1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fedora? Ou outra distro?

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por bsod, 27 de Janeiro de 2006. (Respostas: 37; Visualizações: 1988)

  1. bsod

    bsod Power Member

    Boas,

    Apesar de ja trabalhar um pouco c linux, ando ainda muito ligado ao windoze... e quero fazer, finalmente, o switch completo! :004:

    Tenho o Fedora Core 1 instalado em dual-boot no meu pc de casa, num disco de 10.6 GB. Queria fazer o upgrade para Fedora Core 4, pq sei que o suporte para o Yarrow ja foi descontinuado ha seculos...

    Queria era perguntar umas coisas 1º: se isto nao m satisfizer, mudo d distro, o ubuntu tb é mt jeitoso!

    - Ha suporte para NTFS no sistema? I mean read & write... dava jeito para chegar às minhas pics e musicas que tenho na partição windoze :P
    - Ja sei que por causa do copyright o Fedora nao vem com decoder MP3 integrado. Posso usar um 3rd-party, nao? O VLC é jeitoso... mas sabem se existe algo como o iTunes/WMPlayer (sorry, era "nisto" que eu organizava as minhas musicas! :eek: )?
    - Posso chegar a pastas partilhadas windows/mac os via samba, não é?
    - E quanto a mensageiros? Que é que me recomendam? O aMSN é jeitosito... embora nc tenha conseguido por a parte webcam a trabalhar... eu sei k vao dizer GAIM... mas eu tou mais familiarizado com o MSN... :P

    Pronto, era isto... nao me batam pelo media player... :rolleyes:

    Ah, e isto é +/- temporario... é so ate ter o meu novissimo MacBook :x2: Mas tou farto de windoze, se é que me entendem :p
     
  2. Faked

    Faked I fold therefore I AM

    Nao uso a funçao do NTFS há muito tempo, mas na altura aconselhavam a so ler.

    Podes instalar codecs.

    Penso que sim, o samba faz isso (mas nunca usei, nao tenho certezas)

    aMSN sem dúvida :P
     
  3. Metro

    Metro Benevolent Dictator For Life
    Staff Member

    O Nemesis11 disse aqui no forum no outro dia que estava impressionadissimo com o Fedora 5 que ainda não é final.
    Eu como sou noob aposto no Ubuntu mas isso sou eu e serve para o que eu faço.
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    - Default não. Vê isto -> http://stanton-finley.net/fedora_core_4_installation_notes.html#NTFS
    - Default não. Se gostares de Kde, usa o Amarok. No link anterior tem como instalar varios programas multimedia no FC4.
    - Sim. Usa o smbmount ou apenas um smb:// num dos ambientes gráficos.
    - Prefiro o Gaim, mas é uma questão de gostos.

    Quanto ao FC4 e a beta do FC5, acho que estão bem melhores que os outros FC anteriores.
    Há muita distro por onde escolher, por isso vê as alternativas primeiro.
     
  5. bsod

    bsod Power Member

    OK. Vou tentar o FC4... pode-se fazer tipo "upgrade" por cima do FC1, nao? Não é que eu esteja mt interessado na data que está naquela partição... mas pronto :)

    Obg pelas respostas. Eu ja tinha experimentado ubuntu e gostei... mas ja estou 1 pouco habituado ao fedora :P
     
  6. falco

    falco Power Member

    Existe suporte para leitura à muito tempo. Até à poucas semanas o suporte para escrita era totalmente considerádo pelos developers do kernel como instável, agora está um pouco diferente, sendo que o suporte para escrita em ficheiros criados em window$ é estável, só o suporte para criar ficheiros novos é que é considerádo instável. No entanto à pessoas que têm realizado leitura e escrita ao máximo e que nunca tiveram problemas (claro que não são todas).


    Não é por causa de direito de autor (copyright), mas sim por causa de patentes, que são coisas diferentes.


    Podes, normalmente basta instalar um pacote com o codec, que é algo muito fácil de fazer.



    Para musica e semelhante ao iTunes tens o Rythmbox, que penso que é mesmo compatível com o dito iTunes (não tenho certeza absoluta que seja totalmente compatível, mas parcialmente é).



    Sim!



    O Gaim suporta diversos protocolos de IM, incluindo o do m$n, mas aconselho-te a usar o protocolo jabber. Conheço diversos utilizadores de window$ que até usam Gaim para window$.
     
  7. Madril

    Madril 1st Folding then Sex

    Lá vem a conversa do jabber ... se tens 300 contactos a usar MSN e 2 a usar jabber ... só usas jabber ?
     
  8. bsod

    bsod Power Member

    Pois... o problema é esse... praticamente toda a gente que eu conheço usa msn... ja andei a distribuir uns gmails para ver se usavamos o google talk (um bom mensageiro, ainda que limitado), mas nada... :P

    O Bill ja os lobotomizou... e eu... tou aki no meio... nao m quero marginalizar... mas assim nao pode continuar :(
     
  9. falco

    falco Power Member

    Pedes aos teus amigos para usarem também eles jabber, explicas que é melhor e que vai ter muito mais futuro porque é um standard, porque estão a desenvolver-se produtos fixes como o mensageiro do SAPO que é uma plataforma de IM e de VoIP, e também o Google Talk (plataforma de VoIP e IM do Google), que utilizam o protocolo do Jabber e que por por isso é certo que o Jabber vai tornar-se na plataforma de comunicações pessoais em tempo real mais importante no Futuro.

    Para além disso explicas-lhes que o protocolo da m$ é uma armadilha que os torna dependentes da m$ e por isso limita a sua liberdade de escolha no Futuro.

    Podes ainda dizer-lhes que existem servidores de Jabber que permitem aceder a outras redes de IM (incluindo a do m$n) e que por isso podem continuar com os seus contactos de outras redes, só têm que usar um desses servidores e terem uma conta nessas redes para se poderem autenticar.



    Por isso deixa-te lá dessa conversa da treta, porque não há razões razoaveis para não usar o protocolo Jabber em detrimento do protocolo do m$n.
     
  10. El_UnO

    El_UnO 1st Folding then Sex

    Noticias do mundo real: para a maior parte dos utilizadores da internet, e completamente indiferente o protocolo que usam para comunicar desde que ligue e estejam la os amigos. Nao sabias disso? :p

    O MSN ou pelo menos o Windows Messenger ja vem instalado num computador com Windows, junta-lhe isso e 90% de pessoas com hotmail e tens 90% de utilizadores de MSN. E e escusado impores ou fazer os outros mudar para outra coisa que faz o mesmo (ponto de vista do utilizador, que so quer conversar e ter muitos smiles a disposicao) so que tem o rotulo "Open source" em lugar de "software do Demo" :D

    E como ja viste nos meus posts, uso muito GNU/Linux e tambem defendo totalmente o modelo Open source. So que ha que encontrar um consenso, nao vamos pensar que tudo o que e software proprietario e mau e que temos que convencer todos a usar software livre. Fazer disso pseudo-evangelizacao nao convence ninguem... :rolleyes:

    Nao tenho nada contra ti nem quero descambar esta thread, mas responde-me a uma coisa: quantas pessoas ja convenceste a usar GNU/Linux ou jabber com esses argumentos? ;)

    Quanto a questao do bsod penso que ja disseram quase tudo, o aMSN esteve um tempo parado mas agora o desenvolvimento voltou outra vez em força. O Gaim tambem nao e mau e suporta varios protocolos. De momento tenho aMSN em Ubuntu... :)
     
  11. falco

    falco Power Member

    Estás a esquecer-te de algumas coisas:
    * Com Jabber podes aceder também ao m$n (há servidores de jabber que são gateways entre as redes, por isso utilizar jabber não implica a perda desses contactos;
    * O Google tem um factor hype, tudo o que toca transforma-se em ouro;
    * O facto de o Google ter adoptado o XMPP e de estár a colaborar activamente o XMPP, garante que o protocolo vá ter superioridade tecnológica (que alias já tem em vários aspectos devido ao seu design e às tecnologias utilizadas) e embora possa demorar tempo as pessoas acabam por reconhecer a qualidade;
    * Podes sempre explicar às pessoas que por todas estas razões o Jabber é superior e que vai ser muito em breve adoptado massivamente e que eles podem ter o privilégio de ser os primeiros a adoptar antes de ser moda (algumas pessoas gostam de se gabar dessas coisas);




    O teu argumento é muito bonito, mas é pena falhar no aspecto de não se concretizar na realidade.

    Por incrivél que te pareça o cliente de IM mais utilizado a nível mundial é o do Yahoo e não o da m$. E vê lá tu que o cliente do Yahoo até nem vem com o window$ e implica ter uma conta especifica porque uma conta pa$$port não serve para o yahoo.

    Os utilizadores de window$ fartam-se de instalar software, instalam anti-virus, instalam anti-spyware, instalam anti-pop-ups, instalam clientes de P2P, instalam clientes de VoIP (apesár do window$ já trazer com ele dois softwares com capacidades VoIP), instalam jogos, instalam suites de produtividade, instalam browsers (sim porque já existe uma bela quantidade de utilizadores de window$ que não usam o browser da m$), instalam codecs para ouvirem musica e verem filmes, instalam software de gravação de cds, instalam software para ver filmes e ouvir musica, instalam drivers, e uma enorme parafernália de software (até porque o window$ não traz quase software consigo).

    Por tanto, não percebo qual a razão pela qual estás a passar um atestado de preguiça, ou de burrice aos utilizadores de window$, quando na verdade eles na verdade instalam imenso software para imensas coisas, incluindo para coisas para as quais o window$ já traz software. E aqueles utilizadores que pedem aos amigos para lhes instalarem software, porque não se sentem suficientemente confiantes para o fazerem sozinhos, também podem pedir aos seus amigos que lhes instalem um cliente de jabber, até porque é muito simples.




    Eu não impus, nem tentei impor nada a ninguém.
    Alias quem impõe o que quer que seja a alguém são os utilizadores de m$n, devido à natureza proprietária do protocolo, e à necessidade de ter uma conta pa$$port para aceder à rede de IM do m$n.

    O Jabber é uma aplicação para a mesmo tipo de funções, mas não só não se limita a fazer mais que o mesmo (até pela natureza extensivel do protocolo), como até faz o que faz melhor.

    Não rotulei nenhum software, como software do demo. O nome desse tipo de software é software proprietário e esse tipo de software é prejudicial quer no que toca aspectos técnicos quer sociais, se tu és religioso e consideras que ser mau de tantas formas é ser software do demo, isso é contigo, mas eu sou ateu.


    À uns 5/6 anos comecei a usar GNU/Linux, na altura estudei todo o conceito dos sistemas *nix e percebi o quanto eles são superiores ao window$, entendi de imediato que o GNU/Linux iria crescer de forma brutal em todos os mercados, e que vai acabar por tornar-se um sistema que a par de outos *nix e outros sistemas que sejam realmente inovadores, um dos sistemas que vai lutar taco a taco pelo mercado e que o window$ vai deixar de ter tanta importância quanto tinha e tem. Quando defendia isto publicamente as pessoas usavam argumentos muito parecidos com os teus, para tentarem defender a sua posição de falta de visão. Passados alguns anos aqui estamos nós a ver aquilo que eu disse a começar a acontecer, claro que não vai acontecer da noite para o dia, mas estou cada vez mais convencido que isto vai acontecer e a realidade tem mostrado que já começou.

    À uns anos, quando comecei a utilizar GNU/Linux em exclusividade (depois de me ter livrado do meu win-modem), comecei a utilizar um browser que quase ninguém conhecia na altura, chamava-se Mozilla Navigator (a componente de browser web da suite Mozilla). Na altura defendi que graças aos seus méritos o pessoal deveria utilizar o Mozilla Navigator e que o pessoal acabaria por dar importância aos méritos do browser e à importância dos standards da WWW e que por isso o Mozilla Navigator acabaria por destronar o browser da m$ como o mais utilizado. Falhei esta parcialmente previsão. O Mozilla Navigator apesár de ter ganho alguma popularidade, acabou por a perder, no entanto a questão dos standards é uma questão que começa a interessar cada vez mais, e que já é uma questão importante entre os web-developers.

    À uns anos, quando o Mozilla Navigator estava no pico da sua popularidade, o pessoal do projecto Mozilla, acabou por achar que o Mozilla não era bem aquilo que a malta queria e começou por criar um outro browser baseado em várias das tecnologias utilizadas no Mozilla, a que deram o nome de Phoenix. Comecei a utilizar o browser nas pouco depois de ter sido lançado e achei que este browser era ainda melhor que o Mozilla Navigator e que acabaria por se tornar o browser mais popular de todos, a maior parte das pessoas a quem eu disse isto, disseram que eu estava louco e usaram argumentos como os teus para tentar contrariar a minha opinião e disseram que o Phoenix nunca ser tornaria minimamente popular.
    O Phoenix após ter-se chamado Firebird e agora chama-se Firefox. Tem uma cota de 20% de mercado na Europa, e 10% a nível global, e a sua popularidade continua a crescer.

    Também fiz previsões para o Jabber. Responderam-me com argumentos iguais. Quando o Google Talk deixar de ser um projecto em desenvolvimento, vamos ver quem é que tinha razão.

    Estava a tentar criar uma distribuição de GNU/Linux baseada em Debian e Gnome, muito semelhante ao Ubuntu quando este apareceu. Algumas das tecnologias que o projecto absorveu (por exemplo gnoppix), eram tecnologias que eu estava a utilizar no meu projecto. Já sabemos todos o sucesso explosivo que o Ubuntu tem.



    Eu não sou o Zandiga, mas acho que certos sinais são obvios, só não vê quem não tem visão, só não aceita quem não entende o potêncial das coisas.




    Tenho até duvidas que saibas o que é Open Source Software, a maior parte das pessoas que usa esse nome não faz ideia do que significa.
    Protocolos e formatos proprietários são maus para todos, menos para aqueles que os controlam, qualquer pessoa que se resigna da mesma forma que tu resignas a utilizar esses protocolos e formatos proprietários não entende o Open Source Software, quanto mais a filosofia do movimento de Software Livre (eu revejo-me no movimento de Software Livre e não no de Open Source Software).



    Todo o software proprietário é mau e está mais que provado, quem não quisér acreditar, não acredite ninguém os obriga a fazer. O que eu não aceito, é que quem utiliza software proprietário ou seja quem for, me imponha a utilização de determinado software porque o software que eles utilizam usa protocolos ou formatos proprietários. A liberdade dos outros escolherem software, não se deve sobrepor à minha, nem a minha à deles. Por isso o único ponto de equilibrio é a utilização de formatos standard, ou de formatos livres, porque esses podem ser implementados livremente por todos os fabricantes de software independentemente do modelo de licenciamento de software que utilizem para distribuir o seu software. Por tanto, qualquer coisa menos que isso é inaceitável.

    É por tudo isto que defendo a utilização do protocolo do Jabber (e que se chama XMPP) que é um standard do IETF e que todos podém implementar livremente em qualquer cliente de IM e por isso o único ponto de equilibrio.




    Não sei quantas ao certo, mas foram algumas, pelo menos umas 10 foram, se mantivesse um registo do numero e se todos a quem expliquei isto e ficaram convencidos me respondessem, certamente que teria um numero maior para te dar.
     
  12. El_UnO

    El_UnO 1st Folding then Sex

    Muito haveria para dizer em relacao a esse teu post mas vou ter que resumir :P

    A minha postura em relacao a Open Source e semelhante a do Linus Torvalds: "usem se quiserem e nao me chateiem". Esta frase resume bem o meu post anterior, nao me faz qualquer tipo de comichao que os outros usem software livre ou proprietario. Eu uso o que acho melhor, e cada vez mais o melhor passa por GNU/Linux (para mim) :)

    E sim o GNU/Linux tem um potencial enorme, e um sistema muito bem construido e cada vez esta mais facil de usar. Nao me admirava nada que daqui a uns anos fosse bem comum nos pcs domesticos...

    Era bom que a utilizacao de standards fosse a norma mas infelizmente nao e assim que as coisas se passam e devemos mostrar as alternativas que conhecemos, sem impor ;)

    Acho que estamos de acordo tirando a tua opiniao que todo o software proprietario e mau :p
     
  13. Dragoneye

    Dragoneye Power Member

    Eu tb defendo o Jabber e acho que agora com o GTalk irá brevemente tornar-se o IM mais popular.
    Mas infelizmente ainda não o é!
    Porquê? Porque por mais que tentes explicar a utilizadores do MSN os defeitos deste e as vantagens do Jabber, se não tem winks, nudges, ou sons..... não interessa.
    Resposta típica de contactos meus é que se um dia o Jabber for mais popular do que o MSN é nesse dia que mudam, mas não hoje.
    No máximo consegui convencer dois, o resto dos meus contactos continuam a usar MSN, e enquanto este for compatível com o Gaim não há problemas, eu uso o Jabber com 2 e o MSN com os outros e falamos todos na boa.
    Se um dia deixar de o ser arranja-se outra forma de comunicar.
     
  14. God_Lx

    God_Lx Folding Member

    Epah falco a tua postura em relação ao software proprietário faz-me lembrar um cromo que vi há muito tempo... Queres que deixe aqui o filmezito...?

    Cada um tem as suas preferencias, mas isso é pura e simplesmente ridiculo mesmo... Se n posto na secção de Linux mais vezes é precisamente por causa da tua postura e atitude...

    Tou de acordo ali com o El_Uno... Usem o que quiserem e n me chateiem... Se tenho 300 colegas no MSN e 2 no jabber, axo k realmente prefiro falar apenas com 2 pq o protocolo é muito melhor... Yeah right...
     
  15. bsod

    bsod Power Member

    pah, realmente tou de acordo com o El_Uno... se o resto do pessoal quiser continuar a sua existência subversiva ao bill, que se dane! Eu, por mim, tou quase a deixar as janelas... para sempre :)

    o resto é letra! Mas tenho de arranjar forma de ir conversando com os meus amigos e tal... e pronto, la voltamos nós ao bill... mas va la que ja consegui convencer 1 pessoa a juntar-se ao gtalk :lol: e ja fui distribuindo uns gmails pela malta (malta essa que praticamente so ha mesmo mt pouco tempo é que ouviu falar de que haviam mais OSes para além de windoze - uns linuxes e tais, cujos programas começam por k... :P)

    bolas, é muito mais que isso... posso mesmo afirmar que é uma filosofia completamente diferente... so que a maior parte das pessoas so quer algo que funcione, da maneira mais simples possível - mesmo com spyware, viroses, etc, para quê mudar? Agora EU, eu quero mais, quero ir mais longe... mas isso ja é outra treta :P

    Claro que o falco também vai dizendo aí umas coisitas com sentido... pena que sejam um pouco "utópicas". É que eu bem gostava de poder converter os meus amigos todos ao linux... pena é que eles nem saibam o que é linux :P - mas va la, ao menos ainda conseguiram mexer em KDE quando tivemos as tais TICs, no ano passado... mas o programa é para cumprir! Resultado: 2 sessões de linux, se tanto... Networking? Um pesadelo? E os logons? Horror? Nem a profe sabia a password do root para desenrascar... boa... :P
     
    Última edição: 30 de Janeiro de 2006
  16. falco

    falco Power Member

    O Linus é um idiota, é por ter a posição que tem que houve o problema do bytekeeper e outros problemas com menos importância. Mas mais ainda a verdade é que o que os outros usam pode limitar a minha liberdade de escolher o que eu, ou tu queremos usar e isso é injusto e só pode ser combatido utilizando standards e Software Livre.



    Claro que temos de impor a utilização de formatos standard e livres, caso contrário nada muda, alias a liberdade tem que ser defendida. O que eles usam só para eles é lá com eles mas o que usam para comunicar e ineroperar comigo tem que respeitar a minha liberdade e a única forma de a liberdade de todas as partes envolvidas ser respeitada é com formatos standards e livres e por isso é a única coisa aceitável.




    Não é verdade! Alguns utilizadores podem pensar assim, mas garanto-te que nem todos pensam (alias acho que a maior parte do pessoal abomina isso). Alias se isso fosse verdade o m$n seria o mais usado (e não é), e não haveria gente a utilizar outros clientes para o protocolo da m$ que não suportam isso, e por exemplo eu conheço vários utilizadores de Gaim para window$ que acedem ao m$n.



    Acho que já discuti contigo num Porto Cidade Tecnológica sobre o tema.
    Todo o Software Proprietário é mau! Restringem a liberdade dos utilizadores, a inovação, a indenpendência dos fornecedores, a capacidade de gerir TI, as soluções tecnicas possíveis, são usados para controlar a adopção de novas versões do software, para os espiar, para os irritar, para proteger monopólios em outras industrias, etc...

    Todos os formatos e protocolos proprietários são maus! Porque destinam-se a impedir os utilizadores de mudar, bem como a isolar os utilizadores que não usam esses formatos e protocolos até estarem numa situação em que se vêm obrigados a adquirir o software da empresa que controla esses formatos e protocolos, por terem a necessidade de comunicar e interoperar com os outros.


    Se discordas disto argumenta, conheço casos que provam tudo isto que disse, alias eu próprio já vivi alguns desses casos.






    Querias dizer subversiva ou subserviente? É que são coisas opostas...



    Ainda bem, para ti. Acho que tens muito a ganhar com isso, principalmente liberdade.
    Mas acredita que no mundo da sociedade de informação em que todos temos a necessidade de comunicar e interoperar uns com os outros, o que os outros usam para comunicar e interoperar comnosco, também afecta a nossa liberdade de escolha, é por isso que temos que encontrar um equilibrio que respeite a liberdade de todos de forma aceitável e o único equilibrido possível neste momento é utilizado formatos e standards livres.

    A liberdade dos outros não é mais importante que a minha, afinal de contas todos temos direitos iguais, e é por isso que é importante que AGORA e não apenas num Futuro mais ou menos distante e imprevisivél utilizemos TODOS formatos e protocolos standard e livres para comunicar e interoperar uns com os outros. Se de forma privada querem utilizar outra coisa, por mim tudo bem, não tenho nada a ver com isso, mas para lidarem com os outros a única coisa eticamente aceitável são os formatos e protocolos standard e livres.


    Isto tudo se resume à questão de respeitarmos os outros, em vez de lhes querermos de forma unilateral impor o software que devem usar. Formatos e protocolos standard e livres respeitam os outros e por isso têm que ser defendidos, e se a sociedade não os adopta de livre vontade e rapidamente de forma a que uns não tenham de andar a ter menos liberdade para os outros terem, então necessário que esse equilibrio e que esse respeito seja imposto.





    Não precisas de os convencer a usar o Google Talk, ao que parece o Google vai interoperar com outras redes (o Google anunciou isso recentemente e em breve estará implementado), basta convenceres a usar qualquer cliente de IM que suporte o protocolo do Jabber.


    http://arstechnica.com/news.ars/post/20060118-6001.html
    http://www.desktoplinux.com/news/NS5718082293.html



    Eu não quero converter os outros ao GNU/Linux, quero que em primeiro lugar respeitem a minha liberdade, como eu respeito a deles e em segundo lugar preferia que usassem Software Livre (seja que sistema operativo livre, ou aplicações livres que forem), porque estarem mais livres é melhor para eles e eu sou uma pessoa que gosta que os outros estejam melhor e com software proprietário eles não estão sequer bem (embora a maior parte das pessoas só percebam isso quando tentam exercer a sua liberdade de forma a usar algo que não o que aprovado pelos oligopolios da industria de informática).
     
    Última edição: 31 de Janeiro de 2006
  17. Dragoneye

    Dragoneye Power Member

    Claro que nem todos pensam assim, mas a grande maioria sim, em 50 contactos meus talvez 2 abominem isso.
    Eu tb não gosto (tirando os sons que até eram fixes, tinha aqui um porrada do SLB para chatear o ppl smp que ganhava lol :P) mas acho que IM foram feitos para falar, e qd não param de te enviar winks é bastante chato.
    O MSN pode não ser o mais usado lá fora, mas cá em Portugal parece ser, ou pelo menos, é o que TODA a gente que eu conheço usa.
    Das alternativas ao cliente do MSN que eu mostrei aos meus colegas, TODOS preferiram o Mercury ao Gaim, acharam que este era demasiado "básico".
    As pessoas só mudam de protocolo ou de cliente qd este passa a ser usado pela maioria dos contactos ou então se tiver algo mais divertido (smiles, etc). O Jabber por enquanto não tem nada disso.
     
  18. ElvioNeto

    ElvioNeto Power Member

    ja usei o fedora core 4 dvd e nao curti muito

    rebentavao bues as aplicaçoes

    existem sources nacionais para sacar cenas nele?
     
  19. Sandman

    Sandman Power Member

  20. falco

    falco Power Member

    Pá que eu saiba ninguém que eu conheça pessoalmente usa isso, tenho precisamente a experiência oposta.


    O ponto que eu queria fazer é que existe muita gente que não usa m$n, e por isso se calhar essas barreiras psicológicas não são assim tão fortes como aparentam ser.



    Quantas vezes é que é preciso dizer-te que com o protocolo do Jabber podes aceder à rede m$n?


    Já disse isso não sei quantas vezes durante esta thread, mas parece que quando chega a essa parte ficam cegos...
     

Partilhar esta Página