1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Fibra Óptica FTTH defende que governos devem definir prioridades para banda larga

Discussão em 'ISPs' iniciada por jota x300, 27 de Fevereiro de 2013. (Respostas: 0; Visualizações: 853)

  1. jota x300

    jota x300 Power Member

    A Fibre to the Home Council Europe (FTTH) já tinha alertado para o facto da Europa estar a perder o comboio da fibra óptica, mas os últimos números revelados pela organização reforçam este cenário. Em entrevista ao TeK, Hartwig Tauber, diretor-geral da organização defende que é necessário maior empenho dos governos na estratégia de implementação de fibra para que a Europa consiga cumprir as metas definidas na Agenda Digital e assumir um papel de liderança.

    "Temos claramente uma Europa a duas velocidades, com os países nórdicos a manterem uma aposta forte na fibra e alguns países, como Portugal, a investirem nestas redes à prova de futuro", afirma.

    Mais uma vez o diretor-geral da FTTH elogiou o trabalho que está a ser feito em Portugal, pela Portugal Telecom, na implementação de fibra ótica, mas também da parte dos municípios. "A PT é um bom exemplo, vamos ver como cresce nos próximos dois anos. Temos a experiência de que quando uma empresa consegue atingir esta massa crítica de utilizadores o passa palavra começa a funcionar em termos de ativar a diferença entre a fibra e outros serviços de banda larga e o número de assinantes começa a crescer", assinala Hartwig Tauber.

    Em relação à adesão dos consumidores aos serviços em Portugal, Hartwig Tauber admite que o volume é ainda reduzido mas acredita que será possível nos próximos anos chegar a uma taxa de subscrição de 25% das casas passadas.

    Hartwig Tauber destaca ainda os efeitos positivos para a economia da implementação das redes de fibra ótica e salienta que em Portugal já se assiste a um movimento de exportação de know-how das empresas que implementaram a redes localmente e que estão a ganhar projetos no Brasil e na América Latina.

    LINK!
     

Partilhar esta Página