1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Evolução Apple

Discussão em 'Apple Geral' iniciada por nl151, 12 de Outubro de 2018. (Respostas: 1; Visualizações: 265)

  1. nl151

    nl151 Power Member

    Olá a todos.

    Decidi criar este tópico para uma discussão saudável entre os membros do grupo sobre Evolução Apple.

    Quando falo no termo "Evolução", é relativamente a utilizadores que acompanham a marca a algum tempo (seja desde os 1ºs iPhones, Macs, etc.) e como veem a marca actualmente.

    A minha sincera opinião: Sou utilizador desde os modelos 4 do iPhone, tendo todos os modelos até ai (menos o Xs, continuo com o X), possuindo também Macbook, iPad, e alguns acessórios inerentes a todo este ecossistema. Consequentemente, sinto-me "preso" neste ecossistema, mas num bom sentido. Em termos de trabalho, para mim é excelente, e dá-me um jeito brutal ter tudo no mesmo sitio, pronto a aceder através de qualquer equipamento, já para não falar da comodidade de ter mais de 10000 fotos no telefone, com uma cópia na nuvem sem ter de fazer "nada".

    Acho que a Apple hoje em dia está muito mais forte em termos de estratégias de Marketing, escolhendo bem "pequenas" features que levam os utilizadores a pensar se devem fazer upgrade ao equipamento ou não. E, independentemente do preço ser cada vez mais elevado, e de retirarem peças aos equipamentos (Jack dos Fones, adaptadores lightening para Jack 3.5mm já não vêm incluídos na caixa, Macbooks só com portas Usb-C) a verdade é que continua a vender como pães quentes.
    A verdade, é que hoje em dia os iPhones são autênticas máquinas, com processadores fortíssimos, capazes de aguentar anos e anos, desde que tenham updates de software.
    Será o preço da tecnologia "overpriced" hoje em dia? Ou os verdadeiros culpados somos nós, consumidores, que permitimos estes aumentos de preços, visto que continuamos a comprar?

    Falando também um pouco da fiabilidade/pós-venda, noto que nos equipamentos mais recentes (cerca de 2 anos para cá), já tive que recorrer mais vezes à garantia do que nos restantes anos. iPhone X é o 2º, porque o primeiro aquecia que parecia uma fritadeira e desligava-se. iPhone SE tive 2, um deles o ecrã levantava no canto superior direito. Macbook Air com problemas na bateria e portas USB. No entanto, acho que nenhuma marca trabalha como a Apple e os seus reparadores autorizados, que resolvem as situações muito rápido e (pelo menos comigo) trocando quase sempre os equipamentos.

    Deixo aqui também um vídeo muito interessante que encontrei, já do ano passado, mas para quem ainda não viu acho que é bastante interessante, sobre como as coisas funcionaram na Apple:

     
  2. Trance

    Trance Power Member

    Olá,

    Ao longo do tempo a história da Apple é para mim um exemplo de sonho, inovação e sobrevivência até chegar ao sucesso. E é interessante, para mim que no geral, o fez sem ir sistematicamente e constantemente atrás do negócio dos developers do seu ecossistema como faz a concorrência. Hoje, claramente uma empresa de sucesso.

    Mas com o sucesso é hoje odiada por muitos pelos seus lucros avultados Repare-se que a aversão à empresa chega ao ponto de muita gente na tech argumentar que é uma empresa terrível por simplificar demasiado a utilização da tecnologia, tornando por isso as pessoas mais burras. No entanto até 2007 não passava de uma empresa histórica, que produz coisas inovadoras mas que esteve à beira da banca rota várias vezes.

    No fundo é por existir ainda esta forma de pensar que acho que a empresa tem um futuro risonho por principio. No entanto creio que a breve trecho irá enfrentar grandes desafios que advém do poder da integração de múltiplos dispositivos. Pese embora a Apple seja muito forte nisso, a verdade é que essa integração só tem relevância se as pessoas usarem mais que um dispositivo Apple, nomeadamente Macs.

    Só que o efeito cascata não se tem verificado. A ajudar à festa as pessoas trocam mais depressa de OS no telemóvel do que o fazem no PC, contexto em que o Windows tem 90% de marketshare.

    Ou seja, á medida que a integração Android / Windows se torna cada vez mais uma realidade e melhor, aproximando-se da realidade Apple, há aqui uma probabilidade real do efeito dominó que poderá não conseguir parar. Repare-se que as vendas de iPhones já estão flat.

    Para virar isto uma hipótese é conseguir dar o salto expressivo da computação de bolso para a computação handheld + secretária. Nomeadamente através dos iPads.

    Repare-se que a Apple é hoje um gigante, mas daqui a 20 anos pode ser uma Nokia. Isso acontece quando os CEOs não fazem o trabalho para o qual foram pagos. Repare-se, um dos papeis do CEO é o de saber onde está o dinheiro daqui a 5 anos, que sabe apanhar ondas. Em boa verdade creio que o Tim Cook ainda não demonstrou que sabe fazer esse exercício. Tem sabido muito bem explorar o filão, de uma mestria impressionante, isso sem duvida.

    Vamos ver.
     
    Última edição: 17 de Outubro de 2018 às 23:43

Partilhar esta Página