1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fazer do Webdesign o ganha pão.

Discussão em 'Web Development' iniciada por NetOholik, 15 de Setembro de 2008. (Respostas: 9; Visualizações: 1021)

  1. NetOholik

    NetOholik Power Member

    Estou a acabar o meu curso superior de Letras e gostava de desenvolver os meus conhecimentos de WebDesign de forma a ser mais uma enchada de trabalho.
    Quais as linguas que estão a ser mais usadas de momento ? E cursos ou mestrados, o que recomendam ?

    Cump.
     
  2. krunch

    krunch Power Member

    Depende... o que sabes? Estás a partir do zero?

    PS - Linguas?! Ou Linguagens de programacao? Ai ai, és mesmo de Letras!
    Sorry, não resisti...
     
  3. MPalhas

    MPalhas Power Member

  4. Yumon

    Yumon Power Member

    A linguagem Web mais usada no momento é PHP seguida de Asp (penso eu). Para começares tens de aprender a base das linguagens de programação, para o qual existe no forum o tópico de "como iniciar em programação" ou algo do género! Explora o forum e irás encontrar respostas! Depois concentras-te numa linguagem Web, como PHP por exemplo, para o qual aconselho previamente te dediques ao HTML, depois de conheceres +/- o HTML investiga intensivamente bases de dados (aconselho MySQL), pois PHP sem base de dados é muito "fraco". Para além disso aconselho-te a visitar sites de webdesign, ler artigos, ver o source de foruns e afins etc...

    :007:
     
  5. NetOholik

    NetOholik Power Member

    Tantas respostas em tão pouco tempo ;) obrigado.
    Então o melhor é talvez php e asp, estava a pensar em flash tb. Já sei alguma coisa de html, c e pascal mas queria era um curso superior ou um mestrado na área.
     
  6. MPalhas

    MPalhas Power Member

    para já concentra-te apenas numa linguagem server side. como já sabes C, o PHP facilmente aprendes (a sintaxe é 95% igual, e tem muitas funções identicas). dá um vista de olhos pelos stickys aqui e já encontras vários tutoriais
     
  7. tomassantos

    tomassantos To fold or to FOLD?

    Não percebo muito dos assuntos.

    Flash é a coisa mais fácil, mesmo o ActionScript.
    HTML é muito fácil, até eu percebo, por isso, se fosse eu, ia para o PHP.

    Boa sorte.
     
  8. anjo2

    anjo2 Power Member

    Ou escolhes php ou asp, recomendo o php por funcionar tanto em windows como linux.
    html NÃO é uma linguagem de programação, é uma linguagem de markup, tal como o css.
     
  9. michael c

    michael c Power Member

    Começa por aprender html+css. Apos dominares bem o html aprende ou PHP ou ASP que te vão permitir fazer sites dinâmicos e não estáticos (aquilo que se consegue fazer com html). Flash é outra conversa. Está longe de ser "fácil" e tem ainda muitos outros "problemas" quando utilizado na web. De qualquer forma não comeces por flash, começa antes pelo html e pelo CSS que são a base de tudo.

    Antes de te dedicares ao "código" seria muito bom leres bastante sobre a área web, tendências, glossário...enfim, desta forma poderás assimilar melhor a própria área o que vai facilitar a tua entrada neste mundo.

    Depois, há aqui ainda outra questão. O título é "fazer do webdesign o ganha pão"...ora, como já referiram, quando se fala de webdesign fala-se da estética, quando se fala do webdevelopment fala-se do código. Terás de optar por uma destas áreas.

    Se tens mais tendência para criar interfaces e gostas de softwares criativos como photoshop e illustrator, então atira-te para a área de webdesign. Se por outro lado preferes programar, então atira-te para a aprendizagem de código.

    Na minha opinião, em termos práticos, será melhor para ti seres webdeveloper, pois geralmente são mais procurados e mais bem pagos que os webdesigners.

    Cumps,
    michael c
     
  10. dppako

    dppako Power Member

    Visto a questão do developer ou do designer já vir a ser discutida há um tempo, deixo aqui um excerto de um livro que ando a ler, com o qual concordo muito! (peço desculpa por não traduzir, mas o tempo é escasso)

    "The labels “designer” and “developer” may have sufficed in the early days of the Web when we were all still trying to make sense of this new and exciting medium. More than a decade since, we have discovered that the medium is not entirely new and that it does not exist in a vacuum, separate from all that came before it and all that exists alongside it.
    Today, the “designer” and “developer” labels do not tell you much about what a person is or what a person does. And yet they are frequently used to describe both.

    As a description of job function, these labels are woefully inadequate in detail. What type of design work do you do? What is your function on the team? Do you do graphic design, or motion graphics design, or information design (architecture), or object design (modeling)? By lumping graphic designers, information architects, animators, and illustrators under the huge catch-all category of “designer,” you strip that label of any meaning whatsoever.

    The role of the “developer”—at least in a Flash context—appears to be somewhat better defined.
    You can assume to some degree of accuracy that the person’s job involves building user interfaces and, more than likely, programming.

    Where these titles lack the necessary granularity in describing job function, one thing is certain:
    They are overly restrictive when it comes to describing who a person is. “I am a designer,” for example, is often used to justify time not spent learning to program. Similarly, “I can’t draw a straight line” is an oft-used excuse by “developers” to rationalize a lack of invested time in learning the basics of graphic, motion graphics, and user interface design. (Contrary to popular belief, many of the best graphic and motion graphics designers in the world couldn’t draw a very impressive straight line either if given an easel and brush; similarly, some of the most talented artists I know couldn’t design a passable user interface layout to save their lives.)"
     

Partilhar esta Página