1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fotografar interiores

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por adec_12, 14 de Fevereiro de 2009. (Respostas: 18; Visualizações: 3022)

  1. adec_12

    adec_12 Power Member

    Boas, gostaria de saber a vossa opinião de como tirar fotografias em interiores com luz artificial com prioridade de abertura (sem tripé). Qual será o modo recomendado?
    Cumprimentos
     
  2. elfo106

    elfo106 Power Member

    sem tripe, o ideal era usar um flash externo, em alternativa usar uma abertura na lente o maior possivel e ficar estático enquanto se tira a foto.
    Se nao fores muito esquesito com a qualidade, podes subir o iso que ajuda.

    Que maquina tens?
     
  3. Warlord

    Warlord [email protected] Member

    "modo recomendado" como assim?
     
  4. adec_12

    adec_12 Power Member

    Normalmente fotografo com prioridade à abertura, o que se torna complicado em ambientes com pouca luz; as fotos por vezes ficam tremidas.Existe alguma forma de enganar o sensor?
     
  5. Warlord

    Warlord [email protected] Member

    se fotografas com prioridade a abertura a makina escolhe o tempo de exposicao adequado para a foto ficar bem exposta. se tens pouca luz e normal k o tempo de exposicao seja elevado para segurar a makina na mao sem tremer, por isso tens 3 opcoes:

    -usar um tripe (ou apoiar a makina sobre algo)
    -usar um flash
    -aumentar a abertura (f/menor)

    deduzo k "enganar o sensor" seria diminuir o tempo de exposicao, mas isso iria fazer com k a foto ficasse subexposta (escura)

    atencao k mesmo usando um flash a makina em modo Av vai continuar a usar um tempo de exposicao maior para o background, se nao kiseres muda p/ modo P ou M ou define o flash como high-speed-sync.
     
  6. orpheusmyth

    orpheusmyth Power Member

    Enganar o sensor? Tens que o enganar por um sensor mais novo looool. Desculpa. Bem agora falando a sério. A regra para as fotos não ficarem tremidas, é que a velocidade de obturação deverá ser sempre maior ou igual a 1/distancia focal utilizada no momento.
    Por exemplo se tiveres uma distância focal de 18mm, (x1.6=28.8 mm no caso dos sensores APS-C de algumas Canon) Logo a velocidade mínima é 1/30. Pah claro que se tiveres mãos que não tremam muito, ou tripé, ou IS, então esquece lá essas regras. Não sei se era isto que pretendias mas se não for diz e tenta explicar melhor.
     
  7. andré ferrari

    andré ferrari Colaborador
    Staff Member

    Sobe os valores ISO para conseguires usar velocidades altas.
    Em vez de Av, podes usar o Tv e definires a velocidade.

    Claro que tripé e flash é muito melhor
     
  8. elfo106

    elfo106 Power Member

    Desculpa, explica melhor isso sff, eu percebi as continhas e tal, mas qual é a diferença entre tirar a 30mm usando 1/50s e a 60m usando 1/50s (segundo essa teoria precisavas de alguma coisa como 1/100s para nao ficar tremida)
     
  9. Ra7or

    Ra7or Mestre BOINC

    ?? Segundo as contas dele 1/100 é para tirar fotos a 100mm, fotos a 60mm 1/60. eu tb uso essa regra e por norma, não tem falhado muito.
     
  10. elfo106

    elfo106 Power Member

    pelo que percebi, tinha que multiplicar a focal pela crop.

    nao digo que nao resulte mas se resulta, resulta porquê? aperceberam-se disso por acaso?
     
  11. orpheusmyth

    orpheusmyth Power Member

    Bem é assim tenho ouvido isso em vários workshops. Por acaso um deles até tenho aqui a info em pdf. Se quiseres envio-te para o mail ou algo assim, basta enviares-me isso por PM. Está lá tudo explicado. Já usava esta técnica quando fotografava em filme. Tecnicamente não faço ideia o porquê mas também nunca me interessei pela razão disso.
     
  12. Ra7or

    Ra7or Mestre BOINC

    Li aqui no fórum, penso até pelas palavras do Timber, no tópico de modos manuais, ou algo do género. É capaz de ter alguma explicação lógica, mas como não sou nenhum expert na área não sei explicar, só sei que funciona, basta tentar.
     
  13. orpheusmyth

    orpheusmyth Power Member

    Sim ok, tens razão. Mas porquê aquelas contas. Porquê aqueles valores. Isso é que não sei explicar.
     
  14. orpheusmyth

    orpheusmyth Power Member


    Podes ter razão. Mas sinceramente não tenho a certeza disso. Bem o que importa é que é isso que se usa.
     
  15. elfo106

    elfo106 Power Member

    mas afinal, o factor crop interessa ou nao?
     
  16. orpheusmyth

    orpheusmyth Power Member

    Interessa sim. Provavelmente o que estavam a falar era para máquinas fullframe. Mas no caso da tua presumo que não seja fullframe.
     
  17. elfo106

    elfo106 Power Member

    nao, nao é FF. obrigado
     
  18. strobe

    strobe Moderador
    Staff Member

    A regra 1/DF é apenas um "bom ponto de partida". Não é uma fórmula exacta.

    Tem a sua origem no full-frame, pelo que em teoria numa máquina com factor de crop 1.5x deviamos usar a fórmula 1/ (1.5 x DF).

    Esta "fórmula" deriva da relação entre a distancia focal e o campo de visão.

    Exemplo:

    Uma lente 20mm tem 94 graus de campo de visão (em FF). Uma variação de 1 grau corresponde a aproximadamente 1% da frame. Uma lente 200mm tem 12 graus de campo de visão (em FF, novamente), e uma variação de 1 grau corresponde a 8%. Assumindo que o fotógrafo treme o mesmo com a lente 20mm e a lente 200mm, o impacto dessa vibração é 8x maior.

    Como disse, 1/DF é apenas um ponto de partida e não contabiliza a estabilidade da técnica do fotógrafo. Na minha experiencia, com uma boa postura consigo 2/DF (em crop 1.5x). Quando se trata de fotografar pessoas em distancias focais curtas (< 50mm) o problema nem sequer é o camera shake mas sim o próprio movimento dos sujeitos (a não ser que estes estejam imóveis a posar para a foto).
     
  19. mundano

    mundano Power Member

    A regra do 1/"distancia focal" aplica-se aos sensores full frame... Com sensores crop convém fazer as respectivas conversões..


    Depois é como tudo, uma boa posição de fotografia, sem estar em esforço.. Possivelmente um cotovelo apoiado, etc.. etc.. Pode ajudar a ganhar 1 ou 2 stops sem ficarem as fotografias tremidas. Uma lente estabilizada, pode ajudar a ganhar entre 2 e 4 stops..



    E por fim, há o velho truque, de disparar um burst de fotos iguais.. Porque como já devem ter percebido, nestas coisas não existe um valor em que as fotos fiquem nitidas e no valor seguinte fiquem desfocadas.. O que acontece é que à medida que vamos usando velocidades mais lentas, a percentagem de fotos tremidas começa a aumentar, mas não saem todas tremidas.. Assim, um truque fácil é disparar uma sequencia de fotos e escolher a mais nitida. Normalmente, nas Canon é facil, como os JPG's são comprimidos sempre com a mesma qualidade, basta escolher o JPG com maior tamanho do burst, porque é aquele que reteve mais detalhe. No caso das Nikon é preciso ver mesmo no PC, porque as Nikon costumam comprimir sempre num tamanho +/- fixo, usando mais ou menos compressão conforme a foto tem mais ou menos detalhe e assim os tamanhos não servem de indicação..



    Tudo isto ajuda quando se trabalha no limite.. Mas não há nada como uma lente com boa abertura.. E subir um pouco o ISO, o que nas máquinas mais modernas não é problema, e fotografa-se descansadinho da vida.. Ou então, melhor ainda, um flash externo.
     
    Última edição: 15 de Fevereiro de 2009

Partilhar esta Página