1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Gamas Tecra e Portégé da Toshiba avançam com evolução para conceito EasyGuard

Discussão em 'Novidades Portáteis' iniciada por RavenMaster, 24 de Fevereiro de 2005. (Respostas: 0; Visualizações: 1093)

  1. RavenMaster

    RavenMaster Power Member

    "
    A Toshiba Portugal apresentou hoje o conceito EasyGuard que passará a estar patente em algumas das máquinas com lançamento previsto para este ano, nomeadamente na renovação das gamas Tecra e Portégé.

    Detalhando a informação que já tinha sido avançada pela casa mãe, Jorge Borges director de marketing da empresa em Portugal explicou que o conceito EasyGuard coloca em prática um conjunto de funcionalidades relacionadas com a segurança, que no futuro deverão integrar todos os portáteis.

    Os notebooks Easyguard contam com um sistema de detecção de movimento tridimensional que protege os equipamentos em caso de queda ou movimentos bruscos e um teclado resistente à água. A Toshiba garante que um PC EasyGuard em contacto com um máximo de 30 ml de água, resultado de um incidente, dá ao utilizador 3 minutos para guardar as aplicações em utilização e desligar a máquina.

    No caso do sistema de protecção de quedas este pode ser parametrizado para 3 diferentes níveis de sensibilidade que desencadeiam o afastamento da cabeça do disco rígido, em reacção a determinado movimento, evitando danos. Esta característica conjuga-se com um sistema de protecção do disco rígido com amortecedores de absorção do impacto.

    Os novos portáteis vão ainda incluir um conjunto de mecanismos de segurança standard, onde se incluem o Trusted Platform Module, um chip que armazena todas as chaves de encriptação do utilizador, reduzindo o risco dos sistemas tradicionais baseados em software. A protecção XD-Bit é também incluída nas máquina Easyguard permitindo a este tipo de equipamentos distinguir o código maliciosos e o executável em caso de vírus.

    O gateway ConfigFree, já utilizado pela Toshiba em modelos anteriores, é também parte integrante do conceito que usa as suas componentes tradicionais e uma nova funcionalidade (ConfigFree Summit) que permite ao utilizador criar salas virtuais para partilha de documentos e conversação em chat entre membros de uma equipa, sem recorrer a um modem.

    As primeiras máquinas deste tipo chegam ao mercado português já em Fevereiro. O Portégé M300 é o primeiro que além das funcionalidades já descritas inclui uma tecnologia patenteada da Toshiba (Diversity Antenna) que encontra a melhor conexão wireless entre os vários perfis de utilização definidos pelo cliente para redes sem fios. De sublinhar que esta tecnologia integra-se também no conceito EasyGuard.

    O M300 tem processador Centrino (Pentium M753) e oferece uma autonomia de 6 horas, ou 11 horas com uma bateria alternativa de elevada capacidade. No mercado local o equipamento vai custar 1990 euros.

    Os próximos equipamentos EasyGuard serão os da gama Tecra (A3, A4, S2 e M3), já suportados na plataforma Sonoma. Até ao verão a gama Portégé migra também para este conceito com novos modelos.

    Nos próximos anos a Tosiba conta continuar a trabalhar no desenvolvimento deste conceito adicionando-lhe novos utilitários que reforcem as componentes de segurança. Ainda em 2005 a fabricante pretende evoluir o sistema anti-queda para 90 metros, incluir software RAID, localizador GPS, sensor biométrico e privacy screen (uma tecnologia que impede a visualização do ecrã em espaços públicos por quem está ao lado do utilizador).

    No próximo ano o desafio é aumentar a protecção a quedas para um metro, tornar os notebooks desenhados no âmbito deste conceito à prova de chuva e introduzir o reconhecimento de voz. Em 2007 a Toshiba conta evoluir para protecção a quedas de 1,5 metros e introduzir tecnologia de reconhecimento facial. "

    fonte
     

Partilhar esta Página