1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Exemplos de Adopção Gnu/Linux

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por APLinhares, 8 de Março de 2009. (Respostas: 25; Visualizações: 1881)

  1. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    Exemplos de adopção Gnu/Linux mercado empresarial


    Fonte


    Em Portugal,

    http://www.*****.pt/openSource/
    (tenho informação de Servidor Fedora 10

    Mais exemplos públicos
     
    Última edição: 10 de Março de 2009
  2. MaskedHero

    MaskedHero Power Member

    Em Portugal tens muitas mais:

    Grupo PT
    ZON
    Jazztel / Ar telecom
    Novis / Clix
    Metropolitano de LX

    ... que eu conheça in-loco

    Todas tem ambientes de produção critica a funcionarem em linux...
     
  3. hellaxe

    hellaxe Power Member

    Interessante, muito interessante.
    A PSA com 20000 desktops passa para Suse!!!!!!!! uau!!
     
  4. wedlled

    wedlled Power Member

    Em produção. Já a parte de "interacção" com o publico é, tanto no Mestro de LX como nas estações de comboio, (fertagus pelo menos) OS X.
     
  5. Nomearod

    Nomearod Power Member

    Não pensava que Suse/Novell era assim tão popular... :)
     
  6. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life
    Staff Member

    Adicionem a ZWAME à lista sff :D
     
  7. bmpv666

    bmpv666 Power Member

    fonte: http://exameinformatica.clix.pt/noticias/mercados/1001937.html
    é mto guito...
     
  8. John Silva

    John Silva Power Member

    Pelas multinacionais por onde tenho passado o uso de servidores Linux é quase uma constante, contudo, os Desktops ainda têm um longo percurso a seguir.
    O caso da ***** já conhecia à algum tempo e é uma demonstração clara de como poupar imenso dinheiro. Claro que o desenvolvimento do software de facturação é pago, mas também o teriam que pagar se fosse noutro SO...
     
  9. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    Noticia completa
     
  10. Underground909

    Underground909 Power Member

    Gostei desta citação:
    E só porque ainda não ouviram falar do PySol :002:
     
  11. God_Lx

    God_Lx Folding Member

    Falta aí o Exercito Português :)

    Mas sim Linux é adoptado em grandes companhias em Portugal para muitas máquinas que não só servidores. Normalmente não há grande publicidade sobre isso...
     
  12. John Silva

    John Silva Power Member

    Correcto ! Encontro constantemente equipamentos industriais com Linux lá metido. As vantagens são óbvias, "cortam" o Kernel à sua medida para ocupar o menor espaço possível e aumentar a rapidez de processamento limitando o software mais o SO à máquina em questão.
     
  13. AwakE

    AwakE Banido

    O que é preciso é ter empresas a fazer pressão de venda. Linux não se vende por si próprio, e ninguém vai comprar um software sem ter uma garantia de suporte (forte) por trás.

    Parece que a Novell está a ganhar clientes o que é sempre bom para acabar com monopólios. E é nas empresas que o Linux pode ganhar a guerra. É muito mais provavel que uma pessoa que trabalha com Linux tenha Linux em casa.
     
    Última edição: 12 de Março de 2009
  14. God_Lx

    God_Lx Folding Member

    Se calhar são assim mais do que pensam, mas as STBs Clix todas elas correm Linux, Kernel 2.6.17 se não tou em erro mas posso confirmar...

    Já devem ser umas quantas não ?
     
  15. John Silva

    John Silva Power Member

    Concordo com isso, mas a maior parte das pessoas que eu conheço e que tem problemas com o Windows não recorre à MS....
    Sei que existe uma confiança nos consumidores em relação aos produtos MS pois é uma empresa que tem "rosto" e o Linux para a maior parte das pessoas, não tem.

    Em relação ás empresas existem grandes multinacionais que dão suporte ao Linux à muitos anos. A Novell, a HP a IBM e a Cisco, não são propriamente desconhecidos. A Dell parece que entrou também na corrida embora não saiba como é que se estão a safar cá em Portugal.

    Em relação aos Desktops, é claro que como não há marketing, as coisas custam um pouco mais....
     
  16. Não sei como é nas outras, mas na junta de freguesia de onde sou, a câmara colocou um pc para ser usado pelos habitantes, e corre o ubuntu.

    Mas a grande batalha estará, como já foi dito, nos consumidores e geral. E aqui falha, pelo menos tenho essa ideia, as escolas. A grande maioria tem TIC, seria o local ideal para dar a conhecer as alternativas. Não estou a dizer que se deixe o Windows, mas para além dele incluir o Linux. A nível de investimento monetário será praticamente nulo, é só instalar e supostamente qualquer professor da área saberá trabalhar com linux.
     
  17. estrafalhote

    estrafalhote Power Member

    Aí está na minha opinião um dos grandes entraves para muitas pessoas não mudarem, pois certamente pensam, ai e tal aquilo são uns garotos que se andam a entreter com aquilo por agora depois fartam-se e lá se vai tudo à vida, e deixam-se ficando pelos windows.

    Isto pela minha opinião também são resultados da hipotética crise que aí anda, pois se se corta em pessoal porque não cortar nestes serviços também e certamente que uma empresa que faça uma grande modificação como uma que falaram em 20.000 desktops que vai poupar ainda alguns trocados :007:
     
  18. bmpv666

    bmpv666 Power Member

    supostamente...infelizmente esse é um grande problema.

    há mtos profs a dar TIC que nem da área de informática vêm.

    dos que vêm dessa área, possivelmente mtos são fraquitos no que diz respeito a conhecimentos informáticos avançados (falo de programação, protocolos, SO's, etc...) - tenho 3 amigos e colegas de curso q hoje são profs, e encaixam um pouco neste grupo.

    por isso, essa suposição, teoricamente nada descabida e perfeitamente aceitável, acaba por estar longe da realidade.
     
  19. AwakE

    AwakE Banido

    A batalha a ganhar é a batalha no mundo empresarial. No trabalho as pessoas usam o que lhes dão, em casa usam o que querem. Se o Linux for imposto no trabalho, naturalmente as pessoas começam a usá-lo em casa.
     
  20. John Silva

    John Silva Power Member

    Ora aqui está uma grande verdade !
    A RedHat apostou exclusivamente na área empresarial e foi a partir desse ponto que começou a facturar milhões. Essa empresa não está minimamente interessada ( para já ) nos dektops pois sabe que para já esse mercado é por enquanto muito trabalhoso e pouco rentável.
    Olhando para a Novell, Suse e a Canonical, estão igualmente a tentar arranjar a sua cota de mercado nesse sector por motivos óbvios.
    O Linux ainda tem um longo percurso a seguir e tentar melhorar algumas áreas onde é claramente inferior à concorrência, e neste caso, as capacidades gráficas e de áudio para mercados profissionais é uma grande falha ! ( não falo de programas, falo da capacidade em si )
     

Partilhar esta Página