1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Gam3r entrevista Activision!

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por ^Trigun^, 10 de Outubro de 2007. (Respostas: 2; Visualizações: 751)

  1. ^Trigun^

    ^Trigun^ Power Member

    Estivemos à conversa com Jean Claude Ghinozzi, vice-presidente da Activision Europe, e ficámos a saber os planos da empresa para a Europa.

    Em 2007 a Activision ultrapassou a gigante Electronic Arts em vendas de jogos nos Estados Unidos, chegando assim ao topo. Na Europa a situação é bem diferente e Jean Claude pretende fazer a empresa crescer no velho continente. Para isso criaram uma equipa em Dublin, responsável por exemplo por fazer a localização dos jogos nas várias linguas europeias.

    Uma parte fundamental dos planos da Activision passa por comprar estudios, como foi o caso de Bizarre Creations. Jean Claude afirma que a politica da Activision é diferente da maioria, dando liberdade total aos estudios que compram para continuarem a fazer a sua própria gestão. Disse também que as franchises Bizarre Creations, como Project Gotham Racing, não fazem parte do negócio.

    Sobre a guerra das consolas, Jean Claude não quis entrar em grandes polémicas, lembrando que não trouxe para Lisboa a sua bola de cristal. Disse-nos que todas as consolas têm os seus pontos fortes e condições para vencer a guerra. No final sairá vencedora a consola que oferecer mais entretenimento ao público e que tenha o marketing mais eficaz para passar essa mensagem. Revelou-se muito satisfeito com a Wii por ter aberto o mercado dos videojogos a um público mais alargado, um exemplo que a Activision pensa seguir. A Xbox 360 é mais fácil de programar que a rival Playstation 3. No entanto a marca Playstation é muito forte e Jean Claude está seguro que o sucesso da PS2 vai ter continuidade na PS3.

    Os jogos lançados pela Activision são quase sempre sequelas ou licensas de filmes, onde param os jogos originais? Jean Claude diz que um jogo original demora 3 a 5 anos a desenvolver, e que Activision tem que fazer render as marcas fortes que conseguiu criar. Por exemplo, Call of Duty 4 é um jogo completamente novo, mas cola-se ao nome conhecido de todos que é uma propriedade valiosa da Activision. É necessário construir essa marca e dar-lhe continuidade, porque não se podem arriscar a fracassar nas vendas de um jogo importante.

    Questionado sobre as diferenças entre a Activision e a Electronic Arts onde também trabalhou, Jean Claude diz que são essencialmente as pessoas. Ambas as empresas são americanas e investem imenso dinheiro nos jogos, e eles têm a obrigação de obter o retorno desse investimento. As semelhanças são muitas, a diferença é a equipa. Se pudesse "roubar" um jogo à EA, Jean Claude ia buscar o Fifa para ter um jogo de futebol e o melhorar.

    E como gamer, o que joga o vice-presidente da Activision? Já não joga muito porque desde que foi pai o tempo livre é para a familia. Mas o seu jogo favorito foi Command & Conquer.

    Link da notícia aqui: http://www.gam3r.net/noticias/playstation/os-planos-da-activision.html
     
  2. pofxxx

    pofxxx Power Member

    isto havia de estar na parte de jogos e consolas e não na secção da playstation.

    Eles compraram a Bizarre , mas a serie pgr continua na mão da MS.
     
  3. azeiteiro

    azeiteiro Power Member

    falam falam, mas nao jogam nada :p
     

Partilhar esta Página