1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fotografia e.. a timidez.

Discussão em 'Fotografia e Vídeo' iniciada por Drekas, 27 de Março de 2009. (Respostas: 97; Visualizações: 5431)

  1. Drekas

    Drekas [email protected] Member

    É um assunto que me deixa algo confuso. Quando decido pegar na máquina e andar a passear, sozinho, tenho uma certa dificuldade em fotografar pessoas. Sinto que estou a violar qualquer coisa, além de o medo de vir a ter problemas.

    Não sei se isto só acontece a quem anda sozinho, mas vejo fotos brutais onde eu não tinha tomates de as tirar. Isto é, para descarga de consciência teria de pedir primeiro autorização à pessoa, o que em alguns casos se iria tornar na perda de uma boa oportunidade.

    Dicas são bem vindas.

    Cumprimentos,
    André
     
  2. Andre_pais

    Andre_pais Power Member

    Isso está sempre presente, é completamente normal.
    Eu não tenho fotografias de pessoas na minha galeria, não acho correcto (a não ser para fins artísticos, moda, retratos planeados), nem sou capaz de tirar fotos das pessoas.

    Abraços
     
  3. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Eu tento sempre que a pessoa não dê conta que a estou a fotografar. Não me incomoda a mim, e eu não a incomodo a ela. Se for de longe não há azar, normalmente. Obviamnete estamos a falar de fotos por algum tipo de interesse fotográfico, não andar a tirar fotos só porque sim.

    No entanto, para coisas mais de perto, já tive uma situação menos ... feliz ... que agora me leva sempre a pedir autorização, seja a quem for. Normalmente é a pessoas mais idosas, ou assim, e basta fazer o gesto para a máquina, nem é preciso falar com as pessoas.

    Mas sim, é uma situação com a qual se deve ter um pouco de cuidado, as pessoas têm direito ao seu anonimato, apesar de não haver nenhum tipo de legislação que te impeça de fotografares quem quer que seja num sítio público (desde que disso não resulte algum tipo de situação negativa para a pessoa fotografada).
     
    Última edição: 27 de Março de 2009
  4. Drekas

    Drekas [email protected] Member

    Lembro-me vagamente de uma discussão em relação à integridade da pessoa. Não era bem isso que queria discutir. :)

    O gesto da máquina parece-me uma boa opção.
     
  5. Almoinhas

    Almoinhas Power Member

    Outra alternativa é ao notarem que a pessoa ficou zangada, irem ter com ela e mostrar a fotografia. Isto nas máquinas digitais claro. Isso pode fazer com que a pessoa acalme.
     
  6. DiegoV

    DiegoV Power Member

    Por acaso também é uma coisa que evito fazer. Apesar de não ser ilegal (desde que dentro dos termos já referidos acima), não me sinto muito à vontade para o fazer. Ainda por cima não tenho tele-objectiva, o que inviabiliza a opção de tirar fotos ao longe sem que as pessoas notem :p
     
  7. Drekas

    Drekas [email protected] Member

    lol, um pouco como eu. Não se trata de ilegalidades, trata-se de respeito. Eu não o consigo fazer. Como também não tenho bazucas, seria complicado fotografar sem ser notado. :p
     
  8. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    n gosto desse tipo de fotos (fotografia de rua)
    acho uma falta de respeito fotografar alguem à socapa e continuo convicto da sua ilegalidade (fotografar pessoas na rua em vez da rua com as pessoas)

    quando mete crianças então nem sequer tiro a máquina fora.
    deixei bastantes fotos por tirar no carnaval que outros tirariam sem hesitar aos miudos a brincar.
     
  9. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Bom, como já sabem a minha posição é diferente. Não tenho qualquer problema em tirar fotos às pessoas, porque se formos a pensar não há grande mal nisso. As pessoas são vistas por toda a gente, a única diferença é que a fotografia regista isso de forma permanente. A meu ver é parvo sequer pensar que isso possa ser alguma forma de delito.

    Falta de respeito é fotografar alguém que se manifestou contra. E o que nunca se diz, é que também é falta de respeito pelos praticantes desta arte as pessoas acharem-se no direito de responder mal, ou até mesmo partirem para a agressividade, só porque lhes tiraram uma foto. Por vezes sem sequer saberem se realmente lhes tiramos uma foto. Por exemplo, ainda no outro dia estava na baixa lisboeta com o jamiro e quando perguntei a uma senhora se lhe podia tirar uma foto, ela começou aos berros, a afirmar que eu já tinha tirado. Tinha tirado uma foto a um conjunto de flores que estava ao pé dela.

    Portanto, e graças à mentalidade de certas pessoas, mais vale seguir a dica do ruimoura. Tentar não incomodar.
     
  10. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    o facto de tu me veres é-me irrelevante
    ja fotografares-me n. n te conheço de lado nenhum, n sei o que pretendes nem que destino vai ter a minha foto.

    um belo dias chegas a casa e vais ver uns sites. tropeças numa foto tua.
    ias ficar contente? indiferente?

    eu n.
    o ser delito ou n parte da interpretação que se possa fazer da lei.

    a fotografia para mim é algo que uso para registar momentos meus e/ou que me digam algo.
    uma exposição, uma viagem, amigos...

    fotografar gente que n conheço, que n me diz nd é algo que n consigo perceber
     
  11. wtf?!

    wtf?! Power Member

    As pessoas n podem deixar de fazer a sua vida so pq uns decidem q elas dão uma bela foto! :rolleyes:

    Acho q o melhor é fazer o q o ruimoura disse.. assim quem nao queira ser fotografado q vire a cara!
     
  12. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Tem o direito a manter a privacidade da identidade, fora ou dentro de casa (o típico caso em que se pede para desfocar a cara), mas fora isso é completamente legal seja quem for num espaço público.

    A lei refere só o uso das fotografias de um modo negativo para a pessoa em causa. Se isso é subjectivo? Não acho que seja ... Se tirar uma foto à velhota aqui da frente e meter no flickr não estou a fazer nada de mal para com ela. Na verdade, a lei até é bastante objectiva neste campo, os advogados é que gostam de pensar que não (fazem-no com todas as leis, faz parte).
     
  13. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    a lei refere qq uso das imagens.
    o artigo 79º no codigo civil proibe o uso das imagens sem o consentimento da pessoa retratada.
     
  14. Rui Marto

    Rui Marto Power Member

    Se as pessoas fossem correctas, os fotógrafos já não tiravam à socapa e podias simplesmente chegar ao pé dele e perguntar. ;)
    De qualquer forma há leis específicas para a utilização que é dada à foto, o acto de a tirar é independente.

    Já me aconteceu isso e sim, até fiquei contente.
    Tal como disse, o fotografar as pessoas é uma coisa. Usar essas fotos para fins que ponham em causa a sua dignidade é completamente diferente. Mas aí até te digo mais, nem sequer é preciso fotos, podes ser difamado até pelo nome, portanto continuo sem ver onde está o problema.
    Também vais deixar de dizer o teu nome às pessoas com medo de o vires a encontrar num site?

    A lei não é ambígua, mas podes sempre pedir a um advogado que te faça uma interpretação daquilo.

    Ora aí está... Se calhar se as fotografamos é porque nos disseram algo. Não é preciso conhecer a pessoa.
    Aliás, mal de nós (e é realmente o mal de muita gente) se nos fechássemos em copas e só reagíssemos perante pessoas que conhecemos.
    Passávamos a ser uma sociedade anti-social.

    Lá está. O uso e o tirar são coisas completamente independentes. Tirar, podes tirar à vontade. Usar, nem por isso.

    E já agora, para que conste, no ponto nº2 e 3 desse mesmo artigo tens a tua resposta.
     
    Última edição: 27 de Março de 2009
  15. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Ainda ontem estiveram a falar disso na Sic, à noite. Não é preciso qualquer tipo de consentimento para tirar fotos num espaço público.
     
  16. jmmsmm

    jmmsmm Power Member

    O ano passado ía levando com um guarda-chuva de uma senhora idosa, na estação da campanhã... não levei, mas fui insultado de cima a baixo...

    estava a fotografar a minha filha que entrava para o comboio... ía de férias para casa dos avós em lisboa...
    a senhora pensou que eu fosse um "maníaco" daqueles que aparece nas televisões com fetiches por criancinhas... tive que lhe explicar a situação de forma educada e dizer que "aquela criancinha, fui eu que a fiz..." :)

    no final, nem percebi bem se ela ouviu a minha explicação... ficou tão exaltada, que penso não ter sequer escutado...

    bom, esta situação traumatizou-me um pouco e hoje em dia, tenho muita precaução no que toca a fotografar pessoas, apesar de achar que não há qualquer violação de privacidade, desde que essas mesmas imagens sejam publicadas (se for o caso), com o consentimento das próprias pessoas...

    (a mentalidade meio tacanha e ainda muito conservadora dos portugueses, não ajuda em nada as pessoas que têm por hobby a fotografia... principalmente a de rua...)
     
  17. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    se n vais usar para que tirar?

    n se trata de por em causa a dignidade ou n.
    n autorizei ng a fotografar-me, muito menos publicar a minha foto

    Pode-se expor ou reproduzir a imagem de um cidadão sem a sua autorização?
    Em determinadas situações sim. A pessoa retratada não tem que dar o seu consentimento quando assim o justifique a sua notoriedade, o cargo que desempenha, exigências de polícia ou de justiça, finalidades científicas, didácticas ou culturais, ou quando a reprodução da imagem vier enquadrada na de lugares públicos.

    Legislação:
    Código Civil, Artº 79º, n.º2.

    se n é ambigua n podes fotografar pessoas na rua.
    podes fotografar a rua com as pessoas, mas destacares uma pessoa pelo que eu entendo do artigo n podes

    o que é que a sociedade tem a ver com o caso?
    posso estar na conversa com alguem que n conheço na paragem de autocarro, mas n é por isso que me interessa fotografar essa pessoa

    le os artigos antes de mandares perolas dessas :rolleyes:

    Numa reportagem sobre transportes públicos, podem ser exibidas filmagens de pessoas nas paragens dos autocarros, sem que tenha havido consentimento?
    Sim. A fotografia em local público não tem que ser autorizada se a reprodução da imagem vier enquadrada no local público, ou seja, se o objecto central da fotografia for um local público. Neste caso, trata-se de uma fotografia em local público, sendo o objecto central da fotografia as paragens de autocarro.

    Legislação:
    Código Civil, Artº 79º, n.º2.

    se esta a passar na rua sujeita-se.
    se o jornalista for ter com a pessoa pode-se recusar.
    gostaria de ver passar uma peça com alguem a dizer "n quero que me filme" :rolleyes:
     
  18. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    mas para publicar é
     
  19. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Finalidades culturais. *Todos* os retratos (ou não retratos) que tenho de pessoas estranhas envolvem algum tipo de actividade cultural, ou estão inseridas num âmbito cultural (usos, costumes, tradições). Se for para algum tipo de publicação ou trabalho há que falar com as pessoas, mais não seja porque é a coisa certa a fazer, mas não há essa obrigação.

    Obviamente não ando a tirar fotos aos cús das babes ou às pessoas só porque me apetece, mas eu estou a falar por mim, o que os outros fazem não me diz qualquer respeito.
     
    Última edição: 27 de Março de 2009
  20. adolfo dias

    adolfo dias Power Member

    Pode-se expor ou reproduzir a imagem de um cidadão sem a sua autorização?
    Em determinadas situações sim. A pessoa retratada não tem que dar o seu consentimento quando assim o justifique a sua notoriedade, o cargo que desempenha, exigências de polícia ou de justiça, finalidades científicas, didácticas ou culturais, ou quando a reprodução da imagem vier enquadrada na de lugares públicos.

    Legislação:
    Código Civil, Artº 79º, n.º2.

    lê, n custa nd

    mas agora estamos a comparar fotos jornalisticas com eu por-me a janela a fotografar as gajas que passam na rua?
    estamos a comparar fotografar um artista na rua e apanhar publico por tras com ir fotografar criancinhas nos baloiços como o outro no algarve?

    porreiro pá
     

Partilhar esta Página