Empregos de informática no estrangeiro

JackFlash

Colaborador
Staff
Querer mudar ou tentar mudar não é mau. Quando se trabalha num país que não sabe (ou não quer) quantificar o conhecimento é normal que as pessoas tentem mudar. Pensar de outro modo e criticar quem o faça é que não acho normal. Mas enfim, Este é que é o estado normal da mentalidade Portuguesa.
Parece-me que estás a confundir o que disse.
Alguém disse que mudar ou querer mudar é mau? Não me parece.

Agora criticar tudo, só porque sim, parece-te normal, mesmo quando não sabe do que se está a falar?
Não perceber que nem tudo é mau e que em Portugal há muita coisa boa, é que não me parece normal.
Criticar o que tem de ser criticado e reconhecer o que de bom temos, são coisas raras em Portugal na minha opinião.

Se achas que a mentalidade geral em Portugal, claro que há execepções, não é de que tudo "lá fora" é melhor, então eu vivi durante quase 40 anos num país bem diferente do teu. Ou então as coisas mudaram muito nos últimos anos.

Vivo e trabalho na Alemanha, mas também conheço bem outros países, em particular a Holanda, e custa-me cada vez que volto a Portugal ouvir comentários que nos outros países é que é tudo bom, é só maravilhas, quando não é verdade.

Os ordenados são maiores, o poder de compra é superior, dá para juntar mais dinheiro ao fim dos mês? Depende da tua profissão e do ordenado, mas de uma forma geral sim, é tudo verdade!
Existem problemas, incluindo no sistema de saúde? Sem dúvida! Muitos ...
"Não saber (ou não querer) quantificar o conhecimento" existe? Acreditem que também
Resistência à mudança e dificuldade em aceitar que coisas diferentes podem funcionar existe? Muito.
Há desorganização, falta de profissionalismo, falta de respeito pelos outros, preguiça, discriminação, machismo? Ui, sem dúvida!
Acham que são melhores que todos os os outros? Sem dúvida nenhuma e muitos ao ponto de não terem noção da realidade.
A qualidade de vida é melhor que em Portugal? Na minha opinião, Não!

Com tudo isto apenas quero dizer que acho que os Portugueses têm muitas vezes dificuldade em reconhecer o que de bom temos e que nem tudo o que se faz "lá fora" é necessariamente melhor.

Portugal tem de melhorar em muita coisa, sem dúvida nenhuma, mas criticar a torto e a direito só porque é Portugal, isso é que é pensar pequeno. É ter falta de conhecimentos do próprio país e da realidade dos outros países, de como se vive e trabalha.
 

Meados

Power Member
@JackFlash Eu também dizia que os outros países era tudo melhor, até sair de Portugal... :) Também trabalhei na Alemanha.

A qualidade de vida é sem dúvida superior em Portugal, só é pena os ordenados baixos. Outro problema de Portugal é a cultura de fazer horas extra, que não acontecia na Alemanha (pelo menos na minha empresa), mas também já trabalhei numa empresa em Portugal que não havia essa cultura de horas extra.
 

JackFlash

Colaborador
Staff
@Meados, nem mais.

A cultura de horas extra em Portugal é de facto um problema, na minha opinião bastante contraproducente. Infelizmente falo por experiência própria.
Sei que não é assim em todo lado, mas infelizmente é algo ainda bem enraizado.

Na Alemanha de facto isto não é norma. Sair antes da hora, pelo que tenho visto, até é normal ... hahaha
Por algum motivo é um dos país da Europa com menor média do número de horas de trabalho por ano.
Trabalho atualmente numa multinacional Alemã, onde não há cultura de horas extra, mas devo dizer que não é mal visto ...
 

ultrauploader

Power Member
Voltando ao debate dos USA vs EU, também já ponderei se realmente vale a pena tal como muitos aqui.
A meu ver, depende dos objectivos de cada um e não há resposta certa.
Pessoalmente gostaria de ir nem que fosse por uns anos para um "tech hub" mas mentalizado que o foco seria progressão na carreira e claro, juntar €€. Provavelmente isso significaria sacrificar o work life balance a que na europa estamos habituados e um sistema de saúde acessível.
Mas como é claro, depende da empresa. Pelo que já li a cultura de trabalho lá é bastante diferente e férias são poucas, o que não significa que não existam empresas com "valores europeus".
Pelos vistos também existe o risco de um estrangeiro com um visto ser mais abusado pela entidade empregadora pois se perde o emprego é deportado.

Isto é a ideia que tenho, alguém que esteja ou tenha estado lá pode dar um feedback mais justo.

Quanto a Portugal, acho que muita gente faz do país pior que é estando nesta área. Sim há muita coisa má mas "lá fora" não é um mar de rosas. Conseguindo um trabalho remote com valores interessantes vive-se melhor cá do que na maior parte dos países europeus a meu ver.
 
Voltando ao debate dos USA vs EU, também já ponderei se realmente vale a pena tal como muitos aqui.
A meu ver, depende dos objectivos de cada um e não há resposta certa.
Pessoalmente gostaria de ir nem que fosse por uns anos para um "tech hub" mas mentalizado que o foco seria progressão na carreira e claro, juntar €€. Provavelmente isso significaria sacrificar o work life balance a que na europa estamos habituados e um sistema de saúde acessível.
Mas como é claro, depende da empresa. Pelo que já li a cultura de trabalho lá é bastante diferente e férias são poucas, o que não significa que não existam empresas com "valores europeus".

Eu acho que EUA faz sentido quando somos novos. Quando temos ali entre 23 e 30 anos, queremos juntar dinheiro, queremos estar na Meca de software engineering, não nos importamos de sacrificar a nossa vida pessoal para trabalhar, etc.

Quando chegas a uma certa idade e queres é assentar e aproveitar a vida se calhar deixa de fazer tanto sentido. Além disso, na Europa também temos cidades interessantes do ponto de vista tecnológico, tal como Londres, Berlim, Amesterdão, e conseguimos um melhor equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal.

Pelos vistos também existe o risco de um estrangeiro com um visto ser mais abusado pela entidade empregadora pois se perde o emprego é deportado.

O visto está associado à empresa e não a ti. Pelo menos até obteres residência. Se fores despedido tendo um visto acho que tens X semanas (muito poucas) para encontrar outro emprego que patrocine o visto.

Quanto a Portugal, acho que muita gente faz do país pior que é estando nesta área. Sim há muita coisa má mas "lá fora" não é um mar de rosas. Conseguindo um trabalho remote com valores interessantes vive-se melhor cá do que na maior parte dos países europeus a meu ver.

Toda a gente sabe perfeitamente que lá fora não é um paraíso. Mas entre ficar cá e as perspectivas de carreira serem escassas e ser difícil ter independência financeira ou ir para fora e conseguir isso acho que a escolha não é complicada.

Repara, tu até te respondes a ti próprio: Portugal é bom para viver se tiveres dinheiro (spoiler: 90% dos países são bons para viver se tiveres dinheiro), não se fores de classe média, porque a nossa classe média é uma classe média falsa. Isto é, a nossa classe média é uma classe baixa europeia, porque se fores comparar com a classe média alemão, por exemplo, estamos a léguas. A vida que uma pessoa a trabalhar na Alemanha e que pertença à classe média de lá faz em comparação com a alguém a trabalhar em Portugal e que pertença à classe média cá é algo do outro Mundo.
 

casdio

Power Member
90% dos países nem um sistema de saude tem em condições.

Já para não falar do tempo, comida, etc.
Dai ele dizer "se tiveres dinheiro" :)

Sobre Portugal vs o resto, tenho a dizer que se nota bem o impacto financeiro da mudanca. Pelo menos para quem nao vive com os pais em PT.

Eu trabalhava no Porto a receber 1300e (isto em 2017... ia ser aumentado para 1400 ou 1500e mas sai antes disso) por mes e pagava cerca de 430e de renda.
Nao tinha grandes vicios, fazia uma vida normal para um jovem de 20 e poucos anos: sair a noite de vez em quando, ir jantar com amigos, pagar combustivel e seguro do carro (emprestado pela minha mae, tive sorte de nao ter que comprar) e pouco mais.
A viver assim (o que, na minha otica, e' uma vida perfeitamente normal e sem excessos) poupava prai 100 ou 200e por mes. Mas bastava ter uma semana com mais jantaradas que ja notava logo o impacto nas contas desse mes (jantar fora implicava nao cozinhar, o que implicava nao levar marmita e gastar mais 6 ou 7e no almoco) e a poupanca ia para bem menos.

Agora no estrangeito tenho o mesmo estilo de vida, viajo (bem) mais, tenho muito menos stress com o dinheiro (isto e', nao preciso de pensar 2x se gastar 15e a jantar e' mt ou pouco) e poupo bem mais dinheiro. Alias, houve meses em que nem liguei a conta bancaria e resolvi gastar o que me apetecesse e ate ai cheguei ao final do mes com lucro.
No primeiro ano que estive na Alemanha dobrei a minha conta bancaria. Literalmente. Isto quando ja trabalhava ha 3 anos em PT...
 
90% dos países nem um sistema de saude tem em condições.

Já para não falar do tempo, comida, etc.

Mas nós estamos a falar dos 10% dos países que têm. Ninguém vai emigrar para um país de 3º Mundo (pelo menos aqui neste tópico), portanto, considerando os países para onde o pessoal aqui emigra, são países com sistemas de saúde muito bons e, provavelmente, melhores do que o SNS.
 
Isto é realista?

Claro que é realista. Tens vários exemplos aqui no fórum que trabalham remotamente. Agora tens é de perceber que estes são empregos bem mais complicados de conseguir, porque há poucas vagas para full remote e há muitos candidatos, e muitos deles com anos de experiência.

E como se procede para conseguir um trabalho desses? Tenho 1 ano de experiência com React e estou a acabar o habitual estágio profissional e queria tentar um emprego destes.

LinkedIn com filtro para remote, remote.io e deve haver mais alguns sites dedicados a apenas trabalhos remotos.
 
Isto é realista?

E como se procede para conseguir um trabalho desses? Tenho 1 ano de experiência com React e estou a acabar o habitual estágio profissional e queria tentar um emprego destes.

Posso-te dizer que agora quando andava a procurar trabalho em Berlim nos sites talent.io e honeypot me apareceram umas quantas oportunidades para vagas 100% remotas, podes tentar nesses sites.
 

paulstark

Power Member
@casdio revejo-me tanto no teu comentário. Consigo poupar mais um pouco do que tu e agora com o covid também é mais fácil juntar um dinheiro a mais. Mas vou jantar fora umas 2 ou 3 vezes a mais e já vejo uma diferença enorme.
 
Posso-te dizer que agora quando andava a procurar trabalho em Berlim nos sites talent.io e honeypot me apareceram umas quantas oportunidades para vagas 100% remotas, podes tentar nesses sites.

Mas eram 100% remotos em que podias trabalhar de qualquer país, ou conjunto de país, ou era 100% remoto mas tinhas de ter morada fiscal na Alemanha?

É que já vi vários anúncios que era 100% remoto para tinhas de viver no país. Em Portugal a Talkdesk agora trabalha de forma remota mas tens de viver em Portugal, se não me engano.
 
Mas eram 100% remotos em que podias trabalhar de qualquer país, ou conjunto de país, ou era 100% remoto mas tinhas de ter morada fiscal na Alemanha?

É que já vi vários anúncios que era 100% remoto para tinhas de viver no país. Em Portugal a Talkdesk agora trabalha de forma remota mas tens de viver em Portugal, se não me engano.

Sim 100% remoto.
Houve uma empresa que por acaso mencionava que tinhas de estar na EU, de resto só falam de preferências por certos fusos horários.
 

Molenga

Power Member
Para a malta que está a trabalhar remotamente para o estrangeiro, como costumam proceder relativamente ao pagamento? Já vi malta que diz que abre empresa.
 
Topo