1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Estado da indústria e futuro do PC como plataforma de jogos?

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por Bugu1990, 17 de Junho de 2018. (Respostas: 44; Visualizações: 1554)

  1. Bugu1990

    Bugu1990 Power Member

    Boas, tudo bem?

    Gostava de lançar aqui este tema a reflexão.
    Sou gamer de pc e neste momento, estou um pouco preocupado com o futuro do PC.
    Passo a explicar.
    Em primeiro lugar, gosto de um grande leque de tipos de jogos e acima de tudo sou um fã e entusiasta de videojogos no geral.
    O que não me interessa a nível pessoal são jogos competitivos e jogos com vertente multi-player.
    Nisto sou virtualmente anti-social e jogo sempre numa vertente single player.

    Deste pequeno enquadramento da minha personalidade enquanto gamer já dá para perceber um pouco as minhas preocupações.
    Também sou gamer há muitos anos, no tempo em que no pc se jogavam jogos da LucasArts como o Indiana Jones e as consolas que havia era a nes com o Zelda ou supermario. Daí também se percebe a preferência por experiências single player.

    O que me preocupa é que actualmente em primeiro lugar o PC já não tem jogos AAA exclusivos.
    Lembro-me perfeitamente quando saiu o half life 2 e como a nível de rendering de personagens, física e story telling era muito à frente de tudo o resto.
    Depois temos também o exemplo do primeiro crysis que era a revolução gráfica nos jogos.
    E muitos outros.

    Actualmente o PC já não tem isso.
    Os jogos mais AA ou AAA são jogos multi plataforma que são criados com motores de jogo desenvolvidos para correr quer em PC, quer em consolas.

    O PC está a ter cada vez mais um modelo de monetizacao preocupante.
    Por exemplo, gostei muito do shadow of mordor. Mas a sequela da qual esperava muito foi destruída pela ganância através de um modelo de monetizacao.

    A ea é o que se sabe com as loot boxes...
    Até à ubisoft que lançava jogos AAA com frequência já adoptou monetizacao nos seus dois maiores franchises, o assassin's creed e o far cry.

    Depois há a enorme popularidade dos jogos esports e de arena.
    Os fenómenos pubg, fortnite, overwatch, rocket league...

    Como digo, tudo isto junto, faz com que alguém old school como eu que valoriza mais as experiências single player fique preocupado com o futuro da plataforma e especialmente o que ela poderá reservar no futuro para as minhas preferências.

    Que acham?

    Um abraço
     
  2. Muzenza

    Muzenza Power Member

    Bem , em primeiro acho que o mundo PC não vai a lado nenhum . Pode não ter exclusivos mas esses servem mais para ajudar a vender as consolas .

    A questão da monetização é um problema , concordo , mas apenas existe porque o mundo gamer em geral alimentou o assunto . Enquanto os gamers comerem gelados com a testa e abrirem mais a carteira que os olhos , as empresas vão encontrar mais e mais maneiras de nos sacar guita por tudo e por nada .

    A popularidade de jogos tipo pubg, fortnite , rocket league , etc deve-se ao facto de , o mesmo jogo , nunca ser igual , jogues 20 horas ou 2000 . Pode ser o mesmo mapa , as mesmas acções , mas o desenrolar é sempre diferente . Isso dá um "replay-value" que dificilmente consegues num jogo simple player .

    No entanto os jogos single player vão sempre existir e haverá sempre alguns que valem a pena . Sejam eles AAA ou não
     
  3. reiszink

    reiszink Power Member

    Continuam a existir excelentes jogos single player, o problema é que boa parte são indies, e por isso, passam ao lado de muita gente, devido ao estigma de que AAA é que é bom!

    Quanto às micro-transações, vão ser o futuro do gaming, nisso poucas dúvidas existem! Quem não concordar com elas, o melhor é parar já de jogar, infelizmente é a realidade. Quando vemos editoras a fazer mais dinheiro com elas do que com as vendas dos jogos propriamente ditos, dá para ver que as micro-transações estão para ficar.

    Em relação aos exclusivos, até acho que os jogadores de consola têm mais razão de queixa, já que nos últimos anos temos assistido a vários casos de jogos que apareceram no PC, outrora exclusivos das consolas.

    Em suma, nem tudo é bom e nem tudo é mau, hoje até temos serviços no PC que ajudam a elevar a plataforma. O Origin Access por exemplo, por 3€ ou 3,50€ ao mês, ficamos com uma vasta colecção para jogar!
     
  4. wNted

    wNted Banido

    Compreendo-te perfeitamente e se há alguma(s) produtora(s) que sabem fazer jogos Single-Player, é a SONY (se és jogador de PC, esta aqui podes esquecer hehe), a NINTENDO (lá está, como jogador de PC esta também podes esquecer...) e a gloriosa CD PROJEKT RED... se nunca jogaste um jogo destes gajos, experimenta o The Witcher 3 que vai adorar... e vem aí Cyberpunk 2077, bem talvez em 2020...
    A Ubisoft vai acertando algumas vezes, já a EA é para esquecer mesmo...

    Digo-te que quando começou essa febre dos Battle Royale eu era um viciado, tanto PUBG como Fortnite, agora já nem me atrevo a ligar nenhum dos dois... já não suporto a comunidade tóxica principalmente a que se instalou no Fortnite... é o que dá ter gráficos abonecados/apaneleirados heheh...

    Um conselho que te dou, caso gostes mesmo muito de jogos single-player... compra uma PS4 (se puderes) e joga os exclusivos que ela tem, não te vais arrepender.

    PS: esqueci-me da Bethesda, estes também têm uns quantos Single-Player de peso que vale a pena experimentar
     
  5. sanyo_

    sanyo_ Suspenso

    Mas num battle royale qual é o interesse da comunidade se é 1vs99?
     
  6. wNted

    wNted Banido

    posso te dar vários exemplos... as vezes eu jogo em squads ou duos com desconhecidos ou até aqueles modos team de 20 ou 50x50... até aí tudo bem, o problema é quando sou knocked out, os putos de 10 anos e tal tudo no micro "hahah you're down you sucker", "do you want me to heal you??? ooh i don't think so", ou "oohh look at you down there hihihih"... e vão embora...
    queres mais exemplos???
    eu sei, posso jogar solo, mas quer em solo, quer em duo ou squad a comunidade é a mesma, é tudo tóxico.... diz-me lá, gostas muito disto então não??
     
  7. mata-pombos

    mata-pombos Colaborador
    Staff Member

    Tem poucos. Mas também tem muitos indies exclusivos, e por conseguinte muitas pérolas que passam ao lado da maioria dos jogadores que só têm olhos para jogos AAA.

    Lembro-me p.e. de jogar o jogo "To The Moon" que até agora foi o jogo que mais me marcou emocionalmente. E aquilo não salta à vista de ninguém se vires o vídeo de Demo na steam. É preciso ver as reviews do pessoal que jogou para ter a noção que ali está um bom jogo.

    Já agora, esse é um dos pontos positivos das plataformas de PC: as reviews dos jogos. Cada jogo tem feedback detalhado da comunidade, e não um sistema de classificações por estrelas sem descrições como nas stores das consolas (sistema francamente arcaico e que não ser para nada, imo).

    Isso não tem a ver com o PC. Não é o PC que gera a necessidade de microtransações. É sim, a necessidade de os developers ganharem mais dinheiro, seja porque apenas querem mais dinheiro, ou porque o mais certo é os padrões da indústria cada vez estarem mais elevados e é preciso mais dinheiro para sobressair (o que também afeta os indies...).

    O PC pode não ter os exclusivos AAA que tu provavelmente valorizas mais do que e-sports, mas a plataforma está viva e de boa saúde. É no PC que muita coisa acontece antes de chegar às consolas, até porque as consolas não são mais do que PC´s com sistema operativo proprietário e possibilidade de upgrade restringida ao armazenamento..
     
  8. notario

    notario Power Member

    Não esquecer também que muito gente joga no PC pela qualidade que se pode obter que nunca numa consola é possível (Texturas, fluidez, fps, etc)
    Foi o que me levou, há uns valentes anos atrás, começar a minha primeira pc build para gaming. Independentemente dos jogos exclusivos para Playstation, Xbox e/ou pc, muita gente joga no PC não pelos seus exclusivos, mas sim pela sua superioridade comparado às consolas, isto sem falar de poder se fazer upgrades "em conta" para poder continuar a jogar no PC, o que as consolas imposibilitam de fazer, obrigando os clientes a abandonar completamente "antigo" hardware para comprar "a brand new machine".

    Como o mata-pombos diz, a indústria do PC está de muito boa saúde. Jogamos por gostarmos de uma panóplia de jogos, não por 3 ou 4 exclusivos verdadeiramente incríveis em 5 anos de indústria.
    E como foi referido, estes sistemas como o Origin Access também é muito interessante e levanta o mercado do PC-gaming para cima.
     
  9. bathombre

    bathombre Power Member

    Quem já acompanha o mercado dos videojogos desde a sua infância pré NES, posso afrmar que o mercado do PC nunca esteve tão vivo (e monopolizado) como hoje.

    Vivo no sentido, há 10 anos atrás jogos made in japan nem sequer eram opção no PC, hoje tirando alguns exclusivos na PS4 e Nintendo, tudo sai tudo no PC. As opções no PC são infinitas.

    Monopolizado no sentido de hoje tudo está alocado à plataforma steam. E não sei até que ponto isto não está a inflacionar os preços dos jogos PC. Há 6 ou 7 anos atrás mais rapidamente comprava jogos no PC do que na X-box360 ou Ps3 e hoje vejo mais rapidamente descontos de jogos Ps4 ou X-box One nos retalhistas internacionais e nacionais e lojas online da PS e X-box store do que vejo em jogos PC no Steam.

    E se o futuro for por stream como muitos estão a apontar, então ai de certeza que nem PC, nem consolas irão morrer de certeza. Passam a existir serviços no qual podemos jogar no PC, no telemóvel ou numa box living room de 100 euros
     
  10. wNted

    wNted Banido

    Se isso ancontecer, o que eu acho extremamente difícil, eu migro completamente para PC
     
  11. Muzenza

    Muzenza Power Member

    Ainda gostava de perceber como é que os gráficos abonecados influenciam ou não a comunidade .

    Digo-te que joguei muito jogo multiplayer e a larga maioria é tóxico . Seja DotA , fortnite , Rocket League ou LoL, vai sempre ter uma comunidade tóxica . E quanto mais barato mais tóxivo vai ser porque os users estão-se nas tintas pois podem sempre fazer outra conta .

    Mas o problema não é a comunidade , é como se reage a ela . Tens sempre alternativas , sejam elas arranjar amigos , jogar sozinho ou simplesmente dar mute aos putos que são chatos . Qualquer uma destas é melhor que andar a chorar que os battle royale são assim e assado só porque os putos são irritantes .
     
  12. wNted

    wNted Banido

    1º tu não vês a mesma quantidade de putos no H1Z1 por exemplo do que no Fortnite... motivo, facilidade de jogar, mais barato e estilo gráfico mais apelativo para crianças.
    2º é certo que me referir a jogar sozinho ou acompanhado, mas eu estava-me a referir mais à comunidade do jogo e o quão tóxica ela é...
    3º eu não andei a chorar coisa nenhuma, só dei a minha opinião do estado atual dalguns battle royale e que parece que outro vai seguir o mesmo caminho, realm royale.

    Repara no que disseste e os jogos que referiste, DotA, Fortnite, Rocket League e LoL... todos com um estilo gráfico "apelativo" para crianças, não surpreende que a maioria seja crianças, já que se eu hoje tivesse 10 anos e tivesse de escolher entre Fortnite e H1Z1 que são os dois gratuitos, eu ia para o Fortnite, é simplesmente mais apelativo para crianças e depois elas não se sabem "comportar" num jogo online... eu sei que tem outros jogos que putos jogam e têm relativamente bons gráficos tipo GTA V, mas não compares...

    Na minha altura se o meu pai me apanhasse a dizer o que os putos de hoje em dia dizem, estava bem f*****... levava umas chapadas que até andava de lado. Agora não eles dizem tudo que lhes vai na mente e nada lhes acontece, e de quem é a culpa... os pais

    Resposta totalmente off-topic mas que se lixe
     
  13. Zeckett

    Zeckett Power Member

    No PC tens sempre os jogos de estratégia. Sagas como Total War e Civilization não encontras em nenhuma consola. Aí tens os teus AAA exclusivos.
     
  14. Muzenza

    Muzenza Power Member

    Argumento interessante . Já agora o que achas de Counter Strike então ? Também tem gráficos "apelativos a crianças" ?

    Ou vais considerar inválidos os que têem gráficos decentes só para teres razão ? Comunidade tóxica existe em qualquer jogo online , pior ainda nos que têem mmr . Não é só nos battle royale nem nos jogos de gráficos "para putos" .
     
  15. wNted

    wNted Banido

    CS?? não não tem gráficos apelativos para crianças... mas queres comparar a quantidade de putos no CS com a do Fortnite?
    Eu sei que comunidade tóxica em todos os jogos online, mas simplesmente nota-se mais nuns do que noutros, ponto!
     
  16. Muzenza

    Muzenza Power Member

    Se quero comparar ? Não preciso . Existem muitos , mas muitos mais no CS .

    Essa tua ultima afirmação é opinião tua . Ponto! Não reflete necessariamente a verdade , mas sim a tua própria experiência .
     
  17. RuiBK

    RuiBK Power Member


    Total War que eu saiba nunca saiu em consolas recentes,mas tenho a certeza de um Civilizaton na gen passada de consolas.
    Isso e estratégia por turnos e em tempo real também existe nas consolas.E alguns dos sims do PC também deram o salto.


    PC é para quem quer a liberdade de ditar como quer jogar.O resto é treta.Uma pessoa habitua-se à falta ou presença de certos jogos.
     
  18. wNted

    wNted Banido

    talvez seja verdade, talvez não.. enfim
     
  19. Bugu1990

    Bugu1990 Power Member

    Boas,
    Pontos muito interessantes que já foram aqui abordados.
    Eu Já tive a minha altura de multi-player.
    Sou da velha guarda e o que melhor me lembro de jogar em multi-player foi o quake 3, na altura em que era fixe combinar lanparties em garagens e se levava os monitores crt de 17 polegadas as costas.
    Grandes noites.
    Ou então na faculdade, no meu ano de caloiro joguei muito return do castle wolfenstein nas Lans da faculdade.
    Desde aí, o meu interesse por jogos single player morreu.
    Venho dos tempos da nes e da Snes. Dos Zelda, chrono trigger, metroid...
    No pc as grandes memórias que tenho sempre foram single player.
    Também comecei a jogar numa altura em que a Internet nem existia a nível doméstico em Portugal. Daí os jogos eram todos praticamente single player.

    Actualmente mantenho a tendência.
    Para mim um jogo competitivo acrescenta uma dimensão de stress e ansiedade a que não me quero sujeitar para estar a subir em rankings.

    Os jogos são um Hobbie em que quero relaxar. :)

    Dai e por andar nisto à tanto tempo, todo este shift da indústria me preocupa.
    Até o far cry 5 que é de um franchise que gosto e joguei todos desde o primeiro, sempre no pc, agora tem um modelo económico baseado em dinheiro real...
    Muito preocupante.
     
  20. gif

    gif Power Member

    É exactamente o contrario. Quando acontecer, não precisas dum PC para nada.
     

Partilhar esta Página