1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Energia gasta por um computador... ?

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico PC' iniciada por Poiuy, 25 de Agosto de 2002. (Respostas: 13; Visualizações: 3354)

  1. Poiuy

    Poiuy Zwame Advisor

    Alguem aqui sabe ou tem alguma ideia de quanto é que o seu computador gasta de energia por més/hora ???

    Eu não tenho ideia nenhuma, sabem se existe alguma pagina que permita ter uma ideia disso???
     
  2. timber

    timber Zwame Advisor

    gasta pouco. para saber exactamente e macaco. so pegando num multimetro e ver quanta corrente esta pedir a rede. mas podes saber facilmente o valor maximo de consumo. Somas a potencia da fonte com a do monitor. Deve dar para ai uns 600 W. Que nao e quase nada... 600 W sao 600 J/s. Joules nao serve porque a EDP cobra em KWh. Logo facilmente se tira que a potencia da fonte e de 0.6 kWh/h. Ou seja gasta 0.6 kWh numa hora. Se quiseres outra unidade de tempo e so fazer mais umas contitas. A EDP cobra 0,0920 €/kWh assim vem que um PC que tenha uma potencia de 600 W (e os uso) gasta 0.0552 € por hora. Um mes tem 720 horas. O que da 39,744 € por mes (estando um mes ligado claro). Mesmo assim acho que poucos pc's consumirao tanta potencia.
    As contas foram feitas a pressao. pode ter erros
     
  3. timber

    timber Zwame Advisor

    Se quiseres ter o PC sempre ligado muito tempo em especial a noite pode render pedir tarifa bi horaria em vez da normal. So tens que pagar uma taxa de potencia superior. Mas isso tens que ver conforme o teu caso.
     
  4. Crusher

    Crusher Power Member

    Timber,
    Isso é se a fonte era aproveitada ao máximo... mas a fonte nunca vai a full load.

    Por exemplo numa de 300W pode só estar a consumir 200W, isto depende dos componentes que tens no PC.

    Poiuy
    E se isso é para SETI desligas o monitor, colunas, discos, etc.

    Podes explorar bem a BIOS que têm muitas opções de poupar energia.
     
  5. timber

    timber Zwame Advisor

    e exactamente isso que eu digo no começo do primeiro post.
     
  6. AMDXISPALHEIRO

    AMDXISPALHEIRO Power Member

    o consumo depende muito do pc.precessador componentes,overclock ou nao,por ex eu tenho uma ups de 420va,e quando ponho o meu pc em full load ou aplicacoes 3d a luzinha vermelha acende,e o monitor atencao,esta ligada noutra ups a parte.o ideal e por um amperimetro a medir a corrente de entrada dos 220v para se poder fazer as contas da potencia,depois sim podes ver o consumo por hora
     
  7. timber

    timber Zwame Advisor

    sim tb ja tinha dito isso. a tensao da rede sao 230 v nao 220
     
  8. AMDXISPALHEIRO

    AMDXISPALHEIRO Power Member

    230v?isso depende da zona e da distancia que vai do distribuidor a tua casa,e mesmo a variacoes dependendo do que esta ligado etc.eu por vezes tenho 242volts na rede,outras tenho 225.
     
  9. Silício

    Silício Power Member

    Realmente para saberes qual o consumo exacto do computador a melhor forma é de facto utilizares um multímetro.

    Tendo em conta que a tensão na tomada teoricamente é de 220v mas na prática chega a atingir os 240v, o melhor, para saberes com rigor qual a potência que está a ser gasta, é utilizares primeiro o múltimetro (na posição voltímetro) e medires a tensão na tomada.
    2º Após saberes a tensão na tomada, muda para a posição amperímetro (a corrente é medida em série, num dos polos, e não em paralelo como acontece com a tensão - não sei quais são os teus conhecimentos de electrónica por isso se não souberes como é que isto se faz avisa q eu em outro post explico-te - vale mais do que estoirares o multímetro).

    Com os valores que obtiveres calculas a potência. Potência = tensão (U) X corrente (I)
    :)
     
  10. timber

    timber Zwame Advisor

    A tensao na tomada teriocamente serie de 230 V (valor eficaz). No entanto tem uma tolerancia permitida pela ERSE que deve ser de uns 5 a 10%. Ha dezenas de factores que podem provocar variaçoes da tensao na rede. O 220 v e um valor antigo e que ja nao e utilizado a nivel europeu. A unica coisa realmente constante (mesmo assim claro que nunca e mesmo constante) na rede e a frequencia (50 Hz).
    Na realidade medindo a tensão e corrente no PC nao chegas a saber a potencia ficas apenas a apenas a potencia aparente (S) que se representa em VA. Para saber a potencia activa (P) em W terias de conhecer tambem o factor de potencia que e o coseno do angulo de desfasagem entre a tensao e corrente. Acho que alguns multimetros melhores medem isso senao usa um osciloscopio. Se nao der usa para ai 0.8 que nao deve andar muito longe do real.
    concluindo P=U*I*cos fi . A tensao e corrente vem em valores eficazes. A formula so e valida para monofasico como e o caso.
    A formula dada pelo Silicio e valida mas apenas para grandezas continuas (ou seja com valor medio ano nulo). basicamente e o que se usa para electronica. para grandezas alternadas tens de levar em conta a desfasagem representada pelo coseno de fi ou factor de potencia como quizeres.
     
  11. EXTRAMAN

    EXTRAMAN Power Member

    Boa explicação timber... Sabes mesmo as diferenças de potência aparente activa e reactiva. Também é verdade que como falamos de corrente alterna, o factor de potência poderá ser importante, mas como es5amos a façar de instalações eléctricas não industriais, penso que não é muito relevante esse facto. O que existe numa casa comum que contribua para esse efeito reactivo são electrodomesticos com motores(máquinas de lavar e afins) e as lâmpadas fluorescentes... Já agora explica aí á malta como é que se faz a correcção do factor de potência :) . Assim fica tudo bem explicado :)
     
  12. timber

    timber Zwame Advisor

    olha que electronica de potencia como uma fonte de PC tem geralmente um factor de potencia bastante mau alem de ser do piorio em termos de introduçao de harmonicas na rede. os gajos geralmente so usam rectificadores do mais ordinario possivel.
    Compensar o factor de potencia e muito facil. Se a carga foi indutiva , como e geralmente o caso, basta calcular a energia reactiva que esta a ser consumida e em seguida dimensionar um condensador ou bateria de condensadores de modo a injectar a energia reactiva correspondente ao consumo. Ora a potencia reactiva e dada por Q=U*I*sen fi.
    Ora a potencia reactiva injectada por um condensador e
    Q=(U^2)/(w*C) (isto foi deduzido em cima do joelo e capaz de nao estar correcto). Assim basta saber a reactiva consumida pela carga e obter a capacidade necessária para o condensador. Mas para um utilizador comum isto nao tem interresse nenhum porque a EDP so cobra energia activa em baixa tensao e um condensador de 230 V ja e um valente bicho e nao deve ser nada barato (agora de repente nao faço ideia).
    A desfasagem aqui so tem interesse para saber exactamente a potencia activa. tudo o que e valor destas formulas de tensao e corrente tem de vir em valores eficazes.
     
  13. Facies

    Facies [email protected] Member

    mais simples... penso eu.. é usar um contador so para o pc, na AKI estao a venda uns contadores , que se ligam na tomada de alimentaçao , e assim tem-se um controlo eficaz, custam +/- 20euros , cloaro que nas lojas da especialidade deve ser mais em conta
     
  14. MrBean

    MrBean Power Member

    Muitas das coisas aqui ditas até estão correctas, mas há factores que estão a ser esquecidos.

    Em primeiro lugar o monitor. Se for de 17 deve ir até cerca de 100 W em funcionamento normal e 150 W se for de 19, mais ou menos. Por isso, esse é fácil de contabilizar.

    Quanto ao computador, o cálculo torna-se bastante mais complicado. Para começar, a fonte tem um rendimento bastante baixo. Só para terem uma ideia de grandeza, a minha fonte que é uma Antec de 400 W tem um consumo à rede máximo de 5 A, segundo o que está lá escrito. Basicamente, no consumo máximo em que o rendimento não deve andar longe do rendimento máximo (que deve estar nos cerca de 80 % da carga) o rendimento da fonte é abaixo dos 50 %. Logo, as contas para cima feitas não estão correctas no sentido em que o rendimento da fonte é longe dos 100 %, pelo menos nas fontes mais banais.

    Encontrar o consumo do computador em si não é fácil, mas no meu caso, mais um exemplo. Quando troquei de um celeron 800 por um TB 1133 + 512 DDR + GF3 ti200 + 1 CD-rom + 1 dvd + 1 granvador + 1 disco 7200 + placa de som, a minha fonte de 230 W não aguentava. Basicamente, o computador nem chegava ao windows. Sendo a fonte de uma caixa Enlight, devia ter uma qualidade mediana, pelo menos. O que quer dizer que o computador gasta, em pricípio, mais que 230 W, no funcionamente mais ou menos normal. Tendo em conta que hoje em dia só se usam fontes de 300 / 350 W, podemos assumir que um computador normal gastará ente 250 e 300 W, por exemplo. Se o rendimento for de 40 %, mais ou menos o que daria no meu caso, então o consumo à rede seria de 625 W / 750 W só o computador. Claro que este valor é full load e é diferente do valor que o computador gasta quando não está a fazer nada.
    De qualquer forma, a ideia que fica é que o computador gastará mais dos que os 600 W referidos, devendo andar mais na casa dos 800 W, segundo o meu raciocínio que não tenho a certeza que esteja certa.

    Já agora, as fontes do computador são altamente indutivas e estragam o factor de potência com uma pinta bestial. Porém, como nós só pagamos a energia activa, é indiferente, para nós...
     

Partilhar esta Página