1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fotografia com Linux...

Discussão em 'Dúvidas e Suporte Técnico - GNU/Linux & *nix' iniciada por mundano, 21 de Fevereiro de 2008. (Respostas: 16; Visualizações: 2308)

  1. mundano

    mundano Power Member

    Bem.. Ultimamente tenho andado a ficar um bocado desiludido com a utilização de Linux.. E estou a ponderar muito seriamente a compra de um MAC, ou então voltar ao Windows XP..

    O que se passa é que eu usava o meu PC maioritariamente para navegar na Internet, ver uns filmes/DVD's, ouvir musica, ler e escrever mails e pouco mais.. E ai, o Ubuntu servia os meus propósitos a 100%.. Aliás, como SO é dos mais simples e robustos que já usei..

    Só que sempre gostei de fotografia, e há uns tempos dei o salto para o digital com a compra de uma Nikon D70s..

    No inicio tudo bem, a máquina é muito bem suportada pelo Ubuntu, basta ligar o cabo e é logo reconhecida, saltando logo um assistente de importação das fotos. Os ficheiros em RAW são suportados pelo Gimp através de um plugin que é o UFRaw.. E para edição básica/catalogação de fotos, o Picasa desenrasca...


    O problema é que no inicio só queria passar as fotografias da máquina para o PC.. Agora à medida que vou evoluindo cada vez mais entendo as fotografias que tiro como um workflow com 2 fases, a captura propriamente dita e a revelação digital/edição em PC... E começo a sentir que a falta de programas comerciais, ou programas livres de qualidade para Linux é um verdadeiro entrave de todo o tamanho..

    O Gimp é muito bom para o preço, tudo bem, mas não faz o que eu quero, com a qualidade que quero..

    Só para dar um exemplo, deixo aqui um crop a 100% de uma parte desta imagem:

    [​IMG]



    A parte de cima foi um RAW revelado com o UFRAW, e representa o máximo em termos de detalhe que o programa extrai do RAW.. A parte de baixo foi o mesmo RAW, mas revelado usando o ACR 3.7, que é um plugin do Photoshop CS2..

    [​IMG]


    Acho que as imagens se explicam por si próprias...



    Depois para Windows/MAC há excelentes programas como o DXO Optics Pro, que permite corrigir as distorções e aberrações cromáticas das máquinas/lentes de forma quase automática.. Para Linux não há nada parecido..


    E por fim, para HDR, que actualmente é cada vez mais usado na fotografia digital.. Para Linux não há nada de jeito.. Aliás, o Gimp nem sequer é capaz de trabalhar com 16bits de cor por canal, como faz qualquer outro programa de edição de imagem..

    Existe para HDR o QTPFSGUI que é um esforço feito por alguém para dar uma interface a umas ferramentas de comandos que há para lidar com HDR's.. Só que os resultados são totalmente decepcionantes, mais parecem um quadro a óleo, uma uma aguarela, do que um HDR...


    Se alguém aqui usa Linux e trabalha com fotografias agradeço que me dêem algumas dicas, porque isto assim está-me a decepcionar bastante..




    Enfim... Desculpem o desabafo, mas acho que estou a passar a minha crise de meia idade de utilização de Linux.. Agora que vai fazer 4 anos...
     
  2. Neo4

    Neo4 Banido

    eu também me deparo com o mesmo problema e outro que é a musica, uso o ableton live que tambem nao da para linux e tar sempre a fazer reboots chateia-me! por isso mesmo conto mudar para OSx com um MBP e acabar com todos esses problemas!
     
  3. r3pek

    r3pek Power Member

    experimenta usar o digikam. também suporta RAW images e usa uma outra biblioteca diferente da que usaste. Pode ser que o resultado seja melhor.
     
  4. slack_guy

    slack_guy Power Member

    E o CinePaint?

    EDIT:
    E quantos e-mails/telefonemas/cartas já mandaste aos tipos que fazem esse software a reclamar por não fazerem uma versão para *NIX?

    Não vejo qual é o espanto. Além dessa, o Gimp não faz muitas outras coisas que outras aplicações fazem. E qual é mesmo o problema?

    Em vários fóruns que frequento, esse tipo de afirmação é bastante frequente por parte de pessoas com menos de 4 anos de experiência com Linux: "Ah e tal, se não me arranjam o programa para fazer X volto para o windows!". A minha perplexidade com estas afirmações leva-me a pensar que alguém obrigou/admoestou os pobres coitados a usarem Linux. Talvez alguns amigos mais ferrenhos, entusiasmados, bem intencionados, ou mesmo algum marketing mais influente (de uma ou outra distribuição mais espalhafatosa) lhes tenha toldado as ideias acerca do que é e o que representa o Linux.

    A questão é que ninguém obriga ninguém a usar Linux. Linux é para quem quer e para quem se entusiasma em resolver (ou ajudar a resolver) problemas (e há continuamente mais por resolver do que os que estão resolvidos).
    Dito isto: se não tens interesse ou conhecimentos suficientes para ajudar a melhorar as aplicações Livres/Abertas que entendes serem deficientes/insuficientes, ou a tua vida/profissão depende em grande medida de software proprietário com determinadas especificidades, não hesites: adopta a plataforma que te permite correr esse software.

    Se a minha vida/felicidade/carreira profissional dependesse de programas de computador, eu nem sequer punha a hipótese de usar qualquer plataforma onde esses programas não fossem suportados. Aliás, é isso mesmo que acontece comigo, e é por isso mesmo que uso Linux ;-)
     
    Última edição: 21 de Fevereiro de 2008
  5. lolikapuxa

    lolikapuxa Power Member

    ve isto http://www.amazon.com/dp/1933952032/ref=nosim/?tag=slashdot0c-20

    pode ser que tenha aquilo que procuras....

    olha que há alguns fotógrafos de renome que usam o Gimp!

    e já agora será mesmo necessário mudar de plataforma?Pelo menos no que toca ao problema do raw... o photoshop está muito perto de correr BEM em Linux... A google ja se disponibilizou para ajudar no projecto wine.
     
    Última edição pelo moderador: 23 de Fevereiro de 2008
  6. mundano

    mundano Power Member


    Pois... Não me apetecia nada estar a mudar de sistema.. Ter que me habituar de novo a algo diferente, etc.. etc...


    Quanto ao Photoshop no Wine, por acaso depois deste post andei a experimentar, e tenho andado a experimentar o CS2 no Wine e vai correndo... Está longe de correr perfeitamente, mas para já vai desenrascando..


    Mas provavelmente vou acabar por comprar um Mac Book Pro... Estou só a ver se clarifico algumas situações no plano profissional antes de me meter em grandes investimentos.. Mas mal esteja resolvido vou começar a pensar nisso porque acho que é o que faz mais sentido..
     
  7. kmolazz

    kmolazz Power Member

    Boas,
    eu uso openSuse há uns meses e tenho-me deparado mais recentemente com esse mesmo problema. Ainda ando a ler sobre outras aplicacões para "fotografia" disponiveis para linux mas posso-te já deixar o nome de alguns para experimentares e ver se servem para o que queres.

    Dois são aplicacões do KDE, mas penso que as poderás correr no gnome do ubuntu qualquer problema.

    Digikam - http://www.digikam.org
    Com este programa podes fazer quase tudo. Detecta e transfere as fotos para o pc. Converte ficheiros raw para tiff,png,jpg,etc. Consegue fazer tudo o que o picasa faz em edicão, mas é muito mais completo. Permite-te inclusivamente corrigir as distorcões/aberracões das lentes. Tem suporte para perfis de cores. Para além de fazer também toda a gestão de fotos/albums. Tenho andado a ler um forum dedicado ao digikam e pelo que tenho visto o programa é bastante bom e continua a evoluir rápidamente, e felizmente com muito input de fotografos contribuem com ideia/criticas. Penso que vais ficar surpreendido. Só há uma coisa que ainda me deixa de pé atrás, porque vinha habituado ao picasa no windows. E que é o facto de o picasa não mexer nos ficheiros e só conseguir ver as alteracões de fiz dentro próprio programa.

    Krita - www.koffice.org/krita/
    É um programa de edicão de imagem, mas ao contrário do GIMP, que se pode dizer que é "genérico", este penso que está mais vocacionado para a fotografia. Mesmo o GUI é mais apelativo. Penso que suporta também conversão de RAW para tiff,jpg,etc. Mas mais importante é o suporte para 16bits de cor por canal e perfis de cor.

    Para converter raw noutro tipo de ficheiro podes experimentar estes programas:
    RawStudio e Rawtherapy
    Sobre estes não te posso dizer muita coisa porque ainda não os usei.

    Depois, tens ainda uma solucão mais completa e proprietária, que penso ser semelhente ao lightroom(?) da Adobe, e que já vi referido em vários sitios e que é o Bibble - http://bibblelabs.com/

    Podes também visitar estes sites, se ainda não conheceres, sobre fotografia/linux:
    http://jcornuz.wordpress.com/
    ...ok ainda há mais um que visitei mas agora não o encontro :p

    Para já é tudo o que te posso dizer. Também só recentemente comecei nesta coisa da fotografia, apesar de não ter uma máquina tão "pro" ;) . A minha S6500fd vai servir para a aprendizagem :D.

    ps
    Só mais uma coisa, em relacão a essas imagens que colocaste. As diferencas terão certamente a ver com os settings que ambos os conversores usam. Já experimentas-te mexer nos settings que o ufraw permite alterar de modo obter uma imagem mais ao teu "gosto"? Eu pessoalmente, olhando apenas para essas ampliacões, prefiro sem dúvida a primeira. Acho que a segunda tem simplesmente mais "sharpening", e que aos meus olhos parece demasiado artificial.

    cumps,
    Carlos
     
    Última edição: 27 de Fevereiro de 2008
  8. mundano

    mundano Power Member


    Antes de mais obrigado pelas dicas... Já estão aqui nos favoritos e assim que tenha tempo irei ver isso tudo.

    Quanto as imagens, é verdade que a 2ª tem mais sharpening.. Até porque o UFRaw simplesmente não tem nenhuma ferramenta no seu workflow para aplicar sharpening..

    A questão é que mesmo aplicando sharpening depois nas imagens retiradas do UFRaw nunca consigo obter uma sensação de nitidez e detalhe como nas imagens que obtenho no ACR..

    Se retirar o sharpening todo no ACR mesmo assim as imagens têm um maior nivel de detalhe..


    O UFRAW (dcraw) faz um demosaicing dos RAW's da minha máquina um pouco estranhos.. É que as imagens fitas em JPG pela máquina, ou convertidas em qualquer dos principais conversores RAW comerciais têm sempre o tamanho de: 3008*2000 pixels.. No UFRAW saem com: 2014*3039...

    Ou seja, as imagens deveriam ser de 6,016 Mpixels, mas o UFRAW faz imagens de 6,12 Megapixels.. Portanto acredito que o DCRAW não faz uma correspondencia exacta entre os pixels fisicos e os pixels que depois aparecem na imagem ao fazer as interpolações.. e isso resulta em imagens onde o detalhe não é tão bom e aparece meio desfocado..
     
  9. mundano

    mundano Power Member

    Bem... Devo dizer que instalei a demo e depois de perceber o worflow de tratamento do Bibble Pro, estou a adorar o programa..

    Este programa reduz-me para 1/4, ou mais, o tempo que perco a tratar e converter raw's.. E como bónus ainda produz JPEG's finais com bastante mais qualidade do que o UFraw, além de num só programa incluir quase tudo o que preciso, como sharpening, redução de ruido, correcção de problemas das lentes (distorções e aberrações cromáticas), etc.. etc.. etc..


    Acho que 90% dos meus problemas estão resolvidos... Quando acabarem os 15 dias de demo, muito provavelmente vou comprar a licença.. Até porque se não suportarmos os programas que desenvolvem também para Linux nunca vai haver software em abundância.. :cool:
     
    Última edição: 3 de Março de 2008
  10. kmolazz

    kmolazz Power Member

    Ainda bem que ficaste satisfeito com um deles :D Eu já o tinha instalado, mas como não suporta os raw's da s6500 não voltei a tocar nele. Depois de ler o teu post fiquei com vontade de o testar com mais profundidade, mesmo sem os raws, mas já vou tarde porque o tempo de trial já terminou.
    Entretanto descobri mais um programa, o Lightzone, que também parece ser porreiro e tem uma versão beta para linux se quiseres dar uma olhada.
    cumps,
    Carlos
     
  11. mundano

    mundano Power Member

    Já andei a ver o site por acaso.. Mas parece-me que é mais destinado a HDR e afins.. No fim de semana vou ver se experimento.
     
  12. c3l5o

    c3l5o I'm cool cuz I Fold

    Também tenho algum interesse nesta questão já que o meu período de uso obrigatório de windows está a acabar, o bibble consegue resultados tão bons como o lightroom? Ou vale a pena meter o windows numa VM só para ter acesso ao lightroom?
     
  13. mundano

    mundano Power Member

    Nem há como experimentares... Saca o trial de 30 dias e usa ;)

    De qualquer forma, a minha opinião é que o Bibble Pro consegue melhores resultados ao nível do detalhe das imagens, e resultados um bocadinho piores ao nível da recuperação de highlights queimados..

    A interface é bem menos amigável, mas dá-te mais controlo sobre todo o processo...

    E por fim, o Bibble Pro é MUITO mais rápido.
     
  14. c3l5o

    c3l5o I'm cool cuz I Fold

    Sem duvida... Mas continuo a olhar para o lightroom e a pensar que em termos de organização de ficheiros... É dos melhores que por aí anda sem duvida...
     
  15. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    Encontrei este artigo, sobre edição RAW em gnu/linux, que poderá ser útil
    Artigo
     
  16. Baderous

    Baderous Banido

Partilhar esta Página