investigar e a estudar os produtos, estas dúvidas vão surgindo...
     
  2. kidloco

    kidloco Power Member

    p = progressivo
    i = interlaçado

    Enquanto que nos sinais interlaçados a imagem surge por linhas (interlaçadas), no progressivo a imagem surge toda "de uma vez".

    Isto é uma imagem interlaçada:
    [​IMG]

    É óbvio que em imagem corrida não notas este efeito. Mas o que se passa é que a tv te está a mostrar alternadamente linhas ímpares e linhas pares. O sinal de tv que sempre viste ao longo da tua vida é interlaçado.

    O progressivo é o que tens nos monitores de computador. Como os LCDs/Plasmas são na sua génese monitores de computador, é óbvio que estes se dão melhor com fontes progressivas. Mas o problema do progressivo surge aqui... é que é preciso muito poder de processamento para fontes progressivas. Nessa Philips, o problema não está em a marca ter "ratado" as entradas. O problema é que 1080p é uma resolução "brutal". Segundo a Microsoft, para teres 1080p sem qualquer drop-frame, precisas de um processador acima de 3.0GHz...
     
  3. blastarr

    blastarr Power Member

    Se tiveres uma placa gráfica que acelere o codec de vídeo pretendido por hardware não precisas de chegar a tanto no capítulo das CPU's.
    E 1080p não é uma resolução assim tão "brutal".
    Já se testam jogos a 1600 x 1200, 1920 x 1200, 2048 x 1536 e 2560 x 1560 (se a estes se adicionar antialiasing, a resolução efectiva de rendering "interno" é aínda maior) desde há bastante tempo, a resolução de vídeo não é diferente nos requerimentos.


    Por exemplo, as Geforce 8600 GTS/GT, 8500 GT e 8400 GS suportam decode por hardware a 100% de vídeos codificados em H.264, resolução standard 1920 x 1080p, e mesmo assim aínda conseguem suportar simultaneamente no mesmo hardware da placa gráfica uma segunda stream de vídeo, para funções de Live Picture-In-Picture.
     
  4. kidloco

    kidloco Power Member

    Fala com a Nvidia pra começar a fazer decoders para as tvs... é um mercado a apostar digo eu.
     

Partilhar esta Página