1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fraude da AIRIS

Discussão em 'Novidades Portáteis' iniciada por wcrvieira, 12 de Janeiro de 2009. (Respostas: 9; Visualizações: 1545)

  1. wcrvieira

    wcrvieira Power Member

    Ora bem, odeio criar destes tópicos alarmistas e queixosos mas pode vir a ajudar muita gente.

    Isto é assim, comprei faz 4 anos o meu primeiro portátil Airis na loja Sevenforma em Braga (agora já não vende PCs, só faz consultadoria a empresas).
    Mandei-o 4 vezes em RMA. Primeiro porque a drive de DVD não vinha bem apertada, depois porque um dos parafusos que apertava a motherboard soltou-se (nunca bati com ele nem andava aos "saltos"), e duas vezes porque aquecia de mais...
    Aos 2 anos e 2 meses o portátil frita. Vai em RMA e dizem-me ser da motherboard que avariou e queimou GPU também.
    Deram-me 250€ pelo antigo na compra de um novo, e eu burro lá compro outro. Airis Praxis N1005.
    Foi de RMA mais uma vez, para não fugir à regra, pois o encaixe do monitor estava muito desapertado.
    Em Dezembro de 2008 no dia anterior a começar as férias de Natal avaria de vez. Motherboard frita outra vez. Nunca sobreaqueceu, não tinha pó nenhum nas ventoinhas...mais uma vez, do nada!

    Foi para a loja, demoraram 15 dias para o enviar para Espanha.
    Esta sexta recebo um mail a dizer que a motherboard não está na garantia (apenas tinha 1 ano de garantia) e para a consertar seriam 400€. Claramente digo que não. Dizem-me que tenho 7 dias para me decidir, e se o quiser de volta sem arranjo tenho de pagar 60€ pelo transporte.

    Claro está que estou de momento ultrajado com esta vigarice. Procurei pela internet e afinal não sou caso único.
    É coincidência a mais ser o mesmo problema das duas vezes e no segundo fazerem de tudo para não mo arranjarem.
    Para piorar as coisas perdi muitos trabalhos no PC e agora estou sem carro para ir à loja, tenho de andar quase 1h a pé ou pagar 8€ de táxi.

    Alguma ideia de como resolver este imbróglio pelo bem? Eu a reparação não pago, quero o PC arranjado, e não quero pagar os portes claro está!

    Por isso, cuidado com a Airis meus amigos...
     
    Última edição: 18 de Janeiro de 2009
  2. merlin3000

    merlin3000 Power Member

    Se foi comprado em Portugal tens 2 anos de garantia em todo o material electrónico. Salvo erro a única excepção é a bateria que devido a ser um bem que se degrada com o tempo só precisam de dar 6 meses (embora ajam empresas a dar 1 ano).

    Refere-os aos artigos das leis do consumidor, podes encontrá-los Lei Consumo e Garantias (84/2008) e a que rege o mesmo mas em contratos à distância (82/2008).

    Qualquer problema extra podes pedir conselhos à Deco e pode-te ajudar em mais alguma coisa, pressão e tal. Em último caso acho que é a ASAE que trata legalemente estes casos.

    Não te deixes ficar, força-os ao máximo a cumprir as Leis. Lembra-te que se eles demorarem mais de 30 dias na reparação, é teu direito pedir o reembolso do produto.

    Edit: Já vi (e respondi) repetidas vezes a perguntas semelhantes. Talvez fosse boa ideia por um sticky com ligações para estas mesmas leis. Até porque mesmo no google não é imediato encontrá-las (especialmente a dos contratos à distância).
     
    Última edição: 12 de Janeiro de 2009
  3. nickie

    nickie Power Member

    Outra possibilidade é dirigires-te a um centro de arbitragem (há um no porto, mas pode ser que encontres em Braga) e apresentares a tua situação. Não tens qualquer custo e tens um advogado à tua disposição que tenta resolver o problema. Quanto à DECO, podes sempre utilizar mas eles não têm qualquer poder, enquanto que o centro de arbitragem sempre tem algum (não muito porque o comerciante pode não querer submeter-se ao processo de arbitragem , mas sempre te podem aconselhar sobre o que podes fazer a seguir). Como diz o merlin3000, a não ser que tenhas comprado o computador em nome de uma empresa (os dois anos apenas se aplicam a consumidores finais e não a empresas...), tens dois anos de garantia para todos os componentes.
     
    Última edição: 12 de Janeiro de 2009
  4. vertigem

    vertigem Power Member

    Antes de mais, lamento que tenhas tido tanto azar com o computador e espero que soluciones o problema rapidamente.

    Posto isto, dizer que tenho um portátil Airis há quase 9 anos e, durante todo este tempo, problemas nem vê-los. É o meu computador de casa, chega a ficar ligado semanas a fio sem repouso e aguenta-se muito bem para as curvas.
     
  5. slpro

    slpro Power Member

    Simples. ASAE com isso.
    Cumps.
     
  6. wcrvieira

    wcrvieira Power Member

    Muito obrigado pelas respostas. Ajudaram bastante acreditem.

    Tenho nas minhas mãos toda a correspondência entre o revendedor e a Airis onde estes últimos mencionam a Ley de Garantías en La Venta de Bienes de Consumo como nós temos cá. Eles dizem que a Garantia em España é assim (citando):

    Dizem ainda que como o equipamento não está na garantia tenho de pagar os portes de envio, 60€.
    De notar que o portátil foi enviado para o revendedor no dia 17/12/2008 e a AIRIS demorou em média 9 dias a responder aos e-mails do revendedor. O equipamento foi enviado entre o dia 31 de Dezembro e 3 de Janeiro.
    Dia 8 mandaram-me um orçamento de 400€ para o arranjo que é a troca da motherboard, se o processador, memórias e disco não forem compatíveis terei de as trocar também, tudo com cargos claro, para mim. Dizem ainda que tenho um prazo de 7 dias para decidir, prazo esse acabado mandam o portátil para eu pagar os portes.

    É claro que estou profundamente indignado. Acordei com o revendedor que agora quem trata disto sou eu e estou de momento a escrever-lhes uma carta em Espanhol e em Português para não virem alegar falta de tradutores (poupo-lhes o trabalho visto eu ser um) a avisar que quero o PC arranjado e a explicar na Lei deles, na nossa e na da UE que tenho 2 anos de garantia. Se não for arranjado no prazo limite farei queixa na DECO, ASAE e entrarei pela via legal.
    Não vou ficar a perder 1000€ num portátil que é bastante bom para a idade que tem e que estava imaculado, nem 1 risco tinha, 100% desktop-replacer.
     
  7. nickie

    nickie Power Member

    Se o portátil foi comprado em POrtugal por um revendedor deles, a legislação pela a garantia do mesmo se rege é a Portuguesa, argumentem eles o que argumentarem. Pode haver a possibilidade (mas julgo não ser o caso pelo que foi relatado) que o vendedor tenha ido a espanha comprar o computador e revendido em Portugal. Nesse caso julgo que se aplicaria a legislação espanhola. Se não foi este o caso, tens os 2 anos de garantia se não o tiveres comprado em nome de uma empresa (confirmável via NIF). Se entrares em contacto com o centro de arbitragem de consumo eles podem informar-te melhor. Se tiveres a certeza que de facto tens razão, podes aproveitar a carta para os informar que, caso o problema não se resolva de acordo com a legislação portuguesa (como parece ser o caso) vais expor o caso ao centro de arbitragem e dessa forma fazeres valer os teus direitos. Desta forma eles já sabem com o que podem contar. Se continuarem na mesma, coloca a queixa no tal centro de arbitragem que eles ajudam-te a resolver o assunto. Julgo que não tens quais quer custos com este processo.
     
  8. emgrande

    emgrande Power Member

    O revendedor a ti tem que dar os 2 anos de garantia que a lei exige, se ele não tem essa garantia da parte da empresa mae, já e problema dele.
     
  9. wcrvieira

    wcrvieira Power Member

    Obrigado pelas respostas. Sim, já os avisei do centro de arbitragem.
    O portátil foi comprado à AIRIS pelo revendedor que eu até tenho a factura disso. Mas, eu fui ver a legislação espanhola e é IGUAL à Portuguesa. Os 2 anos de garantia. Nesta carta já mencionei isso tudo... estou à espera de resposta.
     
  10. wcrvieira

    wcrvieira Power Member

    Depois de confrontar a sra. encarregue do meu caso obtive resposta, até bastante mais rápido que pelo revendedor.
    O meu portátil não está na garantia, porque imagine-se só, a garantia cessou a 30/06/2005! E o portátil foi comprado a 25/01/2007!
    Dizem que o único componente que ainda tinha garantia na altura da compra era o barebone! >(

    Eu tinha um portátil AIRIS que avariou 2 meses depois de acabar a garantia. Disseram-me que me davam 250€ por ele para peças e abatiam esse preço num portátil NOVO. Eu escolhi por catálogo esse mesmo portátil NOVO. Basicamente pelo que eles dizem, trocaram a peça avariada do antigo, deram-lhe 1 ano de garantia e eu paguei 1000€ por um portátil usado cujas peças já eram minhas! :005:
    Fui vítima de uma fraude como nunca vi...! >(

    Infelizmente não tenho nem tempo nem cabeça para resolver isto como deve ser, que é meter o advogado ao barulho, por isso vou-me limitar pela queixa na DECO, ASAE ou seja lá o que for.

    Por isso meus amigos, muito cuidado com a AIRIS!
     

Partilhar esta Página