• COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
  • Informação: Pela 1:00 deste Sábado, 16 de Outubro (0:00 nos Açores) o Fórum irá ficar inacessível para manutenção por alguns minutos.
    Se necessário faremos actualizações via Twitter e Facebook.

Artigo Empresas não estão interessadas no Windows 7

Paulo Trindade

Power Member
Na minha opinião o Windows 7 vai ter bastante sucesso, e não vai demorar assim tanto a proliferar por aí, e para isso contribuiram já o lançamento da Beta e da RC pública, e os mecanismos automáticos de feedback das duas. A RC vai permanecer válida durante uns bons meses, e mal ou bem os utilizadores vão publicitando o sucesso e as melhorias face ao Vista, enquanto todos se vão habituando ao SO.

Aqui há uns tempos o normal era toda a gente falar mal do Vista, o que era tão má publicidade que tirava a vontade de investimento no SO. Porém a quantidade de Vistas que por aí há neste momento são imensas mesmo apesar do insucesso, tornando-se o SO standard instalado em máquinas desktop e portáteis (vejam o exemplo do e-escolas).

Se considerarmos que as migrações do Vista para o 7 serão gratuitas (salvo suponho eu os custos do pessoal técnico), parece-me que o SO vai inundar os sistemas com alguma rapidez, e ao tornar-se o SO padrão dos utilizadores, os SOs anteriores vão tornar-se obsoletos. Também há que ter em conta a actual acessibilidade dos preços de um sistema 64 bits.

A estratégia da Microsoft está a parecer-me muito boa, mas vamos a ver se de facto as empresas e instituições, perante uma pressuposta padronização do 7, permanecerão com os seus SOs.
 

timber

Zwame Advisor
Acho que uma grande parte do sucesso do Windows 7 virá do fim de vida de boa parte do parque informática de muitas empresas.
 

Paulo Trindade

Power Member
Acho que uma grande parte do sucesso do Windows 7 virá do fim de vida de boa parte do parque informática de muitas empresas.

De acordo, ainda há mais isso.
Qualquer componente de um sistema 32bits, uma AGP ou uma RAM DDR custam bem mais que um componente consideravelmente superior e bem mais actual. É o preço de raridade. :P
 
Na empresa onde trabalho (artes graficas), o XP serve perfeitamente. Há maquinas com vista (escritorios) porque é impingido junto com o computador novo (são estupidos... há licencas XP ainda sem uso). Computadores "Wintel" com mais de 2GB de RAM, só mesmo o servidor Dell (4GB) mas tem Windows Server (assim como o servidorzeco dos escritorios).


Em casa o XP serve-me bem e só instalei a RC do W7 para ver como está e para testar uma coisa ou outra.
 

Kisai

Power Member
o xp já saiu há quase 9 anos. 3 em 3? :p

Diria antes quase à 7,5 anos ... Lançado em: 25 de Outubro de 2001 retirado de http://pt.wikipedia.org/wiki/Windows_XP

e mesmo assim o Xp só tornou realmente interessante desde à uns 6 anos para cá, em teoria um SO deveria durar 5 anos, só que o windows vista não teve essa aceitação por parte do publico em geral.

mesmo assim compreendo que muita gente não queira sair do XP é o menos error free e bug free até ao momento, não arranja muito conflitos e é bastante estável.
 

Romani48

Power Member
não esquecer que na realidade deveria se falar de Windows XP e Windows XP SP2 ... ainda que seja tudo XP, na realidade é como se houvesse uma separação

quanto a proliferação do Windows 7 em empresas... Aposto a minha casa em como muitas não deixam o Windows 2000 outras tantas preferem o 2003
 

petersaints

Power Member
Basicamente a razão do sucesso do XP nas empresas (e em muitas casas também) é que é leve (corre em quase qualquer PC em uso actualmente de forma aceitável), estável, compatível com quase tudo (o Vista também... mas programas antigos mais obscuros o XP safa-se melhor) e não dá muitas chatices a manter.
 

rmrb

Power Member
Basicamente a razão do sucesso do XP nas empresas (e em muitas casas também) é que é leve (corre em quase qualquer PC em uso actualmente de forma aceitável), estável, compatível com quase tudo (o Vista também... mas programas antigos mais obscuros o XP safa-se melhor) e não dá muitas chatices a manter.

hehe programas mais obscuros.
De resto esta posição das empresas já seria esperável devido ao estado económico actual que impossibilita as empresas de muitas aventuras no que respeita a adquirir o SO ou mesmo qualquer actulaização de hardware que se "possa aproveitar para fazer". Além disso depois do Vista que embora seja um SO em condições digamos que não trouxe assim tantas inovações que possam levar uma empresa a mudar o SO das workstations todas e mesmo as que trouxe eu não considero suficientes para compensar as actualizações de hardware necessárias.
No entanto o W7 promete ser um sistema estável e como já alguns users disseram haverá várias empresas que estão com as workstations a chegar ao "fim de vida" e que por isso a aquisição de novas máquinas vai ser uma grande oportunidade para o W7 se enfiar pelas portas dentro das empresas.
Cumps
 

SuperLuis

Power Member
Não sei se devo ou não dar atenção a este artigo: Existem milhares e milhares de empresas pelo mundo fora por isso mesmo como é que o autor do artigo iria recolher as opiniões dos patrões?
E depois existe um pequeno pormenor: O Seven ainda não é versão final e ainda não está á venda! ;) Não estou nada a ver uma empresa ir instalar o seven RC para usarem este so por isso este artigo é na minha opinião mais um artigo Anti-Microsoft que existem ás pazadas pela net fora.

E digo uma só coisa: Muitas empresas ainda hoje usam o Windows 98! Trabalhei o ano passado numa que só usava este so! E isso nada tem de anormal porque uma empresa que se dedique a uma certa actividade económica tem software especifico para desempenhar as suas funções e não iria, principalmente nos tempos que correm, gastar milhares de euros a fazer updates aos PCs e a adquirir licensas de novas versões de software.

O maior update que muitas empresas costumam fazer é passarem a usar monitores TFT devido ao espaço reduzido que eles necessitam.

Basicamente a razão do sucesso do XP nas empresas (e em muitas casas também) é que é leve (corre em quase qualquer PC em uso actualmente de forma aceitável), estável, compatível com quase tudo (o Vista também... mas programas antigos mais obscuros o XP safa-se melhor) e não dá muitas chatices a manter.
Não é bem assim: Vê o que eu escrevi acima. Uma empresa tem, por exemplo, 50 PCs e quanto iria custar um update para um novo sistema operativo Windows? Como disse acima ainda existem muitas empresas com o Windows 98. Para um empresário o objectivo principal é maximizar os lucros e minimizar os custos ora um update de software tem custos elevados.
 
Última edição:

José Alberto

Power Member
Isto é um pequeno off-topic (ou talvez não):

Exército dos EUA migrará 744 mil PCs para o Vista

in Baboo.com.br, 22/05/2009

Mesmo com tantas notícias sobre o Windows 7 circulando pela web, o exército dos EUA anunciou que planeja migrar do Windows XP para o Windows Vista até o final deste ano, além de migrar também do Office 2003 para o Office 2007.

O exército já migrou 44 mil de seus 744 mil PCs para o Vista, e informou que um dos objetivos da migração é melhorar a segurança das máquinas, de acordo com um artigo do Army News Service.

Além disso, como o Windows 7 tem basicamente a mesma arquitetura do Windows Vista, o exército também não terá muitos problemas quando migrar para ele futuramente.
 

Lloyd

Power Member
Acho que uma grande parte do sucesso do Windows 7 virá do fim de vida de boa parte do parque informática de muitas empresas.

Eu sou da opinião que as empresas não estão interessadas no Windows Vista. Não tenho dados em que me apoiar, apenas me sirvo das vozes que tenho ouvido. Muitas empresas usam o XP e são-lhe fiéis já há bastantes anos, já que é um S.O. com uma longa vida. Para além de que houve uma resistência e aversão iniciais ao Vista. Essa aversão está a desaparecer, mas talvez seja demasiado tarde, já que o Windows 7 está perto e com críticas muito positivas.

Portanto, reitero, as empresas não estão interessadas no Windows Vista, contrariando o título e artigos em que este topico se baseia.
 

John Silva

Power Member
No entanto o W7 promete ser um sistema estável e como já alguns users disseram haverá várias empresas que estão com as workstations a chegar ao "fim de vida" e que por isso a aquisição de novas máquinas vai ser uma grande oportunidade para o W7 se enfiar pelas portas dentro das empresas.
Cumps
Não é bem assim ! Temos que diferenciar entre o que é considerado bom para os utilizadores caseiros e bom para as empresas ! Não se trata apenas de mudar de SO só porque é novo e teoricamente estável, há muitos factores a ter em conta e um deles pode fazer inflacionar imenso os custos de software para além do "simples" investimento no SO. Não se esqueçam que há empresas que têm equipamentos com software específico e drivers que ninguém, inclusive a MS, garantuirá que eles funcionem sem problemas num novo SO. Existe um longo processo de adaptação e uma alteração aos equipamentos e novo desenvolvimento ou adaptação dos mesmos a um novo SO e isso não acontece de um dia para o outro.

Trabalhei para uma empresa multinacional que ainda à uns meses atrás estava a fazer a substituição dos seus equipamentos ( desktops ) do Win2000 para o Win XP. Portanto, só provavelmente daqui a 8 a 10 anos é que irão trocar novamente.
Se para um utilizador normal o custo de investimento de um novo SO é relativamente baixo, numa empresa, apesar do custo unitário poder ser negociado tendo em conta as largas dezenas ou centenas de máquinas a instalar, estamos a falar de investimentos de centenas de milhares de euros, portanto, não é algo que se faça de ânimo leve.

O sucesso do Win7 será mais ou menos bem sucedida dependendo dos acordos entre a MS e os fabricantes para que o seu SO seja pré-instalado de fábrica. Em relação ás empresas, a história é outra...
 
Topo