1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Futuro do Gaming

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por Slenderman, 22 de Setembro de 2012. (Respostas: 10; Visualizações: 1789)

  1. Slenderman

    Slenderman Power Member

    Olá a todos. Acho que o gaming e o seu futuro poderá vir a ser obscuro. Visto que as consolas têm vindo a mudar conforme os anos, eu tenho medo que elas só parem quando já tiver tudo mal.

    1- MOTION CONTROLS: Por exemplo, "motion controls" quem é que realmente precisa disso? Eu prefiro mil vezes uma boa experiência de jogo do que andar aí à abanar-me feito tolo com o Kinect. Para fazer exercício já chega o tempo e dinheiro que gasto no ginásio, não preciso agora de "fitness games" nem coisas do género.

    2- DLCs: Não acho bem que lancem um jogo a 70% só para mais tarde poderem lucrar com os DLCs. Nunca na vida comprei um DLC por muito bom que fosse o jogo e nunca hei de comprar. Verdade seja dita que alguns DLCs oferecem uma nova experiência (como por exemplo a introdução de uma nova campanha em Red Dead Redemption: Undead Nightmare). Agora, por exemplo, lançarem um jogo de beat'em up com 20 personagens e depois lançarem outras 20 a 3€ cada acho uma roubalhice e uma ganância terríveis.

    3- CLOUD GAMING: Este tema tem algo que se lhe diga. A verdade é que poder guardar os jogos na "nuvem digital" liberta algum espaço nas prateleiras cá de casa e até facilita quando queremos mudar de jogo, mas sei de muitos coleccionadores a qual isto nem sequer é uma coisa boa. Há pessoas que querem sempre o jogo em formato físico.

    O que têm vocês a dizer acerca do futuro do console gaming, pc gaming e videojogos?
     
  2. MiguelX69

    MiguelX69 I fold therefore I AM

    "Nunca na vida comprei um DLC por muito bom que fosse o jogo e nunca hei de comprar."

    Há DLC's e DLC's... Os do Burnout Paradise, do GTA IV, ou do RDR são mesmo DLC's pensados depois, e valem mesmo a pena.

    Isto para não falar dos DLC's grátis... Tipo Witcher 1 e 2, Enhanced Edition...
     
  3. Rubenzito

    Rubenzito Power Member

    Só ñ concordo com a tua opinião em relação aos motions controls e aos jogos de fitness, um dos objectivos deles é mesmo evitar que as pessoas gastem dinheiro nos ginasios, se é bom ou mau, já e discutivel para mim acho que é vantajoso se consegues poupar dinheiro no ginásio. Os dlc's é um pau de dois bicos, por um lado enriquece a experiencia no jogo o que é sempre bom, mas acaba por ser mau para a nossa carteira, depois já depende de cada um para uns o dlc's valem o preço para outros ñ. Devo de dizer que os dlc's do AC 2 e o RDR Undead nightmare valem bem a pena, se podiam já vir ou ñ nos jogos é discutivel. Em relação ao cloud gaming, também sou adepto do formato fisico e para já ñ me convence. Uma coisa é certa com isto a industria deu um grande pulo, com o tempo resta saber se foi um pulo para se manter no topo ou se foi para dar uma aparatosa queda.
     
  4. Slenderman

    Slenderman Power Member

    O Undead Nightmare experimentei em casa de um amigo. Pareceu-me bem, e por 15€ (salvo erro) até vale a pena. Quanto ao cloud gaming isso depende, alguns PC gamers (Steam, com excelentes preços) são adeptos da "nuvem digital" já os console gamers não.
     
  5. Rubenzito

    Rubenzito Power Member

    Eu tenho a GOTY edition portanto o dlc já vinha lá, tambem há outro factor que talvez seja uma das razões por haver tantos dlcs, os jogos vão sendo mais polidos e maiores, quer seja graficamente, quer tenha uma campaign mais longa, etc, ora tudo isso ocupa espaço no disco e talvez seja uma dessas razões para haver tantos dlc's, agora claro que também se aproveotam das carteiras isso aproveitam. E lá está eu sou um console gamer, portanto talvez tenhas razão, pelo facto de eu ser contra o cloud gaming.
     
  6. Slenderman

    Slenderman Power Member

    Será que os tablets/smartphones irão ultrapassar as consolas? Já temos Infinite Blade para o iPad cujos gráficos estão muito bons, mas ainda longe de os de uma consola. E se as consolas desaparecerem irão permanecer os PCs?
     
  7. MiguelX69

    MiguelX69 I fold therefore I AM

    Estás a fazer alta confusão. Cloud Saving é diferente de Cloud Gaming! Cloud Gaming é um jogo que tu jogas sem precisar de DVD nem de nada instalado no PC! Cloud Saving é simplesmente o teu progresso num jogo ficar gravado online, assim caso o teu PC precise de ser formatado ou perca dados, quando voltares ao jogo não tens que começar do zero!

    A Steam tem Cloud Saving, tal como a PS3 e a Xbox 360, e também a Origin. Cloud Gaming era o OnLive e o Gaikai. O primeiro faliu, e o segundo foi comprado pela Sony.

    Quanto aos motion controls... Estão lá para os pais jogarem com os filhos, para as criancinhas, para as miudas dançarem, para fazer exercicio fisico. Já vêm do tempo da PS2 e nunca substituiu o comando clássico, nem vai substituir. É apenas um extra, um pequeno extra. E de tão pequeno que é, ves que os jogos que aproveitam aquilo são muito reduzidos.

    PS: Nada Substituirá um PC Fixo. Nada. Simplesmente mais espaço e melhor arrefecimento num fixo é o que lhe dá a vanguarda na tecnologia. Fixo > Portátil > Consolas Caseiras > Consolas Portateis > Tablets > Telemóveis.

    Os portáteis, esses sim penso eu que têm evoluido bastante. Antigamente qualquer portátil por muito topo de gama que fosse, não aguentava um jogo ao extremo. Hoje em dia um midrange já corre bem qualquer jogo, a 1080p.
     
    Última edição: 22 de Setembro de 2012
  8. chicken

    chicken Power Member

    Os dlc's não são só para extorquir dinheiro ao pessoal como toda a gente pensa, quando se faz um jogo é preciso definir bem o q se vai fazer e isso tem de estar tudo documentado e não se pode mexer mais nisso senão nunca mais saía o jogo mas muitas vezes quando se está a meio o pessoal tem mais ideias, antigamente essas ideias eram guardadas para sequelas, mas agora existe a possibilidade de acrescentar isso ao jogo sob a forma de dlc
     
  9. Cmind18

    Cmind18 Power Member

    Para um futuro "game developer" como eu a ideia de cada vez mais se vender jogos em formato digital é bom, torna-se mais barato produzir e logo é mais barato para vender. Verdade sim que existe imensa gente que prefere o jogo em formato físico, maioritariamente coleccionadores, alias, também prefiro mas acaba por ser pouco cómodo ter tanta caixa em casa nos dias de hoje e com a idade de casar/ter filhos cada vez mais próxima torna-se bastante complicado.

    Acho os kinect's e move's uma infelicidade do mundo dos jogos mas por outro lado é bom pois abre o mercado dos jogos a users com interesses completamente diferentes dos habituais jogadores. A melhor alternativa acho que passa mesmo por um sistema semelhante ao usado na Wii, ou seja, temos sim os movimentos e tal mas é exactamente o mesmo do que jogar numa outra consola qualquer (gráficos à parte).

    Todos os dias nas "cadeiras" de programação dizem que o nosso futuro como pequenos/iniciantes developer's é criar jogos para telemóvel ou aplicações, não acredito que seja, sim é verdade que os jogos para Ipad's e afins dão muito dinheiro - por agora - mas comparando os números com os das consolas ainda se vê bem quem tem a hegemonia do mercado actual, apesar de a diferença já ter sido bem maior.

    Como será o futuro do gaming? Na minha sincera opinião, depois de passar esta loucura dos "movements" e "teleles", teremos a nossa consolazita com um comando que provavelmente terá algum tipo de "motion sensor" mas de uma forma bastante semelhante ao que se vê com os comandos da Wii e não como nos move's/kinect's. Acredito sinceramente que o termo "Game Clouding" é o futuro dos jogos, para bem dos developer's, gamer's e até do ambiente.

    Não tinha falado nos DLC's pois não? Sabem porquê? Não estão bem aplicados no mercado, ou estão em poucos casos a meu ver. Uma pessoa já compra o jogo e depois ainda tem de estar a gastar mais dinheiro em não sei quê e não sei que mais só para encher o "bandulho" ao senhores criadores do jogo? Nada disso, os DLC's deviam de ser usados para enriquecer a experiência de gaming, exemplificando: aqui há uns tempos comprei um excelente jogo chamado The Saboteur e no final fiquei com aquela vontade (como acontece em muitos jogos) de jogar ainda mais e ai era a altura ideal para lançarem um dlc, uma expansão (bem ao estilo das que se vê no GTA) onde pudesse efectivamente continuar com o nosso amigo Sean (personagem principal) a livrar o mundo de nazis ou simplesmente voltar à antiga vida dele (piloto de automóveis). Isto seria benéfico para todos tornando bem mais barato para a produtora lançar expansões com mais história/níveis e faria com que a experiência de gaming ficasse mais envolvente, não digo lançar "full price" como se vê muitas vezes (nem em formato físico, só aumentaria custos de forma desnecessária) mas sim a um preço acessível.
     
    Última edição: 23 de Setembro de 2012
  10. Rubenzito

    Rubenzito Power Member

    Se ñ estou em erro a produtora do saboteur faliu, é um excelente jogo sim sr. Alem disso o jogo ñ mereceu o respeito que lhe era devido, a data de lançamento foi muito proxima do GOW III o que acabou por ser completamente ofuscado. Mas sem duvida que fazia download de algum dlc desse jogo.
     
  11. fly_bomb

    fly_bomb Power Member

    O futuro do gaming é incerto, mas não tenho gostado da maneira como isto tem evoluído nos últimos 30 anos. Os jogos perderam a sua essência, foram banalizados.
    Ficava vidrado a jogar um Manic Miner, coisa que já não acontece. Vejo crianças a pegar num jogo de 70 euros e a mete-lo para o canto passado 5 minutos.
    Estão mais fáceis, mesmo em hardmode, são curtos, desinteressantes, cada vez menos exigem menos perícia e inteligência, e quando exigem, lá vem o belo do cheat, ou chuta para canto, desisto, não tenho capacidade para contornar o problema!
    Tinha imaginado outro rumo para os video-jogos quando joguei em 1998, o grande Half Life, a partir dai saíram meia dúzia de clássicos, que infelizmente não tiveram o Hype que mereciam.
    Sai um motor gráfico novo, os jogos anteriores a isso não prestam " ah e tal, gráficos de bosta, temos de evoluir ", só falta dizer que a Lili Caneças evoluiu.
    E qual Motion Control, qual carapuça, só falta dizer que isto contribuiu para reduzir a obesidade infantil.
    Os DLC ainda são o menos, desde que de facto adicionem ALGO ao jogo, agora comprar pistolinhas e fatinhos?
    Eu tinha imaginado que os jogos evoluíssem, mas de forma a aumentar a imersão no jogo, nem digo o realismo, a imersão!
    Volta red alert 2, volta MOHAA, volta chuckie egg estão perdoados!
    Mas agora sem ironias, é muito chato por exemplo, comprar o jogo Guild Wars 1, e passado 3 anos aquilo na minha modesta opinião estar muito, mas muito diferente do jogo que eu originalmente comprei.
    Comprar jogos agora só em super mega promoção, e clássicos de culto.
     

Partilhar esta Página