1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Ext3 e nfts

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico - GNU/Linux & *nix' iniciada por sacob, 2 de Setembro de 2007. (Respostas: 10; Visualizações: 1306)

  1. sacob

    sacob Power Member

    boas!

    como e que posso ler/escrever nas particoes ext3 pelo windows e escrever ntfs pelo ubuntu 7.04?

    cumps
     
  2. esquiso

    esquiso Power Member

  3. sacob

    sacob Power Member

    obrigado!

    a parte do windows esta feita, o resto faço daqui a pouco e vai-me dr muito trabalho

    quando vejo as propriedades da particao do ubuntu diz que o sistema de ficheiros e ext2, e normal? nao devia aparecer ext3
    quando tento abrir a psarticao swap diz que o disco nao esta formatado, e normal?
     
  4. esquiso

    esquiso Power Member

    Vai-te dar trabalho?
    #aptitude install ntfs-3g // #mount -t ntfs-3g /dev/<drive do windows> /directoria/para/onde/vai/o/windows

    É normal, penso eu. O formato não é reconhecido pelo Windows. E para que raios queres abrir a partição de swap?
     
  5. VuDu

    VuDu Power Member

  6. sacob

    sacob Power Member

    eu o primeiro link ja inha visto, mas la esta aparecia ext2 e por isso perguntei
     
  7. xupetas

    xupetas Banido

    EXT2,3 Reiserfs etc é do piorio para velocidade...

    experimentem xfs em linux e pasmem-se;)
     
  8. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    hum... não obrigado :P
     
  9. xupetas

    xupetas Banido

    Isso era nas versões antigas... agora todos os writes sao atómicos e não há risco de perca... com uma velocidade simplesmente espectacular!!
     
  10. VuDu

    VuDu Power Member

    Então já agora dá-nos a tua opinião sobre o porquê de o XFS não começar a ser escolhido em deterimento do "velhinho" ext3.
    Não seria de esperar que se a diferenças fossem tão obvias não se teria começado a ouvir falar de distros a optarem por demonstrar preferencia nesse sistema de ficheiros?
    Eu limito-me a usar ext3 pelas razões obvias, mas não me importaria minimamente de mudar para XFS, isto se... as razões obvias perdessem "obviosidade".
    :lol:
     
  11. xupetas

    xupetas Banido

    Fala por ti...

    Profissionalmente falando em soluções ditas como estáveis, p.exmp o RH AS,ES ou o SLES o XFS já é suportado de raiz pelo fabricante

    E para tua info... desde o suse 7.3 que o XFS é suportado.

    Nota: em RHAS 4.0 o suporte XFS e JFS é pago á parte pois é considerado um produto de high performance.

    Agora porque é que não se muda? talvez por medo e por desconhecerem a vantagem que é uma plataforma suportar directamente mais que um tipo de filesystem (Ao inves do windows onde só escolhes NTFS ou fat), ou talvez porque ninguém se dá ao trabalho de investigar outras opções.
    Tu exploraste já a tua rotina de instalação para verificar se o XFS é suportado?

    Em relação a filesystems de alta performance:

    VXFS (o mais promissor de todos - precursor do VXVM ). Da Veritas. Contudo em linux não o considero totalmente amadurecido (em HPUX é outras historia)

    XFS Filesystem de alta performance. Feito inicialmente para a SGI para renderfarms onde cada ciclo de cpu conta.

    JFS. Velho cavalo de batalha da IBM para large files (acima de 32 GB por file)

    Se combinares algum destes a LVM ou a EVMS ficas com uma solução de armazenamento que pode concorrer em performance e fiabilidade com storages empresariais de gama média/alta.

    Profissionalmente uso em produção (no trabalho) para hosts de vm's XFS (8 filesystems de 1TB com cerca de 32 Maquinas virtuais) e já fiz todo o tipo de judiaria que podia para garantir que o filesystem era estável.

    Uso ainda para sistemas de produção que correm Oracle Rac filesystems JFS também com um aumento extremo em relação a ext* e reiserfs.

    Finalmente digo que o ext* é um filesystem respeitável, com anos de bom serviço mas já existem á algum tempo existem outras opções dependente do destino que lhe iras dar.

    Finalmente a utilização que podes dar em casa. O Desktop/Server caseiro...

    Para SO: /boot com 200 MB, LVM, / com XFS
    Para restante: LVM com XFS por filesystem.

    Diminui o IOWait, aumenta a performace, diminui o dano nos disco visto não haver tanto hd trashing. Diminui o gasto de CPU em operações IO Intensive (Copy Move Delete etc).


    Resumindo... é bom é rápido e desde que descobri isto não tive mais nenhuma maquina minha com filesystem ext3 alem do /boot.


    Ps: o /boot tem que estar em ext3 senão cada vez que recompilarem o kernel, ou adicionam o modulo de lvm como built.-in, ou entao tem que gerar um mkinitrd.


    Alguma duvida apitem.
     

Partilhar esta Página