1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Técnica Fotografar trails (corridas do género)

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por Noeljunior, 3 de Outubro de 2018. (Respostas: 3; Visualizações: 309)

  1. Noeljunior

    Noeljunior I fold therefore I AM

    Viva

    Recentemente aceitei uma proposta de uns amigos para irmos brincar a isto para o meio do mato. Gostei da resultado (fotográfico) e da experiência, desde a procura de locais até aos desafios pelo tipo de fotografia.

    Estou a criar este tópico para discutir (entre outros) técnicas para fotografar este tipo de eventos (que parecem estar até um pouco na moda).

    Ainda tenho muitas dúvidas e venho também desafiar-vos para partilharem as vossas dúvidas ou experiências. Eu posso já falar de algumas coisas.

    Preparação
    Eu gosto de ir para o meio do mato, por isso mesmo, perde-se algum tempo com um evento. Num dos eventos sugeriram-me um local que acabou por ser muito bom mas num outro tive de ir fazer o reconhecimento e gastei duas tardes e uma manhã com isso mais um dia inteiro a fotografar. Costumo estar um dia a fotografar porque prefiro apanhar as provas todas e isto costuma incluir provas de 10km e de 40km, ou mais, e isto significa uma janela de até 8h, dependendo de como o evento está organizado.

    Quando há possibilidade de me enfiar dentro de água, é quase certo que o faça. Se acharem que é desconfortável posso dizer que não é assim tanto, com alguma roupa escolhida:
    - qualquer sapatilha de montanha (transpirável) é suficiente
    - calças e e camisola finas de plástico (lycra) tornam-se tão confortáveis molhadas como secas e evitam escaldões

    Também costumo levar comida e bebida (parece óbvio, mas quando nos esquecemos é muito chato) e uma cadeira de campismo/manta.

    Quanto a material fotográfico, fora máquinas e lentes, levo:
    - iluminação: 2 ou 3 flashes disparáveis à distância + gels
    - monopés e tripés (aqueles tripés pequenos e leves que viram monopé são fantásticos)
    - muitas baterias e cartões: há provas com 1000+ inscritos e isto põe bem à prova as baterias e os cartões, principalmente no caso de novatos (que é o meu caso e porque passo a vida a rever as fotos para corrigir qualquer coisa)
    - cordas de campismo: costumo agarrar os flashes a ramos com um monopé e cordas
    - um segundo corpo

    Não uso modificadores de luz porque nem me ocorre o que usar. Às vezes dá para simular o sol a entrar entre árvores ou só para tirar sombras de caras e não fica tão mal assim, mas outras vezes fica... Suficientemente mau. Ideias?

    Alguns problemas:
    - reconhecer entradas para o meio do mato, até ao percurso da prova, que fiquem perto de uma estrada, através do google maps/earth; conhecem melhor forma, principalmente com detalhe no declive?
    - encontrar zonas com água (que são fantásticas para fotografar); será que existem mapas de ribeiras, ..., melhores que o google maps?
    - equipamento para desbastar mato/silvas: eficácia vs volume/peso a transportar. Talvez escolher o spot previamente e tratar logo disso uns dias antes.

    Durante o evento | como fotografar
    Como eu gosto de paisagem, tendo a usar mais grandes angulares (~16-35mm, 35mm equiv.) para apanhar mais ambiente. No entanto, pela reacção dos atletas parece que eles gostam mais quando estão mais isolados (corpo inteiro ou ainda mais fechado). Grandes angulares também permitem mais correcção de enquadramento em pós e apanhar mais do que um atleta quando vêm em grupo. Também podemos ter um segundo corpo para ter uma 55/85/105 para retratos - há muita gente (e grupos) que pára para ser fotografada.

    O meu grande problema é mesmo a iluminação. Como costumo procurar sombras (entre árvores, ...) é comum uma exposição de f4 1/125s ISO1600 (sem flash). Como a luz é relativamente difusa e o pessoal usa bonés e/ou vão a olhar para baixo, uso o flash para se ver a cara. Mas o 1/125 é lento para a velocidade a que eles vêm. Mesmo a 1/250 tenho muitas fotos arrastadas. Será viável usar high speed sync? Já agora alguém sabe se dá para calcular a potência usada pelo flash em HSS?
    Por exemplo, se eu tiver 1/250s e a 1/8 de flash, será que posso assumir que a 1/500s e a 1/8 de flash HSS ele vai disparar duas vezes a 1/8 e, portanto, gasto 1/4 (2 x 1/8) de potência?

    Deixo aqui um exemplo (35mm f/2 1/250s 400ISO + 2 flashes a 1/8, se não me engano):
    [​IMG]
    [​IMG]

    Aqui ainda é como o outro porque a cara ficou suficientemente bem. Mas há casos onde esse arrasto é notório na cara.

    Bem, para agora já chega. Deixo uma possível discussão sobre a localização dos flashes, modificadores de luz e gels para depois.
     
  2. xukuru

    xukuru Power Member

    Ora cá está um tópico para seguir.

    Até ao momento só filmei trails, mas independentemente de ser video ou foto, há muitos pontos em comum.
    Para mim o mais complexo é fazer o reconhecimento dos trilhos para montar o plano para o dia da prova. Sempre que possível, pedir a alguém da organização para nos levar aos sítios que consideram importantes. Muitas vezes vão ser imagens com um segundo propósito: mostrar a região para atrair mais gente. E eles conhecem a região melhor do que ninguém. Resolves logo o problema dos acessos, cursos de água ou outros que possam trazer mais valia ao trabalho. Isto consome MUITO tempo, para não falar no desgaste físico.
    Para além disso dá jeito saber uma estimativa de passagem dos atletas em determinados pontos. A menos que seja para acampar num determinado sítio e ficar lá até terminar. Até ao momento nunca fiz isso. Andei sempre em movimento. Mas lá está, foi filmagem, não tinha necessidade de apanhar toda a gente a passar no mesmo ponto (até porque o vídeo final é para ficar com 4/5 minutos). Julgo que no caso da fotografia possa fazer mais sentido apanhar toda a gente, uma vez que eles depois gostam de andar a fazer tag no Facebook :P

    Também não me parece que seja um trabalho para 1 pessoa só. Há organizações que contratam várias pessoas isoladamente para ficarem em determinadas zonas, há outras que querem o "pacote completo".

    Uma coisa importante para o material: protecção para chuva. Isto são provas que se realizam quer faça sol, chuva, neve, tornados...
    Acho também que deve ser incluída uma gopro (ou semelhante) nestas coisas. Nem que seja para 2 ou 3 fotos. Conseguem-se colocar em sítios brutais: quando têm que atravessar cursos de água (pode ficar totalmente debaixo de água ou de maneira que se apanhe meia imagem debaixo de água e a outra metade com o corpo do atleta). Basicamente a imaginação é o limite.
    Não consigo ajudar muito na questão dos flashes uma vez que não é a minha praia. Mas realmente 1/250 é pouco, a menos que as pessoas já venham a caminhar.
     
  3. m4ndr4ke

    m4ndr4ke Power Member

    Epah...espero não estar a dizer nenhum disparate, mas tenho ideia que a perda é bem maior do que isso.

    E também acho que irás precisar de mais velocidade. Eu diria talvez uns 1/800 a 1/1250s
     
  4. Noeljunior

    Noeljunior I fold therefore I AM

    Pois, percebo, mas todas as sugestões que fui espreitar foram desses género: mostrar a região. Mas fotograficamente eram muito fracas e chatas de fazer (contra-luz com o sol bem forte, etc). Ou então tive azar...

    É, pelo menos para o que tenho feito faz-me mais sentido apanhar toda a gente porque eles querem mesmo encontrar-se. Já tentei apanhar 2 spots no mesmo evento (1 mesmo no início e outro mesmo no fim) e correu mal. São tantos (e os primeiros tão rápidos) que nem apanhei os últimos do início nem consegui apanhar os primeiros a chegar. Aqui parece-me mais viável levar um fotografo para cada spot.

    Sim, lá está. Aliás, muita gente comenta pelo caminho que estão fartos de ver fotógrafos ahah
    Mas eu tento ser o mais independente da organização possível... Tudo o que lhes peço demora dias a acontecer, trocam tudo (quantidade e tamanhos de tshirts, por exemplo), até me trocam o nome para coisas macabras :P

    Que tipo de protecção falas para estar umas poucas de horas à chuva?

    Pois, mas estás a ver que se um stop a mais de velocidade representa mais do que um stop em flash... Não há flash compacto que se aguente :/
     

Partilhar esta Página